busca | avançada
44531 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Quinta-feira, 19/6/2008
Comentários
Leitores

simplesmente amamos
Acredito, mas não necessariamente um tem a ver com o outro, pois o amor muitas vezes nos pega de surpresa, e simplesmente amamos. Ser feliz depende de um processo, dos seus anseios, maneiras e formas de ser feliz. [Forataleza - CE]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Jackson Luiz
19/6/2008 às
10h59

A Força dos Imigrantes
Parabéns, Daniel, pela bela e sensível homenagem que fez a todos os imigrantes que, direta ou indiretamente, lutaram pela construção deste país.

[Sobre "Machado de Assis e a Esperança"]

por Benilde Peres
18/6/2008 às
22h55

Amar sem exigir
Acredito. Amar a si mesmo não é egoí­smo, mas um passo para entender o outro e ser feliz. Amar sem possuir, sem domar, sem exigir. Talvez não seja o que acontece, mas é o que deveria acontecer entre duas pessoas que se amam. [Santo André - SP]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Cybele Regina
18/6/2008 às
16h30

há outras coisas
Acho perfeitamente possí­vel amar e ser feliz ao mesmo tempo, pois há outras coisas prazerosas que são indispensáveis à  vida, mesmo no momento em que estamos sendo felizes e amando. Viajar, ver um bom filme, ler um bom livro, conviver com pessoas que nos dão prazer e ter saúde para poder usufruir de todos os bons momentos [Teresópolis - RJ]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Marcia Algranti
18/6/2008 às
16h30

Olho artístico em palavras
Excelente: Tudo. O fato de existir um Eric Marechal por aí, para ampliar nosso olho artístico, além dos limites tradicionais... E, também, de existir um repórter, com a sensibilidade e o ímpeto necessários, para "pintar" todo o tema, com clareza e objetividade. Parabéns. ("Excelente" é o ponto mais alto da minha escala...) [ ]s

[Sobre "Bate-papo com Eric Maréchal"]

por Pedro Correa
18/6/2008 às
14h20

amar, sem demasia
Claro. Nós, seres humanos, somos dotados de inteligência e precisamos usufruir dessa dádiva. Portanto, devemos saber dosar todos os sentimentos para poder chegar a um patamar válido. Devemos amar, sem demasia, para não sofrer, sabendo encarar os problemas que aparecem com o tempo, com calma. Devemos saber tirar do envolvimento pessoal a felicidade dos momentos, pois, na vida, tudo é momento. [Santo André - SP]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Montserrat Montes
18/6/2008 às
13h00

Ito agradece
Muito boa entrevista! Abraço, Eric!!! E obrigado!

[Sobre "Bate-papo com Eric Maréchal"]

por Paulo Ito
18/6/2008 às
11h19

companheirismo e afeto
O amor, quando correspondido, nos leva a descobrir sentimentos diversos e nos indica o caminho da felicidade através do companheirismo e do afeto. [São Paulo - SP]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Célio Marcos
18/6/2008 às
11h05

um problema dos piores
Se amar é se sentir completo ao estar ao lado de quem se ama, diria que sim. Porém, se quem se ama não está correspodendo temporal e espacialmente a você, taí um problema dos piores, não se é feliz. Mas a verdade é que amar é viver de eternos momentos felizes, pois mesmo quando perdemos o objeto amado, lembraremos tristemente daqueles momentos em que fomos felizes. A felicidade não está no sucesso do amor, mas sim no sentimento em si. Se é possível amar e ser feliz eu não sei. Contudo, tenho certeza que é impossí­vel ser feliz sem amar. [Maceió - AL]

[Sobre "Promoção Nada te Turbe"]

por Jhonathan Wilker
18/6/2008 às
11h03

talvez seja inconformismo
Vivemos numa sociedade corrompida pelo descaso... Acredito que o Geraldo Vandré tenha lá seus motivos para não querer aparecer... O que é uma pena...

[Sobre "Geraldo Vandré, 70 anos"]

por Bento Bezerra
18/6/2008 às
09h30

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
44531 visitas/dia
1,9 milhão/mês