busca | avançada
57238 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Domingo, 19/4/2009
Comentários
Leitores

Vai um sushi-pagode aí?
Sushi-jazz tudo bem. Agora, sushi-pagode não ia dar certo.

[Sobre "Sushi Jazz"]

por Renato
19/4/2009 às
19h55

A diferença está no conteúdo
Interessante a abordagem do texto. Existe, sim, um certo incômodo quando aquele restaurante até então "bem-frequentado" começa a ser invadido pela massa, pedindo pão com mortadela, falando alto e fazendo algazarra. Existe um sentimento de invasão, que o seu reduto de paz e tranquilidade (supondo que você seja o rico na história) perdeu-se em meio a uma inundação de "pobretões sem cultura". Entretanto, na internet o que define a pobreza ou riqueza acaba sendo o conteúdo, já que todos que estão ali têm o mesmo acesso a tudo. Não existe diferenciação de classes no aspecto econômico, mas sim no aspecto intelectual. Vemos de repente milhares de pessoas que não têm nada a acrescentar a não ser comunidades inúteis num português totalmente errado e que não levam nada a sério. Não se pode afirmar que essas pessoas são "os pobres". Podemos encontrar muito "playboy" nesse meio que nunca trabalhou na vida, não tem opinião sobre nada e só entra pra falar da festinha de final de semana...

[Sobre "O Orkut, o Twitter e o Existir"]

por Estevão
17/4/2009 às
20h18

O talento de cada um
Diante da massificação acadêmica e cultural da nossa sociedade o grande diferencial é mesmo o talento de cada um. [Salvador - BA]

[Sobre "Promoção Desafiando o Talento"]

por Ana Carolina Alencar
17/4/2009 às
11h33

Salário exige talento
Sim, eu acredito em talento, acredito que o talento é inerente ao homem, pois viver, nos dias de hoje, com um salário mí­nimo, por exemplo, exige talento; transitar em vias esburacadas exige talento; pagar todos os impostos e ainda manter seu negócio de pé exige talento; assistir aos telejornais, ou lê-los e não querer morrer de ódio dos nossos governantes exige talento; ou seja, ser brasileiro, exige talento e muita criatividade. [Jales - SP]

[Sobre "Promoção Desafiando o Talento"]

por Cláudia Faria
17/4/2009 às
11h32

Prática sempre supera
O talento, na verdade, vem da obstinação. Mesmo que exista, de fato, algo inato em qualquer pessoa, a prática sempre supera qualquer coisa. Eu não acredito, por exemplo, que Rubem Braga escrevesse tão bem se não praticasse, basta comparar as suas primeiras crônicas com as últimas. [Curitiba - PR]

[Sobre "Promoção Desafiando o Talento"]

por Everson Navarro
17/4/2009 às
11h32

Sucesso e escolhas
Não. Acredito que o que conhecemos como talento seja um somatório de esforços e dedicação. Uma pessoa bem-sucedida fez escolhas, não nasceu com elas. [Rio de Janeiro - RJ]

[Sobre "Promoção Desafiando o Talento"]

por Bárbara Silveira
17/4/2009 às
11h31

Pessoas esforçadas
Acredito em talento sim, porém acredito mais ainda no esforço. Pessoas esforçadas muitas vezes são mais interessantes que pessoas talentosas. [Teresina - PI]

[Sobre "Promoção Desafiando o Talento"]

por Ewerton Costa
17/4/2009 às
11h30

Suor e lágrimas
Eu acredito em suor e lágrimas, com alguns sorrisos no processo. Talento é o ser perseverante apenas. [Rio Branco - AC]

[Sobre "Promoção Desafiando o Talento"]

por André Alexandre
17/4/2009 às
11h30

Tributo a Lennon
Ao ler este artigo, peço uma homenagem ao autor de "Imagine", "Woman", "Give peace a chance", "Instant Karma", "Love", "Happy Xmas", e tantos outros sucessos que encantaram uma geração. Ninguém herda o talento, apenas fica apaixonado e sonhando em encantar o mundo, em protestar contra a guerra, em falar com certas liberdades... Hoje, quem tem esse carisma no meio artístico? Verás que ninguém! É aquele que teve uma vida interrompida que merece ser lembrado na História, mesmo que sua vida não tenha sido só de glórias. Ao menos ele teve uma obra que merece uma continuidade... A da paz.

[Sobre "John Lennon, por Sean Lennon (e Philip Norman)"]

por manoel Messias Perei
17/4/2009 às
08h56

As agências de blogueiros
Atire a primeira pedra o jornalista que nunca sonhou em comandar o jornal... Com esse velho jornalista não deve ser diferente, pois testemunhou desde o monopólio da informação das Agências Internacionais, dominando os jornais anárquicos e dispersos em continentes... Até o atual estágio da imprensa virtual. Jornalistas misturados a palpiteiros num rótulo único: Blogueiros. Se o cara sonhou em ser o dono do jornal, hoje sonha em ser dono de uma Agência Internacional de Blogueiros. Basta conhecer o Caminho das Pedras, conseguir algumas caras que se prestem a levar tapas virtuais nas propagandas, mas que sejam tão sonhadoras quanto os jornalistas iniciantes... Embora tenhamos embutido um Espírito Ditador em cada um, a Humanidade não consegue viver sem Líderes que a mantenham unida pelos Medos, comuns aos pecados da religião ou às leis das constituições. Para tudo isso, o Cara teria de ser Invisível e dispor de subalternos que se aceitassem assim. Será que alguém consegue? Atire a primeira pedra ou façam suas apostas.

[Sobre "Viva e deixe morrer(em)... os jornais"]

por Dalton
17/4/2009 às
08h17

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
57238 visitas/dia
1,6 milhão/mês