busca | avançada
62561 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Quarta-feira, 17/6/2009
Comentários
Leitores

Incômodo existencial
Quase todos os poetas que conheço sofrem de algum tipo de, digamos assim, incômodo existencial. Penso que são as sutilesas da vida que tornam essas pessoas fazedouras de poesia e, na minha opinião, a tristeza, melancolia e amargura são o combustível que alimentam o dom desses seres divinos. Para onde vão as palavras depois que são ditas? A dos simples mortais desaparecem no vento, mas nunca desaparecem quando ditas por esses poetas, porque ficam para sempre registradas em nossas almas...

[Sobre "O centenário de Mario Quintana, o poeta passarinho"]

por Silvia Lima
17/6/2009 às
13h02

Mãos criativas e felizes
Minha culinária preferida, a que alimenta o corpo e a alma, é aquela preparada com mãos criativas e felizes, amantes e conhecedoras do preparo e dos ingredientes, e degustada em boa companhia. [São Paulo - SP]

[Sobre "Promoção Gourmet"]

por sonia manski
17/6/2009 às
10h45

Culinária capixaba
Porque as comidas são muito bem temperadas, com gosto bem peculiar e preparadas com um item que faz toda a diferença que é a panela de barro. [Rio de Janeiro - RJ]

[Sobre "Promoção Gourmet"]

por Leticia Alves
17/6/2009 às
10h45

Massas e molhos
Italiana, por ter descendência e também pela rica quantidade de massas e molhos que os Italianos usam. [Santos - SP]

[Sobre "Promoção Gourmet"]

por Luciana Papale
17/6/2009 às
10h44

da casa da minha mãe
Minha cozinha favorita é a da casa da minha mãe, com azulejos brancos e sempre recendendo ao aroma do feijão. Minha culinária favorita é a própria, minha progenitora, que dá de 10 em muitos gourmets por aí­ nas suas variedades gastronômicas nordestinas. Estão todos convidados para um almoço de domingo lá em casa! [São Paulo - SP]

[Sobre "Promoção Gourmet"]

por Lucas de Sena
17/6/2009 às
10h44

Refeição farta e saborosa
A cozinha mineira, pelos temperos que perfumam e aguçam o paladar, preparando o espí­rito para uma refeição farta e saborosa. [Brasília - DF]

[Sobre "Promoção Gourmet"]

por Irlene Soares Silva
17/6/2009 às
10h44

Coisas básicas da cozinha
Italiana, Brasileira, Portuguesa, Chinesa (as coisas básicas da cozinha Chinesa, né?). Bom, italiana pelas massas e molhos, brasileira pelos temperos e sabores, portuguesa pelas misturas e sabores, chinesa por ser um paladar diferente do habitual. [Jaraguá do Sul - SC]

[Sobre "Promoção Gourmet"]

por Dandara Mendes
17/6/2009 às
10h44

Uma festa na boca
Minha culinária preferida é aquela que dá uma festa na boca, com todos os ingredientes convidados, o verde, vermelho, amarelo pimentão; beringela, salsinha, cebola, manjericão; queijo minas, prato, catupiri e requeijão; camembert, gouda, gorgonzola, parmesão; são todos sentidos unidos na cozinha da percepção. [Porto Alegre - RS]

[Sobre "Promoção Gourmet"]

por sidinei luis haeflig
17/6/2009 às
10h43

Minha própria cozinha
A culinária que prefiro é a minha própria. Porque minha cozinha é uma espécie de laboratório onde experimento, adapto e traço (literalmente) ingredientes de variadas cozinhas, inclusive de outras culturas. Foi assim, por exemplo, que descobri que posso fazer sopa de inhame batendo-o, ainda cru, no liquidificador. Após colocá-lo para ferver ele encorpa rapidinho, pois, é a base de amido; daí­ é só temperar e pronto. Adaptei também um prato da culinária do Camboja chamado "Arnok", também uma espécie de sopa. E mais mil combinações. Abraço a todos... [Nova Iguaçu - RJ]

[Sobre "Promoção Gourmet"]

por Miguel Accacio
17/6/2009 às
10h43

Conservador revolucionário?
Só concordo com uma parte. É realmente sofístico o raciocínio que tenta induzir nos leitores a ideia de que, hoje, não há nada mais revolucionário do que ser conservador. Só pra ficar no exemplo tão profícuo da revolução francesa, o que a "direita" buscava conservar era um sistema social e a "esquerda" ansiava por alterar. Nosso sistema social, excetuando-se TALVEZ o wellfare state e o comunismo muito mal implantado mundo afora, não sofreu grandes alterações desde que a burguesia comprou o poder político, e é precisamente isto o que se busca revolucionar hoje, não o consumo de bebidas alheias à nossa realidade histórica ou a leitura e a oitiva (muito proveitosa) de clássicos...

[Sobre "O revolucionário conservador: um sofisma"]

por Luca
17/6/2009 à
00h38

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
62561 visitas/dia
2,3 milhões/mês