busca | avançada
52947 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Terça-feira, 28/7/2009
Comentários
Leitores

Pessoa, entre outros
O poeta Fernando Pessoa. Apesar de haver crescido lendo Eça de Queirós, Ramalho Ortigão, Camilo Castelo Branco, Miguel Torga, entre outros. De António Lobo Antunes li apenas "Boa tarde às coisas aqui embaixo. Fiquei muito impressionado. Algumas resenhas em sites e jornais enaltecem a arte e grandiloquência do livro "O meu nome é Legião". Gostaria de conferir. [Londrina - PR]

[Sobre "Promoção Meu Nome é Legião"]

por João Athayde
28/7/2009 às
13h49

O único que li
José Saramago. É o único que li, mas espero ganhar esse concurso, para conhecer mais. Mas mesmo assim, achei as obras que li de Saramago geniais. [Curitiba - PR]

[Sobre "Promoção Meu Nome é Legião"]

por Ricardo Knopak
28/7/2009 às
13h49

A Arte de João Antônio
Algumas vezes sim. Me apaixonei por João Antônio. Sendo ele, de certa forma, uma encarnação de sua própria arte, foi quase impossível não ficar interessada no homem criador de "Meninão do Caixote". João Antônio e sua obra são igualmente fascinantes. Quem trocou cartas com ele que o diga! Ainda hoje sonho em ter, diante da minha escrivaninha, aquela foto em que ele está, à meia luz, jogando sinuca como um Bacanaço. [São Carlos - SP]

[Sobre "Promoção Testamento de Rilke"]

por Roberta Pires
28/7/2009 às
08h59

Incontornável e única
Fernando Pessoa, pois a obra é incontornável e única em sua pluralidade. Implica todo o repertório em lí­ngua portuguesa que a precede e se projeta como fundadora de uma tradição aberta. [São Paulo - SP]

[Sobre "Promoção Meu Nome é Legião"]

por Mario Tommaso
28/7/2009 às
08h59

O voo e o resultado
Se o artista é um anjo, interessa o voo e o resultado do rumo que ele tomou. Se ele for um capeta, que inferno ele entrou e qual caminho devo escolher. (A confusão pode estar nas palavras, não nas ideias...) [Jacareí­ - SP]

[Sobre "Promoção Testamento de Rilke"]

por Eduardo Maximiliano
28/7/2009 às
08h56

Pretensa Escritora
Também sempre tive vontade de ser escritora, mas ainda estou longe de ser uma artista das letras. Seu texto me ajudou bastante a coletar informações para me preparar melhor para essa pretensa atividade. Sabe, o livro "Lendo Imagens", do Alberto Manguel, é uma boa pedida para quem deseja utilizar a criatividade e outras formas menos ortodoxas para elaborar bons textos. "Ler imagens" também pode ser um belo exercício. Parabéns pelo texto!

[Sobre "Como eu escrevo"]

por Amábile Grillo
28/7/2009 às
08h51

Quando a baleia aparecer...
Parabéns! Essa foi muito boa! Ri muito!!! Já sei, agora, o que fazer quando a baleia aparecer... vou usar esses meios. Obrigada! hehehe

[Sobre "Como usar o Twitter off-line"]

por Karen Waleria Santos
28/7/2009 à
01h56

O direito de opinar
Desmerecer a propriedade intelectual em uma sociedade subversiva como esta, apenas com objetivo comodista, aparenta-me demência ou demasiada vaidade pela própra mediocridade. O tipo intelectual não é equivalente àquele que cultiva sua própria imagem - e tal não merece este título -, mas sim ao que, no uso de sua faculdade racional, acumula o conhecimento necessário à satisfação de seu propósito existencial. A cada um, o direito à opinião, e que se lhe valha quem acreditar que o deve.

[Sobre "Contra os intelectuais"]

por Ares
27/7/2009 às
23h35

O poeta fingidor
Fernando Pessoa é insuperável em qualquer literatura - sua obra sempre brilhará porque "alta vive". [Belo Horizonte - MG]

[Sobre "Promoção Meu Nome é Legião"]

por Aurea F Dreifuss
27/7/2009 às
15h09

Crí­tica social fortí­ssima
José Saramago. Ele consegue nos prender em suas prosas do iní­cio ao fim. As histórias são intrigantes, mágicas e sempre entremeadas com uma crítica social fortí­ssima. Acho que suas obras são excelentes. [Pirajuí - SP]

[Sobre "Promoção Meu Nome é Legião"]

por Kellen Cristina
27/7/2009 às
15h08

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
52947 visitas/dia
2,0 milhão/mês