busca | avançada
65370 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Quinta-feira, 5/11/2009
Comentários
Leitores

Camelôs Virtuais?
"Aprenda multimídia", "aprenda flash", "ganhe dinheiro com jornalismo", "fique on-line o tempo inteiro", "faça um blog", compre o livro, a camisa, o DVD... Parecem conselhos de um vendedor e não de um jornalista. Ou seja: não é sério. Isso me lembrou a TV atual, tomada de cantores-vendedores, apresentadores-vendedores, escritores-vendedores, que não produzem uma única linha de cultura. Apenas falam sem parar, histericamente... e vendem bugigangas. Nada tenho contra o jornalismo virtual, mas sim contra os camelôs da vida e das ideias humanas. Não, obrigado.

[Sobre "Jornalistas são seres humanos?"]

por Luciano Pita
5/11/2009 às
09h32

O que mudou, afinal?
No começo da crise, muitos falavam que o mundo nunca mais seria o mesmo, que a crise imobiliária se estenderia a todos os setores da economia mundial e que, devido à complexidade econômica existente, seria muito difícil (e demorado) sair dessa. Após um ano de crise, o que estamos fazendo de diferente - eu e você, que ajudamos a movimentar o mundo? Os novos desempregados talvez tenham mudado algo em suas vidas, e em suas economias privadas, mas... e no mais? Até agora, a ajuda dos bancos federais está sendo a grande arma contra a crise. Será suficiente? Não creio que liquidaremos a pior crise desde 29 com tão pouco! [Catalão - GO]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Paulo Mesquita Netto
5/11/2009 às
08h45

Anos 80? Queria estar lá...
Adorei a entrevista, ela explica muitas coisas com as quais eu concordo.

[Sobre "Paula Dip"]

por Silvia Caroline
4/11/2009 às
22h28

Marolinha reloaded
Concordo, foi só uma marolinha. [Curitiba - PR]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Rafael Antunes
4/11/2009 às
15h32

O marketing da economia
Não acredito que a crise tenha passado de vez. Acredito, sim, que exista muita vontade para que isso aconteça e muito marketing para nos convencer de que já aconteceu, mas, no fundo, a economia ainda convalesce... [Goiânia - GO]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Nilce Moretto
4/11/2009 às
15h30

Constância instável
A instabilidade é tão constante quanto a mudança. [Campo Grande - MS]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Carolina Palhares
4/11/2009 às
15h29

Ainda por gerações...
Bem, dificilmente veremos a quebra de outro Lehman Bros, mas os efeitos da Crise de 2008 continuarão a assombrar não só as lembranças daqueles que a vivenciaram na pele, mas também as ideias (e os empreendimentos) de muitas gerações por vir. Nesse sentido a crise não passou nem passará tão cedo. [Brasília - DF]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Luiz Antônio
4/11/2009 às
11h31

Esperando os números
Acredito nos "profetas econômicos" da mesma forma que acredito em Papai Noel, ou seja, temos que esperar os números do mercado para saber se, efetivamente, o mundo saiu da crise. [Rio de Janeiro - RJ]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Joao Claudio Couto
4/11/2009 às
11h26

A situação vai piorar
Não concordo, porque tem muita gente ainda enfrentando dificuldades financeiras, passando necessidades. Essa crise só se estende. Pode haver melhora para alguns poucos, mas o sistema político humano é fraco, para dar conta. A situação, cada vez mais, vai piorar. Isso é fato comprovado. Entra e sai governo e a situação continua... [Cachoeira do Sul - RS]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Glaucia Brião
4/11/2009 às
11h24

Não concordo!
As guerras, a violência, a fome, a injustiça, a corrupção não permitem que as atuais crises da humanidade passem... [Belo Horizonte - Minas Gerais]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Maggy de Matos
3/11/2009 às
15h46

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
65370 visitas/dia
2,1 milhões/mês