busca | avançada
104 mil/dia
2,5 milhões/mês
Sexta-feira, 6/11/2009
Comentários
Leitores

Jornalismo é na prática!
A notícia do Guardian vai servir pra acordar muita gente hoje que não percebe que jornalismo se faz na prática.

[Sobre "The Guardian contrata blogueiros para fazer jornalismo"]

por Ines Correa
6/11/2009 às
06h58

Kant refutado
O conceito de espaço e tempo de Kant foi refutado pela geometria não euclideana do espaço relativístico onde vivemos. O resto... sei lá!

[Sobre "Gênio: apontamentos ensaísticos"]

por felipe Pait
5/11/2009 às
16h39

Narrativa transmidiática
Julio, retorno aos comentários do Digestivo, após algum tempo, e me deparo com um assunto que conheço bem. Finalizei este ano meu TCC da FGV em Convergência Midiática, orientado pelo Adrian Cernev. Pois bem... Aplicando tudo que aprendi sobre NTICs na assessoria de imprensa de um tribunal federal (podcast, Twitter, vídeo etc.) comprovamos que, sim, é possível fazer jornalismo on-line de qualidade. Quanto ao catastrofismo dos que pregam o fim disso ou daquilo, esqueça, nada vai acabar. Tudo vai ser adaptado às novas circunstâncias e há espaço para todos. Basta pesquisar "narrativa transmidiática" para comprovar: o melhor de cada mundo será usado em conjunto, formando uma experiência única no leitor, ouvinte, internauta, ou seja lá qual for a condição daquele que estiver buscando a informação, esta, sim, a mercadoria da vez!

[Sobre "Jornalistas são seres humanos?"]

por Marcelo Zanzotti
5/11/2009 às
15h52

A inflação continua...
Não, porque o capitalismo vive de crise e você percebe no dia a dia que a inflação é uma realidade, apesar dos discursos governamentais dizerem que "está tudo sob controle"...

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por cleone de moura
5/11/2009 às
15h03

Existiu e não existiu
A crise nunca existiu, foi mais uma jogada de marketing para obrigar os governos a injetar dinheiro no setor privado. Do ponto de vista nacional, a crise não existiu: ela existe desde sempre. Porém, no Brasil, o fator mais relevante é a crise moral que impede a existência da ética, fazendo com que o país não se desenvolva como deveria... [Adamantina - SP]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Fernanda Garcia
5/11/2009 às
15h02

Blog? Você tem um blog?
Tudo que vem parece que incomoda muito o que já está aí, né mesmo, Julio? Tem gente que está colado, não consegue se desligar do passado. Tem jornalista de cabelo em pé com a chegada da internet (que já vem tarde). Quanto a mim, não digo que esteja fluindo, mas busco conhecer e aprender com as novas mídias. Quando vou buscar informações para meu blog, as pessoas olham com aquela cara de desprezo e dizem: "Blog, você tem um blog?". Mesmo assim, não posso parar, não consigo. O que escrevo lá não consigo, há muitos anos, publicar em nenhum jornal. Ou porque não sou boa jornalista ou porque não tem espaço? Talvez as duas respostas estejam corretas. Mas, avante! O Digestivo pra mim é referência. Não fico sem passar por aqui nenhum dia. Obrigada e continuem firme. Abraço, Inês

[Sobre "Jornalistas são seres humanos?"]

por Ines Correa
5/11/2009 às
11h42

Kant e o gênio
Texto muito bem organizado, e com amplitude interdisciplinar. E, com todo respeito ao nosso caro Felipe, não entendi o "Kant não tinha cacife"... A "Crítica da razão pura" é certamente uma das mais importantes, e até agora das menos refutadas, obras no edifício do conhecimento ocidental. Alguém que ajudou a plantar as bases da Teoria do Conhecimento certamente teria subsídios mais que suficientes para opinar - ou postular - sobre o conceito de gênio...

[Sobre "Gênio: apontamentos ensaísticos"]

por Adalgiso Junior
5/11/2009 às
10h35

Camelôs Virtuais?
"Aprenda multimídia", "aprenda flash", "ganhe dinheiro com jornalismo", "fique on-line o tempo inteiro", "faça um blog", compre o livro, a camisa, o DVD... Parecem conselhos de um vendedor e não de um jornalista. Ou seja: não é sério. Isso me lembrou a TV atual, tomada de cantores-vendedores, apresentadores-vendedores, escritores-vendedores, que não produzem uma única linha de cultura. Apenas falam sem parar, histericamente... e vendem bugigangas. Nada tenho contra o jornalismo virtual, mas sim contra os camelôs da vida e das ideias humanas. Não, obrigado.

[Sobre "Jornalistas são seres humanos?"]

por Luciano Pita
5/11/2009 às
09h32

O que mudou, afinal?
No começo da crise, muitos falavam que o mundo nunca mais seria o mesmo, que a crise imobiliária se estenderia a todos os setores da economia mundial e que, devido à complexidade econômica existente, seria muito difícil (e demorado) sair dessa. Após um ano de crise, o que estamos fazendo de diferente - eu e você, que ajudamos a movimentar o mundo? Os novos desempregados talvez tenham mudado algo em suas vidas, e em suas economias privadas, mas... e no mais? Até agora, a ajuda dos bancos federais está sendo a grande arma contra a crise. Será suficiente? Não creio que liquidaremos a pior crise desde 29 com tão pouco! [Catalão - GO]

[Sobre "Promoção Crash de 2008"]

por Paulo Mesquita Netto
5/11/2009 às
08h45

Anos 80? Queria estar lá...
Adorei a entrevista, ela explica muitas coisas com as quais eu concordo.

[Sobre "Paula Dip"]

por Silvia Caroline
4/11/2009 às
22h28

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
104 mil/dia
2,5 milhões/mês