busca | avançada
41871 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Sexta-feira, 5/2/2010
Comentários
Leitores

Quem consegue abraçar
Escreve bem quem consegue abraçar galicismos, estrangeirismos e até mesmo descompromissadas contrações e modismos, sem que, com isso, abandone as regras básicas de sintaxe. A língua tem de viver a seu tempo, e isso não significa perder sua solidez, mas adaptar-se em prol da evolução. [Palmas - TO]

[Sobre "Promoção: ABC da Língua Culta"]

por Amanda Mattos
5/2/2010 às
11h41

Melhor que Portugal
Os brasileiros sem dúvida falam e escrevem hoje em dia o melhor português, entre as comunidades lusitanas, inclusive a pátria-mãe, porque a nossa linguagem veio se formando de modo natural e progressivo, desde os primórdios do Descobrimento, tendo como raiz o português erudito do Padre Antonio Vieira. [Rio de Janeiro - RJ]

[Sobre "Promoção: ABC da Língua Culta"]

por Salomão Rovedo
5/2/2010 às
11h40

Falam os jovens
Quem fala melhor são os jovens, que provam claramente a língua em seu constante e contínuo processo de evolução, com seus neologismos e estrangeirismos, por exemplo. Agora, quem escreve o melhor português? Quem lê bastante. [Paulista - PE]

[Sobre "Promoção: ABC da Língua Culta"]

por Severino Rodrigues
5/2/2010 às
11h38

Os tempos mudam
Penso que os tempos mudam, e as mentes também. Mas não abro mão do lado positivo de Paulo e de Raul.

[Sobre "Para entender Paulo Coelho"]

por Maria
5/2/2010 às
11h28

Pasquale, sempre
Pasquale. É o que mais aparece na mídia que eu conheço, e sempre consulto alguma coisa dele na internet... [Cajamar - SP]

[Sobre "Promoção: ABC da Língua Culta"]

por Patricia de Oliveira
5/2/2010 às
08h48

Comunicar, primeiro
Na questão informal, a comunicação é o que vale. Porém, todo aquele que estuda e se dedica à língua, deve falar e escrever bem. Agora, quem "usa" melhor o português? Complica... No mundo, são os brasileiros; no Brasil, são os estudiosos; entre estudiosos, os gramáticos; e, entre esses, o Celso Pedro Luft! (Estudo Letras e tenho grande apreço pelo autor citado.) [Porto Alegre - RS]

[Sobre "Promoção: ABC da Língua Culta"]

por Sidinei Haefliger
5/2/2010 às
08h46

Perdeu o brilho
Hoje, é difí­cil ver alguém que siga bem as regras gramaticais. O português lusitano deu origem ao português brasileiro e, com isso, sofreu modificações que o fizeram perder, em algumas oportunidades, o brilho da expressão. [Santa Maria - DF]

[Sobre "Promoção: ABC da Língua Culta"]

por Jonas do Nascimento
5/2/2010 às
08h45

Zafón apaixonante
Duas palavras: simplesmente apaixonante! Um dos raríssimos livros que me fez ficar à beira das lágrimas. Não consigo largar o livro... pena que o peguei na biblioteca, mas não consigo devolver... Já tem duas semanas de multa e simplesmente não consigo devolver! Tenho que comprar um para mim, urgente! hehehe Recomendadíssimo.

[Sobre "A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón"]

por Giordano
4/2/2010 às
23h42

Status de jornalista
Olá! Também quero fazer parte; sou radialista e nem formado sou. Meus 24 anos de experiência me dão o direito de falar de jornalismo como sendo uma profissão fantástica; e olhe: dá o maior status. Às vezes até digo que sou jornalista. O que se deve ser analisado pelos senhores e senhoras é que, enquanto discutem o que é ser jornalista, as universidades se preocupam em "faturar".

[Sobre "O que é ser jornalista?"]

por Adelino M. Vicente
4/2/2010 às
23h13

O Culturaholic
Esse que você, Cássia, chama de "chato cultural" vai um pouco além do "chato literário", que ao menos produz alguma coisa. O "chato cultural", que eu chamo de "culturaholic" (procure meu conto no Google, "O Culturaholic"), é uma figura ainda mais cabotina e irrelevante, porque crê possuir um conhecimento universal e nunca cria nada. É apenas um chato dotado dum conhecimento variado e presunçoso, sem qualquer unidade, a qual é a irmã da universalidade... ;-)

[Sobre "Edmund Wilson e os chatos da literatura"]

por yuri vieira
4/2/2010 às
22h42

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
41871 visitas/dia
1,4 milhão/mês