busca | avançada
87759 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Quinta-feira, 25/2/2010
Comentários
Leitores

Peças e orgias
Para o tempo dos festivais de teatro da Grécia antiga. Para poder participar de todas as orgias daquelas peças em favor de Dionísio.

[Sobre "Promoção Máquina do Tempo"]

por Josivando Farias
25/2/2010 às
13h48

Contra os chatos, a arrogância
Resumo do texto do Ed Wilson: "não me chateiem com o tema sobre o qual escrevo, porque sou importante demais para perder tempo com o entorno da crítica literária (palestras, midia, estudantes)..." Além de gênio, um arrogante. Muito chato isso.

[Sobre "Edmund Wilson e os chatos da literatura"]

por SLeo
25/2/2010 às
12h00

Verdade absoluta do amor
Havia um bom tempo que não me emocionava a cada linha como quando li esse texto. Belíssimo. Em cada linha. Em cada vírgula, em cada ponto.

[Sobre "Receita para se esquecer um grande amor"]

por Daniela Paixão
25/2/2010 às
10h40

Salvar os dinossauros
Se pudesse voltar no tempo, com certeza voltaria até os dinssauros, para mudar o triste final que tiveram, quando acabaram com toda a espécie. [Belo Horizonte - MG]

[Sobre "Promoção Máquina do Tempo"]

por Maria Veloso
25/2/2010 às
09h20

Rio, anos 1920
Rio, anos 1920. Conhecer gente como Pixinga, Noel, Cartola, Ismael, entre tantos outros mestres, e ver o samba nascer seria algo impagável. [Rio de Janeiro - RJ]

[Sobre "Promoção Máquina do Tempo"]

por Bruno Dorigattib
25/2/2010 às
09h18

Na época do Conan...
Para a época do filme "Conan, o Bárbaro" (não confundir com a péssima continução). Pelo simples fato de ter revisto o filme e ter ouvido mais uma vez um das trilhas sonoras mais belas e poderosas já feitas até hoje... Música fina e espadada no lombo para resolver problemas!!! A vida era mais fácil! [São Paulo - SP]

[Sobre "Promoção Máquina do Tempo"]

por Bruno Borgneth
25/2/2010 às
08h55

Fisioterapeuta desempregada
Nossa esse texto me tocou principalmente porque eu compartilho do mesmo mal... Sou recém-formada em fisioterapia e também sabia que não ia ser fácil achar um emprego, mas fui pelo meu coração, e parece que estou vivendo em um eterno slow motion... é como se as pessoas estivessem indo e eu ficando, é uma angústia no peito... Parece dramático. Não sei se isso é coisa de Déboras... (rs) Mas é o que eu sinto. Desejo tudo de bom pra você. E esse texto me deixou menos preocupada, porque pensei que só eu estava pensando assim. Te desejo um bom emprego e que você possa escrever ainda muitas coisas, espero ler em muitos lugares. Beijos de sua xará.

[Sobre "Diário de uma desempregada"]

por Débora B.
24/2/2010 às
23h10

A maldade que salva
Ótimo texto. Transparece a realidade que todos vivem. Queremos ser inocentes, sem a malícia que rodeia as mentes deturpadas, mas precisamos conhecer a maldade (conhecer e, não, praticar) para poder ao menos nos defender dela. Seu bebê infelizmente vai nascer nesse contexto, porém uma mãe, com tão ampla visão, com certeza vai encontrar a forma mais sábia para educar no caminho correto o seu filho.

[Sobre "Choque de realidade no cinema"]

por Evelyn Cusnier Telo
24/2/2010 às
14h57

A década de 1910/1920
Voltaria ao Brasil, especificamente em SP, durante a década de 1910/1920, para ingressar nas fileiras operárias anarco-sindicalistas em suas lutas trabalhistas e por justiça social. Homens de coragem. Movimento singular na História do Brasil. [Curitiba - PR]

[Sobre "Promoção Máquina do Tempo"]

por Erik Tavernaro
24/2/2010 às
13h53

Para os anos 60/70
Voltaria aos anos 60/70. Muitos da minha geração, inclusive eu, vivem a nostalgia do que não viveram. O conformismo e o individualismo que nos é característico me envergonham. Acredito que se eu tivesse vivido nessa outra época, os acontecimentos teriam me dado mais força para reagir contra tudo aquilo que, hoje, aceito sem fazer muito alarde. Talvez eu não aceitasse o "meia-boca" nem ficasse em cima do muro. [São Carlos - SP]

[Sobre "Promoção Máquina do Tempo"]

por Roberta Pires
24/2/2010 às
13h52

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
87759 visitas/dia
2,4 milhões/mês