busca | avançada
84229 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Segunda-feira, 8/3/2010
Comentários
Leitores

A época dos hippies
Se eu tivesse a capacidade de voltar no tempo, escolheria a época dos hippies, onde reinava a expressão Paz e Amor, a liberdade com um estilo totalmente fora do padrão da sociedade. [Dois Irmãos - RS]

[Sobre "Promoção Máquina do Tempo"]

por Monica Schneider
8/3/2010 às
09h18

Na prática, é imperceptível
Na prática, é imperceptível a mudança física do LP para o CD, a não ser que o segundo pode ser ouvido em aparelhos menores, em vários lugares etc. Mas trata-se de OUVIR, não importa se estamos de olhos fechados, arrumando gavetas ou dirigindo... Do livro para o e-book há uma mudança física e visual, pois o material é manuseado e há uma diferença para os olhos entre ler no papel e numa telinha. Não estou julgando qual dos dois é melhor, apenas dizendo que não se pode comparar ouvir música e ler um livro. Seria o mesmo que comparar uma flor com uma maçã.

[Sobre "O fim do papel comparado ao fim da música"]

por Maura Maciel
7/3/2010 às
21h50

Tudo passa e ultrapassa
Tudo passa e ultrapassa e quem não acompanhar as mudanças será atropelado. Quando era criança, assistia Flash Gorgon, e achava uma grande mentira, pessoas falavam com outras através de telas... e aquilo era, na época, considerado ficção. E hoje? Aquilo tudo já está sendo ultrapasado, quem tem um negócio nas mãos precisa ser arrojado e bem informado, acompanhar a evolução. Os jornais já caíram, eu mesmo leio muito pouco, tenho em casa à disposição uma feramenta mais ágil que o papel.

[Sobre "O fim do papel comparado ao fim da música"]

por Candido Rubim Rios
6/3/2010 às
18h49

Clapton não sabe tocar...
"Eric Clapton não sabe tocar guitarra". Frase do genial guitarrista do Deep Purple, que nem preciso falar o nome.

[Sobre "Eric Clapton ― envelhecendo como um bluesman"]

por jardel dias cavalcan
6/3/2010 às
16h07

Sobre tomar uma atitude
Concordo com a Débora. Saber o que deve ser feito nos dá a calma de nos reconhecermos em nós mesmos, mas o medo muitas vezes é ainda maior. Ir levando é fácil, tomar uma atitude muitas vezes é que são elas...

[Sobre "Sobre o que deve ser feito"]

por Betina
5/3/2010 às
15h15

Um Drácula nunca visto antes
"Drácula" de Van Helsing... ele é irreverente, um tipo de Drácula que nunca havia visto em outro filme... [Buritizal - SP]

[Sobre "Promoção: O Ano do Vampiro"]

por Tulio Balduf
5/3/2010 às
14h57

Um homem protetor
Adoro a história de amor entre o vampiro Edward Cullen e Bella Swan do romance da Stephenie Meyer. Toda mulher sonha com um homem protetor. [São Paulo - SP]

[Sobre "Promoção: O Ano do Vampiro"]

por Josi Dourado
5/3/2010 às
14h56

Maravilha de poema
Reconhecendo a maravilha que é este poema!

[Sobre "Reconhecimento"]

por jordanna duarte
5/3/2010 às
11h53

Somos parte da criação
A saga "Crepúsculo". Até então, eu nunca gostei de histórias de vampiros. E só recentemente vim a ler os livros, apesar da insistência dos amigos. Gosto da saga porque, à parte a história de amor impossível de que trata a trama, a autora fala de temas importantes: o preconceito, a intolerância, a aceitação do outro, sacrifícios, superação. A história mostra que vampiro, humano, lobisomem, o que seja, todos compartilhamos este mundo, somos parte da criação, carregamos o bem e o mal, que são inerentes a toda criatura que habita o solo da terra. [Rio de Janeiro - RJ]

[Sobre "Promoção: O Ano do Vampiro"]

por mari prol
5/3/2010 às
09h03

Vampiros do bem!
"Crepúsculo"... Pois é uma história que envolve mistério e amor. Onde existem vampiros do bem! [São Bento do Sul - SC]

[Sobre "Promoção: O Ano do Vampiro"]

por Elidiane Ferreira
5/3/2010 às
09h02

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
84229 visitas/dia
2,4 milhões/mês