busca | avançada
38611 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Sexta-feira, 4/10/2002
Comentários
Leitores

Registro
Eu adoro "My Way".Só pra registrar.

[Sobre "Maldita Ciência"]

por Fernão Weil
4/10/2002 às
13h59

Mais uma para o Snr. Helion
E do Brasil, sim, que eu estou falando. Eu nao vou repetir o que o Snr. DePaola novamente colocou muito bem em resposta ao meu primeiro comentario, que o Snr. Helion pode ler acima, depois ou enquanto le os textos sugeridos pelo Snr. DePaola para o aprendizado do liberalismo... O Snr. Helion esta querendo bancar o engracado, com o "acerto dos ponteiros" mas nao ha graca nenhuma no momento eleitoral que o pais atravessa. O povo Brasileiro esta brincando com coisa seria... esta brincando com fogo... e pode se queimar. Eu espero, Snr. Helion, que o Snr. nao seja como os militantes da ideologia que o Snr. parece defender... que sao contra e atiram em tudo que se move na frente deles, esperando criar uma brechinha para aparecer. Ah, que comoda e a posicao de critico de tudo, sem oferecer (porque nao tem!) melhor alternativa. So a demagogia populista barata e a ignorancia em massa sustenta tal posicao... como Brasileiro, isso me entristece profundamente. Ao Snr. De Paola: nos devemos ser da mesma idade, ou eu sou mais velho... nos idos do ocorrido em 68 na Cidade Universitaria de Sao Paulo eu cursava a Politecnica... sou da turma de 71. Obrigado novamente pela oportunidade de comentar.

[Sobre "Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse"]

por Claudio Spiguel
4/10/2002 às
12h53

Cometário ao Sr. Helion.
A cerca do comentário do Sr. Helion, digo que os liberais deste país nunca lançaram um canditado a altura de suas expectativas, por que o que os politicos esperam são resultados rápidos nas pesquisas eleitorais, e qualquer mudança nas diretrizes do nosso pensamento social-democrata para uma diretriz liberal, causaria num primeiro momento medidas fortemente anti-populares, como os cortes para questões "sociais" (socialistas seria o certo), fim do salário mínimo (que impedem milhões de pessoas, sobretudo jovens, de trabalharem) e CLT's da vida. Dizer isso no horário eleitoral gratuito seria praticamente um suícido pessoal, dado o grau de populismo presente nas atuais propostas. A transferência de responsabilidade do governo para o indivíduo causaria um choque na população, tão acostumada a ser tratada como um bebê choram, como se não pudesse de forma alguma arcar com a responsabilidade de garantir seu próprio sustento, dependendo portanto da benevolência dos governantes. Essa é a difrença entre responsabilidade idividual e reponsabilidade social, que poucos, além do liberais, conseguem perceber. O desconhecimento da história dos anos anteriores ao capitalismo leva as pessoas a crerem neste como um mal. Infelizmente a conhecimento da história dos anos de socialismo, presente e passado, não leva as pessoas a veramesse como um mal. Certamente devido a excelente propaganda socialista impregnada nas escolas, que leva às pessoas desde pequenas a se iludirem com as mentiras do igualitarismo totalitário.

[Sobre "Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse"]

por Fernando Raphael
4/10/2002 às
10h32

Resposta ao Cláudio Spiquel
Você toca no ponto certo quando fala que os liberais foram massacrados no regime militar e passaram a ser vistos como coniventes com os mesmos. É certo que o Roberto Campos e o Bulhões assessoraram o Castello, e muito bem aliás, e com isto receberam a pecha, impossível de retirar, de colaboradores do regime. O Delfim nunca foi liberal, já se declarou um socialista fabiano e escancarou agora, apoiando o Lula. O drama dos liberais, naquela época, foi o mesmo do siri: entre o mar e o rochedo..... É claro que fizeram a escolha certa pois, diferentemente do que a esquerda apregoa, em 64 não havia opção entre ditadura e democracia, mas sim entre duas ditaduras. Não sei a sua idade mas eu vivi intensamente aquele período e durante muito tempo acreditei nesta bobagem, mas acabei percebendo que dos males o menor, pois que uma ditadura castrista de Prestes, Julião, Arraes et caterva teria sido muito pior e mais duradoura. Ainda estaríamos, hoje, obedecendo a algum Comandante e nem teríamos eleições. Aliás, o Lula nem teria existido pois os sindicatos aqui seriam como em Cuba: fiéis auxiliares do PC. Se alguém fizesse em Cuba o que o Lula fez aqui, em pleno regime militar (!), não seria hoje candidato à Presidência da República, teria ido para o paredón! Mas o mal é que tem pessoas que raciocinam (?) dentro de um pensamento binário: ou é a meu favor ou é contra mim, e não conseguem ver as nuances das opções políticas. Vai demorar a formarmos uma mentalidade liberal mas se não virarmos outra Cuba, chegaremos lá. Grato pelo comentário.

[Sobre "Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse"]

por Heitor De Paola
4/10/2002 às
10h17

O massacre dos liberais
Quer dizer que o regime pós-64, Roberto Campos ministro, militares à frente, extirpou e massacrou os liberais? Bem, para continuar a discussão, vamos primeiro acertar os ponteiros: é do Brasil mesmo que você está falando?

[Sobre "Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse"]

por Helion
4/10/2002 às
09h43

um artigo brilhante
Parabens ao Snr. DePaola por um artigo brilhante. Concordo em genero, numero e grau com os pontos colocados. Gostaria de lembrar ao Sr. Helion que de 1964 a 1989 o regime vigente no Brasil extirpou e massacrou qualquer germe que pudesse, ainda que remotamente, se tornar uma lideranca liberal. E esse dano e coisa generacional... vai levar uma geracao pelo menos para que uma lideranca liberal seria se forme no Brasil. No interim, e preciso tomar cuidado para nao por o pais a perder com ideologias retrogradas e ultrapassadas como as do PT. O mundo esta repleto de exemplos, TODOS eles negativos... Russia, Coreia do Norte, Cuba, China.... o povo Brasileiro que nao se iluda: como bem concluiu o Sr. DePaola as coisas podem de fato piorar, e muito... em todos aqueles lugares a vida e tao boa que os esquemas de seguranca sao montados para nao deixar ninguem sair... pudera, entrar ninguem quer! Sera que nao seria mais facil aprender com o erro dos outros do que errar tudo novamente...? Alguem ja disse que repetir erros e burrice! O risco neste proximo Domingo e enorme, e o preco de um erro sera altissimo... o lobo so poe a pele de cordeiro para chegar perto do rebanho... quando ele chega perto, ele nao vira vegetariano, continua comendo carne... e adivinha de quem e a carne... Obrigado pela oportunidade de tecer o comentario, e ao Daio por manter um forum eletronico inteligente.

[Sobre "Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse"]

por Claudio Spiguel
3/10/2002 às
23h21

Valeu pela força!
Valeu pela força, Waldemar! Vou avisar ao gerente de minha conta na Suíça que a partir de agora ninguém mais desconfia de meu enriquecimento:-). Uma pequena correção, a Agenda já tem 6 anos de idade, sendo um dos mais antigos sítios da Internet mundial e brasileira. Existimos na Internet há mais tempo do que o Google e do que o Estadão. Uma dica extra, já que também sou grande fã do blog BMTH. Escrevi há algum tempo uma texto sobre ele. É bem legal isto do canadense apaixonado por música brasileira.

[Sobre "Tesouros musicais"]

por Paulo Eduardo Neves
3/10/2002 às
16h13

Collor e o liberalismo
Nem eu nem Merquior entendemos nada de liberalismo, pelo visto. Quem classificava Collor assim era ele. E você também, que sugeriu que ele ao menos “começou isso”, mas o tiraram./// Agora me explica o seguinte: porque todo “liberal” embatuca frente à pergunta de porque não produziram NINGUÉM intelectualmente consistente para disputar o poder? Citam Collor, mas logo tiram o corpo fora, depois renegam um dos principais ideólogos liberais da última geração.... Será tão difícil assim sustentar argumentos liberais?

[Sobre "Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse"]

por Helion
3/10/2002 às
17h57

sobre a metáfora feliz - msg 4
Toni, acho que para um debate minimamente consistente – estou supondo que você pretenda isso – precisamos partir de dados consensuais. E aí, sinto dizer, classificar a era FHC como socialista e estabelecer como certa a nova forma de interferência governamental num provável governo Lula, não ajudam muito o debate. Você começa por avaliar o governo FHC segundo um conceito que não é adotado por praticamente ninguém. Desculpe sugerir, mas tome um manual, bem básico, de ciência política (independente da coloratura ideológica), e segundo ele dificilmente se poderá classificar o nosso governo atual de “socialista”. Quanto às suas certezas para um futuro governo Lula, elas não estão acessíveis sequer a mim, que milito no partido há algum tempo. Acaso você dispõe de alguma fonte privilegiada? /// Quanto à experiência cubana: por favor, me dê a fonte que justifica a “excelência no nível de vida cubano” em 1960, “superado apenas por EUA e Canadá”. Quero crer que se trata de dados até hoje desconhecidos de todos que analisaram a Cuba pré-revolucionária./// Quanto à prática da mentira, ao achatamento do indivíduo, e ao salve-se-quem puder permanente, que bom que as sociedades capitalistas democráticas estão livres disso, hem?

[Sobre "Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse"]

por Helion
3/10/2002 às
17h36

Sobre os últimos comentários
Caro Eduardo, Vc sabe o quanto admiro e acho pertinentes alguns comentários seus, entretanto, o que tenho visto desabrochando em seus "e-mail´s respostas" são indelicadezas típicas de sujeitos raivosos, ironias desnecessárias, execessivos discursos preconceituosos e uma ligeira postura de superioridade. Sei que mesmo com algumas provocações, vc consegue ser (3"S")sensato, sensível e sociável. Parabéns pelo seu brilho próprio e juízo!!!! Cordialmente, Arq. Anilson Gomes De Salvador

[Sobre "Hoje a festa é nossa"]

por Anilson Gomes
3/10/2002 às
15h11

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
38611 visitas/dia
1,4 milhão/mês