busca | avançada
68983 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Sexta-feira, 8/11/2002
Comentários
Leitores

os Silva
finalmente os Silva no Olimpo. No Planalto e no píncaro da inteligentsia tupiniquim. Alexandre,o Grande; e Lula,o metalúrgico.

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por marcos
8/11/2002 às
07h32

Na contramão
Isabel, Félix, Heitor - obrigado, obrigado. A Vanessa já se foi, meu ego inflado a assustou; mas tive o prazer de ver vocês três me defendendo. Agora, Carmen: acredite, eu realmente tento estar na contramão da história. Não me importaria se esse fosse o título da minha biografia: "Alexandre Soares Silva - Na Contramão da História"...O que há de tão nobre assim em simplesmente ir no fluxo?

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Alexandre Soares
8/11/2002 às
02h50

Deu pra perceber, né?
Um pouquinho, um pouquinho, Denise.

[Sobre "Sinais de Vulgaridade - Parte II"]

por Alexandre
7/11/2002 às
19h34

vergonha de ser brasileiro?
Será que o Alexandre também tem vergonha de ser brasileiro?

[Sobre "Sinais de Vulgaridade - Parte II"]

por Denise
7/11/2002 às
14h39

muito simples, mas real
Caro eduardo, Seu texto lembra em muito um filme nacional esquecido pela grande mídia. Cronicamente Inviável, muito melhor e mais real para vida de pessoas de classe média do que Cidade de deus. Lá está estampada a crítca ao Brasil. Seu argumento montesquiano, sobre clima em nossas vida é muito simples, mas real. Porém não só clima que faz Argentina ter cara de país e o Brasil não. Tudo bem, nós somos Pentacampeões de futebol. Abraços, Otávio

[Sobre "Uma verdade incômoda"]

por Otávio
7/11/2002 às
10h38

Por que votaram no Lula?
Atrasado na leitura, tive o prazer de ler o texto e, na sequência, os comentários. Concordo com o Júlio, vejo nesta eleição o mesmo frenesi dos "Collor-days", e creio que veremos o mesmo sumiço dos eleitores quando Lulla chegar ao governo de fato. Em minha opinião, fizeram da eleição um "referendo do governo FHC" (palavras do Sr. Serra), e escolheram "a mudança" sem saber o que ela significa. Desgostosos com a realidade, optaram por votar no "novo"; mas o que é a realidade? Quem de vocês tem hoje uma situação pior do que no passado? Quem compra hoje, menos do que comprava há oito anos? Atire a primeira pedra (ou voto) e justifique o porquê de seus votos no Sr. Lula, em palavras concretas.

[Sobre "Lula: sem condições nenhuma*"]

por Natan.
6/11/2002 às
23h56

melancolia suicida de florbela
Toni, obrigado pelo comentário. Creio que na própria poesia de Florbela existam vestígios de sua desistência da vida. mas não é isso o que importa. o que importa são os poemas em si, o que eles nos causam através de seus efeitos estéticos. "a beleza da vida", como você disse, não está tingida, na sua poesia, de uma melancolia suicida?

[Sobre "A Vagabunda Letrada e os Sentimentos Nobres"]

por jardel
6/11/2002 às
19h11

Júlio, malgré tout, parabéns
Júlio, malgré tout, parabéns, um artigo com tantos comentários é porque deu o que falar e, finalmente, esta é a função do jornalismo, principalmente de boa qualidade como o seu e o do site, bem diferente de nossa imprensa de papel que não se pode criticar porque selecionam o que deixam sair. Aqui é ao vivo! Você desafiou os astros e desencadeou a fúria dos deuses. É o que dá mexer com este aspecto primitivo do ser humano: o messianismo. As forças mais primitivas vêm em socorro das crenças que não admitem serem desfeitas a golpes de racionalidade. Como estive demasiadamente envolvido em outras bandas internáuticas exatamente em função das eleições, só agora escrevo. Mas não me penitencio, pois faço-o após a vitória do messianismo. E as cenas que se sucedem são dantescas. Ontem mesmo saiu um artigo do inefável "Frei" Beto, uma carta à falecida mãe do Lula, comparando-a à Virgem Maria ao dizer que o Brasil merece o "fruto do vosso ventre"! Cadê o Papa, cadê o Cardeal? Este cara além de completo imbecil é herege! Como permanece "Frei"? Bem, mas agora é que "a porca torce o rabo", como se dizia lá na roça. Em pouco tempo seu artigo vai se mostrar profético. Anota os nomes e emails destes furiosos críticos para perguntar daqui a algum tempo se votaram no Lulla. Quem, eu? Nunca! Aumento do salário mínimo? Talvez 220 e olhe lá! Aumento para parasitas públicos? Não dá! Alíquota de 27,5% do IR? Permanece! CPMF? Tira o P, ou tira o de Provisório e põe o de Permanente! Hahaha! Já estou rindo e antevendo a rápida deterioração do "messias"! So temo que, para não cair, eles tentem "virar a mesa" da democracia e instalar um regime tão a seu gosto, admiradores que são do carniceiro do Caribe.

[Sobre "Lula: sem condições nenhuma*"]

por Heitor De Paola
6/11/2002 às
16h41

Forte sensação
Caro José Pereira: este artigo, tal como está aqui editado, é eminentemente teórico. Você identificou-o numa ocorrência do mundo real. Ótimo! Um artigo teórico se presta para isto mesmo.

[Sobre "Revolução e Niilismo"]

por Heitor De Paola
6/11/2002 às
16h37

Uma fábula
Caro Alexandre, vou apenas mandar uma fábula cujo autor desconheço. A serpente e o Vagalume Conta a lenda que uma vez uma serpente começou a perseguir um vagalume. Este fugia rápido, com medo da feroz predadora e a serpente nem pensava em desistir. Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada... No terceiro dia, já sem forças, o vagalume parou e disse à cobra: - Posso lhe fazer três perguntas? - Não costumo abrir esse precedente para ninguém, mas já que vou te devorar mesmo, pode perguntar... - Pertenço a sua cadeia alimentar ? Não. - Eu te fiz algum mal? Não. - Então, por que você quer acabar comigo? - Porque não suporto ver você brilhar...

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Heitor De Paola
6/11/2002 às
16h29

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
68983 visitas/dia
2,1 milhões/mês