busca | avançada
44557 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Terça-feira, 11/3/2003
Comentários
Leitores

Pena
Bem , pelo jeito o trabalho foi feito com honestidade e carater desse academico, cabe aos leitores ler artigos e mais artigos e se informarem, em busca da verdade pois se for tudo isso mesmo o Brasil vai continuar com o freio de mao puxado . Eu sou um defensor da volta do homem ao campo com pequenas propriedades mais nao de arruaceiros que se aproveitam do dinheiro da urbanizaçao das grandes cidades este tambem e um sitema falido. Complicado este pais caros leitores.

[Sobre "A verdade sobre o MST"]

por Vinicius Brown
11/3/2003 às
23h06

Viva Da Vinci!
O Julio Daio está de parabéns por trazer ao nosso convívio mais este texto maravilhoso da Sonia Nolasco. Fomos colegas no JB há algum tempo atrás. Da Vinci realmente é um enigma, dos melhores enigma da raça humana. Parabéns.Sonia.AB.

[Sobre "Leonardo da Vinci: variações sobre um tema enigmático"]

por AlbertoBeuttenmüller
11/3/2003 às
17h02

Excelente o texto
Excelente o texto;principalmente entre a relação entre o que é descrito,visto,analisado...e o que é sentido no mundo das idéias e do vivido desse jornalista.Achei interessante também,ele poder captar e transmitir prá gente,como profissionais,com o mesmo objetivo:informar, podem ter fócos tão diferenciados; um vê a realidade,e sofre com ela, outro vê na realidade uma oportunidade de subir de status...No centro disso tudo,uma guerra planejada,anunciada,camuflada,revestida de "boas" intenções por quem a sustenta,e que objetiva poder,mesmo as custas de vidas inocentes...Talvez todos fiquemos impedidos de sonhar,diante da intolerância ,da ambição,e das devastadoras consequências produzidas por atos insanos,revestidos de uma falsa preocupação com o bem comum entre os povos.

[Sobre "Empolgação"]

por Denise
10/3/2003 às
23h19

os maus
Texto comovente, profundo, simples e tocante. Pena estarmos todos reféns desse sistema maluco, impulsionado por almas tão ruins e tão demoníacas como Bush, Bin Laden, C.Rizze, C.Powell, Tony Blair e, porque não, Sadam Hussein.

[Sobre "Empolgação"]

por Hugo Penteado
10/3/2003 às
19h24

Pouca Esperança, Infelizmente
Texto impecável, sobre uma verdade que, se depender da nossa mídia atual, permanecerá escondida, até o momento crítico da deflagração da revolução comunista, já engendrada. A não ser que...

[Sobre "A verdade sobre o MST"]

por José Pereira
10/3/2003 às
18h21

muito duro, muito radical
Fala Edu, Sua coluna ta bem legal. Concordo plenamente com as opniões expostas, mas acho você está sendo muito duro, muito radical. Não pode pegar tão pesado assim se quiser ser persuasivo (não sei se é esta sua intenção). Abraço, José Humberto

[Sobre "A vingança alternativa"]

por José Humberto
10/3/2003 às
13h49

socialismo brasileiro
Tese de mestrado e texto maravilhoso, uma vez que mostra aquilo que muita gente não quer ver ou faz de conta de que não vê: A reforma agrária "movida" pelo MST é o principal instrumento para implantar no Brasil o maior embuste de todos os tempos, chamada socialismo brasileiro.

[Sobre "A verdade sobre o MST"]

por E. Madruga Martins
10/3/2003 às
13h33

Serginho, Lacraia e Beira Mar
É isso aí, Alessandro, essas coisas vêm e vão ao sabor do interesse momentâneo da mídia, q captura "contemporâneo" popular e o chupa até o caroço. O Serginho é moleque humilde e acho muito bom ele ganhar "um qualquer". Agora, o triste mesmo é saber o quão enraizada é a cultura "miami bass" no povão do Rio e sua notória associação com o tráfico. Vendem prá molecada idolatria da bandidagem, ao invés de uma mensagem q o hip-hop procura levar. abraços

[Sobre "A ranhetice da égüinha pocotó"]

por Mauricio
10/3/2003 às
13h18

Deixem a cultura fluir
Caro Alessandro, Endosso suas palavras. Não existe má cultura ou boa cultura. Ela existe, simplesmente, como resultado de tudo (tudo mesmo) que passa em nossas cabeças. Gostem ou não alguns. E ela deve fluir, sem amarras. Desde uma peça teatral escrita pelo empresário A.E. Moraes, até esse tal Serginho, que também tem de ganhar a vida. Para mim produtos culturais viraram, se permite utilizar um jargão financeiro, uma commoditie, como boa parte das marcas de xampus e sabonetes. Cada um compra o que quiser, sem ter recriminar ninguém por ter preferido uma outra marca. Um abraço. Bernardo Carvaho (Goiânia-GO).PS: Também detesto música sertaneja que não seja parecida com as de Elomar...

[Sobre "A ranhetice da égüinha pocotó"]

por Bernardo Carvalho
10/3/2003 às
11h59

valeu xará!
valeu xará! da próxima te mando uma foto minha para fazeres uma caricatura jardel pias e não dias...

[Sobre "O Fel da Caricatura: André de Pádua"]

por jardel pias borges
10/3/2003 às
11h53

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
44557 visitas/dia
1,2 milhão/mês