busca | avançada
53897 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Sábado, 8/7/2006
Comentários
Leitores

Prazer em revê-lo!
Ricardo, que prazer em revê-lo aqui outra vez... já que na nossa cidade e por conta dos afazeres é meio complicado. Um dia te escrevo, com mais detalhes. Abraço, Léo

[Sobre "Páginas do Diário de Um Leitor (II)"]

por léo
8/7/2006 às
14h24

I feel good
toda vez que leio algo assim, me sinto bem! é o grilo sempre ajudando na reflexão. obrigado

[Sobre "Não me venham com escritores (gênios, então...)"]

por léo
8/7/2006 às
14h15

Ney: o maior intérprete da MPB
Na década de 70, quando Os Secos & Molhados caminhavam sobre a Terra começamos a ter noção do que seria a trajetória de Ney Matogrosso. Sem sombra de dúvida, o maior intéprete da MPB na atualidade. Um "deus vivo" que ainda está no meio de nós e merece todo respeito e reverência pelo seu valoroso legado ao Brasil.

[Sobre "Ney Matogrosso: ótimo intérprete e grande showman"]

por Elvis Muttti
8/7/2006 às
11h39

Bloom, Maquiavel e Estagirita
Esse senhor Bloom, ao comparar o trabalho dos padeiros e dos mecânicos com o dos parlamentares, demonstra desconhecer a história da humanidade. Aristóteles e Maquiavel, entre outros pensadores da política, nunca fizeram parte das leituras deste tal senhor Bloom.

[Sobre "Futebol e política"]

por Rita Polli
8/7/2006 às
07h33

Orgulho & Preconceito
Tambem gostei do filme Orgulho e Preconceito, embora considere que não tenha ficado à altura do livro, que é genial. Existe uma série inglesa da BBC (1995), a que ainda não assisti, mas que é considerada por muitos como a melhor adaptação do livro.

[Sobre "Orgulho e preconceito, de Jane Austen"]

por Irene Soares
8/7/2006 às
03h08

Patrick O'Brian, socorro!
Alexandre, traga um raio de esperança para esta humilde leitora. Só publicaram três livros do caro Patrick O'Brian (na esteira do filme, temo...), será que a série prosseguirá sendo editada? Se não, como conseguir os outros (no original, com tradução de Portugal, seja como for)? Socorro!

[Sobre "Na varanda"]

por Taís Azevedo
7/7/2006 às
18h53

gênio por si só de que vale?
Grande Julio, como sempre afiado. Acho o "trabalho" de se fazer muito bem lembrado por você, gênio por si só de que vale? A vida, meu caro, a vida, ávida vida....

[Sobre "Não me venham com escritores (gênios, então...)"]

por andré balbino
7/7/2006 às
18h38

Sem aspas
Genial!!!

[Sobre "Não me venham com escritores (gênios, então...)"]

por Alfredo A. de Mello
7/7/2006 às
17h56

o melhor e o pior de mim
Também ri com a sua crônica e tou lá 100%, não me aventuro muito nos meandros da net, caminho aos poucos, sou demasiado tímida para me expôr, mas os blogs e páginas pessoais para mim foram uma forma de criar, ou melhor, de soltar as personagens que vivem dentro de mim. Parabéns por suas crônicas.

[Sobre "Não quero encontrar você no Orkut"]

por bruxabouga
7/7/2006 às
03h45

Rubem Fonseca malgré tout
a primeira vez que li um romance de rubem fonseca, fiquei um pouco surpreso com seu ceticismo, como evoca as palavras e sabe dar vida a elas: acho ele um romancista a ser cultuado pela nossa geraçao, apesar de tudo.

[Sobre "Rubem Fonseca e a inocência literária perdida"]

por elder g freitas
6/7/2006 às
18h35

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
53897 visitas/dia
2,4 milhões/mês