busca | avançada
45137 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Terça-feira, 30/1/2007
Comentários
Leitores

Empreendedores de janeiro
Primeiramente, quero parabenizar Julio pelo seu aniversário. Só hoje li o Digestivo, que está cada vez melhor. São pessoas como o Julio que fazem com que a literatura, embora em forma um site, seja realmente "digerida". Um abraço a todos os colunistas e ao Julio, em particular. Sou também de janeiro e os nascidos neste mês são empreendedores. Congratulações. Maura Soares, Florianópolis, SC

[Sobre "Entrevista a Ademir Pascale"]

por Maura Soares
30/1/2007 às
10h15

comovida só de ler
Rafael, fiquei comovida só de ler seu texto. Sou uma compradora compulsiva de livros, embora não tenha tempo para lê-los todos. Com certeza, vou comprar Nhô Guimarães. É muito bom ler bons textos. Obrigada.

[Sobre "Nhô Guimarães"]

por Carla Borges
30/1/2007 às
09h52

A vida é dura...
Queria dizer que a vida só vale a pena, de verdade, se formos sinceros, autênticos, com nós mesmos e com as pessoas importantes para nós. Se o texto é sincero, é válido! Por quê não?! Cada um procura (ou, pelo menos, assim deveria ser...) sua felicidade da forma que quiser! Quem nos julga muito, provavelmente, não nos compreende, e a esses não temos nada a dizer. Acabam sendo superficiais! Muitos vão nos criticar, nos julgar mas podemos evoluir apesar disso! A vida é assim. Mas nada mais satisfatório e tranquilizante do que a consciência de que somos nós mesmos na vida! Sem esperarmos recompensas por sermos de um jeito ou de outro! A vida é dura... Mas ela pode também ser muito doce e emocionante. De verdade. Na real. Abra a janela e deixe o sol entrar!

[Sobre "Confissões de um jovem arrogante"]

por Júlia Mello
30/1/2007 à
01h02

Divulgue sim, Maroldi
Divulgue sempre seus textos, Maroldi. Escreva sempre, e muito. Seus textos são espelhos nos quais dezenas, centenas, milhares de leitores são refletidos. Porque, querendo ou não, sua angústia pode ser a minha e a de outros também. Portanto, meu caro, não deixe de publicar seus textos. Abraço forte!

[Sobre "Confissões de um jovem arrogante"]

por Rafael Rodrigues
30/1/2007 à
00h36

Parabéns pelo texto
Verônica, muito pertinente seu texto. O aniversário dessa cidade não poderia passar batido neste DC. Acho que aqui, quando se chega, ou se coloca o rabo entre as pernas e volta rapidinho pra casa ou se apaixona de vez... Um abraço, Maroldi

[Sobre "453 São Paulo para gregos e troianos"]

por Marcelo Maroldi
29/1/2007 às
19h13

dose de maestria e motivação
Em meio a tanto lixo, o Digestivo Cultural nos brinda com uma dose de maestria e motivação. Cumprimentos ao Editor, Julio Daio Borges, e tbém. ao jornalista Ademir Pascale, autor da excelente (e esclarecedora) entrevista. Lygia Dias de Toledo, bibliotecária (Juiz de Fora-MG).

[Sobre "Entrevista a Ademir Pascale"]

por Lygia Dias de Toledo
29/1/2007 às
18h46

Um pouco de correção política
Apóio inteiramente que se pregue e pratique a boa convivência nos ambientes e transporte público; agora, por favor, dá pra deixar o bolsa-escola fora disso? Será impossível fazer um comentário desse tipo sem ser classista? Você mesmo acrescentou que suas experiências desagradáveis se dão, muitas vezes, bem longe do famigerado "povo"...

[Sobre "Cansei de ser atropelado!"]

por Selma
29/1/2007 às
16h10

No Estrago de Minas
Vc chamaria aquela coisa que circula no "Estrago de Minas" de "caderno de cultura"? É ruim, hein?

[Sobre "Fotos e Charutos"]

por Julio Porto
29/1/2007 às
15h08

A Bravo nasce e morre
Em qualquer espetáculo que aconteça, sempre e sempre, temos o grito "Bravo": ela foi apenas uma euforia, tinha desejos de ser talvez uma grande revista de arte, mas era eufórica. O fim de um instrumento da imprensa cultural é de grande melancolia pra quem pensa a arte e vê que os espaços são reduzidíssimos. Mas tudo que nasce morre.

[Sobre "O fim da Bravo!"]

por Manoel Messias Perei
29/1/2007 às
14h59

Lembrete!
Ué, e o Grupo Tapa? Esqueceram?

[Sobre "Teatro em 2006"]

por Demetrius Caesar
29/1/2007 às
14h57

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
45137 visitas/dia
2,3 milhões/mês