busca | avançada
54240 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Segunda-feira, 18/10/2010
Comentários
Leitores

Precisamos plantar atitudes
Se não plantarmos atitudes, se não ilustrarmos a nossa vida de acontecimentos, de poesias, com certeza nossa memória amanhã será de um vazio contemporâneo ilustríssimo. E não estaremos reclamando da nostalgia. Mas do vento que plantamos, esperando as tempestades.

[Sobre "A suprema nostalgia"]

por Manoel Messias Perei
18/10/2010 às
02h31

Se votar não fosse obrigatório
Já comentei este texto, mas me ocorreu outro pensamento: se o voto não fosse obrigatório, vocês já imaginaram como seria a disputa pela "compra" de votos dos que, supostamente, não iriam por livre e espontânea vontade às urnas? Será que estamos amadurecidos para o voto não obrigatório?

[Sobre "Voto fulo"]

por Rosangela Friedrich
17/10/2010 às
19h40

Obrigada por escrever
Obrigada por escrever, Rodrigo :)

[Sobre "Desventuras Prosaicas"]

por Camila
17/10/2010 às
11h25

Nada mudou
Engraçado... O texto foi escrito nas últimas eleições presidenciais, há 4 anos. Levei um susto ao terminar a leitura, achei que seria pra estas. Incrível, nada mudou. Aliás, mudou, sim. Alguns pontos que o Guga destacou tão bem pioraram nestes 4 anos. Tenho medo do Brasil.

[Sobre "Voto fulo"]

por Fernanda
17/10/2010 às
07h52

O democrata da mídia
A impressão que a mídia passa é que o democrata do pedaço é o Serra!

[Sobre "Jesus não vota"]

por Roberto
17/10/2010 às
02h28

O Gullar e a Veja
O Gullar é uma figura que devemos respeitar, mas pelos seus comentários parece que ele está lendo muita revista Veja. Será que ele acha que uma era Serra será mais positiva para o Brasil?

[Sobre "Gullar sobre Lula e Dilma"]

por Roberto
17/10/2010 às
02h26

Vou tentar seguir os passos
O texto está muito legal, vou tentar seguir alguns dos passos descritos. Valeu!

[Sobre "Dicas para você aparecer no Google"]

por Roberto
17/10/2010 às
02h15

Apenas um lado da moeda
(continuando...) como o é o amigo do ilmo. presidente, o Chávez. "É bom saber de que lado estão para podermos identificá-los e em ocasião oportuna os desacreditarmos" (na melhor das hipóteses) pensam estes idiotas com poder. Quanto à Erenice, parece-me pelas informações que me chegam que o seu posto foi levianamente ocupado. E a nossa sta. Dilma (agora também paz e amor) está se desgastando com algo que poderia deixar passar, na pressão dos evangélicos mostrou fraqueza e fez o que eles queriam em relação ao aborto, assinando o tal documento que é preconceituoso até os ossos. Em um eventual governo da petista será que ela tomará as mesmas atitudes? Seu texto é informativo? Sim, é, mas mostra apenas um lado, até porque você mesmo diz não ter recebido essas informações na mesma medida que recebeu em se tratando da Dilma. Respeito sua opinião, ela é apoiada em bons argumentos, mas se fosse ao contrário sei que nosso pequeno e pretenso aprendiz de ditador não o iria respeitar tanto assim.

[Sobre "Jesus não vota"]

por Carlos Patez
16/10/2010 às
13h43

E-mails contra candidatos
Realmente eu recebi alguns e-mails detratando os dois candidatos. De que fontes? Sei lá, não guardo essas porcarias; leio-as e depois descarto! Sei que a sra. em questão trabalhou, mas faz parecer em seu texto que ela realizou tantas coisas benéficas para nós que é um pecado duvidar de sta. Dilma. Sei que ela tem história, não cometerei aqui o erro grosseiro de dizer que ela é terrorista e bandida; ao contrário, lutou em uma época dura contra o regime ditatorial, o que exige muita coragem, no mínimo, mas com o tempo quase todos esses nossos corajosos baluartes esquerdistas se corromperam intelectual e moralmente. Ao se misturar e defender, a canalha torna-se, portanto, parte da mesma. Tem muitos méritos, por isso penso que fosse melhor focar a campanha nestes méritos e não nos de outrem. A imprensa tem que ter coragem de se posicionar, mas a imparcialidade deve nortear suas informações, mas quando um mandatário, seja ele quem for, faz um pedido desses, fica no ar um odor de ditadorzinho de quinta... continua.

[Sobre "Jesus não vota"]

por Carlos Patez
16/10/2010 às
13h31

Voto chulo ou voto nulo?
Quando analfabetos, alfabetizados que não entendem o que leem, crianças e vagabundos condenados, têm o poder de cancelar votos conscientes ao votar contra os informados, cultos, produtivos, e esclarecidos, fica estabelecida a "aberração democrática" brasileira, mãe do voto chulo, aquele que elege rinocerontes, primatas, analfabetos, alienados de vários matizes, patifes, ladrões, estelionatários, assassinos, corruptos e malfeitores, oportunistas e debochados em geral. Sobra para o cidadão consciente, o voto nulo. A alternativa de negar-se a participar de uma verdadeira orgia moral, quando os valores, (ética, honestidade, competência, seriedade, compromisso, patriotismo e dignidade) desaparecem em meio a escândalos, falcatruas, conchavos e malversação dos bens da República. Voto chulo ou voto nulo? Fico com o segundo.

[Sobre "Voto fulo"]

por Raul Almeida
16/10/2010 às
11h20

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
54240 visitas/dia
2,0 milhão/mês