busca | avançada
84229 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Sábado, 23/10/2010
Comentários
Leitores

O fôlego do último suspiro
E o Presidente Lula, o que diria no seu último suspiro? Aposto que, balbuciando, ele diria: uma parte mí­nima de mim já se foi, agora vai o resto... e com certeza serei salvo pelo Bolsa Famí­lia, e que, segundo a Bíblia, só os pobres terão o reino do céu... e tem muito pobre me esperando lá. Mais, será que o Lula ia ter tanto fôlego assim antes de morrer?

[Sobre "O que eles disseram antes do último suspiro"]

por David Almeida
23/10/2010 às
21h01

Uma competição por seguidores
Infelizmente hoje esse tal boom dos blogs, transformou blogar em uma competição por seguidores, onde antes as pessoas contavam suas emoções ficou a tentativa de dar informações, só que a qualidade foi deixada de lado, quantos não são os blogs por aí com erros monstruosos de português mas com mil seguidores ou mais devido às promoções?!! A realidade tem se tornado angustiante e apavorante :(

[Sobre "Meu querido blog"]

por Samantha Abreu
23/10/2010 às
17h20

Hilário e genial
Como escritora, pretendo ficar famosa... ou morrer tentando. rsss Para isso, já preparei meu lema na eternidade: "Eu não me arrependo de nada". Assim, os de lá de cima já estarão devidamente notificados. Parabéns pelo texto hilário e genial.

[Sobre "O que eles disseram antes do último suspiro"]

por Miriam Sales
23/10/2010 às
11h37

Corpo de luz eterna
Não há morte. Apenas deixamos o corpo que abrigou a alma. Chegará o tempo em que não teremos mais corpo material, e sim de massa cósmica racional. Isto é, de luz eterna.

[Sobre "O que eles disseram antes do último suspiro"]

por Ivone Vebber
23/10/2010 às
09h56

Espero estar só
Eu espero estar só (porque salva já sei que estou), antes do meu último suspiro, pra dizer algo que preste! hehehe. Já que a morte é a nossa única certeza, acho bom já ir pensando nisso, não? Ótimo texto!

[Sobre "O que eles disseram antes do último suspiro"]

por Dayse Vilas Boas
23/10/2010 às
09h46

Fazendo inimigos
Ah! Esse texto (maravilhoso) me fez lembrar de uma (suposta) frase proferida por um famoso artista (acho que foi Bethoven). À beira da morte, um padre pediu para que ele confessasse todos os seus pecados e aceitasse Cristo em seu coração, renegando o Diabo. Eis que o artista deu um sorriso sutil e falou: "Acho que essa não é a melhor hora para fazer inimigos..." Genial. Como ele. Abraço a todos e vida longa ao Digestivo Cultural!!!

[Sobre "O que eles disseram antes do último suspiro"]

por Guilherme Ramos
23/10/2010 às
09h38

Sonhei que morria
Bom. Nunca morri mas aconteceu, semana passada, de sonhar morrendo. Exclamei, bem alto: "Agora, não!", e acordei. É que eu tinha que estar vivo, hoje, pra ler este texto, interessante. Gostei muito desta do Zequinha do Patrocí­nio: "Doutor, não é melhor eu mamar?". E ele estava com toda razão. Se nascemos mamando, por que não morrer mamando?

[Sobre "O que eles disseram antes do último suspiro"]

por Vicente Freitas
23/10/2010 às
08h26

Práticas de Guantánamo
Parafraseando Nuno Ramos: "ceci nest pas une vautour." Essa obra daria uma tese, a exemplo da traição das imagens de Magritte, do anjo melancólico de Dürer, dos sapatos de Van Gogh ou da Dança da vida de Munch. Brincadeira à parte, para mim não foi crueldade deixar as aves em cativeiro e nem criar animais para depois matar a machadada: isso faz parte da evolução das espécies. Nazismo para mim é deixar as aves ouvindo Cacará, bandeira branca e boi da cara preta constantemente. Isso é prática de Guantánamo. Espero que na próxima obra ele coloque um parente próximo dele para a acadêmicos aclamarem. P.S.: Não estou aqui querendo analisar Nuno Ramos, apenas fazendo um exame (de merda).

[Sobre "Em defesa de Nuno Ramos e da arte"]

por Marcos Ribeiro
23/10/2010 à
01h48

Acordem, pseudo-sentimentais
Os animais eram nascidos em cativeiro. Eu tinha um gato no meu apartamento. Ele pirou com o cativeiro, arranhou portas, quebrou CDs, rasgou livros, destruiu tudo. somos todo predadores, não percebem? Não comem carne de frango e boi? Então, são mortos a machadadas, preso em cativeiro para a carne ficar macia. Sem movimento, sem amigos, parentes, nada. Acordem, pseudo-sentimentais.

[Sobre "Em defesa de Nuno Ramos e da arte"]

por jardel dias cavalcan
22/10/2010 às
21h50

Todos agoniados
Realmente esse mundo deixa todos agoniados, belo texto, parabéns.

[Sobre "Agonia"]

por Fabio
22/10/2010 às
10h43

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
84229 visitas/dia
2,4 milhões/mês