busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Terça-feira, 19/12/2000
The Foundation Of The Western World

Julio Daio Borges




Digestivo nº 14 >>> Em 2000, a Penguin Books edita The Greek Achivement, de Charles Freeman. O livro funciona como uma razoável introdução aos gregos e à Grécia de Antigamente. O autor, inclusive, afirma que esses gregos que aí estão (os contemporâneos) nada tem a ver com os gregos de antes (os clássicos), posto que os primeiros descenderam dos turcos-otomanos (bárbaros que dominaram a Grécia durante séculos). Enfim, Freeman remete à formação das cidades gregas, remete aos tempos de Homero (o Shakespeare de antes-de-Shakespeare), remete a uma sociedade escravocrata, agrária, mítica e belicista. A obra peca por um excesso de referências a fontes muito recentes que, de repente, podem ter sua veracidade contestada. Fora que a insistência numa abordagem do tipo arqueológica tira toda a graça daquilo que não se pode explicar para concentrar-se em aspectos técnicos e pontuais demais. Diz-se muito que os romanos quiseram continuar aquilo que os gregos haviam construído — o que é parcialmente verdade. Freeman, nessa questão, irrepreensível, narra como Nero, Sula e outros espoliaram os templos gregos mais sagrados sem qualquer temor pela ira dos deuses. Se civilizações tão esplendorosas terminam em ruínas e fragmentos de grandes nomes, o que pensar da nossa? O que dela restará quando tiver de inevitavelmente sucumbir?
>>> “The Greek Achievement” - Charles Freeman - 494 págs. - Penguin
 
>>> Julio Daio Borges
Editor
 

busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês