busca | avançada
78548 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Segunda-feira, 16/2/2015
Rodolfo Felipe Neder
Julio Daio Borges



Atendendo a pedidos, publicamos pequenas entrevistas com os Blogueiros do Digestivo. Todo dia, no Blog do Digestivo, pelo menos uma nova entrevista. (Até que a plataforma esteja 100% pronta e você conheça os blogs propriamente ditos...!) - JDB

1. Qual é a sua história com o Digestivo? (Como conheceu; há quanto tempo lê; por que acredita na iniciativa do Digestivo Blogs.)

É uma história muito longa. Um dia a contarei com detalhes. (Deixo para o Blog.)

Antes de mais nada, o que nos uniu foi a simpatia e a ambição por uma coisa "melhor" no âmbito da internet. Muito conversamos e muito café foi consumido. Nesses tempos, a Internet estava ainda nascendo e reunia pioneiros e deslumbrados pela nova tecnologia. Nós pertencíamos à segunda tribo e desejávamos estar na Web bem longe da imbecilidade reinante de portais e páginas de celebridades globais e de futilidades.

O Digestivo Cultural já existia. Eu sempre comentava com o Julio que "Digestivo Cultural" era um excelente nome e uma excelente marca para um portal, tinha a leveza e compromisso com a cultura, num pais em que ela tanta falta faz. Até tive a ousadia de escrever algumas matérias, que, creio, foram lidas e ninguém me pediu para parar...

A vida foi correndo sem parar, eu passei a cuidar do "saite" do Millôr, hospedado no UOL. O Julio continuou levando adiante e melhorando o Digestivo, num exemplo pertinaz de que avistava um futuro promissor.

Eu envelheci e ele casou, formou uma linda família, que só conheço pelo Facebook. Mas a nossa relação continua intacta, e em linha direta, via Web.

2. Qual é o seu "background" (sua formação)? De onde vem; o que estudou; quais trabalhos seus citaria etc.

Minha formação é a chamada "superior" e tenho "mestrado" (quando se preenche as fichas). Advogado, formado em cinema, diretor de fotografia. Publicitário. E otras cositas más...

(Tudo isso é possível porque, desde criança, leio muito. Aprendi a ler e a perguntar, e a questionar, feito uma Mafalda masculina. Grande parte da minha educação foi em castelhano e a pratico em português. Até hoje não abro mão da leitura e do conhecimento.)

3. Sobre quais temas vai falar/tratar no seu blog?

Eu propus ao Julio que o nome do blog fosse "Dia a dia" (um blog com acidez). O nome já nos indica que serão temas variados: política, cinema, publicidade e coisas da vida que me tocam e que mereçam ser comentadas, e, sobretudo, recordações dos anos de nossa belle époque, Ipanema, e até ditadura.

4. Você já teve blog? Se sim, qual (ou quais), e com que repercussão?

Tentei uma vez...

5. Qual é sua relação com a escrita? Já escreveu em outros veículos/sites? Já publicou? Como foi a sua experiência nesse sentido (de colaborar e/ou publicar)?

Eu tenho uma profunda admiração por quem escreve, mesmo bula de remédio. Mas leio os que me interessam. A minha relação com a escrita é de ousadia e de vontade de "desembuchar"...

6. Como é se interessar por cultura, ou ter uma atividade intelectual, ou simplesmente ler o Digestivo, num país como o Brasil, ou sendo brasileiro (a)? É uma profissão de fé? Ou é um desafio que te motiva (no dia a dia)?

Me motiva a cultura em geral, num País de povo rico em cultura (que é desperdiçada).

7. Você acha que, através da internet, podemos mudar esse cenário (de pouca cultura, pouco interesse pela vida intelectual, parca discussão de ideias etc.)?

Não sei se vamos mudar alguma coisa, mas podemos instigar. Quem muda são as ruas ativas...

8. Quais foram suas maiores influências? (Não precisa, necessariamente, ser alguém conhecido ou "famoso". Pode citar obras e/ou experiências também.) Quais "modelos" pretende seguir (ou te servem de referência)?

Eu, quando penso no meu passado, me sinto muito feliz. O destino fez com que, permanentemente, eu tivesse um mestre perto de mim. (Como se aprende com mestres...) Meu último mestre foi Millôr Fernandes. Uma amizade nos uniu durante mais de 40 anos.

9. Mais alguma coisa que os Leitores precisam saber de você (mais alguma coisa que você gostaria de falar e eu não te perguntei)?

Sim.

Eles deverão ser compreensivos e tolerar a minha escrita diferente, com fortes influências castelhanas. Creio que isto pode enriquecer o texto...

10. Onde mais a gente pode te encontrar? (Links ou referências, na internet, que você quiser/puder passar...)

Na fanpage que faço sobre Millôr no Facebook

Nota do Editor
Rodolfo Felipe Neder é um dos novos blogueiros do Digestivo Cultural ;-)

Julio Daio Borges
16/2/2015 às 12h19

 

busca | avançada
78548 visitas/dia
1,8 milhão/mês