busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Sexta-feira, 17/3/2006
Novos Melhores Blogs
Julio Daio Borges

Historicamente, briguei muitos anos com os blogs, e principalmente com os bloggers. Eu olhava para os blogs brasileiros e só conseguia achá-los lamentáveis (os blogueiros, ainda mais). A blogosfera de fora me fez mudar de idéia, como todo mundo sabe. Mas eu me senti na obrigação, em determinado momento, de confessar que eu lia (ou lera) alguns blogs nacionais. E escrevi aquele primeiro texto, "Melhores Blogs".

O texto fez bastante sucesso. Um sucesso inesperado, porque - naquele momento - eu ainda não dialogava muito com os blogs (e com os bloggers). Estava reinaugurando o Blog do Digestivo Cultural. Então duas das mais graves acusações que recebi foram: primeira, da minha lista ser "atrasada" (era verdade, eu estava desatualizado); segunda, da minha atitude ser "nostálgica" em relação à "era do conteúdo", que supostamente havia acabado (parcialmente verdade, porque a "era do conteúdo", justamente, recomeçou!).

De lá pra cá, virei um leitor diário de feeds e, hoje, muitos blogs são minha primeira fonte de informação. E como, agora, eu leio muitos intermitentemente (ô, palavra), achei que seria legal montar uma nova lista de, obviamente, "Novos Melhores Blogs". Melhorei eu ou melhoraram os blogs? Sei lá; talvez as duas coisas. Por fim, faço justiça àqueles que são também fontes de insights, estímulos e - quem te viu, quem te vê - até inspiração...!

* ALT1040, de Eduardo Arcos - Começo pela minha maior admiração, na blogosfera mundial hoje. O Eduardo Arcos é um equatoriano que mudou para o México e que agora promete apavorar na Espanha (como a gente dizia no tempo do colegial). Não tenho medo de dizer: é um gênio em matéria de blog. O mais perto que o Brasil chega do Eduardo é através do Pedro Doria. A diferença é que o Eduardo Arcos não é jornalista, é blogueiro, "evangelista de tecnologia", podcaster e empreendedor de internet. Para coroar essa trajetória, é um dos sujeitos mais acessados de toda a blogosfera latino-americana (desde a Espanha até as ex-colônias). E ele tem menos de 30 anos. Aliás, até onde eu sei, ele tem 26 anos. A idade que eu tinha quando fundei o Digestivo Cultural. A diferença é que o Eduardo bloga há seis anos! É provavelmente um dos pioneiros da Web planetária. Ah, e não se preocupe: ele não é meu amigo - nem no Orkut.

* CrisDias weblog - O Cris Dias eu conheci, há alguns anos, quando ele fez um comentário depreciativo sobre o Alexandre Soares Silva (e quando o Alexandre ainda escrevia para o Digestivo - faz tempo...). Achei a crítica do Cris Dias simplista - e não voltei mais a lê-lo. Quando estava estruturando meu Bloglines (minha lista de feeds), porém, lembrei dele - acho que por causa do TopLinks - e resolvi acompanhar seus passos. Na época, eu estava tão "aberto" aos blogueiros brasileiros que incluí na minha lista até alguns Wunderbloggers. Esses não duraram, mas o Cris Dias durou. E eu passei a admirá-lo à distância... Passa ótimos links, via Del.icio.us, e é bastante honesto quando fala de si próprio. Além disso, empreende na Web do Brasil (o que é uma qualidade para mim) e divide seus pontos de vista a respeito com os leitores. Finalmente, está envolvido em 9 entre 10 dos projetos mais interessantes da internet - nem que seja palpitando (e descendo o sarrafo, como desceu no Alexandre...).

* John Battelle's Searchblog - Eu descobri o John Battelle graças a uma matéria do mainstream media (MSM), que ele tanto critica (que ironia...). Foi no New York Times, que resolveu fazer uma reportagem sobre blogueiros que escreviam livros, e publicavam trechos em seus blogs, submetendo-se, corajosamente, ao escrutínio de seus leitores. Eu lembro que estava na sala de espera do dentista e resolvi visitar o Searchblog depois. Me impressionou. Tanto que, logo a seguir, fiz uma referência a ele (pretendia falar do blog no programa da Gioconda Bordon, mas faltou tempo para tanta informação...). E, como vocês sabem, comprei (e resenhei) o respectivo livro tão logo ele saiu. A novidade é que a obra ficou pronta mas o blog - que começou por causa dela - não perdeu o sentido. Pelo contrário, virou referência sobre o Google. E eu acho o John Battelle simplesmente imperdível, e não só pelo fato do Google ser incontrastável hoje em dia. Tem muita gente escrevendo sobre o Google neste momento, mas o Searchblog passa sempre uma informação a mais.

* Carnet de Notes, de André Lemos - Esse, eu lembro bem, me foi indicado pela Daniela Castilho ou DaniCast, para os íntimos. Ela vivia me falando da teoria (?) do André Lemos sobre os "portais currais". Aquilo me intrigou. Alguém na internet brasileira ousava falar mal dos portais (em que todo internauta virtualmente implora para entrar)? Tudo bem que o André Lemos estava fora (ainda está), na França, mas sua "teoria" (ou tese) dos "portais currais" era do tempo da UFBA! O André é um expert em cibercultura. Mas não tem ranço acadêmico, não. O André, aliás, bloga relativamente pouco, em seu Carnet de Notes, mas tem indicações do ó do borogodó. Eu gostaria muito de saber quais são suas fontes - porque ele sempre sabe antes. O André Lemos ainda mistura tecnologia com leituras não-técnicas e com apontamentos sobre sua vida pessoal. Nunca se excede - o que é raro num blog.

* TechCrunch, de Michael Arrington - Eu vivo falando, em todo lugar, de Web 2.0, e um blog sobre Web 2.0 não poderia faltar. Sim, ele existe. E é um blog muito especial. Quando ouvi a voz do Michael Arrington num podcast, não acreditei que ele fosse tão moço - e já entendesse tanto de empreendedorismo e de aplicações (ou serviços) para a WWW... 2.0! O TechCrunch, hoje (imagino que já teve outra encarnação), é basicamente uma série de indicações de empresas que estão fazendo a Web 2.0 - e que pretendem, claro, fazer a América (a exemplo de iniciativas como o Flickr, o Del.icio.us e, mais recentemente, o Digg). É incrível observar quantas idéias estão florescendo (e sendo implementadas) na Web norte-americana. O Brasil está praticamente parado ou até regredindo, em comparação - mesmo que guardadas as tais devidas proporções. E o TechCrunch, além dessa "reportagem" incansável, junta, às vezes, impressões em análises que são a mais pura vanguarda - como o post sobre online storage. É uma injeção de ânimo para empreendedores brasileiros, se é que ainda existe essa raça...

* Carreira Solo, de Mauro Amaral - Outra indicação da DaniCast. O Mauro tem a paixão dos blogueiros de fora e está fazendo um trabalho que muitos sites não fazem (revistas e jornais, nem se fala...). O Carreira Solo, como o próprio nome já diz, trata do universo dos free-lancers. Como o Mauro foi ter essa idéia? Naturalmente se "inspirou" na crescente terceirização pela qual o mercado brasileiro passa. Desconfio que o Mauro seja o café-da-manhã, o almoço e o jantar (e, às vezes até, a ceia) de hordas de free-lancers espalhados pelo Brasil todo. É inacreditável a intimidade que ele têm com seus leitores, e como, nos comentários, eles o tratam com verdadeira devoção. Sentimento parecido eu só encontro em relação ao Webinsider - que é um site, não um blog -, do meu amigo Vicente Tardin. Os "culturetes" (Leitores do Digestivo Cultural?) não são tão fiéis quanto os geeks - e isso eu saudavelmente invejo no Mauro e no Vicente. Ah, e se você precisar de uma única razão para acessar o Carreira Solo, já te dou agora: as entrevistas.

* El Blog de Manfatta - Eu tenho uma ampla admiração pela agência Manfatta, de Barcelona, embora não ache que seu blog seja a coisa mais importante (mas, mesmo assim, resolvi citar). Algum link, de alguém que não me lembro, me levou a um maravilhoso estudo da Manfatta sobre publicidade em blogs. E olhe que eu, pessoalmente, nunca me interessei muito por publicidade, e vinha - como já disse - de uma espécie de "briga" com os blogs... Caí de costas. É a melhor coisa que já li sobre o assunto em qualquer língua (leia-se: em inglês e, provavelmente, em francês). Desde então passei a assinar a newsletter, ou "La gazetta", da Manfatta, e virei fã. Tanto que a maneira de escrever da Neus Arqués me inspirou a ponto de, consciente ou inconscientemente, mudar a minha própria abordagem em relação aos Editoriais (e Releases) do Digestivo Cultural. A "voz" da Manfatta soa divertida, amiga e tem sempre uma boa novidade (ou link) debaixo da manga. Graças a ela, descobri, por exemplo, Seth Godin (um dia ainda escrevo sobre ele...). E se é verdade que "all marketers are liars", pela Manfatta - e só pela Manfatta - eu coloco a minha mão no fogo.

* Usabilidoido, de Frederick van Amstel - Última indicação da DaniCast. A Daniela, numa das nossas conversas eletrônicas, uma vez soltou esta pérola: "Eu a-do-ro usabilidade". Eu não sabia - confesso - o que era "usabilidade", e não entendia como alguém poderia "adorar" o que quer que fosse essa palavra... Então, a primeira vez que entrei no blog do Fred não entendi absolutamente nada. Foi o primeiro site (vale, para ele, aqui a "promoção") em que eu vi que os comentaristas eram tratados de igual pra igual, em relação a quem produzia conteúdo editorial. Ou seja: a fonte era do mesmo tamanho, e a distinção entre "comentado" e "comentador" era tão fluída que você chegava a confundir as duas coisas. Era essa a intenção! E a DaniCast tinha razão (prometo que essa é a última rima): o lance da usabilidade é mesmo bem interessante, até para não-webmasters, não-webdesigners e não-iniciados em internet em geral. Você nunca se pegou pensando, por exemplo, sobre como um site funciona, sobre como as informações estão dispostas, sobre como você reage a links, botões e formulários? Voilà, isso é usabilidade.

* Berkun blog - O Scott Berkun foi outro cujo site me interessou mais que o blog (mas que eu quero, igualmente, citar). O Scott tem uma idéia que pode soar meio estranha para a maioria das pessoas: ele publica, na Web, ensaios. Sim, ensaios. Foi através de um ensaio seu, aliás, que eu cheguei até o Berkun blog. Seus temas são sempre relacionados a "administração" (coloco aqui entre aspas para reforçar o caráter genérico da coisa). Veja o título do primeiro ensaio que eu linquei dele: "Why smart people defend bad ideas". Vale para qualquer situação profissional, mesmo que não relacionada à administração. (Entre, leia e confira.) Do Scott, comprei ainda o livro, e prometo (outra promessa que é dívida) resenhá-lo um dia. No blog, ele avisa quando há um novo ensaio no ar (!) e comenta, divertidamente, sobre sua atual "turnê" para divulgar o volume, que saiu pela O'Reilly, e que se chama The Art of Project Management. É outro "blogueiro" de quem a gente sente uma certa proximidade, embora ela pareça tão solitário nas fotos...!

* ¿Quién es Juan? / e-life - E não poderia faltar um blog literário (ou pretensamente literário)... Não é, na classificação de Pedro Doria, um blog de informação, mas eu gosto de lê-lo quando quero arejar as idéias. É muito inteligente desde o título, porque, quando você o lê, a primeira coisa que você se pergunta é: "Quem diabos é esse 'Juan', que nos fala tão abertamente sobre sua intimidade?". É um egocêntrico, não resta dúvida - mas um egocêntrico legal (tento e não consigo encontrar equivalente na blogosfera de Pindorama...). E como escreve bem! De onde tira aquelas frases tão redondas e bem balanceadas? Te pega logo no primeiro parágrafo. Blog é literatura? Eu diria que é, nesse caso. Talvez como foi o Rubem Braga. E, dizem, o Antonio Maria (eu não sei se concordo com a inclusão deste último no rol...). Aliás, se alguém precisa de uma definição mais "quadrada", pode-se dizer que Juan Dominguez é um "cronista" da blogosfera hispânica. Que seu estilo sirva, portanto, de inspiração para os outros blogs!

Julio Daio Borges
São Paulo, 17/3/2006

 

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês