busca | avançada
46196 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Quarta-feira, 30/10/2002
Comentários
Leitores

Quem pergunta quer saber!
Heitor. Pensei q esse artigo tinha já sido esquecido, mas tendo em vista q continua vivo cobro a resposta a minha pergunta, q vc tergiversa ,, tergiversa e não responde. Vou repeti-la para vc não precisar voltar lá atrás. COM Q DIREITO ISRAEL CONSTROI COLÔNIAS EM TERRAS ESTRANGEIRAS? Depois q vc me responder prometo responder as muitas perguntas q vc me fez , pretendendo estar respondendo minha pergunta com outras.

[Sobre "O Conflito do Oriente Médio"]

por pedro servio ribeiro
30/10/2002 às
11h13

humor da direita???
Corro o risco de soar como um verdadeiro acácio mas preciso dizer que toda generalização, assim como toda unanimidade, é burra. Considero-me de esquerda e ao mesmo tempo acendo diariamente uma vela em meu altar para Lubitsch, Wilder e S.J.Perelman. Regularmente revejo "The shop around the corner" e "One, two, three" como antídotos contra a indigência intelectual que nos cerca. Porém, estou disposto a apostar meu Patek Philippe (vovô deve estar se revirando em sua tumba no Père Lachaise) que a grande maioria da direita é tão desinformada e medíocre quanto a esquerda mencionada em sua mensagem, se bem que menos tristonha. Nós dois, meu caro, somos solitárias exceções ocupando posições antípodas do espectro ideológico. Brilhantes, inteligentes, "witty", cultivados, donos de uma ortografia e uma sintaxe impecáveis. Cheers!!! (nada se compara a começar a manhã com uma flute de prosecco)

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Claudio
30/10/2002 às
09h03

Ora vamos, ânimo...
Carina está tristonha, Lavros deprimido, Antonio ressentido. Parece até que não ganharam...Ânimo, ânimo! Chegaram ao poder e ainda se sentem oprimidos. E o que os oprime? Minha arrogância! Minha mesquinha educação superior! Minha ortografia perfeita! Minha leitura constante e opressiva dos clássicos! Ah, fico feliz - é mais divertido oprimir do que ser oprimido. Como bem sabe quem já viu "Ninotchka". Mas eis aqui um divisor ideológico ainda maior, e mais importante, do que direita/esquerda: gente tão séria e tristonha obviamente nunca viu "Ninotchka"...Lavros, Lavros, deixe de ver "O Encouraçado Potemkim" um pouco e veja "Ninotchka"...Cheer up, buddy boy. Como é triste a esquerda! Santos Deuses!

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Alexandre Soares
30/10/2002 às
02h06

Inteligênicia factoide
Olha, vou dar aqui minha opinião sobre este artigo, e mais alguns outros, como também sobre seus autores e alguns leitores que escrevem para elogia-los. Algumas pessoas, só porque conseguiram estudar um pouco mais que a maioria dos brasileiros, dominam bem o nosso idioma, se acham melhores que os demais. Outros vão mais além, e conseguem ler alguns clássicos de literatura e esnobam o resto de maneira com aquele asco peculiar dos pedantes. Alguns são mais pretensiosos e pensam que só porque sabem escrever o Português e leram alguns clássicos, se metem a escritores. Olha, cultura, qualquer um que disponha de vontade, tempo e dinheiro pode adquirir. Quanto mais tiver destes ingredientes mais cultura poderá adquirir. E ai vão para o teclado e escrevem aqueles artigos, que são impecáveis na gramática e ortografia. Fazem citações inimagináveis á maioria de seus leitores. Mas não conseguem atingir o grande público. Porque meus caros inteligência e talentos não estão naquele pacote que eles conseguiram adquirir. E ficam se roendo de inveja de um tal rapper Mano Brown, que não conheço, do Paulo Coelho, que ainda não li, mas deve ser muito mais talentoso que a maioria dos decrépitos que eles cultuam, como também deve ter mais talento que a maioria de seus colegas de Fardão. Estes colunistas, admito, estão um nível acima dos culturetes que vivem lhes enviando e-mails deslumbrados, próprios dos pupilos. Aos que ousam criticar, sobram àquelas respostas muito educadas, citando seus erros com a língua ou a sua ignorância para com o assunto. Na verdade estes senhores quando recebem uma crítica gostariam na verdade e de xingar e escorraçar com o crítico, mas são incapazes, pois até para isto é necessário talento.

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Antonio Castellane
30/10/2002 à
01h02

picasso, o maior
Tal como o famoso confronto entre Delacroix (cor) e Ingres (linha) foi o centro da guerra artística do século XIX, Matisse e Picasso, como você salientou tão bem, realizaram o confronto no século XX. Dois monstros que se respeitavam sem desrespeitarem a si próprios na sua liberdade de criar. Temos que escolher o maior. eu já fiz a minha escolha: Picasso. sem, claro, diminuir Matisse. afinal, são dois planetas maravilhosamente habitáveis. Parabéns pelo texto.

[Sobre "Matisse e Picasso, lado a lado"]

por jardel
29/10/2002 às
23h21

tantas bocas para poucas tetas
"Caro Júlio. Trabalho em lugar onde a concentração de ignorantes por metro quadrados é enorme. Uma mesa de operações de Bolsa de Valores. Não existe lugar tão imediatista e estúpido quanto uma mesa de operações. Hoje ao falar que acredito que nossa Raponzel não terá final feliz, fui linchado ou melhor queimado. As pessoas realmente acham que o PFL e PMDB vão apoiar o Lula por ideais, o José de Laencar será um Marco Maciel e que o PDT de Brizola e PSB de Arraes são de esquerda. Existem tantas bocas para tão poucas tetas nesse governo superloteado, que faltam almas para tantos diabos que as compraram. Infelizmente a pressão popular e a desilusão serão ernormes. Não creio em governo tranquilo. Tudo que sobe rápido tende a cair mais rápido. Talvez seja o destino de toda estrela cadente. Abraços"

[Sobre "Lula: sem condições nenhuma*"]

por Outro Leitor Anônimo
29/10/2002 às
22h35

choradeira
Quanta choradeira pelo resultado da eleição!!! Até parece um bando de maltrapilhos pregando o fim do mundo nas esquinas da cidade. Sim, foi eleito um presidente de esquerda. Sim, ele vai cometer erros e acertos. Não, ele não fala inglês, francês, espanhol, italiano e javanês como a nossa Maria Antonieta com pé na cozinha. Não, ele não vai citar Max Weber ou Hanna Arendt em seus discursos. Coisa mais rídicula e infantil essa demonização ou beatificação do futuro presidente. De um lado, petistas ingênuos acreditando que é chegado o Messias, de outro essas cassandras estridentes, viúvas do príncipe de Salinas, vaticinando o pior e salivando de satisfação. Que cansativo!!!

[Sobre "Lula: sem condições nenhuma*"]

por Claudio
29/10/2002 às
17h31

Quanto pedantismo
Dona Adriana, Veja isto que a senhora escreveu: "... pensei no atraso de algumas pessoas e de alguns lugares." Quanta ignorância e preconceito contra esses nordestinos sofredores, no meio dos quais, por motivos desconhecidos, a senhora veio viver, vindo de seu São Paulo branquelo. Esta sociedade onde a senhora vive deve tê-la recebido muitíssimo bem, como é costume desse povo, quando, por terra, em seu Mercedes, a senhora atravessou esse Brasil e veio arrotar o seu cosmopolitismo sobre a inocência dos paraibanos. Ao menos, pela maneira correta e até humilde, como esse povo sofrido a trata e respeita, merecia ele um pouco de consideração de sua parte,até como contrapartida das atenções que a senhora recebe diariamente dos paraibanos. Tome jeito, Dona Adriana, comporte-se como uma dama, mesmo que tenha de fazer certo esforço para consegui-lo. Pelo menos, disfarce seu pedantismo. E aproveite sua permanência nas terras da Paraiba para aprimorar sua humildade, pois a senhora não é melhor do que o mais humilde dos paraibanos. Retorno ao que disse antes: não beba cachaça, pois não fica bem para uma dama. Melhore o nível de seus drinques e não beba tanto. Passe bem. Doutor Flavio

[Sobre "Reflexões na fila"]

por Doutor Flavio
29/10/2002 às
17h22

Só o tempo dirá
Bom dia, Julio. Você sabe, desde o tempo em que alguns textos do Digestivo eram publicadas em meu site, que acompanho e admiro seu trabalho. Há pouco tempo, fiquei embasbacado ao ler sua mini-biografia em seu site pessoal. Redação nota 10 na Fuvest, coisa e tal, notadamente um ser de inteligência superior. Deve ter, portanto, razão ao me chamar de idiota (espero estar errado, mas foi isso que concluiu meu cérebro que conseguiu não mais que um 4,5 numa federalzinha aqui do ES). Votei no Lula sim e em candidatos do PT para deputado e senador. Não tenho a ilusão de quem são seres acima de tudo, como acham muitos simpatizantes do partido. Sou realista, tenho sim um pouco de medo do governo Lula ser a catástrofe que pessoas como você profetizam, mas antes de tudo tenho esperança. Ela pode ser apenas o produto de uma jovem e inocente mente de 19 anos, prestes a se decepcionar pela escolha feita no último dia 27. Ou não. Se me permite o clichê (nunca li Nelson Rodrigues, então nem tenho condição de escolher uma citação dele para me esconder por trás): só o tempo dirá. Até pela falta de tempo (só não vale dizer que esse é um argumento de quem não tem argumento...), não vou aqui ficar "batendo boca". Cada um pensa e diz o que quer, de acordo com sua percepção das coisas. Assim, vou salvar e gravar num CD onde guardo coisas importantes, revistas a todo o momento, o seu texto. Daqui a quatro anos (ou antes, caso o "tombo" vier mesmo), enviarei ele a você, por email. Caso constate-se, após esse período, que o "analfabeto operacional" tenha feito um bom governo, espero que você tenha a decência de usar esse espaço, que acredito que ainda estará vivo e forte até lá, para admitir, feliz, que estava errado. Se estiver certo, uso o meu e-espaço (menos politizado, mas até maior que o seu), para fazer o mesmo. Estamos combinados?

[Sobre "Lula: sem condições nenhuma*"]

por Diego Sana
29/10/2002 às
10h25

agudeza na criação
Carmen, obrigado pelo comentário. não se preocupe, me sinto extremamente à vontade com meu desdém por algumas coisas. Sabe, odeio o calor deste país. talvez, isso acabe por determinar outoras coisas. Mas você há de convir que não temos ainda nosso shakespeare, nosso Dante, nosso Picasso, nosso Joyce, nosso Thomas Mann, nosso Chopin, nosso Bach, etc. eu, particularmente, prefiro conviver com eles, por sua agudeza na criação, em detrimento de outros, menos criaivos, apenas por serem "nacionais". jardel

[Sobre "Dados para dissecar um colunista?"]

por jardel
29/10/2002 às
10h59

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
46196 visitas/dia
1,8 milhão/mês