busca | avançada
79822 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Sexta-feira, 22/9/2006
Ecos Falsos

Julio Daio Borges




Digestivo nº 297 >>> Enganou-se quem achou que, no Brasil, não havia podcast sobre música independente. Há; e mais de um. Fora o Trama Virtual, cujo podcast é recente, e seria uma aposta inclusive óbvia (além da televisão), o Estação Independente, do Rio, vem peneirando novas bandas há uns tantos programas. Como o próprio pessoal do Djangos, uma das últimas atrações, observou: sem comunicação, uma cena não acontece; e se os fanzines acabaram (a Mosh “renasce” agora), os podcasts de música podem vir a ter um papel central. Em formato parecido com o do Morning Becomes Eclectic, a dupla de apresentadores cariocas alterna conversas descontraídas com performances ao vivo e em estúdio. Ainda que haja muito barulho nas emissões – pois barulhento é o rock em estado bruto –, pode-se concluir que não só de Los Hermanos a cena se alimenta hoje. A comparação, descontando essa, é com aquele momento, nos anos 90, em que desabrocharam selos como o Banguela e em que emergiram produtores como Carlos Eduardo Miranda. E a nostalgia, como era de se esperar, ainda remonta a Chico Science e a Tom Capone. Os anos 80 não são mais “a” referência (uma vez que os Titãs perderam a identidade; o Barão insiste em sobreviver apenas comercialmente; e os Paralamas se reduzem a... João Barone?). Os convidados do Estação Independente produzem freneticamente, mas não têm, igualmente, resposta para o processo de desmontagem das gravadoras. Para o fim do esquema de divulgação nas FMs; para o clipe que, numa MTV quase 100% comportamental, perdeu sua função. O próprio CD circula silenciosamente, nas conversas, como uma alma penada – ainda que os próprios músicos se sintam constrangidos em, declaradamente, apelar para a “pirataria” (leia-se: para o download de música). Nesse contexto, é louvável o trabalho do Estação Independente. Afinal de contas, por mais que o iTunes seja a luz no fim do túnel, a indústria fonográfica, como um buraco negro, pode continuar sugando tudo. Inclusive a música.
>>> Estação Independente
 
>>> Julio Daio Borges
Editor
 

busca | avançada
79822 visitas/dia
2,4 milhões/mês