busca | avançada
48579 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Quinta-feira, 27/7/2006
Comentários
Leitores

Zizi Possi: puro prazer
Lindo texto, onde a gente pode sentir que o prazer de escutar, e ver no palco, a grande intérprete que é Zizi Possi: permanece entre as impressões incomensuráveis da arte musical brasileira dos últimos trinta anos.

[Sobre "As noites insanas de Zizi Possi"]

por Zé Caradípia
27/7/2006 às
19h08

poeta: não sei se sou...
Humm... achei bonito seu texto. E me parece que é assim mesmo. Tentar, rasgar folhas, começar outra vez, de outro jeito... ter a idéia, mas não ter tempo de colocar no papel. Bater a cabeça na parede de raiva por ter perdido a idéia. Depois ter outra idéia, desta vez com papel e caneta ao alcance. Escrever, ler, reler, ficar satisfeito. Ou de novo... Não é pra muitos. Mas quando se alcança, é muito bom. Dá uma sensação de "eu posso, eu faço". Eu não sei se sou. Dizem por aí que sim. Eu gosto, ao menos, de tentar ser. Obrigado!

[Sobre "Alguém aí reconhece um poeta?"]

por Alessandro de Paula
27/7/2006 às
11h41

Sai, não!
Eu gosto muito de ler seus textos. Assemelham-se a um leve desabafo ou a uma conversa com os próprios botões. Gosto dessa sua naturalidade despreocupada com que desenvolve seus temas e pensamentos. Não importa se sua formação veio dos livros Para Gostar de Ler, o melhor de você é por você ser você. Saudações Poéticas!

[Sobre "Cuidado: Texto de Humor"]

por Versos & Acordes
27/7/2006 às
09h27

Não vá embora
Lisandro, vou considerar que este seu texto agora também é uma piada, digo, apenas gozando da gente. Não vá embora. Humor inteligente hoje em dia está tão raro que seria uma grande perda sua saida. Um grande abraço, Ivo Samel

[Sobre "Cuidado: Texto de Humor"]

por Ivo Samel
27/7/2006 às
09h25

Vôo do jovem escritor
O bom é deixar o escritor jovem voar, sempre vai encontrar um maluco pra apostar nele. Imagine se Nelson Rodrigues não tivesse ousado, não teria sido o mito que é, imagine outros tantos, os estilos são as marcas de cada autor. É preciso voar, voar e não se perder.

[Sobre "Conselhos Místicos Ao Jovem Escritor"]

por Manoel Messias
27/7/2006 às
06h05

Sem palavras
O que dizer de um texto tão belo?

[Sobre "Horizonte perdido"]

por Rafael Rodrigues
27/7/2006 à
00h40

Não cometa suicídio please
É. Acho que será possível continuar lendo os seus textos... "continuar" do verbo "eu já lia antes". Não cometa suicídio, por favor. Abraços

[Sobre "Cuidado: Texto de Humor"]

por Mourão Paiva
26/7/2006 às
22h01

me ajudar a não dizer nada
Não sei se este comentário vai me ajudar ou não a dizer nada. Mas nem tudo está perdido, quando há algo a fazer. E começar do nada é uma simples questão de ser diferente, como... EU.

[Sobre "Conselhos Místicos Ao Jovem Escritor"]

por Valdea Sianna
26/7/2006 às
21h37

amargura: o vírus do momento
Você classificou os blogs dos dois homens como amargos. Mas o titúlo que vc deu a este texto, e a conclusão final, mostram o quanto vc tb está amarga. Nossa, amargura parece ser o novo vírus do momento. Li certa vez que se um amor tiver que acabar que seja com ternura e esperança. Mas não acredito em amores que acabam. Pois amor que acaba é pq nunca foi amor de Verdade. E acho que o AMOR é uma oportunidade única e para poucos. O resto, aqueles amores que acabam, eram ilusão, paixão, tesão ou carma, mas AMOR, não!

[Sobre "Todos os amores acabam"]

por Duci Weiss
26/7/2006 às
20h08

algo positivo sobre o Orkut
Até que enfim encontro algo positivo escrito por alguém sério a respeito do Orkut!!! Acredite, é um imenso prazer! Penso que a maior parte das pessoas que critica o Orkut nunca teve esse tipo de experiência que vc cita, de conhecer pessoas com interesses comuns e iniciar a partir daí uma troca construtiva!

[Sobre "Orkut, ame-o ou deixe-o"]

por sidnei pimentel
26/7/2006 às
19h51

Julio Daio Borges
Editor

busca | avançada
48579 visitas/dia
2,2 milhões/mês