busca | avançada
70327 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Sexta-feira, 7/7/2006
Invenções do Interior

Julio Daio Borges




Digestivo nº 286 >>> A Flip, em 2006, vem se apresentando de modo mais low-profile – o que é saudável, depois da confusão dos ingressos em 2005 e da atitude top secret da organização nos outros anos. Afinal, conforme exortou Daniel Galera à Festa Literária Internacional de Parati: “que ela se concentre mais nos escritores, nos livros e nos leitores” – que é o que realmente importa. Em 2006, portanto, a Flip, para começar, adiou seu calendário para não coincidir com o evento da Copa do Mundo, e, agora, anuncia todas as mesas e atrações com uma semana de antecedência em relação à venda de ingressos. Nesse quesito, passa a vender também na rede Saraiva (e não só na Fnac); e, pela internet, através da Ticketmaster (em lugar da Americanas.com). Quanto à programação de 2006, chama a atenção um certo pendor para o jornalismo, com nomes como Lilian Ross – filha do fundador e herdeira do legado da revista New Yorker – e Christopher Hitchens – atualmente um dos maiores polemistas da imprensa mundial. Jornalistas-autores, brasileiros, também comparecem, como Carlos Heitor Cony e Miguel Sanches Neto. Entre escritores propriamente ditos, o destaque fica para Ferreira Gullar, representando o Brasil, e Mário de Carvalho, representando Portugal. Edmund White ainda pode despertar interesse, depois de sua alentadora biografia de Genet; e Jonathan Safran Foer garantiria, como todos os anos, a presença dos novos nomes, ao lado de sua esposa, Nicole Krauss. A graça da Flip, contudo, está nas surpresas que se revelam, pois, às vezes, os favoritos não necessariamente oferecem uma melhor performance. Então, de repente, Antonio Risério (na homenagem a Jorge Amado), Luiz Antonio de Assis Brasil, Ignácio de Loyola Brandão, Toni Morrisson, Lourenço Mutarelli, Fernando Gabeira, Adélia Prado e Ricardo Piglia têm as mesas chances de levantar a platéia. Maria Bethânia, na abertura, certamente o fará, bem como Marcos Valle e Yamandú Costa, ambos no Café Paraty. A oficina literária, em 2006, fica por conta de Silvio Ferraz, em parceria com a revista Piauí; e o grande lançamento será, possivelmente, o Poema Sujo, em versão CD, comemorando seus 30 anos.
>>> Flip
 
>>> Julio Daio Borges
Editor
 

busca | avançada
70327 visitas/dia
2,0 milhões/mês