Lembrança de Paulo Brossard | Digestivo Cultural

busca | avançada
37024 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOG >>> Posts

Domingo, 12/4/2015
Lembrança de Paulo Brossard

+ de 1700 Acessos

Nesta manhã de domingo, aos 90 anos, Paulo Brossard nos deixou. Há muito que se dizer do jurista, do político, do ministro de Estado, do colunista político, do liberal clássico formado sob Raul Pilla que combateu a ditadura militar na sua memorável passagem pelo senado, enfim, do homem público na acepção mais ampla que a expressão pode ter. Muito foi e será dito neste 12 de abril sobre este homem que deve ser lembrado pela posteridade, com todo o merecimento e sem nenhum favor, como um dos principais artífices do Brasil democrático.

Por isso, em meio a tanto que será dito em homenagem a Brossard, quero também dizer algo sobre ele. Será uma pequena, breve contribuição. Mas uma contribuição que, tenho certeza, só poderá ser feita por mim. E por uma razão muito simples, que passa longe de qualquer delírio pretensioso: porque trata-se de uma lembrança pessoal. Uma lembrança que fala pouco de mim, muito dele e dará, creio, bem a medida do homem Brossard. Por isso, e só por isso, é que a deixo aqui.

Era um jantar na casa de meu tio, amigo do ministro desde os tempos de MDB, numa noite fria de junho.de 2011. Lá estavam, entre muitos outros convidados, Brossard, sua esposa e uma de suas filhas. Enquanto estas últimas conversavam com os demais convidados o ministro pediu, gentilmente, para sentar-se em outra mesa. E ali acomodou-se. Tive então a oportunidade de conversar com ele.

Comentei que, havia poucos dias, tinha lido o seu prefácio a "Pequena história territorial do Brasil", de Ruy Cirne Lima. Foi o suficiente para que um discreto sorriso se abrisse no rosto no ministro, talvez pela oportunidade de conversar sobre um tema de sua predileção. Falou então longamente sobre a impressionante familiaridade de Cirne Lima com a tradição jurídica ibérica e ibero-americana, em especial os juristas portugueses e espanhóis do fim da Idade Média e do Renascimento, e lamentou que esta tradição já não fosse tão conhecida dos jovens de hoje.

Perguntou-me então o que estava cursando. Respondi que, naquele ano, concluía o curso de Direito e logo depois o de Letras (este, na verdade, teria de esperar até 2013). Outro sorriso se abriu. Perguntou então quais as minhas áreas de preferência dentro do Direito. Respondi que tinha especial atração pelos temas de Direito Público, Direito Internacional e Teoria do Estado (que seriam, aliás, objeto de minha monografia de conclusão). "Excelente, excelente", disse ele. Sugeriu então - "se lhe posso sugerir algumas leituras", foram suas exatas palavras - que lesse aqueles autores citados por ele com muita atenção. Agradeci e apontei que, no prefácio ao livro de Cirne Lima, ele, Brossard, lembrara que o autor costumava dizer que "as novidades jurídicas têm, em geral, trezentos anos idade". Outro sorriso, desta vez mais aberto, menos comedido: "É verdade, mas não podemos dizer isso por aí".

A conversa estendeu-se por mais umas duas horas e adentrou o jantar. Falamos sobre o estado atual das faculdades de Direito, as exigências que hoje se faz para ingresso na carreira acadêmica (exageradas e tolhedoras, segundo ele), de alguns episódios da política do Império e da República, da importância de Raul Pilla para a formação dos políticos de sua geração e muito mais. Após falar e ensinar muito, interrompido por algumas perguntas minhas - a isso limitei-me - ele virou-se para mim e perguntou: "você está terminando o curso de Letras, não é?". "Sim", respondi. Perguntou então o que achava da crítica que Machado havia feito à obra de Eça de Queirós na famosa resenha de "O Primo Basílio", publicada quando o brasileiro ainda era um iniciante e Eça um nome já consagrado. Respondi que concordava, em parte, e que, embora tivesse apreciado imensamente "O Mandarim", "A Cidade e as Serras" e alguns de seus contos, achava que faltava o conflito interior e autonomia às personagens de Eça, razão pela qual não me sentia tão tentado a lê-lo novamente.

Brossard ouviu tudo atentamente e em silêncio, assentindo aqui e ali. Quando terminei, indagou: "Já leu os artigos de opinião dele?". Respondi que, salvo um ou outro ensaio, não havia lido. Ele sugeriu que os procurasse. "Ali está algo do que melhor se escreveu em português no que se refere ao humor e à sátira", disse ele. Agradeci a indicação. Logo depois, Brossard foi chamado pela esposa e a filha para irem para casa. Já passara da meia noite. Levantamos e nos despedimos, não sem antes o ministro agradecer a companhia e a conversa e eu a imensa generosidade da companhia, das lições e da oportunidade única. Oportunidade que agora recordo, certo de que o homem que a concedeu fará uma irreparável falta.



Postado por Celso A. Uequed Pitol
Em 12/4/2015 às 15h27


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Mark Cuban for president 2020 de Julio Daio Borges
02. Entrevista com Franklin Costa de Julio Daio Borges
03. Patuá em festa de Ana Elisa Ribeiro
04. Psiu Poético 30 anos de Ana Elisa Ribeiro
05. 16 de Agosto de Julio Daio Borges


Mais Celso A. Uequed Pitol no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SISTEMA MONETÁRIO INTERNACIONAL - AS REGRAS DO JOGO
ARISTIDES FILHO
BRASILIENSE
(1987)
R$ 5,00



PARTICIPAÇÃO, SALÁRIO E VOTO: UM PROJETO DE DEMOCRACIA PARA O BRASIL
EDMAR BACHA; MANGABEIRA UNGER
PAZ E TERRA
(1978)
R$ 25,00



LINGUA PORTUGUESA PROJETO ECO 7º ANO
CRISTINA AZEREDO
ED. POSITIVO
(2009)
R$ 34,00



COLEÇÃO OBJETIVO Nº 16 REDAÇÃO
ELIZABETH DE M. MASSARANDUBA E THAIS MONTEIRO
CERED
R$ 7,00



ALUCINADO SOM DE TUBA
FREI BETTO
ATICA
(1994)
R$ 5,00



ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA
SCOTT TUROW
RECORD
(1987)
R$ 5,00



TRATADO SOBRE AS PESSOAS EM COMENTÁRIO AO CÓDIGO CIVIL - VOL. 1
FRANCISCO EDUARDO PIZZOLANTE
LUMEN JURIS
(2011)
R$ 47,28



PAIXÃO IRREVERENTE
LESLIE LAFOY
NOVA CULTURAL
(2008)
R$ 5,00



FORA DE SERIE
MORRIS WEST
CIRCULO DO LIVRO
R$ 10,00



OS IMPOSTORES
CHRIS PAVONE
ARQUEIRO
(2013)
R$ 10,00





busca | avançada
37024 visitas/dia
1,4 milhão/mês