Sobre o tempo e Faith No More | Blog de Luís Fernando Amâncio

busca | avançada
64351 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
>>> Laura Dalmás lança Show 'Minha Essência' no YouTube
>>> A Mãe Morta
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
>>> A dor
>>> Parei de fumar
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A alegria de não ensaiar
>>> Tempo vida poesia 4/5
>>> The flow state
>>> O batom
>>> Como num filme
>>> Only time will tell
>>> Política - da filosofia à neurociência.
>>> Ideologia: você quer uma pra viver? Eu, não
>>> The Flickrization of Yahoo!
>>> TechCrunch Disrupt
Mais Recentes
>>> Perdão de Mauro Camargo pela Lachatre (2014)
>>> Profundamente Sua de Sylvia Day pela Paralela (2012)
>>> Os 100 Melhores Contos de Crime e Mistério da Literatura Universal de Flávio Moreira Da Costa pela Ediouro (2002)
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma - Série Bom Livro de Lima Barreto pela Atica
>>> Younger: Não Importa a Idade, Ser Jovem é um Estado de Espírito de Pamela Redmond Satran pela Record (2015)
>>> Desafios da Regulação no Brasil de Jadir Dias Proença pela Enap (2009)
>>> Pais Dedicados, Chefes Inesquecíveis de Natalia Gómez del Pozuelo pela Saraiva (2011)
>>> A Historia de um Milagre de Bianca Toledo pela Coisas de Crente (2012)
>>> O que esperar quando você está esperando de Heidi Murkoff / Arlene Eisenberg / Sandee Hathaway pela Record (2009)
>>> Conhece - Te a Ti Mesmo - Excelência Humana e Ética de José Maria pela Quadrante
>>> Amor e Felicidade no Casamento, Vol. 2: a Vida Sexual de Fritz Kahn pela Boa Leitura
>>> Amigos ouvintes de Arnaldo Jabor pela Globo (2009)
>>> Vira-lata de Raça - Memórias de Ramon Nunes Mello pela Tordesillas (2018)
>>> Cidadania da Bomba de Pádua Fernandes pela Patuá (2015)
>>> Glaucoma - Princípios Gerais Diagnóstico e Tratamento de Dr. Paulo Augusto de Arruda Mello pela Ciba-Vision (1999)
>>> Michaellis 2000 Vol. 2 Moderno, Dicionário da Língua Portuguesa de Michaelis pela Melhoramentos
>>> 1934 de Alberto Moravia pela Rio Gráfica (1986)
>>> Deixados para Trás, 2: Segunda Chance de Tim Lahaye pela United Press (1998)
>>> Blended Learning in English Language Teaching - Course Design and Impl de Brian Tomlinson ; Claire Whittaker pela British Council
>>> O General Está Pintando de Hermilo Borba Filho pela Globo (1973)
>>> Monitorização e Suporte Hemodinâmico de Arnaldo Prata Barbosa; Werther Brunow pela Atheneu (2007)
>>> A Tapas e Pontapés de Diogo Mainardi pela Record (2004)
>>> Poesia Restaurada de Zaqueu Machado pela Patuá (2012)
>>> Aconteceu Em Veneza de Molly Hopkins; Maria ângela Amorim de Paschoal pela Novo Conceito (2014)
>>> Argentina Visões Brasileiras de Samuel Pinheiro pela Ipri Capes
BLOGS >>> Posts

Terça-feira, 26/5/2015
Sobre o tempo e Faith No More
Luís Fernando Amâncio

+ de 2500 Acessos

Por Luís Fernando Amâncio



Pra quem gosta de certezas, segue uma bem cruel: ninguém está ficando mais novo neste nosso sucessivo acordar/ comer/ sair de casa/ fazer uma porção de coisas/ voltar pra casa/ deitar de novo que a gente chama de vida. Não importa o quanto a ciência avance, ainda não conseguiram enganar o fluxo dos ponteiros no relógio.

Mas não é só de criar rugas e criar gosto por dominó que o envelhecimento é feito. Mais importante do que isso, a gente acumula experiências e vai se transformando. O que geralmente é bom - não foi para o Michael Jackson. E uma boa medida das mudanças pelas quais passamos são as músicas que vão se alternando em nossos playlists. Assim como o homem engatinha na infância, caminha na vida adulta e usa bengalas na velhice, há aqueles que escutaram Xuxa quando crianças, Guns'n Roses na adolescência e agora vão embalando seus filhos ao som de Gal Costa.

Bom, eu nunca fui desses. Minha trilha sonora até que muda, mas lentamente, sem alterações bruscas. Assim, é contemplando a discografia de algumas bandas que posso observar meu processo de envelhecimento. É o caso do Faith No More, banda californiana que se formou em 1981 e teve alguma popularidade no Brasil na década seguinte, impulsionada pela criação da MTV nacional. Enquanto o grupo lançava o "épico" The Real Thing, em 1989, disco recheado de sucessos, eu estava mais preocupado com o embate entre He-Man e Esqueleto no planeta Eternia.

Avançando alguns anos, posso dizer que a primeira canção de uma banda de rock que ouvi - e gostei - foi a versão que o Faith No More fez de "Easy", dos Commodores, que encerra seu álbum seguinte, Angel Dust (1992). Tudo bem, só conheci a música porque estava na trilha sonora da novela "Mulheres de Areia" - minha casa só tinha uma Telefunken, fazer o quê?

Apesar de gostar da "Easy", não foi aos 06 anos que eu virei roqueiro. Demorou um pouco mais e nem sei ao certo quando isso ocorreu. O que eu lembro é que, uma década depois do lançamento do Angel Dust, quando o Faith No More já era uma banda oficialmente separada, eu economizava no dinheiro do lanche na escola para juntar uns trocados. Guris sem mesadas precisam recorrer a essas artimanhas. Foi com essa economia que pude comprar King for a Day... Fool for a Lifetime (1995), cd de uma fase já decadente para o grupo, ao menos para o grande público. Porém, o álbum soa poderoso para ouvidos mais apurados, puxado pelo single "Digging the Grave". Valeu a pena fazer caixa 02 com a minha verba do lanche.


O tempo passou e a internet revolucionou o acesso a músicas e às informações sobre as bandas. Eu podia ler que o Mike Patton (vocalista) seguia uma carreira bastante extravagante, refutando aproximações com sua ex-banda. Os outros membros também seguiam suas vidas profissionais, como Mike Bordin (baterista), que tocou por anos com Ozzy Osbourne.

Mas a Terra gira. E, não sem muita surpresa, testemunhei a reunião do grupo, em 2009, comparecendo a um show em Belo Horizonte. Vi os caras novamente em 2011, em Paulínia, no festival SWU. E agora, em 2015, presencio o lançamento do novo álbum da banda, Sol Invictus, depois de um hiato de 18 ANOS - o último havia sido Album of the Year (1997), antes da separação. 18 anos, amigos, não são 18 dias.

Enfim, o tempo passou para mim e passou também para o Faith No More. Para os caras, as últimas décadas foram o suficiente para lançarem cds antológicos, acabar com a banda, voltar com a banda e ainda retomar a discografia neste ano com um álbum bastante digno - vale mais a pena escutá-lo do que ler esta crônica, aposto que já perceberam.

E eu, bom, espero que meu envelhecimento esteja mais produtivo do que simplesmente acumular cabelos brancos - porque nisso eu sou até bom. Provavelmente não farei nada tão grandioso como a abertura do The Real Thing, com a música "From Out of Nowhere".Não faz mal. Eu me contento em ser parte da audiência.



Postado por Luís Fernando Amâncio
Em 26/5/2015 às 16h24


Mais Blog de Luís Fernando Amâncio
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




American Bar
Claudia Ferrari
América Literária
(2006)



Curso de Literatura
Jorge Miguel
Harbra
(1986)



O Cadaver Que Ri - Ficção - Literatura
Laurell K. Hamilton
Rocco
(2010)



O Livro Que o Diabo Amassou: Só para Desumanos - Confira!
Rodrigues Angela
Dlivros
(2017)



Introdução à sociologia
Armand Cuvillier
Companhia Nacional
(1966)



Princípios de Cariologia
Sérgio Pimentel Storino
Eplitie
(1988)



Quase Tudo
Danuza Leão
Companhia das Letras
(2005)



Encruzilhadas da Cultura
Carlos Alberto Máximo
Cabral



A Mentira Em Seus Olhos
Aurélio Arnholdt
Autografia
(2015)



O Salto para a Vida
Célia Valente
Ftd
(1999)





busca | avançada
64351 visitas/dia
1,8 milhão/mês