Não, não gosto de Harry Potter | Digestivo Cultural

busca | avançada
45069 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projeto cultural leva cinema até paradas de descanso de caminhoneiros
>>> HOMENS NO DIVÃ Ano XV
>>> Paulo Goulart Filho é S. Francisco de Assis na peça de Dario Fo
>>> Momo e o Senhor do Tempo estreia dia 15 de janeiro
>>> Rafa Castro leva canções de Teletransportar ao palco do Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> O melhor da Deutsche Grammophon em 2021
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
Últimos Posts
>>> Fazer o que?
>>> Olhar para longe
>>> Talvez assim
>>> Subversão da alma
>>> Bons e Maus
>>> Sempre há uma próxima vez
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
>>> O tempo é imbatível
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Museu dos brinquedos
>>> O engano do homem que matou Lennon
>>> 1º de Novembro de 2014
>>> Overmanos e Overminas do Brasil, uni-vos!
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> BDRs, um guia
>>> Papai Noel Existe
>>> Viva a revolução
>>> Blogs: uma ficção
>>> Livro das Semelhanças, de Ana Martins Marques
Mais Recentes
>>> Sociedade Anônima de Minas Kuyumjian Neto pela Clip (1987)
>>> O Jovem Mandela de Jeosafá Fernandez Gonçalves pela Nova Alexandria (2013)
>>> Lawyers and Other Reptiles de Jess M. Brallier pela Contemporary (1992)
>>> Dictionary of Obstetrics and Gynecology de Vários autores pela Gruyter (2022)
>>> Curas Mediúnicas - Argumentos que Esclarecem, Fatos que Comprovam de Expedito de Miranda e Silva pela Ab (2013)
>>> Mba Compacto - Planejamento de Negócios para o Crescimento de Philip Walcoff pela Campus (2003)
>>> Pode beijar a noiva de Patricia Cabot; Sulamita Pen pela Essencia (2011)
>>> Lava Jato - o Juiz Sérgio Moro e os Bastidores da Operação Que Abalou de Vladimir Netto pela Primeira Pessoa (2016)
>>> A Empresa Pensante de Moshe F Rubinstein; Iris R Firstenberg pela Futura (2000)
>>> Mal Secreto de Zuenir Ventura pela Objetiva (1988)
>>> As 100+: O guia de estilo que toda mulher fashion deve ter de Nina Garcia pela BestSeller (2009)
>>> Caderno de Rabiscos Para Adultos Entediados no Trabalho de Claire Faÿ pela Intrínseca (2008)
>>> Filha, Mãe, Avó e Puta: A história de uma mulher que decidiu ser prostituta de Gabriela Leite pela Objetiva (2009)
>>> O Filme Perfeito: picture perfect de Jodi Picoult pela Planeta (2009)
>>> Lealdade E-loyalty de Ellen Reid Smith pela Campus (2001)
>>> Histórias Amareladas de Sonia Rosa pela Rovelle (2015)
>>> Os Judeus Povo Ou Religião? de Francisco Corrêa Neto pela Francisco Corrêa Neto (1987)
>>> Gerenciando Pessoas de Idalberto Chiavenato pela Makron Books (1992)
>>> Santinho de Luis Fernando Verissimo pela Cia Das Letrinhas (2017)
>>> Tudo Pode Mudar de Jonathan Tropper pela Arqueiro (2012)
>>> Álgebra Linear de Plinio Barbieri Filho; Isabel Cristina de Oliveira; Laura Maria da Cunha pela Autores
>>> Poesia Numa Hora Dessas? de Luis Fernando Veríssimo pela Objetiva (2002)
>>> Longe é um lugar que não existe de Richard Bach; A. B. Pinheiro De Lemos; H. Lee Shapiro pela Record (1990)
>>> Cidadão Turner de Robert Goldberg e Gerald Jay Goldberg pela Record (1997)
>>> Planos de Marketing - Como Preparar - Como Usar de Malcolm H. B. Mcdonald pela Gráfica e Jb (1993)
BLOG >>> Posts

Quinta-feira, 16/8/2007
Não, não gosto de Harry Potter

+ de 13100 Acessos
+ 13 Comentário(s)

Tentei ler um dos livros de Harry Potter logo quando saiu e ainda não havia toda essa falação. Mas não fui muito longe. Depois, quando todo mundo já estava me dizendo que eu deveria ler, tentei de novo e não avancei. Não achei muito bem escrito. As pessoas me diziam, "mas é escrito para crianças, não para você". Quando, na verdade, eu conheço literatura infantil, conheço e adoro livros para crianças bem escritos, como os livros de Mary Poppins, que não menosprezam seu público e trazem um senso real de magia. Então, não, não gosto dos livros de Harry Potter e, como alguém para quem a magia faz parte de sua vida diária, não acho que aqueles livros façam bem à magia. O que eles realmente fazem é reforçar a velha crença de que a magia só pode ser encontrada em livros tolos para crianças, que não tem realidade ou existência no mundo real nem uma aplicação prática para a vida humana de uma pessoa normal. Também acho um pouco lamentável que ela [a escritora de Harry Potter, J.K. Rowling] tenha ressuscitado a escola pública britânica em boa parte da narrativa. Tenho, sim, muito respeito por seu sucesso, por sua fantástica história de vida: mãe solteira, escreve um romance e de repente se torna uma milionária. Boa sorte para ela. Eu apenas gostaria que os livros fossem melhores. E que se fosse falar de um assunto que tocasse meu coração, como magia, que se esforçasse um pouco mais. E que não tivesse trazido de volta essa instituição utrapassada e politicamente dúbia que é a escola pública de elite. Então não posso dizer que sou um fã de Harry Potter.

Alan Moore, em entrevista ao G1.


Postado por Julio Daio Borges
Em 16/8/2007 à 00h42


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/8/2007
11h45min
Concordo. Também é isso que penso. Valeu. Adriana
[Leia outros Comentários de Adriana]
15/8/2007
09h58min
Concordo com o autor; também tentei ler Harry Potter e não "me pegou"; fui criada lendo Monteiro Lobato e leio muito, então detectei logo que não era um bom texto. De qualquer modo, respeito também o sucesso da autora.
[Leia outros Comentários de isa fonseca]
15/8/2007
17h08min
Alan Moore tem razão quanto à magia. E ele entende do assunto. Harry Potter está muito distante do que seria a magia. Tudo ocorre num mundo distante da nossa realidade, como se a verdade fosse pra uns poucos escolhidos. Sobre a escola inglesa: a escola ressuscitada em Harry Potter é a mesma que traumatizou o personagem do filme "The Wall", do Pink Floyd. "Hey teacher, live our kids alone!"
[Leia outros Comentários de Alvaro]
16/8/2007
15h10min
Pode até ser que o livro não seja uma obra prima de bem escrito, mas que ele amarra o leitor, ah isso sim! Adoro Harry Potter e como a autora consegue lincar detalhes de um livro a outro e tornar algo aparentemente banal em algo fundamental. Harry Potter não é um livro sobre magia, é sobre vida, solidão e solidariedade. Abração, Tatiana Cavalcanti
[Leia outros Comentários de Tatiana Cavalcanti]
17/8/2007
08h51min
Não sei explicar por que Harry Potter é um fenòmeno editorial, talvez porque o filho de algum grande marketeiro leu e gostou. É uma história sem grandes originalidades, mas assim como a Tatiana sou prendida pelos personagens carismáticos. A parte da magia e da escola, o Moore está certo, mas a trama simples e repleta dos mesmos adjetivos me prende viciante...
[Leia outros Comentários de Bia Cardoso]
17/8/2007
20h09min
Adoro ficar perambulando pela biblioteca do meu bairro. O meu encontro com Harry Potter e sua turma demorou, pois só aconteceu em 2005. Estava à procura de um livro na seção de Literatura Inglesa quando encontrei o primeiro volume resolvi tentar e me apaixonei pela série. Adquiri a coleção e devorei inteira em apenas 20 dias. O livro traz um encantamento não pela magia e pelas questões sociais como um Dickens, mas traz sentimentos de solidaridade, amor e amizade. Afinal, gosto não se discute. Por que ler Jose de Alencar, Machado de Assis, Shakespare, Virginia Woolf, Saramago e outros tantos se não estiver no momento certo e preparado?
[Leia outros Comentários de Gilson Moura]
18/8/2007
14h35min
Eu adoro Harry Potter: assisti primeiro ao filme e, por acaso, encontrei o livro, HP e a Pedra Filosofal, no sebo e comprei, nao parei mais... Tenho um filho de 11 anos que nao gostava de ler, hoje ele está lendo o quarto volume e pegou o gosto por livros literários!
[Leia outros Comentários de jane]
18/8/2007
20h08min
Ceta vez um conhecido, que na verdade era um ligeiro amigo, me disse que leu um dos livros de Harry Potter, não lembro qual, mas ele fez questão de dizer que tinha umas 600 páginas por ai, e leu em pouco tempo, tipo uma semana. Eu não disse nada. E ele, em tom desafiador, disse: e você Pablo, já leu algo assim em tão pouco tempo? Eu disse: rapaz, faz duas semanas que leio algumas estrofes de Drummond e ainda não terminei. Poxa! Fiquei surpreso, ele entendeu.
[Leia outros Comentários de Pablo]
20/8/2007
13h26min
Alguém leu a entrevista inteira? Harry Potter aparece apenas de maneira ligeira e não é foco da entrevista. O foco é o excelente Lost Girls. Parace que todos leram Harry potter, amando-o ou odiando-o, inclusive os editores do Digestivo Cultural. Lost Girls, do ponto de vista estético e pela provável polêmica, deveria merecer mais atenção dos leitores e editores do Digestivo.
[Leia outros Comentários de Alvaro]
20/8/2007
13h36min
O que o Pablo aqui acima disse é interessante. Harry Potter não é uma literatura tão reflexiva como um Drummond, HP é mais acessível, por essa razão o sucesso estrondoso. O poeta deveria ser lido na mesma intensidade, mas não é essa a realidade. E Drummond não desmerece Harry Potter só por ser mais complexo. Há várias coisas que não são complexas mas que fazem enorme sucesso, e que provavelmente Pablo e críticos de HP devem adorar tb! Harry Potter estimula a leitura, será que isso não é válido? Reflitam, caros amigos fãs de Drummond!
[Leia outros Comentários de Tatiana Cavalcanti]
20/8/2007
16h24min
Não Tatiana, eu sei, nossa realidade é TERRÍVEL! Você está certa. Mas será que podemos mudar isso? Talvez... Alvaro mais acima, na minha opinião, quis encerrar o assunto, e concordo! Peço então aos editores do Digestivo Cultural, que da mesma entrevista, retirem um fragmento que fala sobre arte erótica e o fabuloso Oscar Wilde. Será bem mais interessante... e chega de magia!
[Leia outros Comentários de Pablo]
25/8/2007
19h49min
Eu desde o inicio gostei de Harry Potter. Achei que era um texto à altura de Monteiro Lobato, e muito melhor que Machado de Asis e outros.
[Leia outros Comentários de je]
29/8/2007
22h06min
Não entendi muito bem o destaque dado a opção do Moore de não gostar de Harry Potter. Muita gente não gosta e não acredito que isto faça mais mal ou bem para quem quer que seja. O que gostaria de entender é a repetição exaustiva desta rejeição a um livro, bom ou mau mas apenas um livro. A entrevista trata de forma mais destacada de Lost Girls, sequer citada; trata da relação de Moore com suas adaptações pela indústria do cinema, também ignorada. Mereceu destaque uma posição já muito conhecida, seja do editor ou do próprio DC, de desprezar qualquer projeto literário que não seja beletrista. Um livro deveria atender a disposição do leitor e não buscar o mérito crítico como única finalidade. O leitor de HP não está condenado a mediocridade tal como o leitor de Joyce não está certificado como intelectual. Vamos despir estes conceitos ambíguos e lembrar que liberdade de expressão é acima de tudo conviver com a liberdade de opção. Leitores de HP não se intimidem, leiam e leiam.
[Leia outros Comentários de Carlos E. F. Oliveir]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




História de Gato - o Gato de Botas, de Perrault
Tatiana Belinky; Edu
Paulinas
(2009)



Derrida e a Educação
Carlos Skliar
Autêntica
(2005)



Evangelho no Lar
Maria T. Compri
Feesp
(1991)



Brasileiros no Sinistro Triângulo das Bermudas
Arthur Oscar Saldanha da Gama
Biblioteca do Exército
(1984)



Exercícios Práticos de Dinâmica de Grupo Vol 1
Silvino José Fritzen
Vozes
(1986)



The Fragility of Goodness: Luck and Ethics in Greek Tragedy and Philosophy
Martha C. Nussbaum
Cambridge UP
(2001)



Dez Coisas que eu Gostaria que Jesus Nunca Tivesse Dito
Victor Kuligin
Cpad
(2011)



Nicolae - o Anticristo Chega ao Poder
Tim Lahaye
United Press



O Melhor da Super 1987 - 2012
Alexandre Versignassi
Abril
(2013)



Platero e Eu
Juan Ramón Jiménez
Martins Fontes
(2010)





busca | avançada
45069 visitas/dia
1,9 milhão/mês