Há três anos, era 1533... | Digestivo Cultural

busca | avançada
80332 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Canto dos Recuados - espetáculo musical mergulha na cultura afrobarroca
>>> Primeiro Roteiro
>>> Festival Cine Inclusão abre inscrições de curtas-metragens com o tema terceira idade
>>> Musical Guerra de Papel estreia dia 3 de setembro no Teatro Viradalata
>>> Monólogo Te Falo com Amor e Ira de Branca Messina ganha nova temporada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
>>> Poesia como Flânerie, Trilogia de Jovino Machado
>>> O mundo é pequeno demais para nós dois
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Unchained by Sophie Burrell
>>> Deep Purple em Nova York (1973)
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
Últimos Posts
>>> O cheiro da terra
>>> Vivendo o meu viver
>>> Secundário, derradeiro
>>> Caminhemos
>>> GIRASSÓIS
>>> Biombos
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Por que as curitibanas não usam saia?
>>> Incubus - Circles
>>> Citizen Kane
>>> Da vitrola ao microchip
>>> De onde vem a carne que você come?
>>> (Re)masterizados e (Re)mixados
>>> Um mundo além do óbvio
>>> Anarchy in the U.K.
>>> História do Ganesha
>>> A sombra de Saramago
Mais Recentes
>>> Como Cuidar do Seu Meio Ambiente de Desconhecido pela Bei (2002)
>>> Esposa 22 de Melanie Gideon pela Intrinseca (2012)
>>> Você, Líder do Seu Sucesso de Inácio Dantas pela Clube dos Autores (2018)
>>> Mundo Em Transformação de Antonio Cabral; Leonardo Coelho pela Autêntica (2006)
>>> Nós Dois na Madrugada de Sanne Munk Jensen e Ringtve pela Suma (2018)
>>> O Videogame do Rei de Ricardo Silvestrin pela Record (2009)
>>> Cinema Transcendental: um Guia de Filmes Sobre a Vida Após a Morte de Lyn, Tom Davis Genelli pela Pensamento (2014)
>>> Histórias para o Coração da Mãe de Alice Gray pela United Press (2005)
>>> Lua Nova - Formato Menor de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2009)
>>> O Mar de Monstros - Percy Jackson e os Olimpianos Livro Dois de Rick Riordan pela Intrinseca (2009)
>>> Amanhecer de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2009)
>>> Os Lusíadas de Luís de Camões pela Estadão (1995)
>>> Lua Nova de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2008)
>>> Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro Volume 321 de Vários Autores pela Imprensa Nacional (1978)
>>> Guia do Servidor Linux Edição Servidor 3 de Conectiva pela Conectiva (1999)
>>> Introdução a Teoria das Linhas de Transmissão de José Thomaz Senise pela Mauá (1979)
>>> Feijoada na Copa de Chico Anísio pela Círculo do Livro (1976)
>>> Espinhos do Tempo de Zibia Gasparetto pela Os Caminheiros (1990)
>>> Os Insaciáveis de Harold Robbins pela Record (1978)
>>> Catálogo Antunes 87/8 de José Manuel Antunes pela Do Autor (1988)
>>> Biologia de los Microelementos y Su Funcion de Karl H. Schutte pela Tecnos (1966)
>>> Dicionário do Antiquariato de Codex pela Codex (1968)
>>> Relais & Chateaux 2001 de Relais pela Relais (2001)
>>> Guatemala Kunst Der Maya de I. Bolz-augenstein pela Greven (1966)
>>> Julie Ou La Nouvelle Heloise de Rousseau pela Flammarion (1967)
BLOG >>> Posts

Sexta-feira, 15/5/2009
Há três anos, era 1533...

+ de 2100 Acessos

Lembro com a clareza da luz emitida pelos postes de rua todo o frenesi que tomou conta de São Paulo há três anos, quando a firma 1533 decidiu, com a ajuda maciça dos paulistanos, decretar feriado na cidade.

Passei o dia 15 de maio e os seguintes sem entender nada do que acontecia. À tarde, no primeiro dia, os jornais mostravam pessoas deixando o trabalho apressadas, correndo para os ônibus, como se um tsunami estivesse prestes a atingir uma cidade distante do litoral. Tudo muito estranho; mesmo assim, mantive a rotina.

Fim da tarde. Lembrei da entrega de alguns filmes na locadora. Saí de carro, acompanhado da minha namorada, temerosa de que eu andasse na rua sozinho, ainda que a caminhada fosse de apenas três quarteirões. Absurdo: quando chegamos lá, os funcionários haviam afastado o caixa, localizado no balcão perpendicular à vitrine, colocando-o do lado oposto, distante de "tiros que poderiam vir de fora", segundo o atendente.

O estranhamento crescia. Decidi aproveitar a tranquilidade e jantar na padaria-restaurante ao lado da locadora. Os funcionários ficaram irritados com a nossa presença, ansiosos para fechar as portas e cruzar os braços. Bebemos sopa. Na saída, ao lado do carro, vimos o segurança de uma empresa dormindo na calçada, sentado em uma cadeira apoiada na parede. Foi então que alguém da firma passou para deixar um recado.

Um ratataear fortíssimo quebrou o silêncio. O barulho vinha do início da rua, duma curva, sem que pudéssemos ver sua origem. O segurança que dormia acordou, subitamente caiu de lado no chão e engatinhou como um filhote de onça assustado por debaixo do portão de arame da empresa. Antes que ele conseguisse soltar as costas do portão, o suposto tiroteio se revelou: um motorista idoso, com o rosto colado ao volante, dirigia uma Brasília velha, que não primava pela qualidade do motor. Rimos até o segurança se livrar, com a ajuda de amigos, do portão que o esmagava. Voltamos para casa.

Lembro de ter sido questionado várias vezes sobre as circunstâncias que levaram a firma a decretar o toque de recolher do dia 15 de maio de 2006. E a polícia, por que não impediu? E o Estado, não deveria agir com rigor? Pena de morte, pena de morte já! E eu pensava nos detentos que tinha visto no centro de Detenção Provisória I de Guarulhos, que visitei quando era estagiário do Ministério Público, acompanhando o Promotor das Execuções Penais. Aqueles caras presos? Aqueles caras amontoados, acocorados, andando em círculos, usando drogas, sem educação formal, vivendo num quadrado de concreto, dentro da cadeia, conseguiram fechar o maior centro financeiro da América Latina com um boato?

Depois de três anos, muitas reformas foram feitas. A mais importante de todas, a ortográfica, mudou o nome da firma 1533, para 1633. Alguém se habilita a dar umas aulas de português no Centro de Detenção?

Para ir além
Há 3 anos.


Postado por Vicente Escudero
Em 15/5/2009 às 13h21


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Guia Crowdfunding de Livros de Julio Daio Borges
02. Lembrança de Paulo Brossard de Celso A. Uequed Pitol
03. Nazareth por Mehmari de Julio Daio Borges
04. Quarteto Borodin de Eugenia Zerbini
05. Que pena de Julio Daio Borges


Mais Vicente Escudero no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Tempo de Espera - Autografado
Oseas Araújo
Oficina Ed
(2005)



100 Magias Para Guardar Segredos
Editora Edelbra
Eldebra
(2002)



Introdução á Sociologia-ensino Médio-volume único
Pérsio Santos de Oliveira
ática
(2009)



Os Anjinhos Inspiram a Sua Vida - 2ª Edição
Marlis Salzmann
Pensamento
(2006)



Ações Tipicamente Constitucionais e a Liminar
Antonio Moura Borges
Edijur
(2008)



Qual É a Cor do Amor
Patrícia Senna e Emerson Pontes
Prazer de Ler
(2011)



Ovni as Forças Armadas Falam
Jean-claude Bourret
Difel
(1980)



Direito Internacional Leituras
Cláudio Finkelstein
Atlas
(2007)



Papel
Alda
Ibep Nacional
(2005)



O Guarani
José de Alencar
Ática
(2004)





busca | avançada
80332 visitas/dia
2,6 milhões/mês