Diário de Bordo: Festival Doces Palavras | Blog do Carvalhal

busca | avançada
37883 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Impressões sobre São Paulo
>>> Lobato e os amigos do Brasil
>>> A Promessa da Política, de Hannah Arendt
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Luciano do Valle (1947-2014)
>>> Por que as velhas redações se tornaram insustentáveis on-line
>>> Ação Social
>>> Dá-lhe, Villa!
>>> forças infernais
>>> 20 de Abril #digestivo10anos
Mais Recentes
>>> Dicionário de termos ambientais de Antonio Leal pela Letras & Magia (2007)
>>> Casa de Praia com Piscina de Herman Koch pela Intrínseca (2015)
>>> Natureza Humana, Justiça vs. Poder de Michel Foucault e Noam Chomsky pela Martins Fontes (2014)
>>> A Arvore dos Anjos de Lucinda Riley pela Arqueiro (2017)
>>> A Herdeira da Morte de Melinda Salisbury pela Fantastica Rocco (2016)
>>> Uma Gentileza por Dia de Orly Wahba pela Benvira (2017)
>>> Eu sou as Escolhas que Faço de Elle Luna pela Sextante (2016)
>>> Coroa Cruel - Série a Rainha Vermelha de Victoria Aveyard pela Seguinte (2016)
>>> Sade em Sodoma de Flávio Braga pela BestSeller (2008)
>>> Curso de Filosofia em Seis Horas e Quinze Minutos de Witold Gombrowicz pela José Olympio (2011)
>>> O pequeno Principe de Antoine de Saint Exupery pela Agir (2009)
>>> Zoloé e Suas Duas Amantes de Marquês de Sade pela Record (1968)
>>> Expressões Diante do Trono de Ministério de Louvor Diante do Trono pela Diante do Trono (2003)
>>> A separação dos amantes - uma fenomenologia da morte de Igor Caruso pela Cortez (1989)
>>> Os Titãs / A Saga da Família Kent (Volume V) de John Jakes pela Record/ RJ.
>>> A Universidade em Ritmo de Barbárie de José Arthur Giannotti pela Brasiliense (1986)
>>> A Mulher Só de Harold Robbins/ (Tradução) Nelson Rodrigues pela Record/ RJ.
>>> Dependência e desenvolvimento na América Latina - ensaio de interpretação sociológica de Fernando Henrique Cardoso e Enzo Faletto pela Zahar (1970)
>>> Tubarão de Peter Benchley pela Nova Cultural (1987)
>>> O Titã de Fred Mustard Stewart pela Record
>>> O Beijo da Mulher Aranha de Manuel Puig pela Codecri/ RJ. (1981)
>>> A Traição de Rita Hayworth/ Capa Dura de Manuel Puig pela Circulo do Livro/ SP. (1993)
>>> Boquitas Pintadas/ Capa Dura de Manuel Puig pela Circulo do Livro/ SP. (1988)
>>> Kit De Estudo Para Concursos: Só concursos (3 CDs + Folheto) + Guia do Concurseiro + Redação para Concursos de Equipe Mundial Editorial pela DCL - difusão cultural do livro (2016)
>>> Numa Terra Estranha de James Baldwin pela Rio Gráfica (1986)
>>> 1934 de Alberto Moravia pela Rio Gráfica (1986)
>>> Mil Platôs Vol. 1 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2011)
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Intrínseca/RJ. (2007)
>>> Mil Platôs Vol. 2 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2011)
>>> Mil Platôs Vol. 3 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2012)
>>> Ajin - Demi-Human #01 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Ajin - Demi-Human #02 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Ajin - Demi-Human #03 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Incendio de Troia (capa dura couro) de Marion ZimmerBradley pela Circulo do Livro/ SP. (1994)
>>> Ajin - Demi-Human #04 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #05 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #06 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #07 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #08 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #09 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Nova Cultural (1987)
>>> Ajin - Demi-Human #10 de Gamon Sakurai pela Panini (2018)
>>> Ajin - Demi-Human #11 de Gamon Sakurai pela Panini (2018)
>>> Estratégia da Decepção de Paul Virilio pela Estação Liberdade (2000)
>>> Ajin - Demi-Human #12 de Gamon Sakurai pela Panini (2019)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Circulo do Livro/ SP. (1989)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Codecri (1981)
>>> Fort of Apocalypse #10 de Yu Kuraishi, Kazu Inabe pela JBC/Ink Comics (2016)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Codecri (1981)
>>> Fort of Apocalypse #09 de Yu Kuraishi, Kazu Inabe pela JBC/Ink Comics (2016)
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 24/9/2015
Diário de Bordo: Festival Doces Palavras
Guilherme Carvalhal

+ de 700 Acessos



(Crédito da foto: Thais Tostes)

Participei nessa quinta-feira, dia 24 de setembro de 2015, de uma mesa de discussões com o tema "Literatura de Facebook - Os impactos das redes sociais na produção literária". Essa mesa fez parte da programação do Festival Doces Palavras, que está sendo realizado de 23 a 27 de setembro na cidade de Campos dos Goytacazes, tendo como tema discutir e promover a literatura, sendo realizada na sede da OAB de Campos dos Goytacazes. Também participou do debate a escritora Paula Vigneron e a mediação foi feita pelo jornalista Maurício Xexéo.

Essa mesa foi interessante para promover uma discussão referente aos impactos que as redes sociais tem causado na literatura, tanto no âmbito de quem produz quanto no de quem lê, e, de igual importância, na maneira como ocorre a intermediação entre esses dois elementos.

Algumas das ideias expostas no debate foram referentes ao aspecto ainda um tanto quanto nublado de como as redes sociais afetam a literatura. Um dos pontos que abordei seria o de que não existem grandes impactos estéticos, mas principalmente de mediação. Não há inovações na maneira de se escrever, pelo menos não na literatura que recebe maior destaque pela crítica (e que tende a funcionar como um norte para a produção literária). O diferencial tem ocorrido no contato entre o leitor e seu público, havendo uma maior possibilidade de se quebrar o modelo editorial através de um contato direto.

Entretanto, pensar a internet enquanto uma revolução na maneira como se consome literatura não é uma realidade completa. As casas editoriais ainda estão de pé e muitas de suas publicações são as que caem no gosto do público. Ou então o escritor que começa a se destacar via internet acaba aportando dentro de uma editora. Esquema de jogador de futebol: começa na várzea, mas quando um olheiro descobre seu talento, leva para um time grande. Tudo muda para continuar como está.

Novamente caímos no fator mediação. O público leitor ainda necessita de figuras com maior conhecimento literário (caso do jornalista cultural) que sirvam como referências para o que vale a pena ler ou não. E com o fechamento de tantas mídias dessa área, como a Bravo e o caderno Prosa e Verso, esse processo acaba caindo nas mãos de blogueiros. Novo caso de redes sociais mediando, sendo que existe uma necessidade de autoridade ao se falar desse assunto. Ou um blogueiro anônimo tem maior relevância ao falar do tema do que José Castello?

Um dos pontos mais relevantes desse debate é entender o impacto que as redes sociais produzem no acesso das pessoas à literatura e à leitura. Abordei a ideia de que existe um maior contato do público com a literatura, porém esse contato carece de qualidade. O modelo que encontramos atualmente tende a propulsar autores de literaturas muito próximas a um modelo pop, com temas muitas vezes simplórios e previsíveis, matando um aspecto da arte que é o de abalar o leitor.

Não se pode culpar o modelo de redes sociais como se ele tornasse a relação com a literatura pouco complexa ou rasa. Somos historicamente um país de baixa leitura, de altas taxas de analfabetismo completo há até pouco tempo e com altíssimas taxas de analfabetismo funcional hoje em dia. Então o modelo de democratização acabou levando uma grande quantidade de pessoas com uma base de educação fragilizada a ter contato com a literatura, de onde surge essa aproximação que carece de qualidade.

Esse posicionamento não é uma questão de elitismo nem de querer reduzir a importância desses autores que conseguem envolver leitores que estariam fora do ciclo da leitura, algo que é de suma importância. Esse posicionamento visa a atingir um panorama educacional que permita às pessoas conseguir apreciar modelos mais sofisticados de literatura, da mesma maneira como é desejável que as pessoas conheçam sobre qualquer outro tipo de ciência.

Uma outra intervenção se referia ao impacto das redes sociais esteticamente na literatura contemporânea. Mais do que isso, se havia um processo lento de influências que aos poucos produziriam um novo modelo textual, formando uma linguagem diferente ao longo do tempo.

A literatura hoje em dia tem sido bastante influenciada pela globalização. Um efeito lógico do mundo, tendo em vista que a arte, por mais abstrata e fantasiosa que possa ser, está relacionada com seu mundo. Basta lembrar a ficção científica da década de 1960: é uma história de fantasia que mostra como aquele período imaginou o futuro. Essas relações sempre são intrínsecas à arte.

Ao pegarmos livros de hoje em dia, vemos como termos em inglês são corriqueiros, juntamente a referências culturais, como música e seriados. A influência de um autor não se limita apenas a autores brasileiros, sendo corriqueiro ver entrevistas de autores que citam Cormac McCarthy, Philip Roth e Karl Ove Knausgård como referência. Outro fator importante é o peso da linguagem cinematográfica na literatura, o que muitas vezes torna um livro semelhante a um roteiro de cinema. Ou seja, a linguagem literária atual não é meramente um derivativo das redes sociais, mas de toda uma influência da globalização e da cultura de massas na qual as redes sociais se inserem.

A mesa foi bastante produtiva para essa troca de ideias, sendo formada basicamente por autores de cidades de interior, em um evento que visa justamente promover o fomento da produção e do acesso das pessoas à literatura. O Festival Doces Palavras é uma realização da Academia Campista de Letras (ACL), da Associação de Imprensa de Campista (AIC) e da Prefeitura de Campos.


Postado por Guilherme Carvalhal
Em 24/9/2015 às 22h59


Mais Blog do Carvalhal
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ANTES DO BAILE VERDE
LYGIA FAGUNDES TELLES
ROCCO
(1999)
R$ 13,00



CINCO LIÇÕES DE PSICANÁLISE OS PENSADORES SIGMUN FREUD
IVAN PAVLOV
ABRIL
(1974)
R$ 29,00



COMO A WEB TRANSFORMA O MUNDO
FRANCIS PISANI; DOMINIQUE PIOTET
SENAC SP
(2010)
R$ 14,00



OBRAS COMPLETAS - 2° VOLUME
GIL VICENTE
CULTURA
(1946)
R$ 20,00



VAGABOND 23
TAKEHIKO INOUE
CONRAD
(2002)
R$ 4,99



PRISÃO E MEDIDAS CAUTELARES
LUIZ FLÁVIO GOMES E OUTROS
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2012)
R$ 30,00



MULTIPROFISSIONALISMO E INTERVENÇÃO EDUCATIVA: AS ESCOLAS
MARIA ADELINA DE ABREU GARCIA
EDIÇÕES ASA
(1994)
R$ 26,68



FOCUS ON GRAMMAR - A HIGH-INTERMEDIATE - 2 EDIÇÃO
MARJORE FUCHS E MARGARET BONNER
LOGMAN
(1980)
R$ 20,00



SOUVIENS TOI; ROMAN
MARY HIGGINS CLARK
ALBIN MICHEL
(1994)
R$ 22,82



A CIDADE DOS MORTOS
HERBERT LIEBERMAN
CÍRCULO DO LIVRO
(2018)
R$ 12,00





busca | avançada
37883 visitas/dia
1,3 milhão/mês