A imagem do Brasil em Turistas | Digestivo Cultural

busca | avançada
59113 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 24/10/2006
A imagem do Brasil em Turistas

+ de 8800 Acessos
+ 14 Comentário(s)

O filme Turistas nem estreou e já está dando o que falar. Passado no Rio de Janeiro, famoso por ser a Cidade Maravilhosa, a trama mostra as férias de um grupo de amigos norte-americanos que quer muita diversão num paraíso natural. Após uma noitada de muita festa, regada a mulatas e muita caipirinha, eles acordam numa praia qualquer sem documentos e muito menos dinheiro. O "paraíso" se torna um inferno quando eles percebem que caíram no temido golpe do "Boa Noite, Cinderela".

Quem assiste ao trailer, fica com a impressão de que apesar da beleza natural, o Brasil é povoado somente por pessoas maliciosas e aproveitadoras. Há um homem suspeito que lembra um índio. Mulheres e homens (inclusive os norte-americanos) dançando sensualmente e adorando a grande "orgia". Após o golpe, o grupo de amigos acorda desnorteado na praia e recebe ajuda de moradores. Após serem abrigados em uma casa simples, os jovens passam a ser torturados e a lutar para sobreviver numa selva fechada e sem comunicação.

"Parece o paraíso. Mas em um país em que tudo vale... tudo pode acontecer", é com esta frase torpe e preconceituosa que o trailer é apresentado. Eu, como brasileira, senti-me profundamente atingida e estou indignada. Como assim um país em que tudo vale? Pelo jeito, é esta a imagem que o nosso belíssimo país vai continuar exportando, o da prostituição e do "oba-oba".

A polêmica surgiu ao se questionar se o filme prejudicaria o turismo no país, em especial no Rio de Janeiro. Honestamente, se eu assistisse a um filme como aquele, falando de um país específico, eu, no mínimo, evitaria ter que passar por lá. O problema não é mostrar a violência no Rio, até porque todos nós (e os estrangeiros também) conhecemos os perigos da Cidade Maravilhosa. A questão é a forma odiosa e canalha como o assunto é abordado. O Brasil não é feito apenas de futebol, mulher, carnaval e violência. Temos que aprender a valorizar nossas riquezas culturais diversas e a mostrá-las de forma correta para que o mundo nos enxergue de forma diferente, até porque o trabalho de muitas pessoas pode ser afetado negativamente.

Com estréia prevista para 1º de dezembro nos Estados Unidos, Turistas pertence ao Fox Atomic, mesmo canal que polemizou ao lançar o episódio do seriado Simpsons, em que a família de Hommer viaja ao Rio de Janeiro e se depara com macacos, ratos nas ruas, e uma população agressiva sexualmente.

Para ir além
Trailer de Turistas


Postado por Tatiana Cavalcanti
Em 24/10/2006 à 00h56


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Bill & Melinda Gates #Code2016 de Julio Daio Borges
02. Aden Leonardo Camargos de Julio Daio Borges
03. Vera Schettino de Julio Daio Borges
04. Hector Ângelo de Julio Daio Borges
05. Saturday Night Fever de Julio Daio Borges


Mais Tatiana Cavalcanti no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/10/2006
09h11min
é o portfolio do nosso país... e o que mais os "americanos" vão querer mostrar? nossa política séria: nosso presidente, nossos deputados, nossos magistrados? nosso IDH? nossas favelas super infra-estruturadas e nosso povo crítico e bem polido? nossos policiais eficientes e heróicos no combate ao crime??? não estamos em Washington! me espanta toda a sua surpresa (mas da indignação, eu compartilho), como se fosse de hoje que o Brasil é o país das bundas e do futebol?! bem sabemos que uma produção holywoodiana não faz jus ao inve$timento se não for sensacionalista e exagerada. é a melhor fórmula de sucesso para o filme: praias paradisíacas, putaria e norte-americanos bonzinhos sofrendo nas mãos de bandidos selvagens do sub-3º-mundo!
[Leia outros Comentários de debdub]
30/10/2006
15h34min
A questão é, dentro da ficção, cada um faz o que quer. Eu fiz o que queria no conto "O Doutor", que publiquei na Playboy de agosto e também em meu romance Souvenir Iraquiano. Tô vingado e ainda vou me vingar mais ainda.
[Leia outros Comentários de robinson]
31/10/2006
13h27min
Engraçado como nós nos indignamos com essas coisas... Achei ótima a premissa do filme, retratando a realidade de nossas grandes cidades... Vou assitir a esse filme na estréia!
[Leia outros Comentários de Juliano Maesano]
1/11/2006
15h14min
Olá! Tive exatamente as mesmas impressões quando assisti ao trailer. Concordo que o Brasil tem muitos problemas. Mas, para mim, o brasileiro que achar positivo um filme desse tipo, ainda mais produzido pelos EUA, deveria fazer as malas e tentar a felicidade em outro lugar!
[Leia outros Comentários de Carla Martins]
3/11/2006
19h39min
Algumas manchetes de hoje: 600 vôos atrasam no país num só dia; Quinto acidente fatal este ano em curva mal projetada; PM recomenda não abrir o vidro do carro; Dono de carro roubado em área azul reclama com fiscal e é mandado "se queixar com o governador"; Bandido com 5 mortes é posto em liberdade e mata mais um... Em um país que tudo vale.
[Leia outros Comentários de Julio Salgado]
20/11/2006
18h23min
O filme nem estreeou e já temos críticas à "suposta crítica à sociedade brasileira"? É só um filme de ficção... Acho que há um exagero na mente do brasileiro: não importa o que os outros acham do nosso país, especialmente se esta suposta opinião é baseada num filme trash tipo B. O que importa mesmo é o que cada um acha do seu próprio bairro... Cada vez que acontecem coisas assim, dá o maior escarcéu entre a classe média... Imagina se os americanos fizessem o mesmo escarcéu... Meus colegas aqui não estão nem aí, nem mesmo para o hilário Borat, que desmoraliza completamente a sociedade americana... Sinceramente: o primeiro passo para sair desse complexo de terceiro mundo é parar de se importar com o que os outros pensam... Ainda mais por causa de "opinião" cinematográfica... (Outro momento tragicômico foi a vergonhosa saliva gasta pelos diplomatas tupiniquins contra um mero episódio dos Simpsons...) Eu adoro o meu país e não ligo para quem fala o que quer dele. Turistas, já!
[Leia outros Comentários de Ram]
2/12/2006
00h39min
É apenas um filme. Como muitos que mostram os americanos como corruptos, os menos abastados, como bandidos, onde todos estão armados e os políciais atiram pra matar sempre que querem. Terror, tiros, lugares exóticos e mulheres sensuais sempre vendem filmes e este tem a mesma pretensão. Vamos cair de novo na discussão igual à daquele hilário episódio dos Simpsons no Rio. O episódio é tão absurdo que fica difícil acreditar que alguém realmente tenha ligado. Devíamos usar esse "nacionalismo" pra coisas úteis, como cobrar nossos políticos e não votar nesses que nos roubam há anos.
[Leia outros Comentários de Curumim]
4/12/2006
16h23min
Para todos os que estão dizendo assim: "É só um filme de ficção..." Acordem!!! Todos sabem que é ficção, mas não é esse o problema. A confusão maior foi a divulgação do site do filme. Se vocês não entraram, então peço que confiram o endereço! Não tem como não ficar revoltado olhando o site... Sobre esse produtor, o brasileiro Raul Guterres que mora em Los Angles, ele diz assim numa entrevista: "Minha indignação agora se direciona ao povo e à sociedade brasileira como um todo. Esse nossso 'sangue de barata' e personalidade 'carnavalesca' TÊM QUE ACABAR. Gostaria muito que nosso povo, comandado pelas cabeças pensantes de nossa sociedade, se mobilizassem num movimento nacional e fosse às ruas, promovesse greves gerais, enfim, que parasse o país e mostrasse aos nossos 'líderes' que este país é NOSSO". Muito bem: se ele diz tudo isso, é porque o trouxa mora fora... Por que ele não é o primeiro a vir aqui e começar um movimento???
[Leia outros Comentários de William]
5/12/2006
13h51min
Não vejo nada demais nesse filme, retratando uma violencia q existe, sim, aqui no brasil e pode acreditar q é mais feia q no filme... A pobreza infelizmente não sera' retrada pois acho q deveria, para envergonhar o governo... Mas o governo liga pra isso? Claro q nao! Não achei uma pessima ideia fazer um filme aqui, agora se o filme vai prejudicar a embratur, isso não me interessa... Sinceramente: as pessoas passam fome neste país, sera q ninguem enxerga? E ainda pensam em turismo... Sabe, fico revoltada so' de pensar nisso.
[Leia outros Comentários de Talita ]
5/12/2006
16h25min
continuo achando que ficção é ficção. eles vivem mostrando filmes nos quais há tiroteios e perseguições monstruosas nas cidades dos EUA. realmnente, se considerarmos seriados como "Miami vice", filmes como "A Rocha" e outros, só podemos considerar que morar lá deve ser muito perigoso. discordo do ponto de vista adotado no filme e acho super fantasiosa a trama, mas continuo afirmando que o maior problema disso tudo é a nossa produção ficcional. que tal um pouco mais de liberdade dentro de nossa criação literária ficcional? que tal uma produção maior? que tal cutucar os americanos como eles nos cutucam? desde garoto vejo o brasil nas telas norte-americanas como sendo um "paiseco" da américa central, e desde garoto vejo nossa criação ficcional amarrada, engessada dentro de generozinhos repetitivos e de temáticas umbilicais. se não fosse assim, não ficaríamos tão chocados com um filme como esse.
[Leia outros Comentários de robinson]
6/12/2006
17h31min
Apesar das opiniões pejorativas ao nosso país, feitas pelos meus próprios compatriotas aqui em cima (sinceramente, me envergonha ver brasileiros que não ficam, no mínimo, preocupados ao com uma afronta desse tipo...), em uma coisa eu concordo com vocês: o Brasil, realmente, não é os EUA (se é que alguém ainda não percebeu...). Assim, pela nossa fragilidade e imagem (fraca) no exterior, um filme desses causa de um tremendo arranhão, sim! E isso pode impactar nossas vidas, e muito... Trabalho em uma organização que promove intercâmbios culturais, e um dos problemas que mais enfrentamos na hora de atrair jovens para o Brasil é: a preocupação excessiva com segurança, principalmente por parte dos pais. Claro que temos nossos problemas, pois todos os países têm os seus... Acontece que esse filme vai afetar o turismo aqui, se tiver uma boa audiência; e tem mais: isso pode afetar a economia do turismo também... Só nos resta agora torcer para que seja um fracasso de bilheteria.
[Leia outros Comentários de Bruno]
25/1/2007
21h01min
Eu vi o filme recentemente e, como em qualquer espectador, fiquei chocado e indignado. Nada contra a violência mostrada no filme, que é igual a milhares de outros filmes. O que mais deixa a gente estarrecido é o roteiro discriminatório. E quando vemos aqueles atores(?) brasileiros, ficamos ainda mais tristes e indignados com os brasileiros... Desde a sua abertura até o final, o filme é um poço de discriminação, mas, conhecendo bem o nosso país, acho que o filme vai fazer sucesso. Não com o meu dinheiro, é claro!
[Leia outros Comentários de Marcelo]
17/2/2007
14h56min
Este filme mostra nada mais que a realidade em que vivemos, principalmente nas grandes cidades brasileiras. Em meses, tivemos ônibus queimados com pessoas dentro, um menino de 5 anos arrastado por 7 quilômetros por assaltantes que só queriam roubar trocados e pertences de um carro. O que queremos? Que mensagem achamos que deveríamos ter no mundo? A realidade de hoje em nosso país é um pouco pior que a mostrada no filme, e se queremos mudá-la temos que sair nas ruas e pedir mais segurança, educação para nossas crianças e jovens, e leis muito mais duras para os crimes com vítimas, pois senão filmes de terror não mais nos assustarão, pois nossa realidade é pior que a criatividade de muitos roteiristas da nobre arte.
[Leia outros Comentários de Alexandre]
21/5/2007
22h58min
Há um pequeno equívoco quanto ao local de filmagem, pois foi filmado em Ubatuba/SP. (Assista Às letrinhas que ficam rodando na tela no final do filme que voce verá onde foi rodado...)
[Leia outros Comentários de Arquimedes]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TERRENOS OU EXTRATERRENOS
MICHEL GRANGER
NOVA FRONTEIRA
(1977)
R$ 10,00



GESTÃO HOSPITALAR: UM DESAFIO PARA O HOSPITAL BRASILEIRO
ROSA MARIA CASTEAR; PATRICK MORDELET; VICTOR GRABO
ENSP
(1995)
R$ 70,00



UMA BIBLIOGRAFIA SOBRE JORGE DE SENA, SEPARATA DE AS ESCADAS NÃO
JORGE FAZENDA LOURENÇO
COTOVIA
(1997)
R$ 42,70



O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA
STEFAN JAWORZYN
DARKSIDE
(2013)
R$ 32,00



CONTRATOS
ARNALDO RIZZARDO
FORENSE
(2016)
R$ 150,00



ENCICLOPÉDIA DO HUMOR JUDAICO - DOS TEMPOS BÍBLICOS À ERA MODERNA
HENRY D. SPALDING
SÊFER
(1997)
R$ 20,00



A NOVA EXECUÇÃO DE SENTENÇA
ALEXANDRE FREITAS CÂMARA
LUMEN JURIS (RJ)
(2006)
R$ 24,82



MANUAL DOS CRIMES CONTRA AS RELAÇÕES DE CONSUMO
DORA DUSSAB CASTELO NATÁLIA FERNANDES ALIE...
CENACON
(1999)
R$ 14,97



ARCO-IRIS EM PRETO E BRANCO
NARA VIDAL
DIMENSÃO
(2014)
R$ 20,00



A CABEÇA DE ALVISE
LINA WERTMÜLLER
RECORD
(1981)
R$ 8,00





busca | avançada
59113 visitas/dia
1,1 milhão/mês