Coragem | Digestivo Cultural

busca | avançada
71230 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 26/3/2007
Coragem

+ de 2200 Acessos
+ 6 Comentário(s)

Mesmo que a revista americana Time tenha eleito o YouTube a maior invenção do ano por "criar uma nova forma para milhões de pessoas se entreterem, se educarem, e se chocarem de uma maneira como nunca foi vista" (edição de 13/11/06).

Mesmo que 25 milhões de pessoas no Brasil, por mês, concordem com a opinião da famosa revista americana, e mesmo que investidores, engenheiros, administradores do Google concordem que o YouTube vale a bagatela de 1,65 bilhões de dólares e lhe trará muito lucro, eu não concordo

Pelo contrário, vejo um site que estimula uma democracia falsa, um trabalho não sujeito à crítica, uma competitividade sedentária, como, por sinal, não poderia deixar de ser.

Qualquer pessoa pode colocar suas "produções" no YouTube devendo somente evitar, segundo o porta voz do site: "conteúdo obsceno, profano e indecente". Restritivo, não?

Caro leitor, para você o que é profano?

A questão é que o comunismo produtivo do YouTube não gera a competitividade, que é, na minha opinião, o fato gerador do desenvolvimento, da criatividade, da seleção do que deve ser visto ou do que não deve ser visto.

Os animais, por exemplo, só se desenvolveram através da competitividade. A lei era clara: os mais fracos morriam; os mais fortes sobreviviam.

Darwin já explicava o fenômeno, com outras palavras, com sua "Teoria da seleção natural". Nesta, os geneticamente mais desenvolvidos sobreviviam e as espécies menos adaptadas ao meio ambiente desapareciam.

Os seres humanos, organizados em complexas sociedades, possuem o mesmo sistema de seleção natural.

Se quisermos ser reconhecidos, devemos enfrentar a crítica, passar pelas pressões sociais, e, conseqüentemente, crescer, amadurecer, e criar produtos de qualidade.

Ora, qual é o filtro que se passa para colocar um filme no YouTube? Nenhum! E não me venham dizer que isto é democratização. Isto é não enxergar o ruim, é ser cego. É esquecer o significado da palavra qualidade.

Hipóteses vêm surgindo de que após a aquisição do YouTube pelo Google, este passe a controlar mais a qualidade do que será exibido nele. Isto porque certamente pressões da sociedade, ações judiciárias e restrições culturais internas, inerentes às grandes empresas, criem políticas de controle de inserção de vídeo no site.

Infelizmente, não é este tipo de controle de qualidade a que estou me referindo.

Acho bonito e saudável que as pessoas expressem suas opiniões sem qualquer censura, bem como a oportunidade de termos um site que acolha o entretenimento sem preconceitos.

Mas tudo tem limites!

Devemos incentivar a seleção natural. Estimulando e congratulando assim, principalmente, a coragem daqueles que deram a cara para bater, tentaram, cresceram e assim produziram algo que vale a pena ser visto.

Precisamos encarar o fato de que tudo estando à mão, é como se nada estivesse à mão. Temos muito pouco tempo para perder com porcarias virtuais.


Postado por Daniel Bushatsky
Em 26/3/2007 às 15h54


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Armínio comenta Paulo Guedes de Julio Daio Borges
02. A primeira formatura de Julio Daio Borges
03. A lua de mel durou pouco de Julio Daio Borges
04. Petistas nos Correios de Julio Daio Borges
05. Vaias para Dilma de Julio Daio Borges


Mais Daniel Bushatsky no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/3/2007
10h21min
Caro Daniel, você esqueceu de um detalhe: a seleção natural baseia-se em mutações que ocorrem por acaso, gerando organismos mais adaptados e menos adaptados. Quem dará o veredito será o ambiente e no caso do youtube também. As "porcarias" serão pouco vistas, terão avaliações baixas e cairão em ostracismo. Pior seria um jurado, tipo de show de calouros, escolhendo quem vai pro trono e quem vai pro lixo. No livro Cidadela, de Saint-Exupéry, o personagem comenta que para surgirem os pintores fantásticos, é necessário uma leva de pintores medíocres, com o que concordo plenamente.
[Leia outros Comentários de Everton]
28/3/2007
10h51min
Ah, entao o ruim nao deve ser publicado? Como se tudo tivesse que passar por um controle de qualidade mínimo para ir ao ar - controle feito por quem, baseado em que critérios? Se as producoes ruins te molestam, goze do prazer de nao assisti-las. Nao assistir a vários vídeos sabendo que eles existem também é parte da experiência proporcionada pelo portal. O grande tesouro de um site de conteúdo gerado pelo usuário é a diversidade do material; estimular uma competitividade e tentar criar um controle de qualidade no meio disso tudo me parece bastante contraditório. O controle de qualidade é o usuário quem faz, e nao o Boni, gracas a Deus. A grande inversao aqui é a idéia de que a qualidade virá da quantidade, nao de um busca louca por um Oscar.
[Leia outros Comentários de andré]
28/3/2007
17h20min
Caro Daniel, devo lembrá-lo que o ruim de hoje pode ser o bom do amanhã... Será que não seria crítica demais, não? Acredito que, como disseram os colegas acima, os vídeos ruins simplesmente caem no ostracismo e, realmente, uma crítica ajuda, mas, de fato, ainda bem que não é do Boni! Fica a alfinetada: Será que vc fez um videozinho que não teve repercussão no You Tube e está bravo? hehehe
[Leia outros Comentários de Hellen Gonzales]
1/4/2007
13h13min
Aplausos de pé!!! Viva!! Viva!! Alguém que pensa!! Alguém que "olha além"!! Alguém que se preocupa exatamente com o que eu mais temo atualmente! O que é uma pena é ver os comentários acima (os três que me desculpem)... mas como diz uma amiga minha, isso é como o jornalismo salsicha: quando você sabe como é feito, não come. "As porcarias" já não são e não serão pouco vistas. A maioria (veja bem, não generalizo) do público ama e dá muita audiência ao BBB, Ratinho, programas de fofoca etc. Os links que mais me mandam do YouTube são vídeos do Chaves, de neguinho dançando de forma patética - tudo o que faz rir (que também pode ser bacana), mas não acrescenta NADA ao pensamento crítico. O problema é que a tendência da mídia é ter SÓ esse tipo de "conteúdo" (embalagem, na verdade). Começou com a Web e se prolifera para a mídia impressa e TV. Isso me assusta cada vez mais... Credibilidade vai virar palavra de museu. Socorro!!
[Leia outros Comentários de Milene]
2/4/2007
09h25min
Milene, uma pena é ver que algumas pessoas se acham capazes de selecionar, classificar e qualificar o que deve ou não ser visto pelos outros. Arrogância digna do Santo Ofício e da ditadura comunista chinesa. As porcarias que estão na web não são a causa, mas a consequência de uma sociedade medíocre, baseada nos padrões capitalistas de "ter" e não de "ser". A TV é um meio de comércio, não espere mais do que isso dela. A internet pode ser usada de várias formas, tem conteúdo sério, científico, tem sexo, racismo, nazismo e outras besteiras. Cada um escolhe o que quer ver e no momento que quiser ver, sem censor e sem censura. Esta responsabilidade da escolha nos faz crescer, evoluir e sermos mais humanos e inteligentes. Não deixe os outros decidirem o que você pode ou deve ser.
[Leia outros Comentários de Everton]
2/4/2007
10h53min
Everton, veja bem... eu não generalizei (falei da maioria - ou seja, há exceções) e tbm disse que o "fútil" tbm pode ser bacana às vezes, afinal, todo mundo tbm quer rir. Se vc estivesse "do lado de cá" (de quem sabe de onde vem o "conteúdo" - ou de quem "vinha"), entenderia que hj em dia, tudo, praticamente, é comércio. No que eu mais trabalhei até hj foi com internet e a preocupação na web é com quantidade e não com qualidade. Só que o buraco é muito, muito mais embaixo. Não falo só de web, mas de todos os "veículos de comunicação". A princípio, pensei que se tratava apenas de web 2.0, mas não. É o tal do Jornalismo 2.0 que já dominou uma revista da Abril, um programa de TV e, lá fora, dois jornais de peso saíram de circulação e uma revista tbm. Olha, como jornalista, é claro que seleciono - e não se trata de "arrogância", mto pelo contrário. Mas pode apostar que as conseqüências disso serão mto mais sérias do que se imagina - mundialmente, jornalisticamente e economicamente. Abs
[Leia outros Comentários de Milene]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




STRUTZMAUERN
NÃO ESPECIFICADO
BAUVERLAG
(1966)
R$ 180,00



O SEXO ENTRE OS ANIMAIS
ROBERT A. WALLACE
FRANCISCO ALVES
(1983)
R$ 15,00



MITOLOGIA - UM GUIA DOS MUNDOS IMAGINÁRIOS
CHRISTOPHER DELL
SESC
(2014)
R$ 112,00



VÍCIOS DO PRODUTO NO NOVO CÓDIGO CIVIL E CÓDIGO DEFESA DO CONSUMIDOR
JOSÉ FERNANDO SIMÃO
ATLAS
(2003)
R$ 40,00



ZIEMBINSKI MESTRE DO PALCO
ANTONIO GILBERTO
IMESP
(2010)
R$ 18,00



ENGLISH GRAMMAR IN USE
RAYMOND MURPHY
CMABRIDGE
(2004)
R$ 38,00



A ROUPA NOVA DO IMPERADOR
CÓRDELIA DIAS DAGUIAR
EDIOURO
(1975)
R$ 5,00



DIREITO ROMANO PARTE II
ALFREDO JOSÉ F. DEL GIGLIO
JOSÉ BUSHATSKY
R$ 17,25



103 - VINGADORES VS WOLVERINE + VINGADOR OU X-MAN ?
MARVEL
PANINI COMICS
(2013)
R$ 10,00



PORTUGUÊS VOLUME 2 ENSINO MÉDIO
JOSE DE NICOLA
SCIPIONE
(2009)
R$ 17,00





busca | avançada
71230 visitas/dia
1,4 milhão/mês