Brincando de ignorar a internet | Gabriela Simionato Klein

busca | avançada
49568 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
ENSAIOS

Segunda-feira, 18/6/2007
Brincando de ignorar a internet
Gabriela Simionato Klein

+ de 6300 Acessos
+ 4 Comentário(s)


Ignored Intamacies, Ron Patterson

No início do mês o texto do Julio intitulado “Publicar em papel? Pra quê?” gerou comentários apaixonados e reacendeu em mim uma questão que vi na minha vida profissional afora (e sem nenhuma conexão com o mundo dos livros).

Sou jornalista há mais de uma década e atuei de vários lados do balcão, como se costuma dizer na área. Fui de repórter, em redação de jornal, a assessora de imprensa trabalhando em agências de comunicação. Produzi e editei conteúdo para Web e ainda participei de equipes de comunicação dentro de empresas. Vi a bolha nascer, crescer e estourar. Fui da turma que precedeu as equipes de Internet, saindo para cobrir eventos para o jornal e voltando rapidinho para dar uma nota para o site. Participei de reuniões em que se investigava como investir em propaganda na rede e como tratar o meio como um canal efetivo de comunicação com o mercado, clientes, parceiros...

Neste mundo de erros e acertos, alguns aprenderam mais que outros. E é notório o caso de comunicadores que não sabem lidar com as possibilidades da rede. Uma crítica muito adequada aos blogs de jornalistas já foi feita aqui e não é a única e nem será a última.

Mas sabe o que é comum à redação, ao mercado corporativo, agência de comunicação e mesmo entre as pessoas comuns, como a minha mãe, que adora fazer cadernos de recortes com as minhas matérias? O preconceito com a rede e seu potencial. Só escapam mesmo os profissionais que “respiram” Internet. A coisa toda já começa com a minha mãe, que prefere sim ter em mãos uma revista ou jornal a algo que não se pode tocar e, quando impresso, “fica horrível”. Nas empresas, mesmo as de Internet (tenho exemplos!), executivos analisam a imagem na imprensa e minimizam a importância do que sai nos sites noticiosos. Nos blogs então, nem pensar. Lembro-me de um cliente que pedia para retirar do relatório mensal de recortes de notícias a respeito da empresa todo o material que tivesse saído na rede. Este ele preferia nem ver contabilizado ou analisado. O ano? 2006!

Claro que nem toda liderança empresarial pensa assim. Fiquei surpresa, inclusive, ao saber que até estratégias de comunicação especialmente para blogueiros têm sido estruturadas e implementadas. Mas não é o comportamento comum, como reclamam colegas blogueiros e jornalistas com freqüência assustadora. Clientes preconceituosos (sim, por que muitas vezes a Internet é o melhor veículo para fazer uma mensagem chegar até os seus públicos-alvos) moldam as estratégias de comunicação, fazendo com que assessores invistam menos no meio e que os jornalistas da área fiquem sem contar com o apoio de que necessitam. Veja relatos de profissionais sobre o assunto aqui.

Venda de publicidade na área é outra questão sensível. Poucos sacam que a Internet dá sim resultado, quando for o veículo adequado para a campanha e tendo seu funcionamento e perfil de público respeitados. É claro que existem os grandes alardes em volta de virais, participações de grandes marcas no Second Life e compra de agências interativas por gigantes do mercado. Mas o grosso do investimento em publicidade no Brasil ainda ocorre de maneira tradicional. Nada que se compare com o desempenho no mercado americano. Sobre isto, tem gente falando com propriedade aqui e, para quem quer se aprofundar, de novos métodos de mensuração de iniciativas na Web neste podcast.

Sim, a penetração da Internet no Brasil ainda é pequena. Mas o público é seleto. Facilmente identificável e atento. Para realização de pesquisas qualitativas, por exemplo, é um meio excepcional, que oferece baixo custo, facilidade de uso e resultados rápidos.

Então por que a Internet não é um fator importante para o executivo que ignora as notícias on-line, para o outro que desfaz da força dos blogueiros em certos nichos que eles fazem a diferença? Percebam, falo de empresas que precisam dialogar com um público que já está na rede. Não discuto aqui a grande massa excluída.

São muito influenciados pela era do papel? Sim, mas vivem o “aqui e agora” em que toda uma nova geração é fruto da rede. Já existem pesquisas que mostram a relação dos consumidores de conteúdo com as novas tecnologias, novos serviços de acompanhamento das marcas na rede nascem, assim como pesquisas para quem quer desenvolver produtos de comunicação adequados a audiências particulares na rede.

Enfim, toda uma movimentação feita hoje para quem está atento e procurando se adequar ao que o mercado exige.

O que impede, então, a aceitação? São todos péssimos administradores que não percebem como a mudança é inevitável? Acho improvável. É difícil a adaptação a um mundo jovem e de velocidade impensável anos atrás? Sim, mas não impossível. Muita gente comum e mais velha, ainda com receio da net, quando devidamente motivada, se aventura e muitas vezes passa a valorizar as facilidades conquistadas, como a redução no custo de contas telefônicas pelo uso do Skype.

O que é então? Arrisco um palpite: medo. Pânico deste ambiente aberto que não é uma via de comunicação de mão única e sim um espaço de conversações; horror desta área que tem múltiplos produtores de conteúdo e permite a replicação de temas, a proliferação de memes, os desdobramentos de conteúdo. Pavor do aspecto subversivo que a Internet tem e que surpreendeu a todos, como filho “bem-educado” que chega em casa um dia e faz valer as suas escolhas e mostra sua real personalidade. Nestes casos, melhor ignorar do que ter que lidar, decidem alguns. E já que estamos na Internet: O que você acha?


Gabriela Simionato Klein
Racine, 18/6/2007

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Harold Ramis (1944-2014) de Marcel Plasse
02. Psicodelia para Principiantes de José Augusto Lemos
03. Sermão ao cadáver de Amy de João Pereira Coutinho
04. Ser mãe de Lélia Almeida
05. História do Ganesha de Wagner Veneziani Costa


Mais Gabriela Simionato Klein
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
18/6/2007
11h06min
Como todo bom senhor de idade, o mercado teme o novo. Não que o ignore, ele faz que ignora mas não ignora. Teme! Pois neste mercado movido a bilhões muita gente perde dinheiro por deixar de apostar ou por apostar. Isso dá uma certa idéia ao investidor que o mercado "tradicional", por ser conservador, é mais maleável e mensurável. Acho que alguém pensa duas vezes em investir em internet e nos seus recursos por ver nela juventude demais. Isso como uma qualidade ruim, imagino. Os defeitos de um espírito jovem são automaticamente refletidos num ambiente volátil, pouco confiável, com publico alvo voltado apenas para produtos de baixo valor agregado. Vende-se tênis Nike, mas não máquinas que produzem tênis Nike. Possivelmente um grande manufacturer de máquinas pesadas tem lá seu site, mas o faz de forma apenas intitucional, sem se aprofundar na potencialidade deste recurso. A mentalidade só amadurecerá com a renovação dos homens sentados nas cadeiras de encosto alto, nas grandes empresas.
[Leia outros Comentários de Albarus Andreos]
19/6/2007
00h40min
Gostaria de colocar três coisas sobre o debate a respeito da Internet: 1)Concordo com George Gilder, que vislumbra a convergência da indústria de computadores com a indústria da televisão do mesmo modo que o automóvel convergiu com o cavalo. Para Gilder, “o computador não veio para transformar a cultura de massas, mas para destruí-la”. 2)Também concordo com Manuel Castells, quando fala que vivemos uma revolução informacional. Não é moda, é fato. As redes digitais estão penetrando em nosso cotidiano, tal como a energia elétrica penetrou na vida das cidades no final do século XIX. A diferença é que as novas tecnologias são tecnologias da inteligência. 3)Os principais embates do século XXI serão em torno das enormes possibilidades de compartilhar cultura e conhecimento (jamais vistas antes das redes informacionais) e as tentativas de apropriação privada das idéias pela negação de acesso.
[Leia outros Comentários de Sergio Amadeu]
24/6/2007
21h04min
O tempo mostrará, e já tem mostrado, que a Internet veio para ficar. Aliada à mídia impresa é, sim, um excelente meio de vender idéias e produtos. Logo todo empresário "esperto" saberá desta verdade, e aí, sim, os investimentos em divulgar suas marcas/produtos na grande rede serão maiores.
[Leia outros Comentários de Jack]
26/6/2007
17h27min
De fato... Assim foi com o controle remoto, o celular e tudo o que é tecnologia, primeiro a resistência e depois a compreensão e utilização. É como a relação entre a pintura tradicional e a Pintura por Computador (a exemplo do artista brasileiro premiado este ano na Academia de Ciências, Letras de Artes de Paris, www.celitomedeiros.com); Como conseqüência o convite para expor no LOUVRE - um reconhecimento à altura desta nova ferramenta, o computador e o mouse-pincel. O mesmo se deu pela Internet o conhecimento sobre Morris Albert, o brasileiro que mais vendeu discos na história deste país (Só com FEELINGS 180 milhões de discos) e que poucos sabem. Sds, Gal
[Leia outros Comentários de Gal]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




POESIA FORA DA ESTANTE
VERA AGUIAR - SIMONE ASSUMPÇÃO
PROJETO
(1995)
R$ 10,00



O ALICATE, TEXTOS FISIOLÓGICOS
ARMANDO SILVA CARVALHO
PRESENÇA
(1972)
R$ 11,17



TEXTOS DE GESTÃO OS NOVOS INSTRUMENTOS FINANCEIROS 3ª EDIÇÃO
JOSÉ MANUEL BRAZ DA SILVA
TEXTO
(1993)
R$ 45,37



PSICODRAMA APÓS MORENO, O
HOLMES, PAUL
EDITORA ÁGORA
R$ 82,19



CIDADÃO CANNES: O HOMEM POR TRÁS DO FESTIVAL
GILLES JACOB
COMPANHIA DAS LETRAS
(2010)
R$ 17,91



VENCENDO A PRÓPRIA CRISE
CARLOS WIZARD MARTINS
WIZARD
(2001)
R$ 10,50



FERRAMENTAS PARA A MODERNA GESTÃO EMPRESARIAL: TEORIA, IMPLEMENTAÇÃO E PRÁTICA
MARIA INÊS C.SCATENA
IBPEX
(2011)
R$ 7,98



A SÓCIA DO CASAMENTO - CAPA DURA ILUSTRADA
CARSON MCCULLERS
CÍRCULOS DO LIVRO
(1993)
R$ 7,00



O OUTO LADO DO TABULEIRO
ELIANE GANEM
RECORD
(1985)
R$ 6,05



ESPAÇO EM BRANCO
RAYMUNDO AMADO GONÇALVES
7LETRAS
(2010)
R$ 12,80





busca | avançada
49568 visitas/dia
1,2 milhão/mês