Dia Mundial da Água | Blog de Vininha F. Carvalho

busca | avançada
47273 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Sombras Persas (X)
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Mais Recentes
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Fotoleitura de Paul R. Scheele pela Summus (1995)
>>> O Rosto Materno de Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras de Joaquim Ferreira dos Santos - organizador pela Objetiva (2007)
>>> O tigre na sombra de Lya Luft pela Record (2012)
>>> Elza de Zeca Camargo pela Casa da Palavra (2018)
>>> Sexo no cativeiro de Esther Perel pela Objetiva (2007)
>>> O clube do filme de David Gilmour pela Intrínseca (2009)
>>> Coisa de Inglês de Geraldo Tollens Linck pela Nova Fronteira (1986)
>>> As mentiras que os mulheres contam de Luis Fernando Veríssimo pela Objetiva (2015)
>>> Equilíbrio e Recompensa de Lourenço Prado pela Pensamento
>>> Cadernos de História e Filosofia da Ciência de Fátima R. R. Évora (org.) pela Unicamp (2002)
>>> Revista Internacional de Filosofia de Jairo José da Silva (org.) pela Unicamp (2000)
>>> Dewey um gato entre livros de Vicki Myron pela Globo (2008)
>>> Ilha de calor nas metrópoles de Magda Adelaide Lombardo pela Hucitec (1985)
>>> Sua santidade o Dalai Lama de O mesmo pela Sextante (2000)
>>> Meninas da noite de Gilberto Dimenstein pela Ática (1992)
>>> Paulo de Bruno Seabra pela Três (1973)
>>> Grandes Enigmas da Humanidade de Luiz C. Lisboa e Roberto P. Andrade pela Círculo do livro (1969)
>>> A História de Fernão Capelo Gaivota de Jonathan Seagull pela Nórdica (1974)
>>> Os Enigmas da Sobrevivência de Jacques Alexander pela Edições 70 (1972)
>>> Mulheres visíveis, mães invisíveis de Laura Gutman pela Best Seller (2018)
>>> Construir o Homem e o Mundo de Michel Quoist pela Duas cidades (1960)
>>> Vida Positiva de Olavinho Drummond pela Olavinho Drummond (1985)
>>> Força para Viver de Jamie Buckingham pela Arthur S. DeMoss (1987)
>>> Consumidos de David Cronemberg pela Alfaguara (2014)
>>> Viver é a melhor opção de André Trigueiro pela Correio Fraterno (2015)
>>> O Caso da Borboleta Atíria de Lúcia Machado de Almeida pela Ática (1987)
>>> Cânticos de Cecília Meireles pela Moderna (1995)
>>> Caminho a Cristo de Ellen G. White pela Cpb - Casa Publicadora Brasileira (2019)
>>> Um Estranho no Espelho de Sidney Sheldon pela Nova Cultural (1986)
>>> Le Divorce de Diane Johnson pela Record (1999)
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 19/3/2015
Dia Mundial da Água
Vininha F. Carvalho

+ de 800 Acessos

O dia 22 de março foi oficialmente nomeado pela ONU, através da resolução A/RES/47/193, como o Dia Mundial da Água, uma forma de chamar a atenção da população para a importância da água doce e defender o manejo sustentável dos recursos hídricos. Cabe a nós a responsabilidade de economizar a água que usamos no dia-a-dia para o equilíbrio do planeta. O sistema de gestão dos recursos hídrico vive momentos decisivos. Questões vitais precisam ser definidas para a preservação deste precioso líquido. Os cientistas demonstraram que o mundo abaixo dos nossos pés é essencial á vida na superfície. A contaminação que se alastra em vários aqüíferos poderá comprometer o ciclo de vida de todas as espécies. A disponibilidade de água limpa está sendo reconhecida um dos maiores desafios que a humanidade enfrentará para garantir a sua sobrevivência. Nos primeiros séculos da civilização , a água superficial era a única fonte que precisava ser conhecida pelos povos. O número de pessoas era muito pequeno, moravam nas margens dos rios e a água era relativamente pura. No século XX, com o aumento expressivo da população , onde os rios se tornaram exauridos e poluidos, a dependência do bombeamento de águas subterrâneos aumentou e, ao faze-lo, descobriu-se que existe um padrão de poluição penetrante.E, neste mananciais, diferente dos rios, a poluição é geralmente irreversível. A taxa de recarga dos aqüíferos é muito lenta em comparação com a das águas superficiais. O tempo médio de reciclagem para lençóis freáticos é de aproximdamente 1.400 anos. A água dos aqüíferos se move dentro da Terra com lentidão glacial e seus poluentes continuam a acumular. Diferente dos rios, os aqüíferos se transformam em tanques para poluentes, diminuindo desta forma a quantidade de água pura que podem produzir para consumo humano. Sendo assim, quando é bombeada a água subterrânea gera um prejuízo para as gerações futuras. A Declaração Universal dos Direitos da Água, criada pela ONU em 1992, diz que "a água é um patrimônio e nós somos responsáveis pela sua conservação". O desperdício pode acarretar consequências ruins, como a falta de água em rios e lagos, aceleração do derretimento do gelo polar, causando a mortandade do habitat e outros reflexos na natureza, Apesar de dois terços do planeta Terra ser formado por água, apenas cerca de 0,008 % é potável. E, como sabemos, grande parte das fontes desta estão sendo contaminadas, poluídas e degradadas pela ação predatória do homem. O que mais preocupa é que este problema poderá acarretar no futuro a falta da água para o consumo de grande parte da população mundial. Abundante em algumas regiões e escassa em outras, atualmente 145 países tem que compartilhar uma grande bacia hidrográfica com pelo menos mais uma nação. O Brasil é privilegiado, pois esta entre os três paises com maior quantidade de água potável, junto com o Canadá e a Rússia. É o único pais do mundo que contem as sete matrizes ambientais que integram as commodities ambientais. A matriz água pode estar integrada á reciclagem num projeto de recuperação de mananciais poluídos pelo lixo. Para isto acontecer, será necessário criar mecanismos que aumentem os investimentos na área de saneamento e que garantam seu controle pela sociedade. A Lei da Política Nacional de Recursos Hídricos (Lei 9.433/97), prevê a cobrança pelo uso da água. Esta cobrança é valida se os recursos forem gastos na própria bacia que arrecadou . Ações governamentais instituindo a cobrança pelo uso da água, muitas vezes contestada pela maioria da população, são de extrema importância para a preservação e manutenção do meio ambiente ecologicamente equilibrado. A cobrança pelo uso da água tem o intuito de, primeiramente, reconhecer a água como um bem público de valor econômico, indicando ao usuário o real valor deste bem. Além disso, busca incentivar o uso racional e sustentável da água, obtendo recursos para financiamento de programas e investimentos na bacia. Dar prioridade absoluta para tratamento de esgotos e resíduos sólidos e despoluição dos mananciais é a maior prioridade na gestão dos recursos hídricos. Esforços conjuntos trazem resultados mais consistentes e rápidos. Transformar em realidade os projetos assumidos no papel nos âmbitos local, nacional, regional e internacional exige a participação dos setores público e privado e da sociedade civil. Os sistemas de água doce não sobreviverão se o habitat ao redor for destruído pelo desmatamento descontrolado, urbanização desenfreada e consequente poluição. A crise da água demonstrou que embora movendo-se lentamente , os lençóis freáticos são parte de um sistema de interações hidrológicas possantes entre a terra, a água, o céu e o mar. Prover acesso à água de qualidade e gerir as questões relacionadas aos recursos hídricos é essencial para o progresso econômico e social, uma vez que permite proporcionar qualidade de vida da população, reduzir a pobreza, diminuir as taxas de mortalidade e os gastos com saúde pública e favorecer o desenvolvimento como um todo.

Postado por Vininha F. Carvalho
Em 19/3/2015 às 08h59


Mais Blog de Vininha F. Carvalho
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MATEMÁTICA FINANCEIRA
JOSÉ DUTRA VIEIRA SOBRINHO
ATLAS
(1982)
R$ 5,50



OS 500
MATTHEW QUIRK
PARALELA
(2013)
R$ 22,00



AIRBRUSHING FOR FINE & COMMERCIAL ARTISTS
ROBERT PASACHAL
VRN
(1982)
R$ 30,00



DEUS: TESE, ANTÍTESE, SÍNTESE
PAULO RESENDE
SAGA
(1969)
R$ 25,82



INVOCAÇÃO - TRILOGIA DARKEST POWERS
KELLEY ARMSTRONG
NOVO SÉCULO
(2012)
R$ 10,00



CONFISSÕES DE UM COMEDOR DE ÓPIO
THOMAS DE QUINCEY
L&PM POCKET
(2002)
R$ 12,00



COMENTÁRIOS AO NOVO CÓDIGO CIVIL - VOL. XIV ART. 966 A 1195
ARNOLDO WALD
FORENSE
(2005)
R$ 200,00



SEGMENTAÇÃO OPÇÕES ESTRATÉGICAS PARA O MERCADO BRASILEIRO
RAIMAR RICHERS / CECÍLIA PIMENTA LIMA
NOBEL
(1991)
R$ 13,00



UM MILHÃO N°39 BATMAN PLANETA PRISÃO!
DC COMICS
ABRIL 50 ANOS
R$ 20,00



O OUTRO DESAFIO
JULIO LOBOS
DO AUTOR
(1987)
R$ 27,00





busca | avançada
47273 visitas/dia
1,3 milhão/mês