Críticos em extinção? | Mauricio Stycer

busca | avançada
76281 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Jazz Festival: Primeira edição de evento da Bourbon Hospitalidade promete encantar com grandes nomes
>>> Coletivo Mani Carimbó é convidado do projeto Terreiros Nômades em escola da zona sul
>>> CCSP recebe Filó Machado e o concerto de pré-lançamento do álbum A Música Negra
>>> Premiado espetáculo ‘Flores Astrais’ pela primeira vez em Petrópolis no Teatro Imperial para homenag
>>> VerDe Perto, o Musical Ecológico tem sessões grátis em Santo Antônio do Pinhal e em São Paulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Tempo di valsa
>>> O Príncipe Maquiavel
>>> Marcelo Mirisola: entrevista
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Diogo Salles no Roda Viva
>>> Gidon Kremer Piano Quartet e a Temporada 2009
>>> Procura-se a década de 60
>>> A proposta libertária
>>> Soluções geniais para a escola e a educação
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
Mais Recentes
>>> Puzzle House de Peter Wartman pela Scholastic (2023)
>>> Literatura Estrangeira A Guerra do Fim Do Mundo de Mario Vargas Llosa pela Francisco Alves (1981)
>>> Clave de Luz de Toni Bennassar pela Obelisco (1986)
>>> Livro Infanto Juvenis Num Bater de Asas de Volnei Canônica, Angelo Abu pela Aletria (2022)
>>> Exercícios de Teoria Musical uma Abordagem Prática de Marisa Ramires Rosa de Lima, Sérgio Luiz Ferreira pela Embraform (2004)
>>> Um Lugar Incerto de Fred Vargas pela Companhia Das Letras (2011)
>>> The Brave New World Of E-hr : Human Resources In The Digital Age de Hal G. Gueutal; Dianna L. Stone pela Pfeiffer (2005)
>>> 20 Passos Para A Paz Interior de Pe Reginaldo Manzotti pela Petra (2024)
>>> A Escola Do Bem E Do Mal - Vol. 1 de Soman Chainani pela Gutenberg (2017)
>>> Livro Sociologia Colcha de Retalhos de Antonio Augusto Arantes e Outros pela Unicamp (1993)
>>> Mutações de Liv Ulmann pela Nórdica (1979)
>>> Livro Infanto Juvenis Granny Fixit And The Pirate Below A1 Stage 1 Com CD de Jane Cadwallader pela Young Eli Readers (2011)
>>> Como Conhecer as suas Vidas Passadas de Ted Andrews pela Estampa (1992)
>>> Sob os olhos da clarividente de Mário Sassi pela Vale do amanhecer
>>> Infinity: A Very Short Introduction de Ian Stewart pela Oxford University Press (2017)
>>> Livro Psicologia A Revolução Dos Campeões de Roberto Shinyashiki pela Gente (1995)
>>> Nueva Antologia De Poesia Castellana de Eduardo Anguita pela Editorial Universitaria (1982)
>>> Guerra dos Mil Povos de Viktor Waewell pela Do Autor (2023)
>>> Você É O Que Você Come 581 de Você É O Que Você Come pela Moderna (2016)
>>> Livro Literatura Brasileira A Confraria Dos Espadas de Rubem Fonseca pela Companhia Das Letras (1999)
>>> Suspenso na eternidade de Medium Olga Andrade pela Templo Espiritualista Oriental
>>> Livro Infanto Juvenis Granny Fixit And The Ball Below A1 Stage 1 de Jane Cadwallader pela Young Eli Readers (2011)
>>> Economia Internacional 581 de Paul R. Krugman pela Pearson (2010)
>>> Mais Belas Historias Das Mil E Uma Noites, As de Cosas pela Cosac Naify (2007)
>>> O Caminho da Kabbalah de Zev Ben Shimon Halevi pela Siciliano (1994)
ENSAIOS

Segunda-feira, 22/6/2009
Críticos em extinção?
Mauricio Stycer
+ de 5700 Acessos
+ 3 Comentário(s)


The Critic, de Arthur Dove

Levantamento do jornal The Salt Lake Tribune indica que ao menos 55 críticos de cinema foram demitidos ou mudaram de área na imprensa americana desde 2006. O dado, citado em reportagem na edição dominical do New York Times, ilumina um aspecto da crise que afeta os jornais americanos e, em particular, ajuda a compreender uma mudança significativa que vem ocorrendo na relação de Hollywood com a imprensa.

O New York Times dedica-se a tentar entender a perda de importância dos jornais ― e o crescimento da influência dos blogs ― no processo de divulgação dos filmes pelos grandes estúdios. O sinal mais aparente deste fenômeno ― importante pelo volume de recursos que Hollywood movimenta em marketing ― é que os jornais contribuem cada vez menos com aquelas publicidades repletas de frases retiradas de críticas.

Uma das mais antigas ferramentas de marketing de um filme, a citação tirada de uma crítica de cinema (coisas como "eletrizante" "imperdível", "muito engraçado", "ri do início ao fim") já foi motivo de muita polêmica. Há alguns anos, descobriu-se que um estúdio, a Sony, havia publicado um anúncio com uma frase inventada, dita por um crítico que não existia. Também é comum tirar palavras ou frases de contexto, mudando o sentido do que o crítico quis dizer para realçar qualidades inexistentes de um filme.

O que inquieta o New York Times agora é o fato de que os grandes estúdios de Hollywood preferem recorrer a críticas publicadas em blogs do que em jornais. Escreve o diário:

"Os seis grandes estúdios gostam de ir à internet em busca de frases para usar em publicidade porque há uma variedade muito grande de sites de onde tirar a palavra ou a frase certa. Alguns sites, é claro, são sérios. Outros, incluindo sites como Ain't It Cool News, não fazem segredo do seu olhar de 'animador de torcida' em relação a alguns gêneros de filmes".

Em outras palavras, raciocina o New York Times, os estúdios preferem recorrer a sites e blogs porque eles tratam os filmes de forma mais generosa e complacente que os jornais. O grande diário americano está, evidentemente, fazendo uma generalização injusta, já que há também muitos críticos em jornais que funcionam mais como "animadores de torcida" do que, propriamente, como analistas sérios e isentos.

Em todo caso, dois entrevistados do jornal reforçam a tendência de recorrer a sites e blogs no lugar dos jornais na leitura das críticas de cinema. Um vice-presidente da Universal, Michael Moss, diz ao jornal: "Alguns dos melhores críticos de cinema e a maioria das boas críticas são encontradas on-line".

Já Mike Vollman, presidente de marketing da MGM e United Artists, afirma que vai preferir se basear mais em blogs do que na revista Time para promover o remake do filme Fama. "A realidade, e lamento dizer isso para você, é que os jovens que vão ao cinema são mais influenciáveis por um blog do que por um crítico de jornal".

A reportagem, em resumo, confirma as previsões mais pessimistas dos que enxergam na revolução promovida pela nova mídia um sinal de empobrecimento e decadência cultural. Ainda assim, o próprio New York Times reconhece que há sites "sérios", publicando textos sobre cinema com o mesmo grau de rigor que os jornais ditos de prestígio.

E o Brasil? ― algum leitor perguntará. O problema, ainda que em grau menor, até porque a indústria de cinema nacional é minúscula comparada a Hollywood, já aparece por aqui. Ainda estamos, pelo que observo, numa etapa anterior. Há um crescimento impressionante de sites e blogs dedicados ao cinema, mas o mercado ainda observa com desconfiança, procurando entender ― e separar o joio do trigo de toda essa movimentação. Em todo caso, é possível observar que alguns produtores já utilizam frases retiradas de sites e blogs para divulgação de seus filmes.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no blog de Mauricio Stycer, que integra o portal iG, em 08 de junho de 2009.


Mauricio Stycer
São Paulo, 22/6/2009
Mais Mauricio Stycer
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
9/7/2009
00h22min
Bem, devo dizer que, se quero ver um filme - ou quando me interesso por qualquer produto da mídia -, não me fio por comentários de críticos, isso porque os comentários são, em sua grande parte, desprovidos de conhecimento do assunto a que se refere o filme. Vê-se este infeliz fenômeno nos não tão novos ramos de entretenimento que são as animações e ficção científica. São comentários desalentadores emitidos por pessoas que talvez só gostem de cinema europeu (que eu adoro), mas que se sentem aviltados em seu mais profundo âmago quando têm que assistir algo um pouco diferente... Depois de ver comentários imbecis aos montes eu decidi ouvir a única voz que deve ser ouvida: a voz da minha consciência!
[Leia outros Comentários de eurandi corvello ant]
9/7/2009
11h24min
Existe um crítico para cada gosto. Afinal, precisamos nos sentir seguros daquilo que escolhemos, não? Ou entender o que nossos pares estão fazendo para repetirmos. Profundidade? Quem dera...
[Leia outros Comentários de Renato ]
9/7/2009
20h37min
E cito: "O artista é o criador de coisas belas. Revelar a arte e ocultar o artista é o objetivo da arte. O crítico é aquele que sabe traduzir de outra maneira ou com material diferente a sua impressão das coisas belas. A mais alta, assim como a mais baixa, forma de crítica é uma autobiografia. Aqueles que encontram feias significações nas coisas belas são corruptos sem serem encantadores. É um defeito. Aqueles que encontram belas significações nas coisas belas são cultos. Para esses há esperança." (O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde) Portanto, sigo: sem comentários...!
[Leia outros Comentários de Tâmara]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Deixe pra lá, Mulher! ( O Barracão Sinistro)
Dr. G. Pop
L.Oren
(1978)



Mason & Dixon
Thomas Pynchon
Companhia das Letras
(2004)



Introdução à Informática
H. L. Capson J. A. Johnson
Pearson
(2004)



Bruxos e Bruxas
James Patterson
Novo Conceito
(2013)



Isso Aqui é Seu A Volta Ao Mundo Por Patrimônios Da Humanidade
Zeca Camargo
Globo
(2009)



Coragem - O Prazer de Viver Perigosamente
Osho
Cultrix
(2013)



Livro de bolso Artes Du Spirituel Dans lart, et dans la peinture en particulier
Kandinsky
Folio Essais
(1989)



Plantas eróticas
Sangirardi Jr.
Nórdica
(1981)



After - Depois do Desencontro
Anna Todd
Paralela
(2015)



Livro Biografias Marley e Eu A Vida E O Amor Ao Lado Do Pior Cao Do Mundo
John Grogan
Prestigio
(2007)





busca | avançada
76281 visitas/dia
2,1 milhões/mês