Uma História da Tecnologia da Informação- Parte 9 | Blog de Claudio Spiguel

busca | avançada
45848 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Domingo, 2/8/2015
Uma História da Tecnologia da Informação- Parte 9
Claudio Spiguel

+ de 2000 Acessos

Parte 9: Lembro aos leitores e leitoras que não leram Partes 1 - 8, que vocês podem acessá-las "clicando" no Mais Claudio Spiguel aí embaixo no rodapé do texto.

E um par de anos se passaram estudando, e ensinando História da Computação na Universidade de Michigan (ver Parte 8). No fim dos anos 70 a marcha da miniaturização (ver Parte 5) dos processadores, da memória interna (RAM - "Random Access Memory"), memória permanente (discos e fitas magnéticas), e praticamente todos os componentes daquela gambiarra que eu havia usado para o acesso remoto ao computador da Universidade (ver Parte 7) estava em franco progresso. Com o tamanho e o preço diminuindo, e a capacidade aumentando, todos vertiginosamente, a distribuição da capacidade de processamento (Parte 3) na direção de computadores pessoais se tornou uma realidade inevitável.

Uma firma chamada Apple já havia lançado uma série de "personal computers" - computadores pessoais (Apple I, II, III e LISA). O povo em geral, no entanto, ainda não havia se ligado no que estava por vir, e havia uma certa dúvida generalizada sobre a utilidade do que era ainda visto como apenas uma calculadora cara. A Apple oferecia apenas "software" (programas ou coleções de instruções que operam o computador) proprietário, e com isso poucos programas eram disponíveis para usos mais corriqueiros, como, por exemplo, edição de textos. O "marketing" da Apple era insuficiente para qualquer penetração significativa, e como o conceito de rede (conexão entre computadores) ainda era latente e os computadores pessoais da época, como os computadores "mainframes", eram praticamente estanques, o conceito como um todo parecia ter a aura de uma curiosidade de ficção científica, ao invés da ferramenta indispensável que é nos dias de hoje.



APPLE I



APPLE II



APPLE III



APPLE LISA

Mas aí, em 1981, o peso-pesado da indústria de computadores, a IBM, lançou o seu PC ("Personal Computer"), com o "software" de operação DOS ("Disk Operating System"), e o fez com esse sistema aberto (não proprietário), de modo que firmas de produção de "software", que não a própria IBM, foram incentivadas a criar e desenvolver uma miríade de programas para as mais variadas necessidades do dia-a-dia inicialmente profissional, e depois pessoal de indivíduos. Isso, aliado ao poder formidável de "marketing" da IBM, lançou de uma vez por todas o computador pessoal, e estabeleceu uma dominância de mercado para a IBM e máquinas compatíveis com o PC que se mantém até hoje.



IBM PC

Em 1980 a Apple havia evoluido o LISA para uma série de computadores pessoais denominados MACintosh, incorporando uma interface gráfica para os usuários e o aparecimento do "mouse"; na verdade, essa interface foi desenvolvida pela XEROX PARC - Palo Alto Research Center na California, mas os executivos da XEROX julgaram que esse era um produto sem futuro... IMAGINEM SÓ!! Incorporando o conceito de uma interface gráfica para usuários o DOS evoluiu para o que é hoje o WINDOWS da Microsoft. Perguntem ao Sr. Bill Gates se esse produto não tinha futuro...



APPLE MACINTOSH

Mas aí em 1981 o Centro de Computação da Universidade de Michigan adquiriu um IBM PC só com o intuito de ter um, sem muitos planos, apenas para pesquisa. Ao mesmo tempo, a XEROX desenvolveu a 9700, a primeira impressora para imprimir por laser em uma página normal de papel, ao invés das impressoras por impacto em formulário contínuo (aqueles com os furinhos nas margens esquerda e direita usados por catracas para avançar o papel). Essa nova impressora era uma outra revolução por si só, e para todo o controle da nova tecnologia de impressão era ela mesmo um outro computador que requeria uma sala inteira com ar condicionado para operar. Comparem com as impressoras de hoje... a Universidade de Michigan, como uma das instituições mais avançadas na Ciência de Computação da época, foi escolhida para testar a nova impressora, e uma foi instalada no Centro de Computação com acesso apenas para o pessoal interno ao Centro.



IMPRESSORA XEROX 9700

Eu, na época, estava começando a escrever a minha dissertação de Doutorado. Até então, a única maneira de publicar uma dissertação, um dos requerimentos para a obtenção do título de Doutor, era seguir o mesmo processo de publicação de um livro (a dissertação É um livro... a minha tem quase 300 páginas!), ou seja, pagar um datilógrafo profissional para datilografar o seu texto, projetar a paginação, inserir apropriadamente figuras, gráficos, fotos, tabelas, etc., fazer um índice de títulos e subtítulos, um índice remissivo de palavras-chave, uma bibliografia de citações e referências, notas de rodapé, e assim por diante. Dada a natureza evolutiva do texto de uma dissertação, com vários ciclos de leitura e comentários de todos os cinco professores da banca examinadora, esse processo era extremamente ineficiente e CARO (os datilógrafos profissionais eram pagos por hora de trabalho!).

O formato para aceitação de uma dissertação é bastante rígido, e portanto uma adição, correção, ou eliminação de um parágrafo, digamos, na página 20, praticamente forçava uma nova datilografia de TODAS as páginas a partir da 20, para acertar a paginação, inserção de figuras, índices, citações, etc. Os datilógrafos ganhavam a vida com essa história. A 2ª experiência minha relevante a como esse processo evoluiu aos dias de hoje foi como eu produzi a primeira dissertação na Universidade de Michigan sem o uso de um datilógrafo profissional, e direto da impressora para o encadernador. Os detalhes comporão a Parte 10. Não percam o trem, e continuem viajando comigo nessa viagem fantástica!


Postado por Claudio Spiguel
Em 2/8/2015 às 19h19


Mais Blog de Claudio Spiguel
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ENGLISH. COMMONLY MISSPELLED AND CONFUSING WORDS - COL RESUMÃO
STEVEN BERNER
BARROS FISCHER & ASSOCIADOS
(2015)
R$ 15,90



ANTOLOGIA POÉTICA
FERNANDO PESSOA
RBA
(1994)
R$ 9,70



REMEMBER BE HERE NOW BY HANUMAN FOUNDATION
HANUMAN FOUNDATION
HANUMAN FOUNDATION
(1971)
R$ 380,00
+ frete grátis



ANIMAÇÃO GRÁFICA NO PC BASEADA EM C PARA WINDOWS
EDUARD MONTGOMERY
ALTA BOOKS
(2005)
R$ 40,00



HISTORIA DA CIVILIZAÇÃO
ROBERTO ACCIOLI
MEC BLOCH
(1980)
R$ 4,00



O DESIGN DO DIA-A-DIA
DONALD A. NORMAN
ROCCO
(2006)
R$ 250,00



RIA DA MINHA VIDA ANTES QUE EU VOLTE A RIR DA SUA 2
EVANDRO A. DAOLIO
ARX
(2002)
R$ 4,70



LE CAPITAINE FRACASSE (TOME 1 E TOME 2)
THÉOPHILE GAUTIER (CAPA DURA)
NELSON
(1939)
R$ 29,82



O CÉU E O INFERNO
ALLAN KARDEC
FEB
(1982)
R$ 38,00
+ frete grátis



TEATRO BRASILEIRO VOL 6 (AUTOGRAFADO)
DIONISIO NETO/PEDRO BRICIO/SÉRGIO ROVERI/ROSANGELA
HAMDAN
(2005)
R$ 40,00





busca | avançada
45848 visitas/dia
1,4 milhão/mês