Mês das crianças, hora de ler histórias! | Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues

busca | avançada
35423 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Lançamento de livros em Natal
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Michael Jackson Tweeting
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Troca-troca
>>> Harry, Rony e Hermione
>>> A comédia de um solteiro
>>> O palhaço, de Selton Mello
Mais Recentes
>>> Kit Terapia da Vida, da Aceitação, do Perdão de Lisa Engelhardt/david W. Schell pela Paulus (2019)
>>> O Mundo O Brasil O Homem de Darcy Bessone de Oliveira Andrade pela UFMG (1966)
>>> O Mundo O Brasil O Homem de Darcy Bessone de Oliveira Andrade(Autografado) pela UFMG (1966)
>>> Para Enriquecer, Pense como um Milionário de Howard E.Hill pela Ibrasa (1969)
>>> Domine o Seu Sistema Nervoso de David Harold Fink, M.D. pela Cientifica
>>> O Ateneu (Crônica de Saudades) - Série Bom Livro de Raul Pompéia pela Ática (1976)
>>> A Relíquia - Biblioteca Folha nº 6 de Eça de Queiroz pela Ediouro (1997)
>>> O Caçador de Nuvens - Poemas de Messias Marcelino Lopes pela Casa do Novo Autor (2011)
>>> Do Renascimento ao Impressionismo através das obras do... de Alberto Tassinari pela Berlendis & Vertecchia (1995)
>>> As 25 Leis Bíblicas do Sucesso de William Douglas e Rubens Teixeira pela Sextante (2012)
>>> Rezar os Salmos Hoje de Francisco Teixeira / Carlos Mesters pela Livraria Duas Cidades (1970)
>>> Cristo está Vivo de Michel Quoist pela Livraria Duas Cidades (1973)
>>> Padres e Bispos Auto-Analisados de João Mohana pela Livraria Agir (1967)
>>> Sofrer e Amar (Psicologia do Sofrimento) de João Mohana pela Livraria Agir (1966)
>>> O Mundo e Eu de João Mohana pela Livraria Agir (1967)
>>> Amor e Responsabilidade de João Mohana pela Livraria Agir (1966)
>>> O Encontro de João Mohana pela Livraria Agir (1976)
>>> Obras de Eça de Queiroz Vol. XI - Edição do Centenário - 1947 - Formato Grande de Obras de Eça de Queiroz pela Lello & Irmão (1947)
>>> Obras de Eça de Queiroz Vol. IX - Edição do Centenário - 1947 - Formato Grande de Obras de Eça de Queiroz pela Lello & Irmão (1947)
>>> Obras de Eça de Queiroz Vol. XIII ...- Edição do Centenário - 1948 - Formato Grande de Obras de Eça de Queiroz pela Lello & Irmão (1948)
>>> Obras de Eça de Queiroz Vol. III... - Edição do Centenário 1946 - Formato Grande de Obras de Eça de Queiroz pela Lello & Irmão (1946)
>>> Santa - Helena de Octave Aubry pela Irmãos Pongetti
>>> O Retrato de Valentina de Afonso Schmidt pela Inst.Progresso Ed. (1948)
>>> Sainte Thérèse d'Avila/Lazarillo de Tormès/Christophe Colomb de Georges Haldas et José Herrera Petere pela Rencontre Lausanne (1963)
>>> Desenvolvimento Sustentável no Amapá: Uma visão crítica de Alain Ruellan/ Manuel Cabral e Nilson... pela Fund.João Mangabeira (2007)
>>> As Intermitências da Morte de José Saramago pela Companhia das Letras (2005)
>>> A Verdade Acima de Tudo de Eric Knight pela Universitária (1941)
>>> A Oração Pode Mudar Sua Vida de José Lázaro Boberg pela EME (2008)
>>> O Analista de Bagé de Luís Fernando Veríssimo pela Círculo do Livro
>>> Noventa e Três de Vitor Hugo pela Livraria Chardron
>>> Hacia La Estación de Finlandia de Edmund Wilson pela Alianza Ed.Madrid (1972)
>>> O Poder da Mente Humana em 9 volumes de Vários Autores pela Loyola
>>> Direito Penal em 4 volumes de E.Magalhães Noronha pela Saraiva (1973)
>>> Curso de Eletrônica volume 1 de U.S.Navy, Bureau of Naval Personnel... pela Hemus (1976)
>>> Superdicionário Língua Portuguesa de Francisco Fernandes/ Celso Pedro Luft pela Globo (1999)
>>> E Se Fosse Com Você? de Sandra Saruê pela Melhoramentos (2011)
>>> Deu no New York Times de Larry Rohter pela Objetiva (2007)
>>> Mega Dicionário de Termos Técnicos e Populares: da Saúde de Eduardo Nogueira pela Rovelle (2007)
>>> Rosas do Brasil de Sérgio Schaefer pela Edunisc (2006)
>>> Rosas do Brasil de Sérgio Schaefer pela Edunisc (2006)
>>> Novo Curso de Direito Civil Volume I Parte Geral de Pablo Stolze Gangliano e Rodolfo Pamplona Filho pela Saraiva (2007)
>>> Uma Execucao na Familia: a Jornada de um Filho de Pais Condenados A... de Robert Meeropol pela Casa Amarela (2006)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Economia (2002)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Economia (2002)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Record (2002)
>>> A Dinâmica da Estratégia Competitiva de George S. Day e Outros pela Campus (1999)
>>> Travessia do Pantanal de Luís M. Neto - Maria T. Büchele pela Nova Letra (2006)
>>> Veronika Decide Morrer e o Zahir - Dois Livros de Paulo Coelho pela Sextante (2012)
>>> Direito Constitucional e Direito Administrativo de Aglair Figueiredo Villas Couto pela Impactus (2006)
>>> O Livro de Ouro da Mitologia - Historias de Deuses e Herois de Thomas Bulfinch pela Agir (2019)
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 1/10/2015
Mês das crianças, hora de ler histórias!
Sonia Regina Rocha Rodrigues

+ de 700 Acessos



Sou uma leitora apaixonada por contos de fadas. Do tipo que pega emprestado os filhos das amigas para poder ir ao cinema ver os filmes da Pixar (conheço outras mulheres que fizeram o mesmo...)
. Estudei, como pediatra, a boa influência das histórias sobre o psiquismo infantil. Eu estava meio "engessada" no assunto, até o momento que um certo tipo inovador de histórias me surpreendeu, a princípio, confesso, de modo negativo. Minha filha estava rindo muito do ogro que arrotava e se comportava com outros modos muito deselegantes, quando resolvi sentar e assistir ao filme com ela. De repente, eu estava rindo e entendendo as (para mim) novas mensagens!
A partir da análise dos filmes À Procura de Nemo e Shrek I e II: percebi de que forma o mundo mudou; e de que nova maneira as histórias infantis estão a influenciar o psiquismo da futura geração..
A jornada do herói já não é mais, como dizia Campbell, " sempre a mesma estória que se repete" com novas roupagens. Surgiu algo novo, que continua a evoluir na temática dos contos infantis..
Para o psiquiatra Bettelheim, o conto de fadas traz alívio ao sofrimento infantil face a fortes emoções, através de " resgate, escape e consolo". (vide A Psicanálise dos Contos de Fadas). O alívio advinha do evoluir da psique para um estágio mais maduro, porque o conto de fadas elabora de forma simbólica os conflitos entre a criança e o mundo. Tratava-se de absorver os valores sociais para ser feliz, O sucesso de Nemo e Shrek surpreendeu-me, pois eu vinha há um certo tempo observando uma série de crônicas feministas um tanto quanto pertinentes, como a célebre charge em que a princesa beija o sapo e vira...uma sapinha! Ou aquela outra em que Cinderela diz ao príncipe que não quer casar e sim ir fazer faculdade e arrumar um emprego maravilhoso para poder viajar e etc Claro as pessoas continuam interessadas por histórias, mas as mães de hoje preferem um novo tipo de histórias, com uma diferente abordagem da psique e do estar no mundo. As histórias de hoje trazem alívio psicológico sobre um diferente enfoque: aceitar-se e acreditar em si para ser feliz.
Durante séculos o bem estar individual entrou em choque com ao interesse social. O que era bom para a sociedade não era necessariamente bom para o indivíduo. Casamentos arranjados, regras profissionais, tratados comerciais e políticos massacravam até mesmo os reis. Por outro lado, o que era bom para o indivíduo não era necessariamente bom para a sociedade. Liberdade de escolha era um privilégio de poucos e, sem o controle de paternidade, as mulheres não tinham autonomia e necessitavam do arrimo masculino.
Quem ousasse discordar das regras estabelecidas sofria desprezo, humilhações, exílio e até a morte. Na contramão da cultura, pensadores como Nietszche denunciavam o processo de escravizar o espírito humano; e defendiam o direito à liberdade e à felicidade pessoal.
A partir das últimas décadas do século XX, o individual veio ganhando cada vez mais espaço, de uma maneira bem positiva, em detrimento de valores limitantes tradicionais. Claro que alguns exagerdos egoístas vêm a ser a exceção que confirma a regra, pois temos a liberdade de dar-lhes as costas ou combatê-los! Divórcio,homossexualismo, celibato, tolerância religiosa surgem na sociedade atual como formas possíveis de ser, e todos têm acesso a respeito e oportunidades iguais, através de leis trata que garantem os direitos fundamentais de todos.
Tempos mais felizes aguardam as crianças que são criadas com histórias como À Procura de Nemo, Monstros S.A. e Shrek I e II.
Nessas estórias, a tônica é a manifestação do Eu, a aceitação da pessoa em um mundo mutante aberto a infinitas possibilidades.
No conto de fadas tradicional o herói tem uma missão a cumprir e seu mérito é a vitória. O objetivo é pré determinado por outrem e ele não pode falhar! Nas novas histórias o mérito é a persistência. Na aventura de Nemo, o herói inclusive está invertido: não é o filho que parte para salvar o pai, e sim o pai que parte para salvar o filho. Quando este pai pensa que falhou, no entanto, ainda recebe a simpatia do expectador e aparece um novo valor social: a solidariedade, manifesta por seus aliados (os pelicanos, a peixinha esquecida, que por si só é um resgate do papel social do velho e do doente).
O conto de fadas tradicional molda o espírito infantil para o " sacrifício" e a busca de metas orientadas. Seus heróis perdem partes do corpo, renunciam a prazeres, trabalham arduamente, conquistam princesas, animais encantados ou objetos de ouro enclausurados em torres ou palácios, sob a guarda de ferozes dragões, bruxas ou encantamentos. Mundo fascinante, é verdade, mas as novas histórias oferecem opções bem criativas e divertidas, ao valorizar a determinação de atingir sua meta, a coragem de assumir suas peculiaridades e a capacidade de adaptação a um ambiente instável.
A figura do mentor desaparece, e ao invés de santos disfarçados, gênios ou fadas madrinha, o companheiro do herói é um igual, imperfeito. Em Nemo, a peixinha distraída, em Shrek, o asno solitário, em Monstros S.A. criaturas horrendas e ridicularizadas. E como as crianças riem com a inversão da realidade: os montros é que teme as crianças! Os objetos mágicos dão lugar a conselhos práticos: 'continue nadando', 'faça alguma coisa', 'qualquer coisa!', enfim, persista.
Observamos na estória de Nemo uma didátiva genial para o pai superprotetor que é o responsável pelos deslizes do filho, e é ele quem necessita modificar o seu modo medroso de pensar. Analisando com cuidado, quantos casos o leitor conhece de um pai ou mãe desgraçou o destino de um filho? Por frustrar uma vocação, impedir um casamento de amor ou ter um preconceito qualquer? (em meu tempo, por exemplo, era muito comum a filha mulher não poder sair de casa para cursar a faculdade e ter de se contentar com os cursos disponíveis em sua cidade, já os filhos homens, esses podiam estudar o que quisessem e onde quisessem)
Diz a peixinha Dora, em Procurando Nemo : "que coisa estranha para se desejar a um filho, que nada lhe aconteça, pois, se nada lhe acontecer, sua vida será muito sem graça". Pura verdade!
Nemo é uma história para pais superprotetores ante a fragilidade dos filhos; filhos que, intimidados, tendem a ficar cada vez mais frágeis. Este comportamento que limita a liberdade da criança nela gera revolta. Nemo foge para o mar aberto, ação em que segundos antes nem se atreveria a pensar, é capturado e tem início a saga paterna. Ao final da história, o filho é aceito e até estimulado a participar da alegre aventura da vida, com as bênçãos do pai.
É fácil para a criança identificar-se com Nemo; ela é a parte mais fraca da relação pai-filho, com pouco poder de negociação, e desejosa de ser vista como alegre, bonita e meiga, assim como o peixinho.
Já a identificação com Shrek ocorre pelo lado inadequado de ser criança. O ogro desengonçado e feio, socialmente inadequado, sem controle do próprio corpo: como as crinaças pequenas, arrota, imite sons desagradáveis, suja-se todo. Ora, estes desastres a criança conhece bem! Em Shrek, a sujeira não é necessariamente ruim, pode ser divertida, e o ogrozinho se enlameia, transforma a flatulência em bolas de gás, faz caretas etc
Shrek é o herói que não se encaixa nas expectativas e demonstra sua boa índole através de atitudes bem estranhas, como fazer um churrasco de ratos, brincar de empurrar ou presentear a princesa com sapos.
Já o príncipe "certinho" que aparece em um os filmes 3D de Shreck, é visto com ressalvas, por ser vaidoso, tolo e manipulado pela mãe controladora. Além disso, ele chega atrasado à torre!
Nessas novas histórias, a princesa tem a opção de escolher seu destino. Fiona é corajosa, luta karatê, defende seu companheiro e pode decidir-se entre ser princesa ou ogra, assumindo seu lado individual e criativo.
Se no conto tradicional o beijo de amor " quebra o encanto" , no conto moderno o beijo de amor leva ao plano real e reafirma o encanto., pois Fiona permanece ogra. Interessante é é reparar no significado de 'quebrar o encanto', pois a expressão faz pensar em deixar tudo do que jeito que sempre foi, que alguém estipulou ser o certo, sem graça, previsível.
O conto moderno estimula o indivíduo a aceitar-se e a buscar a própria felicidade. Não importa se você é um monstrinho, em algum lugar haverá uma ogrinha a aguardar por você.
No conto moderno os valores pré determinados apresentados são rejeitados e ousa-se buscar a autenticidade. Em um século em que a informação e a tecnologia evoluem na velocidade dos bits, as barreiras geográficas desaparecem e a alma busca expressar-se, esta ousadia é a diferença entre o sucesso e o fracasso.
Resumindo, a mensagem do conto de fadas tradicional é Siga as regras para ser feliz.
O conto infantil de nossos dias aconselha, em um desafio muito simpática: Seja você sem medo de ser feliz.

Leia aqui uma bela história seus filhos:
Hoje é seu dia de sorte!

E um livro com haicais para os maiorzinhos:

Uma casa no interior


Postado por Sonia Regina Rocha Rodrigues
Em 1/10/2015 às 13h32


Mais Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ULTRA-ESTRUTURA E FUNÇÃO CELULAR
L. C. U. JUNQUEIRA / L. M. M. SALLES
GUANABARA KOOGAN
(1975)
R$ 58,00



STARTERS - SOBREVIVER É APENAS O COMEÇO
LISSA PRICE
NOVO CONCEITO
(2012)
R$ 12,00



VERONIKA DECIDE MORRER
PAULO COELHO
OBJETIVA
(1998)
R$ 9,80



AS QUALIDADES POSITIVAS DOS FLORAIS DE BACH
HUGH MACPHERSON
AQUARIANA
(1992)
R$ 12,00



ANGLO VESTIBULARES PORTUGUÊS 2 LITERATURA
CACIO ANTONIO DE CASTRO - IVAN PRADO TEIXEIRA...
ANGLO
(2003)
R$ 4,99



APELO AOS VIVOS
ROGER GARAUDY
NOVA FRONTEIRA
(1981)
R$ 7,00



O VÍNCULO DO PRAZER
MASTERS & JOHNSON
RECORD
(1975)
R$ 12,24



MONIZ SODRÉ E A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA
EDMUNDO MONIZ (DEDICATÓRIA)
NOVA ÉPOCA (RJ)
(1981)
R$ 28,28



ALMA E CORAÇÃO
FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER / EMMANUEL
PENSAMENTO
(1969)
R$ 13,00



SOCIEDADE E ESPAÇO GEOGRAFIA GERAL E DO BRASIL
J WILLIAM VESENTINI
ATICA
(1997)
R$ 4,90





busca | avançada
35423 visitas/dia
1,3 milhão/mês