Monte Sinai (reeditado) | Blog de Dinah dos Santos Monteiro

busca | avançada
57428 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme recebe o pianista Matheus Ferreira na série EntreMeios
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Sobre jabutis, o amor, a entrega
>>> Hiperbóreo nos trópicos: a poesia de Oleg Almeida
>>> Imagens do Grande Sertão de Guimarães Rosa
>>> A derrota do Marketing Político
>>> Jorge Drexler, no Bourbon Street, em 2009
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Eu me pergunto para onde vai a imprensa...
>>> Drummond: o mundo como provocação
>>> Robinson Shiba do China in Box
Mais Recentes
>>> Poesia na varanda de Sonia junqueira pela Autentica
>>> O Ano da Morte de Ricardo Reis de José Saramago pela Caminho (1984)
>>> Dorme,menino,dorme de Laura herrera pela Lm
>>> A culpa e da pipoca de Dayse torres pela Papirus
>>> Talisma do tibet de Anna flora pela Ftd
>>> Quinho e o seu caozinho,um caozinho especial de Lae de souza pela Eco arte
>>> O umbigo do mar de Lucia martinez pela Brasil s.a
>>> O trem e o maquinista nos trilhos da fantasia de Sandra zeni carli pela Giordani (2012)
>>> Lino de Andre neves pela Callis
>>> A terra vista do alto de Fernando carraro pela Ftd
>>> Menino gato de Pablo david sanches pela Aletria
>>> Super fotos especiaç--as grandes fotos publicadas em superinteressante de Abril pela Abril
>>> Vida boa de Fabio zimbres pela Zarabatana
>>> As máscaras de Deus - Volume 3 - Mitologia ocidental de Joseph Campbell pela Palas Athena (2004)
>>> As máscaras de Deus - Volume 2 - Mitologia oriental de Joseph Campbell pela Palas Athena (1994)
>>> As máscaras de Deus - Volume 1 - Mitologia primitiva de Joseph Campbell pela Palas Athena (2010)
>>> Pulsão - Tempo Psicanalítico Nº 25 de Sociedade de Psicanálise Iracy Doyle pela Spid (1991)
>>> Educação Biocêntrica: um movimento de construção dialógica de Ruth Cavalcante; Cezar Wagner; Fatima Diógenes; Cristiane Arraes; Cássia Regina pela Cdh (2007)
>>> Mamória de minhas putas tristes de Gabriel Garcia Marques pela Record (2007)
>>> Emmanuel Levinas: Um estudo sobre a ética da alteridade de Abimael Francisco do Nascimento pela Brazil Publishing (2020)
>>> Coleção folha grandes vozes Tom Jobim - Wave nº 5 de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> A Colonização - uma Mancha no Espaço de Felippe Siciliano pela Multifoco (2017)
>>> Uma História do Capitalismo: das origens até a primeira guerra mundial de Osvaldo Coggiola pela Brazil Publishing (2020)
>>> A questão social e a cidadania no neocapitalismo de Evandro Prestes Guerreiro pela Brazil Publishing (2020)
>>> Coleção folha grandes vozes Dean Martin nº 24 de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> Fortaleza Avançada - Uma Mancha no Espaço II de Felippe Siciliano pela Anthology (2017)
>>> Um dia: vinte anos, duas pessoas de David Nicholls pela Intrínseca (2011)
>>> A Coragem de Ser Imperfeito de Brené Brown pela Sextante (Gmt) (2016)
>>> O Que Eu Sei de Verdade de Oprah Winfrey pela Sextante (2014)
>>> O Mundo Pós-Americano de Fareed Zakaria pela Companhia das Letras (2008)
>>> Brasileiro Baiano Pobre - uma Conspiração de Esforço, Carisma e Sorte de Carlito ( Carlos Alves da Silva ) pela Sextante (2005)
>>> Coleção folha grandes vozes Anita Ó Day de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> Revisões sistemáticas da literatura: guia prático de Graziela de Luca Canto pela Brazil Publishing (2020)
>>> Falsa Submissão de Laura Reese pela Record (2013)
>>> Coleção folha grandes vozes Tom canta Vinicius / The composer of Desafinado Plays de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> Cultura Rj - Caminhos Cheios de Bossa ... de Vários Autores pela Daidorim (2014)
>>> Aos 75 Anos Paris-roma a Pé de Henri Le Boursicaud pela Perpétuo Socorro (1997)
>>> Santo Daime: Estudos sobre simbolismo, doutrina e povo Juramidam de Gilberto Gregorim pela Cone (1991)
>>> As fronteiras da república: historia e política entre os Macuxi no vale do rio Branco de Paulo Santilli pela Nhii/usp - Fapesp (1994)
>>> Nós, mulheres - Volume 6 de Silvia Bruno Securato pela Oficina do livro (2007)
>>> A Outra História do Mensalão de Paulo Moura Leite pela Geração Editorial (2013)
>>> A Sutil Arte de Ligar o [email protected] de Mark Manson pela Intrinseca (2017)
>>> Loucos e Degenerados Uma Genealogia da Psiquiatria Ampliada de Sandra Caponi pela Fiocruz (2012)
>>> Superadas 1 de Maitena pela Rocco (2005)
>>> Xamanismo no Brasil: Novas Perspectivas de E. Jean Matteson Langdon pela Ufsc (1996)
>>> Mensalão de Merval Pereira pela Record (2013)
>>> Introdução ao Pensamento Complexo de Edgar Morin pela Sulina (2020)
>>> Histórias de Esther de Peter Orner pela Best Seller (2002)
>>> Memórias Sanuma: Espaço e tempo em uma sociedade Yanomami de Alcida Rita Ramos pela Unb (1990)
>>> Quem mexeu no meu queijo ? de Spencer Johnson, M.D. pela Record (2002)
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 28/1/2016
Monte Sinai (reeditado)
Dinah dos Santos Monteiro

+ de 1800 Acessos

No Egito, o turista saindo do Cairo e atravessando o túnel sob o canal de Suez chega à Península do Sinai, onde o clima é seco e ensolarado. O litoral desta Península apresenta água cristalina, cor azul turquesa, tendo como principal atração os recifes de coral do mar vermelho, o que o torna um dos locais muito procurados para mergulhos e um dos principais destinos de turistas em férias.

A Península do Sinai no tempo dos Faraós foi muito valorizada por causa do cobre, do ouro e pelas minas de turquesa. O Egito se abastecia não só de pedras para as suas construções, mas também de pedras preciosas que se encontravam na região. Boa parte do interior montanhoso do Sinai continua inexplorada e é habitada por beduínos e povos tribais nômades. O turista que desejar explorar o interior do Sinai deverá preferir os camelos com guia beduíno ou excursões organizadas com jipes.

No Sul da Península do Sinai situa-se Djebel Musa que é tradicionalmente considerado como o Monte Sinai da Bíblia. Ele faz parte de um maciço montanhoso que culmina a 2.644m e sua importância é indiscutível na religião da Bíblia. Alguns especialistas divergem na opinião quanto à localização exata do Monte Sinai bíblico, levantando outras hipóteses quanto a sua localização.

Biblicamente falando foi ao Monte Sinai (Horebe) que Moisés foi chamado para libertar os Israelitas da escravidão. Do cimo deste monte (Sinai) foi proclamada a Lei dos Dez Mandamentos e na sua base foi ratificado o pacto que formou a nacionalidade hebraica.



Subir o Monte Sinai atrai muitos visitantes, que embora não o considerem sagrado ou santo esperam ter nesse lugar um encontro com Deus. Eles não imaginam, não sabem ou se esquecem de que, não muito distante dali, em outro Monte, perto de Jerusalém, Jesus foi crucificado para fazer uma aliança de graça, de perdão e de santificação com o ser humano, não baseado na virtude humana, mas no sangue de Jesus.

Muitos dos que sobem o Monte Sinai conhecem pouco a respeito da verdadeira natureza de Deus, mas sobem na esperança de que Deus assuma um novo significado em suas vidas.

Um certo preparo físico é necessário para subir o Sinai, pois a subida é longa e cansativa. O ideal é hospedar-se em um hotel próximo a ele, pois as subidas se dão às primeiras horas do dia, quando a temperatura cai. Os hotéis já estão preparados para o burburinho dos hóspedes que deixam o hotel de madrugada em direção ao monte.



A subida começa com um grande ajuntamento de pessoas, camelos e beduínos. A princípio há muito espaço, o turista pode caminhar sem nenhum problema. No início tudo é muito festivo e como a subida se dá na madrugada, todas as pessoas necessitam estar munidas de lanternas acessas o que dá a tudo um toque encantador. O cenário é cinematográfico. Aos poucos o caminho vai se transformando em trilha e já não dá para duas pessoas emparelhadas, uma fila então se forma junto com o camelo, que vai se esgueirando junto à ribanceira, quase caindo montanha abaixo com o beduíno que o segue gritando o tempo todo oferecendo o animal para ser montado, a um preço bem salgado. As pessoas se assustam quando o camelo passa por elas, pois eles são tremendamente silenciosos. O beduíno que o segue grita continuamente "camel", "camel", para anunciar a sua passagem e oferecer os seus serviços.

Depois de uma, duas horas caminhando, alguns turistas começam a desistir de subir o monte, mas esta desistência só é possível até um certo trecho, depois não dá mais para voltar. A subida de fato é longa e cansativa, além do agravante das pessoas terem que usar roupas de inverno que são pesadas e incomodas para a caminhada, pois quanto mais se sobe mais frio vai ficando, além de terem de carregar água para consumo próprio e lanterna.

Até o topo do monte leva-se quatro horas mais ou menos. A procissão segue lenta, sem pressa para não cansar muito, mas sem parar. Como a caminhada é contínua, muitas pessoas se sentem mal, então recorrem a camelos para continuar, já que não dá para voltar.



Neste caso todo o cuidado é pouco, pois montar num camelo não é tarefa fácil. Quando o camelo se abaixa para ser montado ele se ajoelha com as pernas dianteiras e uma vez montado ele se levanta jogando o seu ocupante para trás, causando uma sensação muito desagradável em quem o monta. A cada passada que o camelo dá fica a sensação de que ele manca. E não resta dúvida de que pior do que subir no camelo é descer dele, pois, se o seu ocupante não estiver segurando a cela com firmeza ele pode ser lançado ao chão.

O ponto alto da caminhada ao topo do monte é você olhar para trás e ver a fileira de lanternas acesas como se fosse um fio incandescente subindo morro acima. Nesta caminhada pessoas de vários países se misturam com um mesmo objetivo comum, chegar ao topo do monte.

Próximo ao topo existe um pequeno espaço onde os beduínos aproveitaram para fazer um alojamento e neste lugar vendem chá quente para esquentar o corpo, água e alguma coisa para se comer. Daí em diante os camelos não sobem mais e nem os beduínos.



Um pouco mais acima é o lugar apontado como o local exato onde Moisés recebeu a "Tábua dos dez Mandamentos", mas ninguém aguenta ficar lá muito tempo, pois é muito frio e o vento é cortante.



A emoção é visível no rosto das pessoas que chegam ao topo do monte, por acreditarem que neste mesmo lugar Moisés teve um encontro com Deus. A fila não pode parar, tem que continuar para dar lugar a outros, assim a descida vem logo em seguida. Nada mais lindo que ver o nascer do sol no topo do Monte Sinai. Na subida necessitava-se de lanternas para iluminar o caminho devido à escuridão, na descida a luz do sol ilumina o mesmo caminho daqueles que subiram na escuridão, com os seus raios claros e brilhantes, como que trazendo vida nova para os que ali valentemente foram e para aquele lugar onde horas antes reinava a escuridão.



Uma vez chegando à base da montanha é hora de conhecer o Mosteiro de Santa Catarina, que fica situado na encosta do monte. A biblioteca desse mosteiro guarda valiosos manuscritos, principalmente escritos em grego e árabe. A parte mais antiga do mosteiro, ao que tudo indica, é a capela da Sarça Ardente, construída no lugar onde se diz ter acontecido o fato com Moisés. A sarça é uma planta que ainda existe no deserto do Sinai.

"Seja como for, o que é indiscutível é a importância capital do Monte Sinai (Horebe) na religião da Bíblia." (A Bíblia, Edições del Prado — 1996 - vol 2, pg. 127)

"Assim, o Monte Sinai é ao mesmo tempo o símbolo da misericórdia de Deus e da desobediência dos homens." (A Bíblia, Edições del Prado - vol 2, pg. 127)

Se você pode, não deixe de subir o Monte Sinai, provavelmente você encontrará um novo significado para a sua vida, isto é: se você estiver disposto a deixar Deus falar ao seu coração. Pense nisto. Até breve.


Postado por Dinah dos Santos Monteiro
Em 28/1/2016 à 00h05


Mais Blog de Dinah dos Santos Monteiro
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FESTA NO MEU JARDIM
MARCOS BAGNO
POSITIVO
(2010)
R$ 10,00



JEANS & T-SHIRTS
ARNALDO BELMIRO
EDIOURO
(1984)
R$ 5,00



PSICOANALISIS Y SEMIOTICA
D. LIBERMAN D. MALVADAVSKY
PAIDOS
(1975)
R$ 25,30



ALIMENTOS
JANDER MAURÍCIO BRUM
AIDE
(1993)
R$ 6,90



O PODER DO HÁBITO
CHARLES DUHIGG
OBJETIVA
(2012)
R$ 59,90



A CURA DOS CHAKRAS COM CRISTAIS - 1ª EDIÇÃO
BERENICE DE LARA
PENSAMENTO
(2017)
R$ 62,95



CAMPO DA AMÉRIKA
JORGE SALOMÃO
GRYPHUS
(1996)
R$ 10,00



MUTIRÃO PARA MATAR
BENITO BARRETO
INTERLIVROS
(1940)
R$ 6,90



GESTAO SOCIOAMBIENTAL NO BRASIL
RODRIGO BERTÉ
IBPEX
(2010)
R$ 15,00



VAMOS AO AGUÁRIO - IMÃS DIVERTIDOS
BLUE ELEPHANT BOOKS
TODOLIVRO
(2009)
R$ 15,00





busca | avançada
57428 visitas/dia
2,1 milhões/mês