AUSÊNCIA | Blog de Diana Guenzburger

busca | avançada
62561 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> DIADORIM | NONADA SP
>>> Porto Blue Sound, festival de música gratuito chega a Belo Horizonte em julho
>>> Projeto Memória leva legado de Lélia Gonzalez ao CCBB BH
>>> DJ Erick Jay participa de A Quebrada É Boa, evento realizado pelo Monarckas em Sapopemba
>>> Espetáculos gratuitos da São Paulo Escola de Dança acontecem na Pinacoteca e Teatro de Contêiner
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
Últimos Posts
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Código de Defesa do Consumidor e Maradona
>>> Gerald Thomas: cidadão do mundo (parte I)
>>> Meu Sagarana
>>> Enquanto agonizo, de William Faulkner
>>> Silêncio e grito
>>> O óbvio ululante, de Nelson Rodrigues
>>> The News is Now Public
>>> Adeus, Tony Scott!
>>> Debret e o Brasil, pela editora Capivara
>>> Contrate seu Personal Twitter
Mais Recentes
>>> Hedge Funds - An Analytic Perspective (Revised and Expanded Edition) de Andrew W. Lo pela Princeton University Press (2010)
>>> Histórias que a vida conta de Luiz George de Oliveira Bello pela Porto Alegre (1978)
>>> Livro Teatro Romeu e Julieta & Tito Andronico Clássicos de Bolso de William Shakespeare; Carlos Alberto Nunes pela Ediouro
>>> Memórias da Rua do Ouvidor de Joaquim Manuel de Macedo pela Unb (1988)
>>> One Piece Blue Deep - Mundo De Personagens de Eiichiro Oda pela Panini Brasil (2019)
>>> Livro Literatura Estrangeira Betsabé de Torgny Lindgren pela Record (1984)
>>> Amor É Vida de Frei Anselmo Fracasso pela Vozes (1998)
>>> Voce Aguenta Ser Feliz? de Nizan Guanaes, Arthur Guerra pela Sextante (2022)
>>> R.U.R: Os Robôs Universais de Rossum Capa dura de Karel Capek pela Aleph (2024)
>>> Querido Diário de Christina Kilbourne pela Companhia Nacional (2013)
>>> R.U.R: Os Robôs Universais de Rossum Capa dura de Karel Capek pela Aleph (2024)
>>> Edifício Gaetano Donizetti - Contos Entrelaçados de Roberto de Castro Neves pela Outras Letras (2019)
>>> Livro Religião Nossa Vida é uma Festa de Nadir José Brun pela Santuário (1993)
>>> Coleção Mangás Pokémon Red Green Blue - Volumes 1 Ao 3 de Hidenori Kusaka pela Panini Comics (2016)
>>> HQ Rei da Polícia Montada de Rge pela Rge (1965)
>>> Principios Basicos Para Uma Vida Crista Vitoriosa de Reinhard Bonnke pela Bello Publicações (2014)
>>> Livro Sociologia Questões do Século XXI Edição Especial Tomo 1 Coleção Questões da Nossa Época Volume 100 Edição de Bolso de José Eustáquio Romão pela Cortez (2003)
>>> Pai Rico, Pai Pobre de Robert T. Kiyosaki, Sharon Lechter pela Campus (2000)
>>> Os Salmos de Davi : Interpretados por JHS de Sérgio O. Souza pela Sociedade Brasileira de Eubiose (1999)
>>> Fogo e fragrância de Andy Byrd e Sean Feucht pela Quatro Ventos (2018)
>>> Dez Anos que Encolheram o Mundo de Daniel Piza pela Leya (2011)
>>> Livro Gibis Lobo Solitário O Dia de Expurgar Demônios Volume 14 de Kazuo Koike; Goseki Kojima pela Panini Comics (2006)
>>> Pequenos Delitos de Tacito Naves Sanglard pela Do Autor (2009)
>>> Sabedoria Para Vencer de Mike Murdock pela Central Gospel (2010)
>>> Livro Literatura Estrangeira A Carta Roubada E Outras Histórias De Crime E Mistério Coleção L&PM Pocket Volume 331 de Edgar Allan Poe pela L&pm (2003)
BLOGS >>> Posts

Terça-feira, 16/4/2024
AUSÊNCIA
Diana Guenzburger
+ de 700 Acessos

Relutante, entrou na sala. Eugênia estava esperando, chaveiro na mão.

“Estou de saída, tia Dani. Vou encontrar um cliente em Campinas, durmo por lá. Fica à vontade, quando sair, deixa a chave com o porteiro.”

Após passar pelo banheiro para ajeitar o cabelo mais uma vez, a moça saiu de casa apressada, batendo a porta de entrada com força.

Surpresa com a recepção pouco calorosa, tia Dani olhou em volta lentamente e tentou se recompor. É verdade que não poderia esperar nenhuma atenção especial por parte da sobrinha. O drama terrível em que estava imersa era somente seu, e o relacionamento com a moça, no máximo, superficial. A verdade, porém, é que nunca sentira tanta necessidade de um aconchego, um ombro amigo para se encostar. Esperava que a sobrinha lhe fizesse companhia naquela noite, que ficasse interessada em seus desabafos. Enfrentava sozinha uma dura realidade e esperava encontrar em Eugênia uma solidariedade que lhe desse algum alívio.

Sentou-se numa das cadeiras em volta da mesa de jantar, os pensamentos confusos. Após uns quinze minutos, deu-se conta de como eram fantasiosas suas expectativas com Eugênia. Esperar amparo de alguém que nem conhecia direito... A moça tinha sua vida, suas lutas, seus próprios dramas. Levantou-se e começou a examinar o lugar onde iria passar a noite. O apartamento era bom, arejado e bem iluminado. Sala de tamanho médio, dois quartos. Entrou na cozinha, que se abria diretamente na sala, à procura de um copo d’água. A geladeira era grande e moderna; depois de beber água gelada, devolveu a garrafa. Um detalhe chamou a atenção: duas fotos estavam coladas na porta.

Na penumbra da cozinha, pouco podia ver. Curiosa, foi pegar os óculos na bolsa e acendeu a luz. Duas moças abraçavam-se risonhas, uma delas sua sobrinha. As cabeças se tocavam e cabelos misturavam-se, uns louros, outros castanhos.

Parecem felizes, meditou tia Dani. Antes assim. Voltou a concentrar-se em seus problemas. Filhos desempregados. Problemas financeiros. E o drama final, que quase a derrubara.

Viera para esta cidade atrás de um advogado que lhe fora recomendado. Chato ficar na casa dos outros, ainda mais sendo recebida claramente de má vontade. Não é que não podia pagar hotel: pedira para hospedar-se no apartamento da sobrinha mais pela esperança de encontrar uma aliada. Alguém que ouvisse seus problemas, mostrasse piedade, solidariedade. Iludira-se.

Voltou para a sala e continuou a explorar o apartamento. Foi logo ver o quarto de dormir; dia seguinte, tinha que se levantar bem cedo por causa da reunião agendada para as oito horas. Viu que era amplo e confortável, com uma cama de casal larga. E o outro quarto? Descobriu que fora transformado em escritório, onde Eugênia devia trabalhar. Mesa grande, computador, dois monitores, impressora... A cadeira era daquelas anunciadas para executivos importantes, modernas, leves e caras. Sentou-se por curiosidade: a cadeira balançava e movia-se ágil sobre rodinhas.

Preciso de uma dessas para mim, pensou ao levantar-se. Porém sabia que não tinha coragem de pagar o preço. Passou os olhos em volta; fora uma estante com poucos livros, não havia mais nada.

Ao sair do escritório, uma pilha de fotos ao lado do computador chamou-lhe a atenção. Sentindo-se um pouco culpada, pegou-as nas mãos, olhando uma por uma. As mesmas duas moças das fotos da geladeira protagonizavam as imagens, que mostravam paisagens variadas. Em algumas, o vento do mar desmanchava os cabelos das mulheres e dobrava as folhas das palmeiras. Em outras, viam-se montanhas ao longe. Notavam-se grandes demonstrações de afetividade entre as duas, o que lhe causou certa estranheza.

Antes de ir dormir, foi até à sala ver televisão. Sonolenta, assistia com pouca atenção a um noticiário, quando o telefone tocou. Uma voz feminina indagou:

“Eugênia?”

“Eugênia saiu. Sou a tia dela. Quer deixar um recado?”

A voz do outro lado da linha parecia ansiosa. “Mas que transtorno. Preciso falar com ela. O celular não atende, parece desligado.”

Sem saber o que dizer, Dani ficou em silêncio. A voz continuou.

“Quem está falando é a terapeuta da Laura. Por favor, diga a Eugênia que preciso falar com ela, urgente.”

Desligou. Tia Dani ficou sentada, um pouco confusa. Quem seria Laura? Pelas palavras da mulher ao telefone, devia haver bastante intimidade entre essa Laura e sua sobrinha. Seria a moça das fotografias? Começou a ter a impressão de estar puxando o fio de uma meada que não lhe dizia respeito.

Lembrou-se do pouco que sabia sobre Eugênia, quase tudo a partir de relatos da mãe dela, sua irmã. Moça bela e inteligente, depois de formada criara sua própria empresa de Marketing. Era mesmo o orgulho da família. Após muitos namorados, ficara noiva de um advogado jovem, morador de outra cidade, com brilhante futuro numa firma renomada. O casamento, marcado para setembro. Tudo preparado para um final feliz.

Escreveu um bilhete com o recado da terapeuta, colocou sobre a mesa e foi até o banheiro. Lavou o rosto e vestiu a camisola, preparando-se para dormir. Programou o despertador para bem cedo, não queria chegar atrasada. Logo que apagou a luz, o telefone voltou a tocar. Atendeu, bocejando.

“Sou eu de novo”, anunciou a terapeuta. “Eugênia já voltou?”

“Não, ainda não.”

Ouviu um suspiro do outro lado da linha.

“Não sei o que fazer. Laura teve uma crise grave. Está no hospital, tomou muitos comprimidos. A notícia do casamento marcado derrubou ela.”

Diante do silêncio da interlocutora, acabou desligando. Dani tentou dormir, só conseguiu depois de rolar muito tempo na cama, os pensamentos confusos. O dia amanheceu e apressou-se, louca para ir embora.

Quando ia abrir a porta para sair, Eugênia entrou.

“Ainda está aqui, tia Dani? Pensei que ia sair cedo”

A mulher mais velha parou, tentando achar palavras para expressar-se. Sem querer, fora cair no meio de um drama, que no momento parecia até pior do que os seus. A sobrinha notou a hesitação e viu o bilhete sobre a mesa.

“Telefonaram pra você. Laura...”

Eugênia sentou-se e escondeu o rosto entre as mãos.


Postado por Diana Guenzburger
Em 16/4/2024 às 19h45

Mais Blog de Diana Guenzburger
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cinco por Infinitus - (20 Fascículos Em 2 Volumes)
Estebán Maroto
Ebal
(1969)



Brasil Século Xxi- Com Dedicatória do Autor
Jaime Rotstein
Espaço e Terapia
(1996)



Diário da Crise
Durval Noronha Goyos Jr.
Observador Legal
(2010)



Cacá Diegues - Cineasta do Brasil
Orgs. Angélica Coutinho, Breno Lira Gomes
Caixa Cultural
(2012)



Evolução para o terceiro milênio 512
Carlos Toledo Rizzini
Edicel
(1996)



Os sonhos e suas interpretações
Urbain Laplace
Nova Época



Aves Peregrinas
Graça Leão
EME
(2006)



National Gallery of Art - Washington - Col. Folha - Volume 14
Vários Autores
Folha de S.Paulo
(2009)



Memorial De Aires
Nicélia C. Silva
Rideel
(1994)



Uma Luz Sobre Avallon - Celtas & Druidas
Maria Nazareth Alvim de Barros
Mercuryo





busca | avançada
62561 visitas/dia
2,3 milhões/mês