Crônicas do ordinário | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Redes e protestos: paradoxos e incertezas
>>> 2005: Diário de bordo
>>> Alfa Romeo e os bloggers
>>> Defesa dos Rótulos
>>> O Jovem Bruxo
>>> Sua Excelência, o Ballet de Londrina
>>> O diabo veste Prada
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Daniel Piza by Otavio Mesquita
>>> The Making of A Kind of Blue
Mais Recentes
>>> México em Transe de Igor Fuser pela Scritta (1996)
>>> Sociologia Política da Guerra camponesa de Canudos - Da destruição do Belo Monte ao aparecimento do MST de Clóvis Moura pela Expressão Popular (2000)
>>> Exclusão Escolar Racializada - Implicações do Racismo na Trajetória de Educandos da EJA de Tayná Victória de Lima Mesquita pela Paco Editorial (2019)
>>> Crítica da Razão Negra de Achille Mbembe pela N-1 Edições (2018)
>>> Esferas da Insurreição - Notas para uma vida não cafetinada de Suely Rolnik pela N-1 Edições (2013)
>>> Arqueofeminismo - Mulheres filósofas e filósofos feministas – Séculos XVII-XVIII de Maxime Rovere (Org.) pela N-1 Edições (2019)
>>> A Doutrina Anarquista ao Alcance de Todos de José de Oiticica pela A Batalha (1976)
>>> Helena de Machado de Assis pela Ática (1994)
>>> A 3° Visão de T. Lobsang Rampa pela Record (1981)
>>> A História Da Indústria Têxtil Paulista de Francisco Teixeira pela Artemeios (2007)
>>> Ciência tecnologia e gênero abordagens Iberoamericanas de Marília Gomes de Carvalho (org.) pela utfPR (2011)
>>> A Jornada de Erin. E. Moulton pela Nova Conceito (2011)
>>> A Melodia Feroz de Victoria Schwab pela Seguinte (2016)
>>> Despertar ao Amanhecer de C.C. Hunter pela Jangada (2012)
>>> Sussurro - Coleção Hush Hush de Becca Fitzpatrick pela Intrínseca (2009)
>>> Holocausto Nunca mais de Augusto Cury pela Planeta
>>> Lusíada (Nº 1): Revista Ilustrada de Cultura.- Arte.- Literatura.- História.- Crítica de Martins Costa/ Portinari/ Texeira Pascoaes (obras de) pela Simão Guimarães & Filhos./ Porto (1952)
>>> Fábulas que Ajudam a Crescer de Vanderlei Danielski pela Ave Maria (1998)
>>> Ninguém é igual a ninguém de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> Você Pode Escolher de Regina Rennó pela Do Brasil (1999)
>>> Apelido não tem cola de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (2019)
>>> Coração que bate, sente de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> A galinha que criava um ratinho de Ana Maria Machado pela Ática (1995)
>>> Pinote, o fracote e Janjão, o fortão de Fernanda Lopes de Almeida pela Ática (2000)
>>> A lenda da noite de Guido Heleno pela José Olympio (1997)
>>> A História de uma Folha de Leo Buscaglia pela Record (1999)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (1999)
>>> O último judeu: uma história de terror na Inquisição de Noah Gordon pela Racco (2000)
>>> Confissões de um Torcedor: Quatro copas e uma Paixão de Nelson Motta pela Objetiva (1998)
>>> Controle de Infecções e a Prática Odontológica em Tempos de Aids de Vários pela Brasília (2000)
>>> A Roda do Mundo de Edimilson de Almeida Pereira e Ricardo Aleixo pela Mazza/ Belo Horizonte (1996)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> A Propagação do Amor: Sobre o Plantio e a Colheita do Bem de Betty J. Eadie pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Auto- Estima: Amar a Si Mesmo para Conviver Melhor Com os Outros de Christophe André - Françoise Lelord pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Os Lusíadas: Reprodução Paralela das duas Edições de 1572 / Ed. Ltd. de Luis de Camões pela Impr. Nac. Casa da Moeda/ Lis (1982)
>>> Administração de Marketing: Desvendando os segredos de: Vendas. Promoç de Stephen Morse pela McGraw Hill (1988)
>>> Obras Completas de Álvares de Azevedo - 02 Tomos ) de Álvares de Azevedo/ Org. Notas: Homero Pires pela Companhia Ed. Nacional (1942)
>>> Obras Completas (Poesia, Prosa e Gramática) de Laurindo José da Silva Rabelo/ Org: O. de M. Braga pela Companhia Ed. Nacional (1946)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Os Anos 80: Contagem Regressiva para o Juízo Final de Hall Lindsey pela Record/ RJ.
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> O Fator Psicológico na Evolução Sintática (Encadernado) de Cândido Jucá (filho)/ Autografado pela Organização Simões/ Rio (1958)
>>> Príncipe das Trevas, Ou Monsieur - o Quinteto de Avignon- I de Lawrence Durrell pela Estação da Liberdade (1989)
>>> Pare de Engordar- Obesidade: um Problema Psicológico de Dr. Nelson Senise pela Record/ RJ.
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires (autografado) pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
COLUNAS

Sexta-feira, 12/10/2007
Crônicas do ordinário
Ana Elisa Ribeiro

+ de 3300 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Às vezes, as pessoas contam histórias bonitas sem ter a noção do que elas [as histórias] sejam. Nem mesmo de que sejam crônicas de um dia comum, da vida mais amena de que se tem notícia. Fomos adestrados para acompanhar a macro-história, os grandes eventos, as vidas das celebridades. Para que se tome consciência de que os episódios prosaicos merecem registro, é preciso que alguém use lentes de enxergá-los. E as lentes, muitas vezes, ficam guardadas. À maneira da dança ou dos esportes, ficamos inábeis se ficamos tanto tempo sem usar esses filtros. Fazer crônica é enxergar o avesso dos eventos. Os deseventos, desinventar o notável, inventar o quase invisível, observar as coisas quando elas são despistadas, discretas, aliviadas do peso de serem epopéias.

Grande parte das vezes, escrevo sobre nadas. Ou quases, que são ainda mais interessantes. Usurpo histórias que nem são minhas, propriamente. Mas são, quando percebo que foi por um triz que não aconteceram comigo. Se me contam algo, vejo logo uma fresta por onde deixar escaparem os textos. Penso logo nesta coluna, minha janela para as identidades que nem são minhas. Há quem evite de me contar histórias porque, para eles, talvez eu seja uma fofoqueira. Há quem tenha pavor de ter sua história contada aos quatro ventos. Mas nem saberão que são eles os felizardos de viverem tanta pequena coisa gostosa.

Dessas histórias, ouvi uma ontem à noite. Caiu-me de presente nos ouvidos, como se não fosse nada. Depois de um dia cansativo, desastrado, alguém me presenteia com um texto pronto. Só me faltava limar as beiradas para que ficassem arredondadas.

O francês Roland Barthes, lido com rigor durante a graduação, adora metáforas gastronômicas. Não estive cansada de lidar com as semelhanças entre saber e sabor, de etimologias parentes. Ou de pensar a delícia do gosto das palavras. Palavra, gente, precisa saber degustar. E isso a gente aprende, porque está aqui, nos nossos cinco sentidos mais primários. Todo mundo tem. Não sabe é porque ainda não sentiu o gosto. Não saboreou, melhor assim.

Foi esta história gostosa que Maria do Carmo me contou. Assim, de leve, como quem conta que sonhou na noite passada. Daquelas narrativas sonsas, num final de expediente, depois de atender ao telefone. Estava ela falando com o filho, na minha frente, no celular. Sem graça, porque parece que para alguns ainda é falta de educação fazer o que é privado no espaço público. Mas apenas alguns têm ainda esse comportamento. Maria do Carmo está entre estes.

Falava ao telefone numa ternura imensa. Eu mexia nuns papéis, para deixá-la à vontade na tarefa de conversar com o rapaz. Mas não me continha e escutava com admiração o que ela dizia; ainda mais, me derretia com o jeito apaixonado dela no telefonema.

Falaram rápido. E eu não pude abafar minha curiosidade. Perguntei: algum problema? E ela me contou o seguinte, assim, nesta voz calma de quem tem certezas tranqüilas: "Estava tentando marcar um almoço com meu filho. Chega uma época em que os pais começam a ter que agendar encontros com os filhos". E ela sorria, mansamente. Havia saudade em seus olhos, mas nada que a abalasse.

"Meu filho não mora mais comigo. Decidiu morar sozinho faz um tempo. Mas mora perto da minha casa. Quando ele morava lá em casa, quase não nos víamos ou nos víamos dormindo. Ele chegava tarde e eu saía cedo. Daí ele achou que deveria morar só. E depois de um tempo, decidiu que queria aprender a cozinhar. Estamos sempre em contato, via MSN, bilhetinhos nas caixas de correio." Maria do Carmo tinha no rosto um sorriso orgulhoso, carinhoso. "Quis ajudá-lo e então marcamos um compromisso. Toda semana almoçávamos juntos para que ele aprendesse a se virar na cozinha. E para ter sempre o compromisso, convidávamos duas pessoas para comer conosco, às vezes uns amigos, outras vezes um casal." E ela gesticulava docemente.

"A brincadeira na cozinha ficou séria e dei a ele um livro de receitas. Mais adiante, resolvemos escrever nosso livro de receitas. E a coisa foi crescendo. Passamos a registrar, com texto, tudo o que acontecia antes do almoço ou do jantar, a receita propriamente e ainda uma avaliação dos convidados sobre a comida." E ela mexia nos anéis e tinha nos olhos as lembranças de todas as aulas de gastronomia que deu ao filho.

Coisa mais gostosa ouvir Maria do Carmo contar da convivência saborosa com o filho, aprendiz de cozinheiro, aprendiz de feiticeiro, alquimista. Lembrei-me de Adélia Prado, num poema famoso, contando que limpava os peixes com o marido na cozinha, nem tanto pelos peixes ou pelo trabalho que isso dá, mas porque o gostoso eram os cotovelos se esbarrando. A convivência temperada das pessoas que se gostam. Qualquer coisa é motivo para conviver. Basta uma desculpa para passear, caminhar, cozinhar, estudar, conversar, beber, celebrar.

Foi assim, no final do expediente, que esta história me caiu do céu. Semana que vem Maria do Carmo vai almoçar com o filho que mora sozinho. Vou dar meu jeito de saborear um amigo, o filho, o marido, um irmão, antes que precisemos marcar horários em nossas agendas.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 12/10/2007


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2007
01. Dar títulos aos textos, dar nome aos bois - 27/7/2007
02. Leituras, leitores e livros – Final - 30/3/2007
03. Leituras, leitores e livros – Parte I - 9/2/2007
04. Leituras, leitores e livros — Parte II - 23/2/2007
05. Guia para escrever bem ou Manual de milagres - 8/6/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
12/10/2007
18h37min
Ana, tenho dois filhos:um de 8 e outro de 16 e percebo que já vivo essa realidade de ter que agendar momentos com eles. Lágrimas me vieram aos olhos. Seus textos são "vivos",resgatam lembranças e promovem alertas. Sempre me emociono. Sou outra após lê-los. Obrigada.
[Leia outros Comentários de Lilian Rezende]
12/10/2007
19h11min
Ana, seus textos valem sempre a visita, é uma liberdade quase anárquica. Me sinto como um preso que se recusa fugir da prisão. Quando penso em estilo e precisão falo para uma irmã que não te conhece da sua fluência e hoje neste texto pude apreciar uma leveza e um calor quase imaterial. Sua prosa flerta desavergonhadamente com a poesia e é bela. Não sou de rasgar seda, mas hoje você está demais. Um grande abraço, Carlos.
[Leia outros Comentários de Carlos E. Oliveira]
12/10/2007
21h51min
Ana, não há dúvida de que você faz do ordinário o "extra-ordinário". A Maria do Carmo lhe presenteou com um pretexto e você nos presenteou com seu texto, sua crônica, como sempre, muito mais que um "digestivo", é como uma guloseima, muito saborosa... Obrigada! Grande abraço.
[Leia outros Comentários de Áurea Thomazi]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CONSOLIDADORES DE TURISMO: SERVIÇOS E DISTRIBUIÇÃO
CÉLIA MARIA DOS SANTOS EDMIR KUAZAQUI
THONSON
(2004)
R$ 10,00



A CRÔNICA ESCANDALOSA DO AMOR
PIERRE DE BOURDEILLE

R$ 25,00



FABIANO DE CRISTO
ROQUE JACINTHO (2ª EDIÇÃO)
LUZ NO LAR
(1987)
R$ 25,00



A UNIFICAÇÃO DA EUROPA
VAMIREH CHACON
SCIPIONE
(1992)
R$ 7,00



LA DOCTRINE CORPORATIVE 8294
MAURICE BOUVIER-AJAM
DU RECUEIL SIREY
(1937)
R$ 70,00



UM CERTO DIA DE MARÇO
LUCILIA JUNQUEIRA DE ALMEIDA PRADO
PIONEIRA
(1979)
R$ 12,00



TRIP PARA MULHERES ANO 03 2007
MARCELO SERRADO
TRIP
(2003)
R$ 30,00



INTERESSE PÚBLICO ESPECIAL: LICITAÇÃO E OS TRIBUNAIS DE CONTAS
CONS. HELIO SAUL MILESKI (APRESENTAÇÃO)
NOTADEZ (SAPUCAIA DO SUL)
(2001)
R$ 19,28



NOSSAS CRIANÇAS VOLUME 2
VÁRIOS AUTORES
ABRIL CULTURAL
R$ 5,00



FILA, A
BASMA ABDEL AZIZ
ROCCO
(2018)
R$ 31,84





busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês