Genialidades múltiplas | Marcela Tullii | Digestivo Cultural

busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Evento de reinauguração da Praça do Centro de Convenções da Unicamp
>>> Oficina Som Entre Fronteiras está com inscrições abertas
>>> Projeto “Curtas de Animação” com estudantes da zona rural de Valinhos/SP
>>> Novos projetos do Festival de Dança de Joinville promovem atividades culturais para 120 alunos
>>> Toca do Morcego anuncia agenda primavera/verão 2022/2023
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
Colunistas
Últimos Posts
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
Últimos Posts
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
>>> Que porcaria
>>> Singela flor
>>> O cerne sob a casca
>>> Assim é a vida
>>> Criança, minha melhor idade
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Erik Satie
>>> Ronnie James Dio em 1983
>>> O Leão e o Unicórnio
>>> O outro Carpeaux
>>> Something that grows
>>> Façam suas apostas
>>> Tempo de aspargos
>>> No caso de a Dilma sair, quem assume?
>>> Return to the Little Kingdom, by Michael Moritz
>>> O que mais falta acontecer?
Mais Recentes
>>> Contabilidade Avançada - 5° Edição de Ricardo J. Ferreira pela Ferreira (2012)
>>> Perspectiva Ano 2 Nº 4 de Centro de Ciências da Educação Ufsc pela Ufsc (1985)
>>> Meu Cliente Meu Amigo de Silvio Luzardo pela Pallotti (2004)
>>> Autoconhecimento e Empoderamento de José Roberto Marques pela Ibc (2019)
>>> Bossa Nova: Songbook - Volume 1 de Almir Chediak pela Irmãos Vitale (2009)
>>> Quem Não Se Comunica Se Trumbica de Florinda Barbosa e Lucia Rito pela Globo (1996)
>>> Pequeña Historia de Gaudí de Jordi Oliveiras pela Mediterranea (2012)
>>> Algo Mais de Isabela M. B. David pela Insular (2006)
>>> Buscas e Encontros de Ilcéia Heidescheidt pela Do Autor
>>> Network Administration With Freebsd 7 de Babak Farrokhi pela Packt Publishing (2008)
>>> Histórias Extraordinárias de Edgar Allan Poe pela Clube do Livro (1988)
>>> A Megera Domada de William Shakespeare pela Objetiva (2004)
>>> Receitas de Botequim 2 de Solange Couto pela Melhoramentos (2002)
>>> Intercâmbio Coisas Que Todo Jovem Precisa Saber de João Marcelo de Melo Teles pela Melhoramento (2004)
>>> Dc Comics Coleção de Graphic Novels - um Milhão: Parte 2 de Varios Autores pela Dc Comics
>>> Cantiga para Todos de Osmar Jacinto pela Edeme (1992)
>>> Amar Pode Dar Certo de Roberto Shinyashiki / Eliana Bittencourt Dumet pela Gente (1988)
>>> The Secret - o Segredo de Rhonda Byrne pela Ediouro (2007)
>>> O 8º Hábito - da Eficácia à Grandeza de Stephen R. Covey pela Campus (2005)
>>> Entre os Muros do Inferno de Rosa Maria Credidio pela All Print (2016)
>>> Princípios de Economia de Otto Nogami/ Carlos Roberto Martins Passos pela Cengage (2016)
>>> Labirintos da Memoria Quem Sou de Vera Maria Antonieta Tordinho Brandão pela Portal Edicoes (2016)
>>> Som do Nosso Coração de Emma Cooper pela Record (2020)
>>> O Pequeno Planeta Perdido de Ziraldo pela Melhoramentos (2010)
>>> Conclusões 11 de Ivaldo Lopes pela Do Auto
COLUNAS >>> Especial Gênio

Segunda-feira, 16/2/2009
Genialidades múltiplas
Marcela Tullii

+ de 5500 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Passeando pelo site da BBC, me deparei com uma notícia informando que quadros de uma menina de dois anos seriam expostos em uma respeitável galeria na Austrália. Os pais da "artista mirim" acreditam que a garota é um prodígio. Será?!?

Um prodígio nada mais é do que um gênio que expressa suas habilidades já na infância. O que leva à outra questão: o que seria um gênio? Tradicionalmente, entende-se por gênio aquele que tem uma capacidade intelectual muito acima da média. Pessoalmente, acho categorizações extremamente complicadas. Explico-me. Aceita-se amplamente hoje a existência de diferentes tipos de inteligências, não somente aquela antiga noção de inteligência lógico-matemática mensurada pelo Quociente de Inteligência (Q.I). Existem pelo menos sete principais tipos ― inteligência artística, emocional ou intrapessoal, linguística, interpessoal, corpóreo-cinestésica, lógico-matemática e visual-espacial. Então, a meu ver, qualquer pessoal com uma habilidade exacerbada em qualquer um desses campos poderia ser chamado gênio.

Toda pessoa é especialmente boa em algum desses campos de capacidades. Então não poderia ser essa especial aptidão seu talento? Acho que é possível dizer que sim, que todos temos um talento, sendo esse o tipo de inteligência mais desenvolvida em cada um de nós. Gênio então seria, nessa visão, uma pessoa que tem seu talento, em comparação com outras pessoas com o mesmo tipo de inclinação, notadamente mais pronunciado. Nesse tipo de genialidade eu acredito. Existem, pois, tipos diferentes de gênios, já que existem inteligências múltiplas. Essas pessoas sempre existiram e estão por toda parte: em nosso círculo de amizades, em nosso trabalho, faculdade, em nossa família.

O que acontece é que os gênios lógico-matemáticos e artísticos são mais raros e mais reconhecidos como tais pela sociedade. Eu já conheci grandes talentos nessas áreas, mas não sei se já cheguei a conhecer esses tipos de gênios. Porém, creio já ter conhecido gênios linguísticos, intrapessoais e interpessoais. Pessoas com astronômico talento para línguas, para o autoconhecimento e controle e para lidar e motivar outras pessoas. Quem assistiu às CPIs das quais Marcos Valério participou, em especial a CPI do Mensalão, ou apreciou os discursos e risadas de Paulo Maluf nos últimos debates para a prefeitura de São Paulo pode concordar comigo que talvez eles sejam gênios intrapessoais. Quantos de nós conseguiríamos nos manter tão calmos, serenos, quase impenetráveis diante de tanta pressão, gritos, olhares mortais e acusações graves como eles? Aposto que pouquíssimos. Esse é um tipo de genialidade menos reconhecida e tradicional, porém acredito ser um tipo.

Como tudo, o conceito e entendimento de "gênio" mudou ao longo do tempo. Essas pessoas foram reconhecidas diferentemente em cada período histórico, de acordo com os valores e preceitos de cada sociedade. Muitos artistas foram reconhecidos apenas anos após sua morte, pois o que expressavam não correspondia às suas gerações, mas, sim, às futuras, pelas quais seriam ovacionados. O mesmo ocorreu com médicos, cientistas, literatos. Podem ser considerados "gênios incompreendidos", mas na verdade só estavam muito a frente de seu tempo; mais tarde seriam compreendidos.

O espaço para essas pessoas também passou por transformações. Na antiguidade, o "ócio criativo" era um valor para os privilegiados e a escravidão; dando aos mais ricos tempo livre para pensar, possibilitava aos escolados maior período de reflexão sobre o mundo. Hoje, o "ócio criativo" é quase entendido como preguiça. "Filosofar" sobre a vida, entendendo-se esse termo como concentrar-se na área acadêmica de pesquisa, é mal-visto pela sociedade. Os considerados bem-sucedidos de hoje são os executivos workaholics, que fazem dinheiro, não descobertas ou criação de novas correntes do pensamento. Ter um filho que estuda administração é mais glamoroso do que um filho aspirante a filósofo. Isso fez surgir uma situação característica do século XX que continua presente neste século XXI: o enfoque no "self-made man", aquele homem comum, que se esforça e agarra oportunidades e faz valer o seu talento, ao passo que o gênio, muitas vezes por ter grande facilidade, não se esforça tanto; ou, por voltar-se para uma área menos valorizada pela sociedade, é, via de regra, ignorado. Isso leva a pensar que os gênios de outrora eram "mais iluminados" dos que o de hoje. Afirmar isso é não entender as novas circunstâncias e morais que regem a contemporaneidade e não levar em conta os tipos de gênios que escapam a definição clássica.

Os gênios continuam sendo cultuados e de extrema utilidade. São essas pessoas no final da "curva do sino" que, com grande domínio de uma inteligência, estabelecem diretrizes de correntes de pensamento, novas tendências, movimentos artísticos e realizam as grandes descobertas na e para a sociedade. São elas que criaram as idéias de uma época e que serão lembradas como as grandes mentes notáveis, estabelecendo-se como os ícones de que tanto necessitamos nós humanos.


Marcela Tullii
São Paulo, 16/2/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Deus: uma invenção?, de René Girard de Ricardo de Mattos


Mais Marcela Tullii
Mais Especial Gênio
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
16/2/2009
14h22min
Marcela, adorei o seu texto: objetivo e disciplinado, claro e conciso, sem o pedantismo das cátedras e sem o ego dos que se pretendem filósofos, sociólogos etc.
[Leia outros Comentários de Carlos E F Oliveira]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Guinness World Records 2010 - o Livro da Década
Guiness World Records
Ediouro
(2009)



Mar Morto 1980
Jorge Amado
Record
(1980)



Astronomie Générale - (capa Dura)
P. Bakouline e E. Kononovitch E
Éditions Mir - Moscou
(1974)



Cidade dos Etéreos Livro II da Série Orfanato da Srta Peregrine
Ransom Riggs
Intrínseca
(2016)



O Psiquismo Experimental
Alfred Erny
feb
(1995)



Mente Magra, Corpo Magro
Melinda Boyd, Larissa Wostog Ono, Michele Noonan
Universo dos Livros
(2014)



O Nada Cotidiano
Zoé Valdés
record
(1997)



Política Linguística na América Latina: Linguagem/crítica - Confira !!
Eni Pulcinelli Orlandi
Pontes
(1988)



As grandes questões sobre a fé
Jonathan Hill
thomas nelson
(2008)



Espumas Flutuantes / os Escravos
Castro Alves
Martins Fontes
(2010)





busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês