Torço para quem eu quiser | Adriano Maesano | Digestivo Cultural

busca | avançada
62220 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> FESTIVAL DE ORQUESTRAS JUVENIS
>>> XIII Festival de Cinema da Fronteira divulga Programação
>>> Centro em Concerto: ¡Navidad Nuestra!
>>> Edital Retomada Cultural apresenta Conexão Brasil-Portugal: podcast produzido pelo Coletivo Corpos p
>>> CANTORA E ATRIZ SANDRA PÊRA NO SESC BELENZINHO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Colunismo em 2004
>>> Frases de Drummond
>>> Luciano do Valle (1947-2014)
>>> 28 de Junho #digestivo10anos
>>> 19 de Julho #digestivo10anos
>>> Citizen Kane
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> Vida conjugal
>>> Querem acabar com as livrarias
>>> Cisne Negro
Mais Recentes
>>> Lições de Sociologia de Émile Durkheim pela Martins Fontes (2002)
>>> Entrevista Com o Vampiro de Anne Rice pela Rocco (2020)
>>> Orações da noite junto a um recém-nascido de Jean Yves Garneau pela Ave-Maria (2019)
>>> Le Lagon Noir de Arnaldur Indridason pela Métailié (2016)
>>> Vernon Subutex - Tome 1 de Virginie Despentes pela Bernard Grasset (2015)
>>> Com Teresa de Jesus, Desejo ver a Face de Deus! de Irmã Maria José do Espírito Santo pela Edições Loyola (2013)
>>> A Náusea de Sartre Jean-Paul pela Europa-América
>>> The petroleum handbook de Royal detch e outros B8 pela Elsevier (1983)
>>> O Conto Da Aia de Margaret Atwood pela Rocco (2021)
>>> Um Chute Na Rotina de Roger Von Oech pela Cultura (2006)
>>> Os poderes de cura da Cabala de Dr. Raphael Kellman pela Campus (2004)
>>> Os Endereços Curiosos de Roma de Claudia Monteiro de Castro pela Panda Books (2002)
>>> Teresa de Ávila: É Tempo de Caminhar de Frei Patrício Sciadini pela Edições Loyola (2015)
>>> Laços Eternos de Zibia Gasparetto pela Espaço (1997)
>>> Les Émotions Cachées des Plantes de Didier Van Cauwelaert pela Plon (2018)
>>> Los abogados del dolar de Joseph C goulden pela Grijalbo (1973)
>>> Guia da Ecologia de Fábio Feldmann pela Abril (1992)
>>> Gramática da Língua Portuguesa de Pasquale & Ulisses pela Scipione (1998)
>>> Signos da Marca: Expressividade e Sensorialidade de Clotide Perez pela Thomson (2004)
>>> As 48 Leis do Poder de Robert Greene, Joost Elffers pela Rocco (2021)
>>> Anna Karenina - Volume I e II de Tolstói pela Nova Cultural (1995)
>>> Un Avios Sans Elle de Michel Bussi pela Presses de La Citê (2016)
>>> Caminho para a Plenitude: As Três Vidas de Teresa D'Ávila de Erika Lorenz pela Santuário (2017)
>>> Os Endereços Curiosos de São Paulo volumes 1 e 2 de Marcelo Duarte pela Panda Books (2004)
>>> La Muraille de lave de Arnaldur Indridason pela Métailié (2012)
COLUNAS >>> Especial Copa 2002

Quinta-feira, 30/5/2002
Torço para quem eu quiser
Adriano Maesano

+ de 3400 Acessos
+ 5 Comentário(s)

Qual é a marca do tênis que você está calçando agora? E do seu relógio? E da sua televisão, do rádio do seu carro e do seu microcomputador?

O ser humano não é patriota ao escolher este tipo de coisa. Usamos tênis Nike, relógios Swatch e nossos equipamentos eletrônicos geralmente são japoneses. Não temos o sentido de patriotismo ao comprar estes produtos, deixando de lado marcas como Penalty, Olympikus, Dumont, Gradiente e Itautec. Compare a bilheteria dos filmes nacionais com aqueles produzidos em Hollywood.

Por que razão devo ser patriota e torcer para a Seleção Brasileira?

Independente de torcer ou não, quero ter o direito de escolher as marcas que vou consumir, as pessoas com quem desejo conviver e os times que merecerão meu apoio. Não escolhi meus parentes nem minha pátria. Não sou obrigado a gostar dos meus primos. Nem de determinada seleção ou atleta nacional.

Lembro vagamente da Copa do Mundo de 1978, pois tinha menos de 5 anos. Minha maior lembrança refere-se à partida Argentina e Peru. Os argentinos massacraram os peruanos por 6x0, e eu estava vendo o jogo em casa, sem meus pais, que estavam em uma festa. Eu adorei ver aquela chuva de gols, papel picado e muita festa. Mal sabia que aquele jogo representou uma das maiores farsas da história das Copas do Mundo, e que a enorme diferença de gols classificou nossos vizinhos para a final, eliminando "nossa" Seleção Brasileira.

Sofri muito em 1982 e 1986, ao ver grandes craques sucumbirem em partidas dramáticas, contra Itália e França respectivamente. Sendo um apaixonado pelo futebol, aos 12 anos chorei muito com a eliminação nos pênaltis em 1986.

A Copa de 1990 não causou muito sofrimento, apesar do Brasil ter jogado muito bem na partida contra a Argentina, quando eles marcaram na única vez que chegaram na meta brasileira.

O futebol covarde de 1994 não mereceu meu apoio, e fui imparcial na final contra a Itália, lamentando apenas o fato de um dos maiores craques que vi jogar, Roberto Baggio, ser o responsável pelo pênalti decisivo. Teria sido mais justo ver Bebeto bater, e converter, a última cobrança. Ao menos o Brasil atuou com vontade e dignidade, merecendo o título pelo excelente conjunto e equilíbrio da equipe.

Minha seleção em 1998 era a França. Era um dos poucos que acreditavam na equipe francesa, que tinha o melhor retrospecto nos anos que antecederam a Copa do Mundo. O Brasil fez um belo papel, chegando à final com um time limitado e mal escalado (lembrem-se que Bebeto arrastava-se em campo), mas era certo que não poderíamos vencer a equipe francesa, que era muito superior ao Brasil, e ainda jogava em Paris, às vésperas do 14 de julho.

Espero que o Brasil não tenha muito sucesso nesta Copa do Mundo, pois desta forma o "estilo Scolari" seria enterrado, como ocorreu com Sebastião Lazaroni em 1990. Este treinador é grosseiro, ignorante e retranqueiro, envergonhando "nossa" nação, além de levar o verdadeiro futebol brasileiro para o buraco. Apesar de craques como Ronaldinho Gaúcho serem capazes de um milagre, e conduzindo o Brasil ao penta, espero não ter o desprazer de ver Felipão, Murtosa e Antônio Lopes pulando e chorando sob os berros de Galvão Bueno. Aí seria demais!

Acho que vou torcer pela Argentina. A atual situação do país, somada com a safra de craques como Verón e Sorín é motivo suficiente para que eles tenham meu apoio. Não sei se vencerão, pois o goleiro deles é horrível, como "nosso" Marcos, que traz amargas lembranças pela semelhança (física e tecnicamente) que tem com Valdir Peres, que causou muita preocupação aos brasileiros 20 anos atrás.


Adriano Maesano
São Paulo, 30/5/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O mundo é pequeno demais para nós dois de Renato Alessandro dos Santos
02. Faça você mesmo: a história de um livro de Luís Fernando Amâncio
03. Jogando com Cortázar de Cassionei Niches Petry
04. Doutor Eugênio (1949-2020) de Julio Daio Borges
05. Numa casa na rua das Frigideiras de Elisa Andrade Buzzo


Mais Adriano Maesano
Mais Especial Copa 2002
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
30/5/2002
15h32min
Bem, aqui em casa as marcas dominantes são Olympikus, Dumont, Gradiente. Mas não foram escolhidas por questão de patriotismo. Eu não vou torcer para o Brasil na copa por outros motivos. Analisando pelo ano em que estamos vivendo, um ano de eleições, um ano onde as pessoas deveriam estar prestando atenção aos atos dos candidatos à cadeira de presidente da república em vez de ficarem preocupados com a seleção de futebol. Agora nos dias de jogos do Brasil, o governo decretou ponto facultativo em todas as repartições públicas no periodo da manhã. Realmente, os feriados durante o ano são muito poucos. Espero que a seleção volte o mais rápido possível pra casa. O Brasil precisa de gente trabalhando e não de mais 7 meios feriados.
[Leia outros Comentários de Yara Romero]
3/6/2002
10h59min
É uma vergonha que uma pessoa que "vive" do esporte nacional, principalmente do futebol torça contra o Brasil. Pelo que eu sei o Sr. Adriano possui uma empresa de mkt esportivo chamada ESM que atende os principais atletas do país. Será que eles já leram essa sua coluna??? Eu acredito que o Sr. Maesano deva encontrar outra profissão...talvez a de crítico, já que é só o que sabe fazer! É essa falta de nacionalismo que nos torna um país tão frágil. Vá morar fora!!!! Estamos cansados de gente hipócrita!!! O BRASIL agradece.
[Leia outros Comentários de Brasil]
3/6/2002
11h19min
Acho que o problema é que não somente eu como várias pessoas cresceram ouvindo que Gradiente era uma porcaria, CCE era uma porcaria, Cougar era uma porcaria, Nike era o melhor sapato, etc. Nós brasileiros estávamos atrasados tecnologicamente. O cinema nacional só mostrava sacanagem e o Collor enterrou o cinema nacional. Posso estar errado, mas quando era garoto eu só ouvia isso. Concordo com suas colocações, estou somente pensando porque aconteceu isso com nosso país. Quanto ao futebol, todos que conhecem sabem o estilo de jogo do Scolari. Nenhum técnico queria comandar a seleção, ele foi o único patriota que aceitou o desafio. Agora todos criticam que ele é grosso, que manda bater, que é retranqueiro... Eu também não gosto do estilo de jogo dele mas acho que os 180milhões de "técnicos" devem aceitar seu estilo pois na hora que a seleção precisou de um técnico ninguém aceitou dirigir o time. Vou torcer sempre para o Brasil apesar de não acreditar que eles tragam o caneco.
[Leia outros Comentários de Alexandre Catelli]
7/6/2002
21h06min
Morar na Dinamarca? Cadê as passagens, cadê as passagens?
[Leia outros Comentários de Rogério]
2/7/2002
13h39min
Tamanha mediocridade de sua parte me enverganha de saber que és brasileiro.
[Leia outros Comentários de Rodrigo]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Felicidade das Borboletas
Patrícia Engel Secco (autor), Daniel Kondo
Melhoramentos
(2003)



Didatica de Cinecias - Atraves de Módulos Instrucionais
Vera Joullie e Wanda Mafra
Vozes
(1977)



Negrinha - 30ª
Monteiro Lobato
Brasiliense
(1998)



Livro - A Audaciosa: uma Pungente e Empolgante Estória de uma Mulher
Henry Kane
Nova Época Editorial
(1975)



Inflação Zero: Brasil , Argentina, Israel
Persio Arida
Paz e Terra
(1986)



Anglo Saxon Attitudes
Angus Wilson
Penguin Books
(1978)



Real Talk Series
Wise Up
Wise Up
(2016)



Livro Físico - Um Sorriso Ou Dois: para Mulheres Que Querem Mais
Frederico Elboni
Benvirá
(2014)



Livro - Os Filhos Vêm do Céu
John Gray
Rocco
(2003)



10 O Antigo Regime e a Revolução
Alexis de Tocqueville
universidade de brasilia
(1979)





busca | avançada
62220 visitas/dia
1,6 milhão/mês