O dia em que traduzi Renato Russo | Millôr Fernandes

busca | avançada
88566 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto Apresenta: Criaturas, de Carol Bensimon
>>> Vancouver Animation School apresenta webinário gratuito de animação
>>> Núcleo Menos1 Invisível evoca novas formas de habitar o mundo em “Poemas Atlânticos”
>>> Cia O Grito faz intervenção urbana com peças sonoras no Brás
>>> Simbad, o Navegante está na mostra online de teatro de Jacareí
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O escandaloso blog de poesia de Maria Bethânia
>>> Microsoft Computer Security
>>> Wanda Louca Liberal
>>> Rasgos de memória
>>> Cartier-Bresson: o elogio do olhar
>>> O lugar certo
>>> Profissionais do Texto III
>>> Sessão de Análise
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas)
Mais Recentes
>>> Jesus - A Dor e a Origem de sua Autoridade de Paiva Netto pela Elevação (2015)
>>> Dicionario Etimologico da Lingua Portuguesa de Antonio Geraldo da Cunha pela Lexikon (2010)
>>> A construçao do livro de Emanuel Araujo pela Lexikon (2008)
>>> Viagem ao centro da terra de Julio Verne pela Ciranda cultural (2019)
>>> A volta de sherlock holmes de Sir Arthur Conan doyle pela Martin Claret (2011)
>>> Introdução a estilistica: a expressividade na lingua portuguesa de Nilce Sant`anna Martins pela Edusp (2012)
>>> O portugues da gente: lingua que estudamos a lingua que falamos de Rodolfo Ilari e Renato Basso pela Contexto (2017)
>>> Frankenstein de Mary Shelley pela Principes (2019)
>>> O incolor Tsukuru Tazaki e seus anos de peregrinação de Haruki Murakami pela Objetiva (2014)
>>> Morte e Vida Severina e outros contos de joão Cabral de Melo Neto pela Objetiva (2007)
>>> Mãe recem-nascida de Thais Vilarinho pela Buzz (2019)
>>> O que Budismo? de Hsing Yün pela Escrituras (2010)
>>> Dicionário de linguistica de Tradução Isidoro Blikstein pela Cultrix (2006)
>>> O assassinato de roger ackroyd de Agatha Christie pela Record (1926)
>>> A metamorfose/e /O veredito de Franz Kafka pela L&PM (2001)
>>> Nova reunião 23 livros de poesia de Carlos Drumond de Andrade pela BestBolso (2013)
>>> TIL de Jose de Alencar pela Melhoramentos (2012)
>>> O Livro de areia de Jorge luis Borges pela Coleção Folha (2012)
>>> Estetica da criação verbal de Mikhail Bakhtin pela Martins Fontes (2011)
>>> Capitães da Areia de Jorge Amado pela Companhia das Letras (2008)
>>> No Urubuquaquá, no Pinhém de João Guimarães Rosa pela Nova Fronteira (2001)
>>> Literatura e Sociedade de Antonio Candido pela Ouro sobre azul (2014)
>>> Qual é a tua obra? de Mario Sergio Cortella pela Vozes (2015)
>>> Os quatros amores de C.S.Lewis pela Thomas Nelson Brasil (2017)
>>> Deus e o Bope na terra do sol: culturalismo na história de um processo de mediação de Aramis Luis Silva pela Humanitas (2009)
ENSAIOS

Segunda-feira, 5/4/2010
O dia em que traduzi Renato Russo
Millôr Fernandes

+ de 18400 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Meu cartaz aumentou muito com a galera da faixa etária entre 15 e 20 anos, depois que Renato Russo me citou duas vezes em seus shows, como guru não sei de quê. Não muito tempo depois, José Costa Netto, meu advogado e agente de direitos autorais, me telefonou dizendo que Russo queria que eu ― profissionalmente ― traduzisse um poema (musical) dele. Recusei, achando que fosse tradução do português pro inglês. Não acredito em quem faz traduções pra outra língua que não a sua. (Viva o Povo Brasileiro, de João Ubaldo, tradução pro inglês feita por ele mesmo, tradução que não li, mas me dizem excelente, é exceção. Mas com maluco não só não se discute como é melhor não estabelecer regras).

De pura curiosidade pedi pra ler o poema. Minha estranheza foi enorme ― o poema, dedicado a um grande amigo dele, Cazuza, era denso, misterioso, cheio de sub-intenções, e em excelente inglês. Como uma pessoa que escrevia inglês assim me pedia para fazer a tradução? De qualquer forma topei traduzir, depois que o agente combinou o preço, altamente profissional. Altamente profissional, também, Renato Russo não hesitou diante do preço, bem, os da Legião Urbana não sabiam se o último show deles tinha 10 ou 60.000 espectadores.

Traduzir o poema era tarefa delicada, a começar pelo título "Feed-back for a dying young man". Qualquer tradutor desprevenido não perceberia que feed-back aí era um jogo de palavras entre o retorno emocional que o poeta fazia, com o retorno musical comum na música grupal ― quando um músico "solicita" a resposta do outro, tipo jam session. A palavra podendo significar ainda retorno de som, aquele que dá microfonia. E seria lamentável traduzir dying por moribundo, palavra que indica instantes finais e soturnos, e não, como alguém à morte, morte esperada mas sem tempo definido pra chegar, a palavra conservando ainda o lastro romântico das damas das camélias.

Porém, traduzido o poema, sendo o poema audacioso e seu autor vivo, entrei em contato com ele para aprovação. Renato não corrigiu uma palavra. Apenas, aqui e ali, murmurava, perplexo e escandalizado: "Deus, do céu, eu escrevi isso?", confirmando a minha tese de que não há bilingue. Só quando ouviu em sua própria língua o que tinha escrito em inglês, Renato percebeu a audácia do que dizia. Do lado de cá o surpreendido era eu. Com toda razão tendo opinião não muito lisonjeira a respeito do nível intelectual da maioria dos roqueiros, fui ficando admirado com a sutileza e justeza das observações de Renato e da perfeição com que ele citava coisas em inglês ― incluindo Shakespeare. Seu inglês era, definitivamente, melhor do que o meu. Até hoje não entendi por que me pediu a tradução. O poema foi incluído num de seus últimos CDs.



"Feedback song for a dying friend"
(Dado Villa-Lobos/ Renato Russo/ Marcelo Bonfá) © 1985

Soothe the young man's sweating forehead
Touch the naked stem held hidden there
Safe in such dark hayseed wired nest
Then his light brown eyes are quick
Once touch is what he thought was grip
This not his hands those there but mine
And safe, my hands do seek to gain
All knowledge of my master's manly rain
The scented taste that stills my tongue
Is wrong that is set but not undone
His fiery eyes can slash my savage skin
And force all seriousness away
He wades in close waters
Deep sleep alters his senses
I must obey my only rival ―
He will command our twin revival:
The same
Insane
Sustain
Again
(The two of us so close to our own hearts)
I silenced and wrote
This is awe
Of the coincidence




"Canção retorno para um amigo à morte"

Alisa a testa suada do rapaz
Toca o talo nu ali escondido
Protegido nesse ninho farpado sombrio da semente
Então seus olhos castanhos ficam vivos
Antes afago pensava ele era domínio
Essas aí não são suas mãos são as minhas
E seguras, minhas mãos buscam se impor
Todo conhecimento do jorro viril do meu senhor
O gosto perfumado que retém minha língua
É engano instalado e não desfeito
Seus olhos chispantes podem retalhar minha pele bárbara
Forçar toda gravidade a ir embora
Ele vadeia em águas fechadas
Sono profundo altera seus sentidos
A meu único rival eu devo obedecer
Vai comandar nosso duplo renascer:
O mesmo
Insano
Sustenta
Outra vez.
(os dois juntos junto de nossos próprios corações)
Calei e escrevi
Isto em reverência
Pela coincidência

P.S.: Arthur Dapieve tem um excelente livro sobre Renato. Renato Russo, o trovador solitário.

Nota do Editor
Texto "descoberto" pelo nosso Colunista Diogo Salles e gentilmente cedido pelo autor. Reproduzido aqui como homenagem aos 50 anos de nascimento de Renato Russo, e também lembrando os 20 anos da morte de Cazuza.


Millôr Fernandes
Rio de Janeiro, 5/4/2010

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Jean Genet no Brasil de Ruth Escobar


Mais Millôr Fernandes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
4/4/2010
21h01min
Valeu pela homenagem :) Abraços, força sempre!
[Leia outros Comentários de David Obadiah]
29/5/2010
01h42min
Quando li o original acima em inglês, pensei "impossível traduzir", depois ao deparar com a tradução abaixo... bom, confirmei minha suspeita. Assim, com todo respeito aos grandes, tanto o falecido autor como Millôr, há certas coisas para as quais realmente, não há tradução... sorry.
[Leia outros Comentários de Marko]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Moll Flanders
Daniel Defoe
Nova Cultural
(2003)



Mahzor de Rosh Hashana
Henrique Iusim
A Hebraica
(1982)



Garotas São Demais e Garotos São e Menos
Cesar Cardoso - Claudia Souto e Outros
Frente



Américas do Sul e Central e Antártida Vol 3
Atlas Geográfico Mundial Vol. 3
Sol 90
(2005)



Sermões
João Wesley
Imprensa Metodista
(1994)



Pilares do Sucesso Profissional
Marcelo Simonato
Literare Books International
(2019)



Dinossauros. Posteres Gigantes 50 Adevisos
Christiane Gunzi
Gaudí
(2012)



A Itália Hoje
Duana Agosti - Giovanni Mammucari
Nd



Crimes de Transito - 5ªedição
Renato Marcão
Saraiva
(2015)



Eu Sou Marabá Brasil Negreiro
Gonçalves Dias Macedo Castro Alves
Unb
(2004)





busca | avançada
88566 visitas/dia
2,4 milhões/mês