Os novos condes de Lautréamont | Mariana Ianelli

busca | avançada
51146 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Evoluir celebra o mês das crianças com contação de história
>>> Editora H1 chega com proposta de modelo híbrido de apresentação de conteúdo
>>> CONCERTO OSESP MASP TEM NOVA APRESENTAÇÃO GRATUITA DIA 20 DE OUTUBRO
>>> 14ª Visões Urbanas tem Urbaninhas com quatro espetáculos para crianças
>>> Visões Urbanas permanece online em sua 14ª edição
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> José Moutinho
>>> Palavra na Tela – Crítica
>>> Paternidade
>>> Soul Bossa Nova
>>> Walking Dead - O caminho dos mortos na cultura pop
>>> Anomailas, por Gauguin
>>> Público, massa e multidão
>>> Saints and Sinners
>>> Teledramaturgia ao vivo
>>> Os narradores de Eliane Caffé
Mais Recentes
>>> Curso de Direito Comercial - Direito de Empresa de Fábio Ulhoa Coelho pela Saraiva (2014)
>>> Direito Civil Brasileiro - Contratos e Atos Unilaterais vol. 3 de Carlos Roberto Gonçalves pela Saraiva (2012)
>>> Dicionário de Biblioteconomia e Arquivologia de Murilo Bastos da Cunha- Cordélia Robalinho Cavalcanti pela Briquet de Lemos (2008)
>>> A Year of Being Single de Fiona Collins pela Hq (2016)
>>> The Brightest Star in the Sky de Marian Keyes pela Penguin Books (2011)
>>> Contos Sombrios de Gabriel Maia pela Linhas Tortas (2019)
>>> Essentials of Marketing de McCarthy e Perreault pela Sixth Edition
>>> Java como Programar de Deitel pela Prentice Hall (2005)
>>> Leis do Amor de Francisco Candido Xavier pela Feb (1965)
>>> Seara dos Médiuns de Francisco Candido Xavier pela Feb (1985)
>>> Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim de Valter Turini pela O Clarim (2009)
>>> Os Segredos do Casarão de Elizabeth Artmann pela Petit (1999)
>>> A Segunda Chance... de Alfredo Pardini pela O Clarim (2009)
>>> O Segredo das Bem Aventuranças de José Lázaro Boberg pela Eme (2009)
>>> Sementes e Contos de Lauro Pereira pela Procriart (1985)
>>> Segue-Me!... de Francisco Cândido Xavier pela O Clarim (1978)
>>> Direito Civil Brasileiro - Direito Família vol. 6 de Carlos Roberto Gonçalves pela Saraiva (2013)
>>> A Caçada Ao Lobo de Wall Street de Jordan Belfort pela Planeta (2014)
>>> Direito Civil Brasileiro - Direito das Coisas vol 5 de Carlos Roberto Gonçalves pela Saraiva (2007)
>>> Diário do Chaves de Roberto Gomez Bolanos pela Suma (2006)
>>> O Aliciador - Ele está sempre um passo à Frente de Donato Carrisi pela Record (2019)
>>> Isaac Newton e Sua Maçã de Kjartan Poskitt pela Cia. das Letras (2021)
>>> A riqueza da vida simples - Como escolhas mais inteligentes podem antecipar a conquista de seus sonhos de Gustavo Cerbasi pela Sextante (2019)
>>> Fênix: A Ilha - Livro 1 de John Diox pela Novo Conceito (2014)
>>> Direito do Trabalho 23 ª ed. de Sérgio Pinto Martins pela Atlas (2007)
ENSAIOS

Segunda-feira, 7/3/2011
Os novos condes de Lautréamont
Mariana Ianelli

+ de 4000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

E se de repente artistas do mundo inteiro aderissem ao anonimato? Contando que toda obra de arte que se preze hoje exibe o epíteto da originalidade, este seria um expediente bastante original. Não deixaria de satisfazer também certo gosto pelo ato performático.

Excetuando-se o mal que isso acarretaria para a vaidade e o mercado que dela se aproveita, vale pensar no bem que faria, por exemplo, para a literatura.

Apagados o nome e a figura do escritor, ficaria o seu livro, um livro sendo tudo o que há, nem maior por ter a chancela de uma grife, nem menor por carência de fama. Um livro com seu justo peso e sua justa medida, louvável ou desprezível, impressionante ou insípido, envolvente ou fastidioso por ele mesmo, pelo que nele está escrito, do modo como está escrito, sem os atenuantes ou os encômios da crítica por se tratar deste ou daquele autor, sem a ressalva ao demasiado jovem ou a concessão ao demasiado velho, sem o anexo dos afetos ou das antipatias pessoais.

Um livro sendo tudo o que nele há de pensamento, olhar e voz de alguém cujo mistério da autoria, não garantindo mais os privilégios da consagração de um nome, reconduzisse todas as atenções para o texto como um corpo total, com suas virtudes e suas falhas levadas ao primeiro plano, despojadas de manto, chapéu, lapela amedalhada, gravata de lantejoulas e outros distintivos.

Quem sabe dentro deste fabuloso universo de escritos apócrifos surgissem muitas surpresas, e um livro, em circunstâncias costumeiras desprezado pela mídia, alçasse ao rol dos mais lidos e comentados, e um outro, antes merecedor do timbre das academias, fosse considerado simplesmente um gatinho perdido no meio de uma savana de leões.

O certo é que neste mar de vozes, um grande escritor, contrariando a ansiedade por seu reconhecimento e as ocasiões forjadas para sua autopromoção, levaria um tempo indefinível até ser descoberto, o tempo mágico em que se elaboram os encontros com os leitores, um a um.

E agora, sem estar submetido ao peso de nomes que eventualmente falam mais alto do que os livros, o leitor seria respeitado em sua participação soberana nas garimpagens e nas descobertas que fizesse de acordo com seus próprios critérios de exigência, interesse ou predileção.

Os escritores, por sua vez, não mais ocupados com atrativos adjacentes, poderiam empenhar um tempo extra no que é a alma mesma do seu ofício, a escrita, o livro, a palavra na sua força intrínseca e na sua jornada paciente através do tempo rumo a um destinatário igualmente anônimo.

No correr das águas, os livros iriam se entender entre si e com seus leitores, seguindo uma vida conquistada por seus méritos, dependendo aqui e ali de um pouco de sorte, mas, ainda assim, fazendo prevalecer os méritos, como deveria ser a vida de todos os filhos, que, já de seus pais, antes e para além do nome, herdaram o sangue.

É possível imaginar, neste cenário infinito de textos e de vozes atravessadas por outras vozes, um homem passeando entre mundos de papel coligidos em lombadas enigmáticas, um visitante qualquer que fosse movido pelo sentimento que nele despertam os títulos de alguns livros apanhados ao acaso, até que, subitamente, numa dessas leituras, o susto, o tremendo calafrio, como o de encontrar, com uma estocada de picareta, ouro na rocha: a descoberta de um novo Conde de Lautréamont muitos anos após a sua morte...

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no site Vida Breve.


Mariana Ianelli
Salvador, 7/3/2011

Mais Mariana Ianelli
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
6/5/2011
22h24min
Mariana, o grande perigo que enfrentaríamos se o mundo inteiro dos artistas aderissem ao anonimato, segundo o teor do seu texto, seria cair numa crítica formalista onde o conteúdo da escrita se destacaria da realidade e pairaria num universo paralelo só de livros. Creio que se abolíssemos as listas de livros mais vendidos que divulga-se por todos os lados, já provocaríamos algumas mudanças mais proveitosas.
[Leia outros Comentários de Tiago Pavan]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O monopólio do sagrado
Francisco Catão & Magno Vilela
Best Seller
(1994)



O Cérebro Consciente
Steven Rose
Alfa-omega
(1984)



Dom Casmurro
Machado de Assis
Circulo do Livro
(1992)



John Lennon
Juacir Alves
Usina de Letras
(1905)



Ritos de Passagem de Nossa Infância e Adolescência: Antologia
Fanny Abramovich Org.
Summus
(1985)



Tolerância Zero Ou Nova Prevenção
Letícia Núñez Almeida
Lumen Juris
(2015)



Projeto Carol Buffara. Dicas de Bem-estar, Alimentação Saudável
Carol Buffara
Arte Ensaio
(2014)



Vidas sem Norte
Eduardo Maffei
Brasiliense
(1980)



The Meaning of de Glorius Koran
Mohammed Marmaduke Pickthall
Mentor



Como Trabalhar os Sentimentos
Miguel Lucas
Loyola
(1990)





busca | avançada
51146 visitas/dia
1,8 milhão/mês