Onde estão os ídolos juvenis dos anos 80 | Digestivo Cultural

busca | avançada
62056 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Digestivo Cultural
O que é?
Quem faz?

Audiência e Anúncios
Quem acessa?
Como anunciar?

Colaboração e Divulgação
Como publicar?
Como divulgar?

Newsletter | Disparo
* Histórico & Feeds
TT, FB e Instagram
Últimas Notas
>>> A Eclosão do Twitter, de Nick Bilton
>>> Em Busca da Terra do Nunca... e Johnny Depp
>>> A aquisição do Whatsapp, pelo Facebook, por 19 bilhões de dólares
>>> Django Unchained, de Quentin Tarantino
>>> O assassinato e outras histórias, de Anton Tchekhov
>>> The Zen of Bennett, com Tony Bennett
>>> Philip Seymour Hoffman (1967-2014)
>>> Toda Poesia, de Paulo Leminski
Temas
Mais Recentes
>>> O Mito da Eleição
>>> Como sobreviver ao Divórcio de Ricardo Lísias
>>> Era uma vez
>>> Política e Cidadania no Sertão do Brasil (parte 2)
>>> Histórias de superação que não fazem sucesso
>>> Proust, rugas e colesterol
>>> Kurt Cobain; ou: I Miss the Comfort in Being Sad
>>> Eu podia estar matando, podia estar roubando
>>> Quem Resenha as Resenhas de Som?
>>> A utopia das paredes de vidro
Colunistas
Mais Recentes
>>> Idade
>>> Origens
>>> Protestos
>>> Millôr Fernandes
>>> Daniel Piza (1970-2011)
>>> Steve Jobs (1955-2011)
Últimos Posts
>>> Erudito nas igrejas de SP
>>> As Quatro Estações 2003
>>> Filosofia e Jornalismo
>>> Grieg, Chopin e Saint-Saëns
>>> O homem ideal
>>> Mozart K622 com Julian Bliss
>>> La Cañada
>>> Friday Night in San Francisco
>>> Wittgenstein e o Deus Predador
>>> Notas nas letras
Mais Recentes
>>> Harold Ramis (1944-2014)
>>> Sergio Britto & eu
>>> Para o Daniel Piza. De uma leitora
>>> Joey e Johnny Ramone
>>> A Cultura do Consenso
>>> De Kooning em retrospectiva
>>> Delírios da baixa gastronomia
>>> Jane Fonda em biografia definitiva
Mais Recentes
>>> Jaime Pinsky
>>> Luis Salvatore
>>> Catarse
>>> Chico Pinheiro
>>> Sheila Leirner
>>> Guilherme Fiuza
Mais Recentes
>>> Caixa Postal
>>> Nova Seção Livros
>>> Digestivo no Instagram
>>> 2 Milhões de Pageviews
>>> 40 mil seguidores no Twitter
>>> Comentários via Facebook
Mais Recentes
>>> Os anos de chumbo
>>> Um pouco de rock curitibano
>>> O Véu, de Luis Eduardo Matta
>>> Inside Girl - Nem Tudo que Reluz é Ouro
>>> Machado e os contemporâneos
>>> Direita, Esquerda ― Volver!
>>> U2 3D
>>> duas, com bastante recheio
>>> Os bastidores da crônica
>>> Minha experiência com rádio
LIVROS
Mais Recentes
>>> Álbum da Copa do Mundo 2014 - Fifa World Cup Brasil - Capa Dura
>>> Gossip Girl - Me Dê Uma Chance
>>> A Filha da Tsarina
>>> O Evangelho Segundo Judas
>>> O Dominador
>>> Corvo Negro
>>> Almanaque 1964
>>> As Sombras de Longbourn
>>> O Silêncio do Algoz
>>> Poesia e Polícia
>>> A paixao medida
>>> Um Outro Amor
>>> Nova Gramática Finlandesa
>>> O Mesmo Mar
>>> Eu Sou Proibida
>>> Dias Perfeitos
>>> Romance com pessoas
>>> Quarenta dias
>>> Cavaleiros
>>> Casa de Segredos
>>> Cartografia da Justiça no Brasil
>>> Homens Difíceis
>>> A Capitoa
>>> Caninos Em Família
>>> O Caminho de Ida
>>> No Caminho da Vitória
>>> O Caminho da Paz
>>> A Guerra que Matou Aquiles
>>> Um Bom Rapaz
>>> O Bispo
>>> Biomecânica Básica do Sistema Musculoesquelético
>>> Biologia Vegetal
>>> Biologia Molecular Básica
>>> Biologia celular e molecular
>>> Bilhões e lágrimas
>>> O Bicho Alfabeto
>>> Belleville
>>> Beco dos Mortos
>>> Bazinga!
>>> As Aventuras de Pedro Coelho
>>> Lira Grega - Antologia de Poesia Arcaica
>>> A Filosofia como Crítica da Cultura
>>> Humor é Coisa Séria
>>> Pensar o Contemporâneo
>>> Arquitetura Grega e Romana
>>> As Neurociências - Questões Filosóficas
>>> Aventuras de Alice no País das Maravilhas
>>> Autodesk Revit Architecture 2014
>>> Autobiografia Não Autorizada
>>> Austenlândia
COLUNAS

Sexta-feira, 24/5/2002
Onde estão os ídolos juvenis dos anos 80
Denis Zanini Lima

+ de 5700 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Se você tem hoje entre 25 e 30 anos e usa o e-mail com relativa freqüência, com certeza sua caixa postal já recebeu algumas mensagens do gênero “você está ficando velho”, nas quais uma série de modismos, produtos, seriados e fatos dos anos 70 e 80, que a “nova geração” não faz a mínima idéia do que sejam, são citados.

Na lista de filmes, invariavelmente aparecem De Volta para o Futuro, Curtindo a Vida Adoiado, Goonies, Clube dos Cinco, Tuff Turf e Jogos de Guerra, só para citar alguns.

Gostando-se ou não deles, é inegável que Matthew Broderick cantando Twist and Shout em plena avenida, Ralph Macchio derrubando o seu adversário com um derradeiro golpe de perna e Michael J. Fox voltando no tempo a bordo de um De Lorean tornaram-se ícones de uma geração.

Mas o que aconteceu com esses atores depois que os anos 80 ficaram para trás? Excetuando-se Michael J. Fox, que recebeu recentemente significativo destaque na mídia por conta do Mal de Parkison, a maioria não vêm atraindo a imprensa como antes, deixando muitos fãs na mão.

Ralph Macchio

O mais recluso dos ídolos teens dos anos 80 têm sido Ralph Macchio. Desde que Daniel Larusso abandou os tatames, em 1989, o ator nunca mais encontrou um papel que lhe projetasse da mesma maneira que Karate Kid.

Nos últimos cinco anos, Ralph, que em breve vai virar quarentão, deu o ar de sua graça em apenas dois filmes: Can't Be Heaven (1999) e Dizzyland (1998). No primeiro, ele interpreta Hubbie Darling, um saxofonista de jazz, morto há 60 anos, que se recusa em ir para o céu sem sua amada, ainda viva.

No melhor estilo Gasparzinho, Hubbie faz amizade com um jovem, e o ajuda a conquistar a garota dos seus sonhos. O filme obteve algumas críticas favoráveis da mídia americana.

Em Dizzyland, que conta a história de uma jovem molestada sexualmente, Ralph aparece como coadjuvante, somando mais uma atuação pouco expressiva em seu currículo. Ainda em 1998, o ator usou sua voz de adolescente para dublar o rato Timmy, desenho animado produzido pela MGM.

Ralph chegou a ficar quatro anos no ostracismo. Antes de Dizzyland, seu último trabalho havia sido em Nu em Nova York (1994) e Meu Primo Vinny (1992); este, o que lhe trouxe maior repercussão nos anos 90.

Matthew Broderick

O astro de Curtindo a Vida Adoiado e Jogos Guerra tem administrado bem sua carreira. Se não está entre os mais bem pagos de Hollywood, ao menos não é obrigado a mendigar por papéis pífios como alguns de seus colegas.

Em 2000, o ator passou o primeiro semestre envolvido com as filmagens de You Can Count on Me, que mostra o conturbado relacionamento de uma mulher com seu irmão mais novo.

Recentemente, pôde ser visto em filmes de expressiva bilheteria, como Godzila (1998) e A Lente do Amor (1997). Em 1999, trabalhou em três longas metragens, voltando inclusive a flertar com o público infantil/adolescente, em Inspetor Bugiganga.

Nas locadoras nacionais, acaba de chegar outro de seu trabalho no gênero, Eleição (1999). O enredo é bem familiar. A história se passa em um colégio, onde uma garota certinha e e um rapaz meio abobado disputam a presidência do conselho estudantil.

Só que Broderick, prestes a completar 40 anos, não faz o papel de ídolo adolescente, e sim do diretor da escola. Também consta em seu currículo a dublagem de Simba, em O Rei Leão.

James Spader

James Spader esteve com a agenda cheia. Em 2000, o rebelde de Tuff Turf (1985) trabalhou em dois filmes, já tendo marcado presença em outros dois no mesmo ano.

Na comédia Speaking of Sex (lançado em 2001, nos Estados Unidos), ele faz o papel do Dr. Roger Klink, um especialista em depressão masculina que ajuda um casal a resolver seus problemas matrimoniais. Bill Murray e Lara Flynn Boyle estão no elenco.

Em Slow Burn, Spader interpreta um explorador que, junto com sua parceira (Minnie Driver), encontra uma fortuna em diamantes no México. O público brasileiro poderá matar a saudade do ator também na ficção futurista Supernova.

O filme se passa no século 22. James Spader é Nick Vazant, co-piloto de um grupo de resgaste espacial que se vê envolvido por perigos alienígenas.

Seus sucessos na década de 90 foram Stargate, Crash - Estranhos Prazeres, Bob Roberts e O Lobo.

Matt Dillon

O ator trabalhou no drama Deuces Wild, que estreou em 2001, nos EUA. Ambientado nos anos 50, a trama gira em torno dos conflitos entre gangues rivais de Nova York.

Ele também deu o ar da graça, nas telonas americanas, na comédia One Night at McCool´s, que tem no elenco Michael Douglas, John Goodman e Liv Tyler. O filme fala de um grupo de amigos que se encontram para relembrar suas conquistas amorosas.

Dillon, que consagrou-se nos anos 80 com The Outsiders e Drugstore Cowboy, tem acertado a mão nos papéis que escolhe. Basta lembrar de sua atuação nos filmes Vida de Solteiro (1992), Será que ele é? (1997), Garotas Selvagens (1998) e Quem vai ficar com Mary? (1998), todos com ótima bilheteria.

Emilio Estevez

O punk de Repo Man começou 2000 dirigindo seu quinto filme, Rated X, sobre a indústria pornográfica nos Estados Unidos (Boogie Nights fazendo escola). Mais uma vez, atuando ao lado de seu irmão, Charlie Sheen.

Ao que parece, Estevez aprecia a idéia de tornar-se cineasta. Em 1998, dirigiu The Bang Bang Club, e em 1996 foi a vez de The war at Home. Porém, nenhum desses filmes proporcionou-lhe a credibilidade necessária para alavancar a carreira. Além de Rated X, Estevez participou de Sand, drama com Julie Delpy.

Estevez ficou conhecido em 1985, com Clube dos Cinco (de John Hughes, o mesmo de Curtindo a Vida Adoiado), interpretando o fortão de um grupo de alunos que é obrigado a ficar de castigo na escola. Depois, vieram Tocaia - onde contracena com Paul Newman - e Jovem Demais para Morrer.

Corey Feldman

Corey Feldman pode ser considerado o coadjuvante oficial dos filmes de adolescentes dos anos 80. Você certamente o viu em Goonies (o Bocão, lembra?), Conta Comigo (que revelou o talentoso River Phoenix), Sem Licença para Dirigir, Garotos Perdidos (um dos primeiros trabalhos do hoje consagrado Joel Schumacher), Gremlins, Os Almôndegas e no cult trash Sexta-Feira 13, partes 4 e 5.

Ele tem se mantido na ativa, fazendo pelo ou menos um longa por ano - sempre como coaduvante, para não perder o hábito -, aparecendo em séries de TV, produzindo, coreografando e até dirigindo.

Seu début atrás das câmeras foi em Busted (1996), filme no qual, talvez pela primeira vez, atuou como protagonista, ao lado de seu amigo Corey Haim - com quem já havia dividido o set em Sem Licença para Dirigir (1988) e Garotos Perdidos (1987).

Filmografia (disponíveis em vídeo)

Ralph Macchio: Karatê Kid, A Encruzilhada, Nu em Nova York, Meu Primo Vinny e Vidas sem Rumo.

Matthew Broderick: Curtindo a Vida Adoiado, Jogos de Guerra, Um Novato na Máfia e A Lente do Amor.

Emilio Estevez: Clube dos Cinco, Repo Man - A Onda Punk, Tocaia, Vidas sem Rumo e The Might Ducks.

Corey Feldmam: Conta Comigo, Dia de Rock, Os Goonies, Os Almôndegas, Sem Licença para Dirigir e Os Garotos Perdidos.

James Spader: Manequim, Tuff Turf, Stargate, Crash, Wall Street e Bob Roberts.

Matt Dillon: Vida de Solteiro, Será que ele é?, Garotas Selvagens e Quem vai ficar com Mary?

Nota do Editor

Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado na Revista Submarino.


Denis Zanini Lima
Santo André, 24/5/2002

Mais Denis Zanini Lima
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/5/2002
12h29min
Aí Denis, bela busca que você deu na galera! Espero que volte a escrever e faça uma lista de atrizes, tipo Molly Ringwald, Kelly LeBrock, Ally Sheedy, etc e tal...
[Leia outros Comentários de Juliano Maesano]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




>>> Curso gratuito de Orquestra de Violões abre inscrições para novos alunos
>>> Ex-jogador da Seleção Brasileira que atuou na Copa de 70 lança o livro "O Sócrates Real"
>>> Festival O Boticário na Dança oferece workshops gratuitos
>>> Ilhabela convida para o feriadão da Páscoa
>>> ASIÁTICO OPIUM APOSTA NO TRADICIONAL BACALHAU PARA PÁSCOA, COM TOQUES INDIANOS
>>> Turismo religioso ganha força com série na web
* clique para encaminhar

Arquipélago Editorial
Civilização Brasileira
Globo Livros
WMF Martins Fontes
Cortez Editora
Best Seller
Intrínseca
Editora Contexto
Editora Perspectiva
Nova Fronteira
Editora Record
Companhia das Letras
Hedra
Bertrand Brasil
Madras Editora
Editora Conteúdo
José Olympio
LIVROS


NO CAMINHO DA VITÓRIA
Por R$ 32,95
+ frete grátis



BILHÕES E LÁGRIMAS
Por R$ 49,95
+ frete grátis



ATLAS DE ANATOMIA
Por R$ 231,95
+ frete grátis



ROMANCE COM PESSOAS
Por R$ 45,95
+ frete grátis



ABSOLVIÇÃO
Por R$ 53,95
+ frete grátis



SOCIOLOGIA DA DROGA
Por R$ 39,95
+ frete grátis



PROSA DE PAPAGAIO
Por R$ 31,95
+ frete grátis



A MÚSICA GREGA
Por R$ 41,95
+ frete grátis



GLADIADOR - LUTA PELA LIBERDADE
De R$ 29,50
Por R$ 27,49
Economize R$ 2,01



NOVO SINDICALISMO NO BRASIL - HISTÓRICO DE UMA DESCONSTRUÇÃO
De R$ 42,00
Por R$ 29,39
Economize R$ 12,61



busca | avançada
62056 visitas/dia
2,2 milhões/mês