O primeiro assédio, na literatura | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 13/11/2015
O primeiro assédio, na literatura
Marta Barcellos

+ de 2700 Acessos

O #primeiroassedio que sofri foi uma banalidade. Começava a andar sozinha de ônibus, estava no ponto, quando um carro encostou e o homem ao volante pediu uma informação. Procurava por uma rua próxima, que eu conhecia. Expliquei o caminho, orgulhosa de saber, e ele perguntou se eu tinha gostado. Não entendi. Então ele apontou para o próprio pênis, que estava para fora da calça comprida.

Como todos que estiveram no planeta Terra da internet nas últimas semanas sabem, milhares de mulheres descreveram como foi o primeiro assédio que sofreram. Relatos terríveis _ e eram os primeiros. Episódios que mais pareciam uma espécie de iniciação ao fato/fardo de ser mulher.

Naquele dia remoto, no ponto de ônibus, a menina que eu era ficou paralisada, enquanto o carro esportivo saía em disparada. Como se repete em vários relatos, eu "morri de vergonha". Não contei a ninguém. Nem saberia direito o que contar.

Obviamente não é banal uma criança ser forçada a olhar um órgão sexual masculino. Em qualquer circunstância. Quando comecei a ler os relatos, porém, constatei: minha história sequer era original. Existiam algumas quase idênticas, inclusive com o sujeito dentro do carro pedindo informação. Banal assim. Mas banal pra quem?

Os novos movimentos feministas estão por aí fazendo bonito, com estratégias bastante efetivas e criativas para fazer a sociedade finalmente questionar tanta banalidade. Palmas, muitas palmas, para o Think Olga, que lançou a campanha #primeiroassedio, como reação ao assédio virtual do qual foi vítima uma menina de 12 anos que faz receitas em um reality show culinário. Palmas, muitas palmas, para a minha professora Giovanna Dealtry, que vai reunir os relatos em livro. E palmas também para o ENEM, que por coincidência pautou o assunto na mesma semana, em sua redação, obrigando 7 milhões de jovens a refletir sobre a persistência da violência contra a mulher.

É preciso pensar coletivamente, sem dúvida. Mas, uma peculiaridade sobre o "tornar-se mulher", depois da banal e terrível "iniciação", é que compreendemos imediatamente a necessidade de nos protegermos. Individualmente.

Comecei a pensar sobre este assunto quando a minha filha entrou na idade "de risco", ou seja, naquela fase em que as meninas já são grandes o suficiente para andarem sozinhas mas pequenas para saberem lidar com o inevitável: os primeiros assédios. Coincidiu de eu estar fazendo a especialização em literatura na PUC (que me empurraria depois para o mestrado) e a professora Flávia Vieira indicar a leitura de um conto de Clarice Lispector, de um livro que eu lia com frequência na juventude.

Mas como eu não me lembrava de "Preciosidade"? Estranho.

Corri para o meu Laços de família, páginas despencando, e reli o conto. Fiquei paralisada. Eu 'sabia' exatamente o que era 'aquilo'. Estremeci com cada palavra suspensa, cada pensamento confuso da personagem _ uma menina de 15 anos. Fui remetida ao turbilhão dos primeiros assédios e o pavor de ser assediada novamente, até que aquilo fosse naturalizado como condição feminina, na qual podemos apenas traçar estratégias de proteção. E, o mais assustador: depois de validar aquele sofrimento antigo, chegava a hora de orientar minha filha. Ensiná-la, entre outras coisas, a pressentir uma rua deserta, antes dos primeiros passos sem volta.

Pois é numa rua assim, ainda escura pela manhã por causa do inverno, que a personagem de "Preciosidade" se dá conta do perigo. Perigo que ela aprendeu a driblar em cada instante do dia, no ônibus, na escola. Perigo que, naquele alvorecer, precisará enfrentar, equilibrada na precariedade de sapatos que pareciam ser "ainda os mesmos que em solenidade lhe haviam calçado quando nascera".

Lembro-me que, depois da leitura feita pelo grupo da especialização, surgiu uma polêmica: a menina fora estuprada? Afinal, o que acontece quando ela vai ao colégio mais cedo do que "deveria" e cruza com dois homens na rua escura e deserta?

Clarice não esclarece. A literatura, a melhor literatura, nunca esclarece, não quer esclarecer. Que tipo de apaziguamento nós, leitores estremecidos, estávamos buscando com aquela polêmica redutora? Saber se houve ou não penetração, desvirginamento, a ruptura do hímen que marcará a pobrezinha? Se ela sobreviveu ao ataque "intacta"? Não reproduzamos as bobagens do passado!

No conto, o que interessa é o que se passa na cabeça e no corpo da personagem - um lugar no qual Clarice nos coloca com delicadeza. Delicadeza que se mantém do começo - um despertar "vagaroso, desdobrado, vasto" - ao desfecho magistral da narrativa: "Até que, como uma pessoa engorda, ela deixou, sem saber por que processo, de ser preciosa. Há uma obscura lei que faz com que se proteja o ovo até que nasça o pinto, pássaro de fogo."

"E ela ganhou sapatos novos."

***

Como fazer propaganda do primeiro livro de contos depois de mencionar a obra prima Laços de família? Complicado. Mas o lançamento em São Paulo se aproxima, e o livro deve ter suas qualidades: ganhou o Prêmio Sesc de Literatura.

Antes que seque, editado pela Record, será lançado em 7 de dezembro, segunda-feira, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. O evento começa às 19h30 com um bate-papo comigo e Sheyla Smanioto, vencedora na categoria romance que estará lançando o seu Desesterro. A mediação será feita pela escritora Paula Fábrio.

Duas mulheres vencedoras no Prêmio Sesc: não deve ser coincidência.



Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 13/11/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O artífice do sertão de Celso A. Uequed Pitol
02. O tigre de papel que ruge de Celso A. Uequed Pitol
03. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti de Jardel Dias Cavalcanti
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 10. O Gerador de Luz de Heloisa Pait
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana de Heloisa Pait


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2015
01. Contra a breguice no Facebook - 5/6/2015
02. Uma entrevista literária - 11/12/2015
03. Dando conta de Minas - 7/8/2015
04. O gueto dos ricos - 20/3/2015
05. Quem é o abutre - 6/2/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




NOVOS ESTUDOS CEBRAP 88
VARIOS
EDIÇÕES CEBRAP
(2010)
R$ 14,90



DEMOLIDOR: FIM DOS DIAS - VOLUME 1
BRIAN MICHAEL BENDIS & DAVID MACK
PANINI COMICS / MARVEL
(2015)
R$ 20,00



C++ PARA UNIVERSITÁRIOS (AUTOGRAFADO)
LINCOLN CÉSAR ZAMBONI E SERGIO VICENTE PAMBOUKIAN
PÁGINAS E LETRAS
(2006)
R$ 35,00



MATEMÁTICA APLICADA À GESTÃO CADERNO DE APOIO
JOSÉ MANUEL ZORRO MENDES
UNIVERSIDADE ABERTA
(1997)
R$ 24,97



PESQUISAS SOBRE O SENTIDO DA VIDA
PAULO FINOTTI
DO AUTOR
R$ 6,90



A HISTÓRIA DE DORA VOADORA LACRADO
TONI BRANDÃO
STUDIO NOBEL
(2003)
R$ 14,00



SIGNO SOLAR SIGNO LUNAR
CHARLES HARVEY E SUZI HARVEY
NOVA ERA
(1998)
R$ 12,00



DISCOURSES VOL 2
MEHER BABA
SUFISM REORIENTED
(1971)
R$ 29,82



A VERDADE DE CADA UM
AMIR LABAKI (ORG.)
COSAC NAIFY
(2015)
R$ 149,90



A ROMANA
ALBERTO MORAVIA
ABRIL
(1972)
R$ 15,00





busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês