A polêmica da Feira do Livro de Bento Gonçalves | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Sombras Persas (X)
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Mais Recentes
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Guia de Interpretação de Diego Grando pela Leitura XXI (2015)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Demolidor o Homem sem Medo Nº18 - Confronto Com a Yakuza de Marvel pela Panini (2005)
>>> Cidadania Pequena: Série Polêmicas do Nosso Tempo de Pedro Demo pela : Autores Associados (2001)
>>> Senhor, Faça de Minha Vida um Milagre! de Raymond C. Ortlund pela Mundo Cristão (1986)
>>> Prosperidade Profissional de Luiz Antonio Gasparetto pela Vida e Consciência (1996)
>>> Os Muçulmanos na Península Ibérica de Ruy Andrade Filho pela Contexto (1994)
>>> Monstro do Pântano Especial: a Morte Ronda o Homem-morcego de Bissette / Broderick / Randall / Barreto pela Vertigo/dc. Comics (1999)
>>> Microbiologia Clínica de Roberto A. de Almeida Moura pela Mc Will (1986)
>>> Diferencial Competitivo - o Segredo para Alcançar Nelhores Resultados. de John L. Nesheim pela : Best Seller (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> Conhecendo Erval Velho - Dinâmicas e Perspectivas de Maurício A. dos Santos - Org. pela Modelo (2011)
>>> A Saga da Wilson Sons de Patricia Saboia pela Index - Basi (1997)
>>> Paixão por Cabelos: Instruções Passo a Passo para Criar 82 Penteados de Christina Butcher pela Sextante (2015)
>>> Conceitos Sobre Advocacia, Magistratura, Justiça e Direito de B. Calheiros Bomfim pela Oab (2006)
>>> Ouvidos Dominantes Vozes Silenciadas de Noeli Gemelli Reali pela Argos (2001)
>>> O Petróleo é Nosso - 1948/1953 - a Campanha no Paraná de Carlos Alfredo Gomes pela Cefuria (2005)
>>> Glossário de Oceanografia de Argeo Magliocca pela Nova Stella (1987)
>>> A Estratégia da Teia de Aranha de Amit S Mukherjee pela Campus (2009)
>>> Descomplicando a Vida de Christoph Schalk pela Esperança (2005)
>>> Ouvindo os Passos da Memória de Álvaro de Carvalho pela Do Autor
>>> Educar é Apontar Caminhos - Reflexões para o Desenvolvimento de José Zinder pela Autor (2000)
>>> Hipnotismo e Auto-hipnotismo de Indução Rápida de Ana Cristina Massa pela Biruta (2009)
>>> Caminhando para o Cárcere da Liberdade e Outros Escritos de Alexsandro Grola pela Literatura Brasileira (2013)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White / Garth Williams pela Harper USA (1992)
>>> Fotoleitura de Paul R. Scheele pela Summus (1995)
>>> O Rosto Materno de Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
COLUNAS

Sexta-feira, 4/5/2012
A polêmica da Feira do Livro de Bento Gonçalves
Marcelo Spalding

+ de 4700 Acessos

O Rio Grande do Sul orgulha-se de algumas coisas. Certo, certo, de muitas coisas. Mas de algumas nós temos razão, e entre elas está o nível educacional e de leitura do nosso povo. Não é grande coisa, mas é sensivelmente maior ao do restante do Brasil.

Isso se deve a muitos fatores, desde nossa colonização até os investimentos trabalhistas em educação. Contemporaneamente, porém, o que mais tem chamado a atenção por aqui são as Feiras do Livro e as visitas de autores a escolas, municípios, universidades e instituições. Graças ao sucesso da Feira do Livro de Porto Alegre, hoje centenas de municípios e outras centenas de escolas promovem Feiras, em geral reunindo alguns estandes, programação cultural e visita de autores locais. Nesse aspecto, a Câmara Riograndense do Livro tem sido de grande auxílio ajudando a organização e por vezes viabilizando a contratação, assim como o Instituto Estadual do Livro, IEL, que com seu programa Autor Presente leva autores a locais que não poderiam levá-los com recursos próprios.

Outro motivo do sucesso desse tipo de trabalho é que o autor, que por muito tempo visitou escolas pelo prazer de divulgar sua obra - ou pela pressão da editora para que o fizesse - tem agora institucionalizado o direito a um cachê. Nada demais, mas o bastante para custear suas despesas de viagem, compensar o tempo que ficará longe dos filhos, muitas vezes do emprego, sempre da escrita. Valor mais do que suficiente para profissionalizar o trabalho desses escritores, que hoje na sua maioria não se limitam a contar sua vida no microfone, e sim têm trabalhos preparados, como contações de histórias, apresentações musicais, apresentações multimídia, etc.

Toda essa movimentação permite que muitos escritores gaúchos tenham aí uma renda extra e continuem produzindo, escrevendo, organizando oficinas, investindo em seu trabalho. Não é por acaso, aliás, que o Rio Grande do Sul tem tantos escritores reconhecidos e premiados nacionalmente - do mestre Luiz Antonio de Assis Brasil, hoje Secretário de Cultura, ao jovem Daniel Galera. Mas esses são apenas alguns dos nomes mais conhecidos. Só em portal dedicado a catalogar Artistas Gaúchos temos uma relação de 371 escritores nascidos ou moradores do RS. É um número e tanto, ainda mais levando em consideração que faltam muitos dos mais conhecidos nessa lista, como os próprios Assis Brasil e Galera.

Pois bem, ocorre que neste ano, ao divulgar mais uma Feira do Livro de Bento Gonçalves, o prefeito anunciou que o patrono seria Gabriel, O Pensador. Até aí, tudo bem, o Estado já recebeu de braços abertos nomes como Ziraldo, Maurício de Sousa e o próprio Gabriel. O que causou estranheza é o valor do cachê divulgado na ocasião: R$ 170 mil reais. Sim, R$ 170 mil. Mais tarde os valores foram discriminados tentando mostrar que ali estava incluído o valor de um show, da compra de 2 mil exemplares de um livro a R$ 35,00 cada (tudo isso, sim) e o cachê do patrono em si. O problema, entretanto, não era mais a justiça ou não do cachê, muito menos a qualidade ou não do patrono.

Como relatado acima, há anos o Rio Grande do Sul tem construído aos poucos um mercado de trabalho para seus autores através dessas Feiras e lutado para estabelecer alguns valores mínimos a serem respeitados. E exatamente a Feira de Bento, ao contatar os autores no começo do ano, negociou com cada um separadamente alegando falta de verbas e estabelecendo um cachê fixo abaixo do valor de mercado. Para mim, por exemplo, ofereceram R$ 360,00 por uma oficina. Para quem fizesse palestra o valor máximo seria de R$ 1000,00, caso de Fabrício Carpinejar, um dos famosos escritores contemporâneos gaúchos.

Não é difícil imaginar que quando os autores descobriram o tal cachê milionário do Pensador, bancado pessoalmente pelo prefeito de Bento Gonçalves, como este fez questão de divulgar, ficaram indignados e promoveram uma revolta nas mídias sociais, vazando depois à imprensa. Principalmente depois que Fabrício Carpinejar escreveu uma carta aberta à organização da Feira cancelando sua participação:

"Querida Coordenação da Feira: estou cancelando minha participação na 27ª Feira do Livro de Bento Gonçalves. Lamento fazer isso por todo amor que guardo pelos leitores da cidade. É meu protesto pelo cachê absolutamente excessivo de R$ 170 mil destinado a Gabriel O Pensador. O artista (que eu admiro) não tem culpa de pedir o valor, porém a Prefeitura tem inteira responsabilidade de acatá-lo e não informá-lo da real capacidade cultural do município. O anúncio de pagamento ao músico é uma afronta às vésperas de pleito eleitoral. Literatura não deve ser feita para atrair público, e sim para formar público. Feira do Livro não é uma Oktoberfest, uma Fenavinho, uma plataforma popular de shows musicais e apresentações midiáticas. Feira é intensificar leituras em escolas e universidades ao longo do ano para propiciar debates e mesa-redondas com escritores durante uma semana." (leia na íntegra).

A celeuma estava criada. Aos poucos, a notícia saía da página cultural e ia para a página de política. Escritores participantes da Feira cobraram explicação dos organizadores, a Associação Gaúcha de Escritores lançou uma nota oficial no seu site, artistas de Bento e arredores começaram a se queixar, nas redes sociais, do tratamento dado a eles, com relatos de muitos que sequer foram recebidos pela organização do evento no começo do ano. Em Bento, o prefeito reunia-se com a organização da Feira sem muito a fazer. Vale dizer que ninguém jamais ligou para nós, escritores contratados para o evento, a fim de dar alguma explicação.

Até que "O pensador repensou", como estampou a manchete do nosso jornal diário. Gabriel, em decisão surpreendente e midiática, abriu mão do cachê e participará da Feira do Livro como patrono sem receber nada, apenas o custo de transporte e hospedagem. Um golpe de mestre que virou os microfones acusadores para o outro lado e lhe rendeu uma mídia positiva que não tinha desde o tal "Cachimbo da Paz", talvez. Antes disso, ligou para alguns escritores locais, como o próprio Fabrício e Cíntia Moscovich, a fim de desarmar os ânimos. Ouviu de todos que o problema não era com o patrono, e sim com a prefeitura que contratou o patrono dessa forma e, por outro lado, tratou os escritores locais com desdém. E de um dos escritores ouviu que ele tinha caído no meio de uma "briga de gaúchos", segundo disse em entrevista no Rio de Janeiro.

Dito assim, "briga de gaúchos" soa como pejorativo, e decerto quem disse a ele isso estava abasbacado em receber telefonema de tão célebre cantor e saiu-se com essa, tentando diminuir a importância da polêmica e ficar bem com o Pensador. Quem sabe não tomam um chope numa próxima ida ao Rio de Janeiro? Mas a briga, se existe, é por algo muito maior, é pela valorização profissional de centenas de escritores que mantêm a efervescência das Feiras locais, o interesse renovado do público-leitor, uma multidão de autores, muitos desconhecidos, que vão de sala em sala de aula divulgando não apenas seus livros, não apenas seu trabalho, mas o combalido prazer da leitura.

Esta é a briga de nós, gaúchos. Uma briga que episódios como este do cachê milionário só enfraquece. Hermes Bernardi Jr., outro dos escritores convidados para participar do evento, publicou recentemente uma carta aberta em que de certa forma resume o sentimento que ficou entre nós:

" Nós não queremos briga, senhor patrono. Queremos respeito pelo nosso ofício e cachês adequados ao trabalho de alimentar o imaginário do leitor, este sim, o show merecedor de muito mais do que cento e sessenta mil reais, num país acostumado a bundas e peitos à venda e em exposição nas bancas de revistas. (...) Nós, autores, não nos calamos. Nós, autores, queremos que façanhas como as praticadas pela prefeitura de Bento Gonçalves não sirvam de modelo a toda a terra. Façanhas como esta não podem ser multiplicadas, esvaziando a terra de tudo o que vimos plantando a bem do nosso leitor e de um olhar mais crítico ao viver em sociedade e trabalhar em favor dela."

O que se perdeu, com a superficialização desse debate em torno da contratação do Pensador, foi a oportuniade de rediscutir para que serve, afinal, uma Feira de Livro ou um evento literário? Para shows, performances, musicais? Para palestras de bombeiros, grupos religiosos, astronautas? Para tudo isso? Onde estão as universidades na organização das feiras e na formatação de sua programação? Enfim, perdeu-se a oportunidade de rediscutir o todo, banalizou-se uma instituição importante que é a do patrono e ficou um gosto amargo em cada autor que irá até Bento Gonçalves por R$ 360,00, R$ 500,00, R$ 800,00, sabendo que havia verba, segundo o próprio senhor prefeito, para muito mais.

Particularmente, lamento muito todo o ocorrido e tenho certeza que isso apaga parte daquela chama que temos pela literatura. Como se sabe, trabalhar profissionalmente com literatura é muito menos rentável que lidar com música, seguro de carros ou aulas particulares. E esse tipo de acontecimento nos leva fatalmente a refletir porque, afinal, estamos insistindo em ainda fazer literatura.



Marcelo Spalding
Porto Alegre, 4/5/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 2. O Catolotolo de Heloisa Pait
02. A literatura de Marcelo Mirisola não tem cura de Jardel Dias Cavalcanti
03. Histórias de superação que não fazem sucesso de Elisa Andrade Buzzo
04. Passe Livre, FdE e Black Blocs - enquanto Mídia de Duanne Ribeiro
05. A realidade, na verdade, é mentira de Ivan Bilheiro


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2012
01. Figuras de linguagem e a escrita criativa - 21/12/2012
02. Capacidade de expressão X capacidade linguística - 30/3/2012
03. O centenário de Contos Gauchescos - 17/2/2012
04. Literatura, Interação e Interatividade - 24/8/2012
05. 3 dicas para a escrita criativa - 12/10/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PAIXÃO POR CABELOS: INSTRUÇÕES PASSO A PASSO PARA CRIAR 82 PENTEADOS
CHRISTINA BUTCHER
SEXTANTE
(2015)
R$ 12,50



EL GRUPO PSICOLOGICO
L. GRINBERG M. LANGER E. RODRIGUE
NOVA
(1959)
R$ 29,00



A FORMA DO REAL
JOSEP M. CATALÁ DOMÉNECH
SUMMUS
(2011)
R$ 41,86



HISTOIRE DU DROIT PÉNAL
RAYMOND CHARLES
UNIVERSITAIRES DE FRANCE
(1976)
R$ 50,00



REFLEXOS DA VIOLÊNCIA NA LITERATURA INFANTO-JUVENIL
ANTONIETA DIAS DE MORAES
LETRAS E LETRAS
(1991)
R$ 7,90



LIBERDADE SINDICAL E NEGOCIAÇÃO COLETIVA COMO DIREITOS FUNDAMENTA
JONABIO BARBOSA DOS SANTOS
LTR
(2008)
R$ 65,46



COMUNICAÇÃO EM PROSA MODERNA
OTHON M. GARCIA
FGV
(2004)
R$ 35,00



SANTO ANTÔNIO DAS ARTES
SAULO GARROUX LEVI MENDES JR.
CONTEÚDO
(2009)
R$ 40,00



FILOSOFIA POLITICA E LIBERDADE
ROLAND CORBISER
PAZ E TERRA
(1975)
R$ 14,00



BYTE CORAÇÃO
RITA ESPESCHIT
GLOBAL
(1997)
R$ 4,80





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês