Dando conta de Minas | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
69435 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Shopping Granja Vianna de portas abertas
>>> Teatro do Incêndio lança Ave, Bixiga! com chamamento público para grupos artistas e crianças
>>> Amantes do vinho celebram o Dia Mundial do Malbec
>>> Guerreiros e Guerreiras do Mundo pelas histórias narradas por Daniela Landin
>>> Conheça Incêndio no Museu. Nova obra infantil da autora Isa Colli fala sobre união e resgate cultura
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Gilberto Gil: Cultura Viva
>>> Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe
>>> 2006, o ano dos livros
>>> Na toca dos leões
>>> O nome da morte
>>> 7 de Setembro
>>> Sobre Paraíso Tropical
>>> Bernardo Carvalho e a arte da fuga
>>> Uma feira (in)descritível
>>> Quem tem medo do Besteirol?
Mais Recentes
>>> Var - Cálculo do Var de uma Carteira de Renda Fixa de Rafael Paschoarelli Veiga pela Saint Paul (2005)
>>> Redes de Cooperação Empresarial de Alsones Balestrin, Jorge Verschoore pela Bookman (2016)
>>> Almanaque Brasilaeiro de Tatuagem de Autores Variados pela Escala
>>> Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem Cipe 2015 de Telma Ribeiro Garcia pela Artmed (2016)
>>> Conhecendo Melhor a Fé Católica de Roberto Andrade Tannus pela Santuário (1996)
>>> Oração de Amorização A Cura do Coração de Pe. Alírio J. Pedrini, SCJ pela Loyola (2000)
>>> Viva Esperança de Valdemiro Santiago de Oliveira pela Classica (2013)
>>> Know-how de Ram Charan pela Campus (2019)
>>> Orações de Poder de Varios Autores pela Raboni (1992)
>>> Transformando Lágrimas em Vitória de Bruno André S. Ortega pela Bruno André S. Ortega (2018)
>>> Viva com Esperança de Mark Finley e Peter Landless pela Cpb (2014)
>>> Corporate Zombies - Manual de Sobrevivência Corporativa de Andre Ferreira, Victor Sardinha pela Giostri (2014)
>>> Os Mistérios do Código Da Vinci de Amy Welborn pela Cultrix (2006)
>>> Os Arquétipos da Umbanda de Rubens Saraceni pela Madras (2016)
>>> Quem me Roubou de Mim de Fábio de Melo pela Canção Nova (2008)
>>> A Estratégia Global da Hyundai de Russell D. Lansbury, Chung-sok Suh pela Bookman (2016)
>>> Surpresas para Hoje Meditações Diárias de Christel Grigull pela União Cristã (2018)
>>> A Graça de Deus de Rev. Aldo Quintão pela Sextante (2012)
>>> Outras Histórias de Andréa Casa Nova Maia pela Ponteio (2012)
>>> O Conciso Livro das Mitzvot de Rabi Israel Meir HaCohem pela Mekor Máim Jaim (2008)
>>> Patriarcas e Profetas de Ellen G. White pela Cpb (2007)
>>> O Sucesso não Ocorre por Acaso Você pode Mudar sua Vida de Dr. Lair Ribeiro pela Rosa dos Tempos (1992)
>>> História Bizarra da Matemática de Luciana Galastri pela Planeta (2020)
>>> Encontros com Deus de Amin A. Rodor pela Cpb (2014)
>>> Se a Vida é um Jogo, Estas são as Regras de Chérie Carter, Scott, Ph.D. pela Rocco (2000)
COLUNAS

Sexta-feira, 7/8/2015
Dando conta de Minas
Marta Barcellos

+ de 3100 Acessos

Quatrocentos e oitenta e dois quilos de ouro em volta, e um "caminhão desengarajado". O termo técnico era este mesmo, "desengarajado", explicou o comandante do Corpo de Bombeiros da cidade de Tiradentes (MG), diante da minguada plateia reunida para o concerto beneficente. Na exuberante igreja Matriz de Santo Antônio, a riqueza do passado parecia desdenhar da situação presente:

- Vivemos à custa de doações. Este ano, conseguimos uma doação muito importante, do BNDES: um moderno caminhão de bombeiros. O mais moderno que existe. O problema é que ele não cabe na nossa garagem. E também não pode ficar do lado de fora, porque é aberto, e os equipamentos dentro são muito caros. Só um par de botas antichamas custa seis mil reais.

Cada ingresso havia sido vendido por trinta reais e, naquele momento, éramos treze pessoas na igreja - sem contar com um sujeito um tanto destacado, ao fundo, com jeito de bombeiro à paisana. Ele devia estar fazendo a mesma conta, 13 vezes 30. Quanto custaria construir uma garagem nova? Quem sabe, fazer um puxadinho na antiga? Eu estava quase abrindo a carteira quando chegaram as três musicistas, elegantérrimas, numa combinação de negro, prata e azul, sem vestígio de um pingo da chuva que açoitava a igreja há meia hora.

Em meu décimo dia de viagem pelas cidades históricas de Minas Gerais, colecionando frases e comportamentos como uma antropóloga em campo, imediatamente interpretei aquele jeito impassível como... mineiro! Ou melhor, mineiro, sem exclamação. Nem as musicistas nem o comandante mencionaram o inconveniente da chuva, apenas este lamentou: "Gostaríamos que isto aqui estivesse lotado, mas faremos outro concerto na quinta-feira. Se gostarem, por favor divulguem."

As três musicistas subiram ao piso onde estava localizado o órgão, junto ao coro da igreja. Com oito fileiras de tubos pintados em estilo rococó, o instrumento foi construído em Portugal em 1788, informou a aparente líder do trio, a flautista Salomé Viegas, depois de apresentar a irmã Amélia, pianista, e a soprano Elisabete Mendonça. A primeira parte da apresentação seria ali em cima; a segunda, no altar principal, onde já estava instalada uma espineta, instrumento de cordas beliscadas semelhante ao cravo.

Quando a música invadiu tudo, como perfume, quando tomou conta dos altares dourados, das esculturas barrocas, dos lustres de prata, finalmente consegui ter um "pensamento mineiro", uma frase cuidadosamente coletada em minha pesquisa de turista-antropóloga: "não vou dar conta disso não". De férias e de tênis, sorte eu não ter passado máscara nos cílios.

Mas dei conta, claro. Acho que nem teria borrado a maquiagem. Sempre que um mineiro diz que não vai dar conta ("dou conta não"), é falsa modéstia, me explicou um amigo. Demos conta, eu e o grupo ampliado para 15, com a respiração suspensa e os aplausos mais barulhentos que conseguíamos, sem disfarçar a surpresa com a qualidade do espetáculo caprichosamente planejado pelas três, intercalando músicas clássicas e barrocas. No panfleto tosco que eu achara por acaso numa mesinha na entrada da igreja, pela tarde, não havia menção às apresentações de órgão ou da soprano: seriam apenas flauta e espineta (que eu não sabia do que se tratava).

Minha vontade era mudar-me imediatamente para Tiradentes (que eu conhecia naquele dia), e dar um jeito de "engarajar" o caminhão dos bombeiros. Antes que roubassem um par de botinas antichamas, imaginado-as galochas. Com tanto ouro, tantos tubos, tanta música, tinha de haver um jeito de lotar o concerto de quinta-feira, ou mesmo de fazer uma temporada retumbante, com doações vultosas. "Vamos dar conta disso!", eu deveria bradar do púlpito, escondendo o sotaque carioca.

Mas quem falava, ereta e mansa, era a flautista, anunciando a última peça da noite. Uma música de autor desconhecido, e, ainda assim, plagiada. Ela nos brindava, no finalzinho, com outra deliciosa história sobre o repertório colonial mineiro: naqueles tempos, as partituras eram de propriedade das paróquias, que nem sempre lhes atribuíam autoria. A música que ouviríamos a seguir havia sido copiada, de ouvido, quando a paróquia rival não aceitou emprestar a partitura. Tempos depois, um incêndio destruiria todas as partituras originais, restando apenas - e por sorte - a cópia.

Voltei para a pousada com aquela última melodia na cabeça, e a imaginação perdida entre caminhões desengarajados e partituras anônimas incendiadas. Teria eu dado conta de Minas Gerais? Provavelmente não. Logo eu, tão orgulhosa de ter passado boa parte da vida identificando diferenças culturais entre São Paulo e Rio de Janeiro, por viver e transitar entre as duas capitais. Enquanto isso, Minas ficava bem ali, quietinha e enrodilhada, com sua aparência neutra. Como se fosse fácil dar conta dela...



Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 7/8/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Ficção hiper-real de Gian Danton
02. Triste fim de meu cupcake de Elisa Andrade Buzzo
03. Manias de Julio Daio Borges
04. Mas isso é arte??? de Daniela Sandler


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2015
01. Contra a breguice no Facebook - 5/6/2015
02. Uma entrevista literária - 11/12/2015
03. O gueto dos ricos - 20/3/2015
04. O primeiro assédio, na literatura - 13/11/2015
05. Dando conta de Minas - 7/8/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Lei de Murphy Segunda Parte
Arthur Bloch
Record
(2001)



Schaum´s 3000 solved problems in Calculus
Elliott Mendelson
McGraw-Hill
(1988)



Algum Lugar Lugar Nenhum
Júlio Emílio Braz
Ao Livro Técnico
(1993)



Caixa Especial Biografias
Vários Autores
L&pm Pocket
(2009)



The Perfect Wagnerite - a Commentary on the Niblungs Ring
George Bernard Shaw
Dover Publications
(1967)



Memórias Pitorescas de Meu Pai
Carlos de Brito Imbassay
O Clarim
(1989)



Guia do Gosto Carioca: dos Endereços Tradicionais aos Mais Descol
Bruno Agostini
Senac
(2011)



Tempo de Ensaio
Laymert Garcia dos Santos
Cia das Letras
(1989)



World Topics Year Book 1970
Marilyn Robb Trier (editor)
Trangley Oaks Educacional Cent
(1970)



Devaneios
Domício P. Mattos
Princeps Digital
(2007)





busca | avançada
69435 visitas/dia
2,6 milhões/mês