Risca Faca, poemas de Ademir Assunção | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
39901 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
>>> Curso de Formação de Agentes Culturais rola dias 8 e 9 de graça e online
>>> Ciclo de leitura online e gratuito debate renomados escritores
>>> Nano Art Market lança rede social de nicho, focada em arte e cultura
>>> Eric Martin, vocalista do Mr. Big, faz show em Porto Alegre dia 13 de abril
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Vamos comer Wando - Velório em tempos de internet
>>> Cinema em Atibaia (IV)
>>> Curriculum vitae
>>> Entrevista com Milton Hatoum
>>> Discutir, debater, dialogar
>>> Eu e o Digestivo
>>> A lei da palmada: entre tapas e beijos
>>> A engenharia de Murilo Rubião
>>> Qualidade de vida
>>> O pior cego é o que vê tevê
Mais Recentes
>>> Teoria Geral Do Processo de Candido Rangel Dinamarco pela Malheiros Editores / Juspodivm (2008)
>>> Chekisty Historia Da Kgb de Dziak, John J, pela Imago (1998)
>>> Principios Basicos Do Saneamento Do Meio de Anesio Rodrigues de Carvalho pela Senac (2005)
>>> Aprenda Inglês Sem Mestre de Maria margarida morgado pela Presença (2009)
>>> Mestre Kim - Cidadão do Mundo de Yong Min Kim e Janir Hollanda pela Daedo (2016)
>>> Livro de Ouro do Yoga de Andre De Rose pela Ediouro (2019)
>>> O homem mais rico da Babilônia de George S Clason pela HarperCollins (2020)
>>> A Mesa com Carybé. O Encantamento dos Sabores e das Cores da Bahia de Solange Bernabó pela Senac Nacional (2007)
>>> Os Contos de Beedle, o Bardo de J. K. Rowling pela Rocco (2008)
>>> Regulamentos de Tráfego Aéreo - Vôo Visual de Plínio Jr pela Asa (1996)
>>> Chronos: Viajantes do Tempo Volume I de Rysa Walker pela Darkside (2017)
>>> Homem-Aranha: Tormento de Todd McFarlane pela Panini Comics (2013)
>>> Os Maiores Clássicos do Homem-Aranha - Vol. 5 de Todd McFarlane pela Panini Comics (2007)
>>> Os Maiores Clássicos do Homem-Aranha - Vol. 6 de Todd McFarlane pela Panini Comics (2007)
>>> Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século de Italo Moriconi (seleção) pela Objetiva (2001)
>>> O Casamento de Nelson Rodrigues pela Nova Fronteira (2016)
>>> O Colecionador de Borboletas de Cecília Mouta pela Novo Século (2012)
>>> O Modelo Toyota: 14 Princípios de Gestão do Maior Fabricante do Mundo de Jeffrey K. Liker pela Bookman (2005)
>>> Ela Que Não Está de Daniel Senise pela Cosac & Naify (1998)
>>> Anjos da Neve de James Thompson pela Record (2013)
>>> Assistentes Virtuais Inteligentes e Chatbots de Leôncio Teixeira Cruz pela Brasport (2018)
>>> Linguagem Do Corpo. Beleza E Saude de Cristina Cairo pela Mercuryo Jovem (2007)
>>> Todos Os Nomes de José Saramago pela Planeta Deagostini (2003)
>>> Oliver Twist de Charles Dickens pela Principis (2019)
>>> Cozinha Mágica de Márcia Frazão de Marcia Frazão pela Prestigio (2007)
COLUNAS

Terça-feira, 15/2/2022
Risca Faca, poemas de Ademir Assunção
Jardel Dias Cavalcanti
+ de 5300 Acessos



O livro Risca Faca, de Ademir Assunção, publicado pela editora Demônio Negro, transita entre algo semelhante ao efeito elétrico de uma cheirada de cocaína e uma meditação Zen. Poemas que arrepiam nossos pelos, chamuscados pelas “causas do mundo” e poemas que nos levam a mundos transcendentes de tranquilidade interior.

Na série denominada “Livro de Retratos”, temos o contraste acima citado, desde a efervescência da vida em um poema como “Caravaggio” aos poemas “Bashô” e “E. E. Cummings”, que abandonam as tempestades existenciais e sociais para nos mergulhar no silêncio meditativo e no cultivo da beleza. No primeiro caso, a inquietação caravaggesca: “foge e cuida dessa ferida essa//febre que queima o sono dos/ pirados essa febre que faz/ arder a lenha das noites insones”; no segundo caso, no poema para Cummings: “querida/ é tão// simples// a vida/ é tão// nada” e no poema dedicado a Bashô a percepção singela de um grilo esmagado e do salto de um gato, contemplados em profundidade, mesmo sendo “algo tão pequeno// quase/ nem notado”.

O mesmo pode-se dizer da série de poemas em prosa denominado “Fábulas Contemporâneas”. Fábulas da civilização, da justiça, da economia, da guerra, do noticiário, da publicidade, da fé, da putaria, do homem-bomba, do suicida, do futuro etc, que são descrições de situações marcadas pela violência, tragédia, o vazio doloroso, a injustiça, o sistema social e suas histerias com sarcasmo analítico que aponta para a impossibilidade do futuro; contrastando com a “Fábula Zen”, onde é relatada a fala de um discípulo em busca do significado da iluminação Zen e que encontra a resposta do mestre na simples observação de um fato banal do mundo real: “a chuva caindo no telhado”.

Há poemas instigantes, construídos a partir dos elementos que forjam o destempero da humanidade. Atente-se para o longo poema denominado “Miles Davis”, comentado no excelente prefácio de Cláudia Roquette-Pinto, nos seguintes termos: “diga-se de passagem, em um dos mais psicanalíticos, explícitos e desconcertantes poemas sobre o racismo estrutural nas Américas”. São poemas como esse, “certeiros como um cruzado de muhammad ali” que vão surgindo, um atrás do outro, nos golpeando e procurando “dar conta do nosso cotidiano apocalíptico”, como ainda diz Roquette-Pinto no prefácio citado.

Ao contrário da “zona de conforto”, Ademir Assunção propõe uma “Zona de Confronto”, outra das séries do livro em que os poemas descortinam os desvelos do mercado e seus desvalidos sem nome que o Capital fabrica sem dó nem piedade. Hora do poema haraquiri, que “entra com tudo na loja de cristais”, verso este que simboliza a ira contra o entorpecente mundo das desigualdades sociais.

O livro se encerra com a série “Parapsicologia da Decomposição”, onde se conjuga a destruição da linguagem e da vida num mesmo tubo de ensaio: a poesia. Uma das epígrafes usadas para abrir a série é um grupo de versos de João Cabral de Melo Netto, de seu poema “Psicologia da Composição”, que diz o seguinte: “O poema, com seus cavalos,/ quer explodir/ teu tempo claro; romper/ seu branco fio, seu cimento/ mudo e fresco.” Ao indicar o tom dos poemas nos dois primeiros versos de “Parapsicologia da Decomposição” com “Entro no meu poema/ como quem suja as mãos”, Ademir Assunção embaraça as linhas da criação e as linhas frágeis da existência num tormento só: imagens embaçadas, picos de febre, cortes de gilete, balas-perdidas, venenos transgênicos, a morte absurda.

Risca Faca é um livro admirável por sua construção, que busca a síntese nervosa entre os tumultos da existência no seu jogo de pulsões e vazio, no seu niilismo e transcendência espiritual.

Como é possível caber esses dois elementos dentro de um único ser humano? É a pergunta que fica no fim da leitura. Mas sabemos a resposta: o que não cabe em um ser humano comum, em um poeta cabe, pois TUDO cabe num poeta.

Enfim, para usar os termos de Maurice Blanchot, Risca Faca é "um livro com uma real força de verdade que pouco a pouco se impõe a nós a grande presença do poeta, a gravidade de seu destino, seu mundo, o pressentimento da reversão do tempo que também nós pressentimos".

um poema duro
como diamante

breve
como flor da noite

explosivo

como dinamite

fatal
como haraquiri

certeiro
como um cruzado

de muhamad ali


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 15/2/2022

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Filmes de guerra, de outro jeito de Ana Elisa Ribeiro
02. Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1 de Renato Alessandro dos Santos
03. As redes sociais e a política de Wellington Machado
04. As Midias Sociais e a Intimidade Inventada de Noah Mera
05. Para ler o Pato Donald de Gian Danton


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2022
01. Gramática da reprodução sexual: uma crônica - 7/6/2022
02. Risca Faca, poemas de Ademir Assunção - 15/2/2022
03. G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas - 1/3/2022
04. Neste Momento, poesia de André Dick - 20/9/2022
05. O canteiro de poesia de Adriano Menezes - 31/5/2022


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




30 Anos : Avanços e Conquistas das Mulheres
Vários Autores
Sjdc
(2016)



Col 12 Fábulas de Ouro - o Patinho Feio (1993)
Maltese Editora
Maltese
(1993)



Moderna Plus Literatura - Caderno do Estudante Parte 3 - 10ª Ed
Maria Luiza M. Abaurre
Moderna
(2011)



Livro - As 14 Pérolas Budistas
Ilan Brenman; Ionit Ziberman
Brinque-book
(2009)



O Autodidata
Marco Antonio
Lge
(1999)



Antologia Escolar de Contos Brasileiros
Herberto Sales
Ediouro
(2000)



Bela Distração (vol. 1 Irmãos Maddox)
Jamie Mc Guire
Verus
(2016)



Antologia e Fogo Morto - Resumo Textos e Comentários (vestibular)
Manuel Bandeira e José Lins do Rego
Nucleo
(1989)



Dialogos I- Menon Banquete Fedro
Platao
Ediouro



Simbad
Mauricio de Sousa
Girassol
(2015)





busca | avançada
39901 visitas/dia
1,6 milhão/mês