Neste Momento, poesia de André Dick | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
63898 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Documentário inédito sobre Luis Fernando Verissimo estreia em 2 de maio nos cinemas
>>> 3ª Bienal Black abre dia 27 de Abril no Espaço Cultural Correios em Niterói (RJ)
>>> XV Festival de Cinema da Fronteira divulga programação
>>> Yassir Chediak no Sesc Carmo
>>> O CIEE lança a página Minha história com o CIEE
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Diploma ou não diploma... não é esta a questão
>>> Minha casa, sua casa
>>> Linger by IMY2
>>> A hora certa para ser mãe
>>> Cenas de abril
>>> Por que 1984 não foi como 1984
>>> A dicotomia do pop erudito português
>>> Coisas nossas
>>> Caso Richthofen: uma história de amor
>>> Apresentação autobiográfica muito solene
Mais Recentes
>>> A Terra dos Meninos Pelados de Graciliano Ramos pela Galera Junior (2015)
>>> Alimentação sem Carne de Eric Slywitch pela Alaúde (2016)
>>> Maus: A História de um Sobrevivente - História Completa de Art Spiegelman pela Cia. das Letras (2005)
>>> Alex no País dos Números de Alex Bellos pela Companhia das Letras (2011)
>>> A História da Medicina de Anne Rooney pela M. Books (2013)
>>> História da Arte Italiana - 3 Volumes de Giulio Carlo Argan pela Cosac Naify (2003)
>>> Justiça: O Que é Fazer a Coisa Certa (Edição Especial Capa Dura) de Michael J. Sandel pela Civilização Brasileira (2021)
>>> Cem Anos de Solidão de Gabriel García Márquez pela Record (2009)
>>> O Outono da Idade Média de Johan Huizinga pela Cosac Naify (2010)
>>> Vocabulário da Psicanálise de Laplanche e Pontalis pela Martins Fontes (1998)
>>> Meditações Diárias Para Mulheres Que Amam Demais de Robin Norwood pela Rocco (2009)
>>> Supertição no Brasil de Luís da Câmara Cascudo pela Global (2001)
>>> Marketing Trends de Francisco Alberto Madia de Souza pela Makron Books (2000)
>>> Retorno Do Investimento Em Capital Humano de Jac Fitz-enz pela Makron Books (2001)
>>> O Gigante Enterrado de Kazuo Ishiguro pela Companhia das Letras (2017)
>>> O Fim Do Poder de Moisés Naím pela Leya (2013)
>>> Introdução as Obras de Freud, Ferenczi, Groddeck, Klein, Winnicott, Dolto, Lacan de J. D. Nasio pela Jorge Zahar (1995)
>>> Amor Incondicional E Perdão de Edith Stauffer pela Totalidade (2007)
>>> Tarde Demais de Colleen Hoover pela Record (2022)
>>> A Bíblia Dos Meninos de Carolyn Larsen pela Mundo Cristão (2000)
>>> Peter Camenzind de Hermann Hesse pela Todavia (2022)
>>> Cuidando da Família em Crise de T. Berry Brazelton pela Martins Fontes (1991)
>>> Livro Game Of Thrones: Guia Completo Da Serie Da Hbo de Bryan Cogman pela Leya (2013)
>>> Talvez Uma Historia De Amor de Martin Page pela Rocco (2009)
>>> Por Voce- Vol. 1 de Laurelin Paige pela Fabrica231 (2015)
COLUNAS

Terça-feira, 20/9/2022
Neste Momento, poesia de André Dick
Jardel Dias Cavalcanti
+ de 6200 Acessos


As coisas que passaram estão aqui Neste Momento, de André Dick, como, “Na praia havia um velho fliperama”. Também as coisas que vão passar estão aqui Neste Momento, como “Quando a zebra zebrina passa por essas linhas”. E as coisas que estão Neste Momento aqui estão também, como “A praia está agora”. E tudo Neste Momento se torna poesia.

André Dick, poeta e doutor em Literatura, nos brinda com seu novo livro de poemas Neste Momento, publicado pela Kotter Editorial. Aproximadamente uma centena de poemas que percorrem um variado grupo de elementos que vão de objetos a seres humanos e animais, de sensações a sentimentos amorosos, num jogo de contrastes entre afirmações e negações, entre possibilidades e impossibilidades, através de universos materiais e imateriais, como o coração, a luz, o silêncio, por exemplo.

O livro é dividido em 4 partes: Infância, Caos, Casa em Mudança, Mundo Mundo. Não existe uma ligação direta entre os grupos de poemas, mas a questão da percepção de um mundo singelo, de objetos reconhecíveis do cotidiano, de situações aparentemente mundanas, de singelas lembranças domina o livro como um todo. São os elementos que – levados ao termo de uma sentença – produzem no leitor uma sensação de campo já percorrido por ele, como se fossem experiências universais, que são recorrentes no coração humano.

Atento ao recurso das rimas e aliterações, Dick compõe, por vezes, uma relação ente espaço e tempo, já que é nesse entrecortar de forças que pode produzir seus labirintos linguísticos: “Parece breve quando é muito pouco/ Ou muito quando parece ligeiro/ A mesma parada o tempo inteiro/ A mesma aceleração até o rosto.”


Arnaldo Antunes, no prefácio do livro, aponta o elemento principal da poesia de Dick: “A alquimia que transmuta lembranças em sensações no tempo presente se dá por cadências minuciosamente elaboradas, com sutis tessituras aliterativas(...) que revelam sentidos luminosos.”

Outro comentador é Ronald Polito, que no posfácio enumera os termos de sua poesia, como “listar, denominar e ao mesmo tempo correlacionar e contrastar campos da experiência” e chama a atenção para aspectos da atmosfera fabular e fantasiosa de vários poemas.

Já Matias Mariani, na orelha do livro, anota que Dick produz “o poema enquanto transição de estados, como trajetos, como vir a ser”.

Se podemos falar de uma poética em Neste Momento, talvez o objetivo de Dick seja o de retomar aquelas experiências originais pelos quais passamos e que só conseguem retornar quando ganham a forma da poesia. Assim, diz o poeta: “Tudo volta a ser/ Como era quando fomos crianças/ Tudo um dia volta a ser amado.”



Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 20/9/2022

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Do abraço genital ao abraço virtual de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2022
01. Gramática da reprodução sexual: uma crônica - 7/6/2022
02. Risca Faca, poemas de Ademir Assunção - 15/2/2022
03. Guignard, retratos de Elias Layon - 13/12/2022
04. Neste Momento, poesia de André Dick - 20/9/2022
05. G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas - 1/3/2022


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Com os corações cheios de amor
Rabino Mattisyahu Salomon
ArtScrll Series



Antologia Efémera 1950-2000
E. M. de Melo e Castro
Lacerda
(2000)



Leite Derramado
Chico Buarque
Companhia das Letras
(2009)



Sucos e Vitaminas para Crianças
Amanda Cross
Manole
(2007)



O Universo Simbólico da Criança: Olhares Sensível para a Infância
Adriana Friedmann
Vozes
(2005)



O discurso da homossexualidade feminina
Denise Portinari
Brasiliense
(1989)



Otelo
Hildegard Feist
Scipione
(2015)



You Can Be Happy no Matter What
Richard Carlson
New World Library
(2006)



Livro Literatura Estrangeira Bela Distração Irmãos Maddox - Livro 1
Jamie Mc Guire
Verus
(2014)



Ele Vem do Fundão
Dyonelio Machado
Ática
(1982)





busca | avançada
63898 visitas/dia
2,0 milhão/mês