Digestivo nº 149 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
60446 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Nasi e Scandurra apresentam clássicos do IRA! no Sesc Santo André
>>> Douglas Germano apresenta 'Umas e Outras'
>>> Mostra de Cinemas Africanos acontece em São Paulo e Curitiba a partir de 6 julho
>>> Iecine abre inscrições para a Oficina de Crítica e Fruição Cinematográfica
>>> Orquestra Modesta retorna ao Sesc Santo Amaro com 'Canções Para Pequenos Ouvidos 2'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
>>> A dor
>>> Parei de fumar
Blogueiros
Mais Recentes
>>> L’Empereur
>>> Longa vida à fotografia
>>> iPad pra todo mundo
>>> Minha pátria é a língua portuguesa
>>> Minha pátria é a língua portuguesa
>>> Wikipedia e a informação livre
>>> Público, massa e multidão
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> Os Clássicos e a Educação Sentimental
>>> O youtuber é um novo dândi?
Mais Recentes
>>> O Poder Mágico das Cores / 4ª Ed - Confira !!! de Raymond Buckland pela Siciliano (1989)
>>> O Jogo de Brad Metzer pela Record (2005)
>>> Mediunidade e Apometria de J. S. Godinho pela Holus (2001)
>>> Base para uma Família Feliz / 1ª Ed - Confira !!! de Yoshio Mukai pela Seicho-no-ie (2017)
>>> Morte e Julgamento - Confira !!! de Donna Leon pela Companhia das Letras (2008)
>>> Poética da Tradução de Mario Laranjeira pela Edusp (1993)
>>> Serpente de Rex Stout pela Companhia das Letras (2000)
>>> Surfer! - Level 1 - Confira! de Paul Harvey pela Penguin Readers (2008)
>>> The Picture of Dorian Gray - Stage 3 de Oscar Wilde pela Hub / Eli (2011)
>>> Competências Gerenciais Desafio para o Enfermeiro ( Confira! ) de Vários Autores pela Martinari (2011)
>>> O Tarô do Amor (confira!) de Jane Lyle pela Siciliano (1993)
>>> Governabilidade, Sistema Político e Violência Urbana de João Paulo dos Reis Velloso pela José Olympio (1994)
>>> O Maravilhoso: Pastoral e Teologia - Coleção Teologia e Libertação de José Sometti pela Vozes (1992)
>>> Sombras de Reis Barbudos - Confira !!! de José J. Veiga / Capa Dura pela Circulo do Livro (1973)
>>> Cambio Socialy y Prejuicio de B. Bettelheim e M. Janowitz pela Fondo de Cultura Economica (1975)
>>> Em Que Você Acredita ?: de Que Lado Você Está? - Confira !!! de Dílvia Ludvichak pela Paulos (2012)
>>> O Que é Romance Policial 2ªed - Col. Primeiros 109 Passos - Confira! de Sandra Lúcia Reimão pela Brasiliense (1983)
>>> Perto de Você de Bella Andre, Ana Paula Doherty pela Novo Conceito (2014)
>>> Mude Tudo o Que Quiser / 1ª Ed - Confira !!! de Kerry Patterson; Joseph Grenny; David Maxfield pela Fontanar (2014)
>>> Os 120 Dias de Sodoma Ou a Escola da Libertinagem de Marquês de Sade pela Iluminuras (2006)
>>> Trilogia da Magia 2 - Entre o Céu e a Terra de Nora Roberts pela Bertrand Brasil (2004)
>>> Bíblia para Crianças - Confira! de Luciana Gomide e Outros pela Ciranda Cultural (2014)
>>> Man in the Shadows de Efraim Halevy pela Phoenix (2006)
>>> Psicologia e Espiritualidade - 1ª Edição - Confira !!! de Adenáuer Marcos Ferraz de Novaes pela Fundação Lar Harmonia (1999)
>>> Curso de Direito Processual Civil: Volume I / 30ª Ed - Confira !!! de Humberto Theodoro Júnior / Capa Dura pela Forense (1999)
DIGESTIVOS

Quarta-feira, 19/11/2003
Digestivo nº 149
Julio Daio Borges

+ de 3800 Acessos
+ 1 Comentário(s)




Música >>> Samba da benção
Os 90 anos de Vinicius de Moraes estão passando sem grandes novidades. Um fonograma rearranjado aqui, um documentário recauchutado acolá. As homenagens chovem no molhado, citando, pela milésima vez, os trechos decorados: “...que seja eterno enquanto dure”, “as feias que me perdoem...”, “...o cachorro engarrafado”, etc. e tal. José Castello, o biógrafo, disse diferente em “Continente Multicultural”: o músico matou o poeta, que, desde então, é muito ouvido e pouco lido. Tem razão. Embora o problema seja de uma época (e não só do Brasil), que fica na superfície, no “slogan”, nas frases mal-acabadas, nas histórias mal contadas. Quem leu alguma coisa a respeito deve ter encontrado, por exemplo, inúmeras versões para a lenda dos muitos “Vinicius de Moraes” (em detrimento de um único “Vinicio de Moral”; uma piada sem graça, afinal). Enfim. As palavras ainda estão muito derramadas; as vozes, muito embargadas; os juízos críticos (se é que os há), suspensos pela amizade. Para quem duvida, basta confrontar a opinião de João Cabral de Mello Neto, ressuscitada durante a comemoração. Para o autor de “A Educação pela Pedra”, Vinicius teria sido o maior de todos (os poetas), não fosse o chamamento da sereia da música. Até um ouvido pouco afeito ao canto se deixou levar pela malemolência do Poetinha. Não só não teria sido (o maior de todos), como não foi. João Cabral errou; como erram muitos, em seu sentimentalismo de boas intenções. Lógico: não há como resistir aos apelos do Vinicius “hippie”, com os cabelos escorrendo “nazarenos” (no dizer de Ruy Castro), entre Tom Jobim e Miúcha, esquecendo a letra de “Garota de Ipanema”. Porque é irresistível a sua figura folclórica, quase “santa” (no dizer de Sérgio Cabral). Amém. Saravá. Talvez tenha sido mesmo, como Oscar Wilde, um artista “da vida”, mais que “da arte”. E os que conviveram com ele (ou que conviveram com “os que conviveram”) postergam por mais 90 anos o julgamento de sua obra. [Comente esta Nota]
>>> Vinicius 90 Anos
 



Cinema >>> Polititica
A divulgação que atualmente se faz de “As Invasões Bárbaras” (2003), filme que abriu a 27ª Mostra Internacional de Cinema, impõe uma associação restritiva com o Maio de 68 e com as utopias dos anos 60 e 70 (o socialismo, o amor livre, a contracultura, etc.). Felizmente o longa de Denys Arcand é mais que isso. Antes de se limitar a um balanço dos ideais daqueles jovens que hoje alcançaram o poder (é bom que se diga), a fita provoca uma urgente meditação sobre a morte (que, para o protagonista, é eminente) e, ao mesmo tempo, incita à celebração da vida (ou daquilo que resta dela: as fagulhas de uma humanidade perdida). O filme não é também sobre o “choque” entre duas gerações (a atual e a dos “Anos Dourados”), mas, sim, sobre uma conciliação possível, representada pelo entendimento amoroso e tardio, entre um pai e um filho. Não existe uma época “melhor” do que outra – mas as viúvas de 68 insistem em roer o osso; e não se conformam em ser, na produção de Denys Arcand, apenas “pano de fundo”. Óbvio que as referências são muito fortes para, no Brasil, evitar esse assunto. É questionável, por exemplo, se a fita teria o mesmo impacto se fosse rodada no idioma de Shakespeare (e não em francês, como é o caso). Aliás, o único “defeito” que não permite aos nossos cinéfilos consagrá-la é o fato dela ter sido realizada no Canadá – e não na França. (No “Canadá francês”, vale frisar.) Independentemente de tudo isso, “As Ilusões Bárbaras” (um título fora de propósito, diga-se de passagem), compensa pela perfeição estética, pelo texto pra lá de inteligente e pela experiência em matéria de sétima arte (como, por aí, não se encontra mais). Como toda grande obra, é a expressão universal de uma cultura – donde, toda ideologia deve ser posta de lado; para o bem do cinema e em nome da paz de espírito do espectador. [Comente esta Nota]
>>> As Invasões Bárbaras
 



Internet >>> Blogo, logo desisto
Afinal, o que são os blogs? Segundo matéria no “Estadão”, 79% dos internautas, se encontrasse com o termo (“blog”), faria essa pergunta. O texto, que repercutiu alguns estudos norte-americanos, chateou muitos “blogueiros” que já se preparavam para dominar o mundo. Acabou não acontecendo. Ainda segundo o Estadão (ou os tais estudos), um terço dos blogs já nascem mortos, ou então sobrevivem numa agonia lenta (passando mais de dois meses sem se atualizar). Mas isso são números. O que há de fato por trás dessa realidade? De um lado, sem dúvida, o desejo incontido de se expressar. Uma horda de escritores (a maioria escrevinhadores) que ultrapassa, “by far”, o número de leitores potenciais (ou de gente interessada). Por isso, os blogs não decolam. Do outro lado, o clamor de uma geração que, se organizada (obviamente não em “blogs”), poderia renovar o panorama das letras em geral. O formato (“blog”), que automaticamente abolia a figura do “editor”, transformou, de repente, qualquer redator em “publisher” – o que facilitou enormemente o acesso aos “meios de produção”, mas que não implicou (ainda) num salto em matéria de qualidade. Simplesmente porque os “artistas” (se é que, no reino da “blogagem”, os há) não sabem separar o joio do trigo, nem “customizar” (apenas para usar um inglesismo modernoso) a mensagem, a fim de que ela atinja um público sólido (uma “massa crítica”). O grosso dos blogs padece de “umbiguismo” agudo, a ponto de depor contra seus próprios autores – e interessar apenas os amigos mais próximos. Redundando em “amiguismo” (como Ana Elisa Ribeiro apontou) – o que desclassifica qualquer opinião emitida em blog (“se for amigo, elogio; se for inimigo, não”). Os blogs, portanto, não são confiáveis. São pedra bruta; à espera de polimento. Como o tempo não é de “cinderelas” ou de “brancas-de-neve” (muito menos de príncipes que apareçam para resgatá-las), a quase totalidade dos blogs vai amargar ainda uma era de nanoaudiência e glaciação. [Comente esta Nota]
>>> A internet e os blogs
 

>>> EVENTOS QUE O DIGESTIVO*** RECOMENDA
(CN - Conjunto Nacional; VL - Shopping Villa-Lobos)


>>> Noites de Autógrafo
* Por uma gastronomia brasileira - Alex Atala (2ª f., 17/11, 18h30, CN)
* Os Federais da Cultura - Carlos Alberto Dória (4ª f., 19/11, 18h30, CN)
* Tributação no comércio eletrônico - Daniela de Andrade Braghetta (5ª f., 20/11, 18h30, VL)

>>> Palestras
* Literatura como missão - Nicolau Sevcenko (3ª f., 18/11, 19hrs., VL)
* Leituras psicanalíticas e o uso de drogas na atualidade - Ana Paula Gianesi, Mônica Valente, Ronaldo Torres e Silvia Brasiliano (Sábado, 22/11, 10hrs., VL)

>>> Cafés Filosóficos
* Sobre o Mal - Flávio Aguiar, Rachel Gazolla e Marcelo Perine (4ª f., 19/11, 19h30, VL)

>>> Shows
* Música das nações - CoralUsp (2ª f., 17/11, 20hrs., VL)
* Recital de aniversário do Guia Erudito (5ª f., 20/11, 19h30, VL)
* Benny Goodman - Traditional Jazz Band (6ª f., 21/11, 20hrs., VL)

** Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos: Av. Nações Unidas, nº 4777
** Livraria Cultura Conjunto Nacional: Av. Paulista, nº 2073

*** a Livraria Cultura é parceira do Digestivo Cultural

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/11/2003
10h14min
Conheci este site sem querer, há pouco tempo, através do livro do Daniel Piza. Recém finalizei uma monografia sobre jornalismo cultural (sou formanda em jornalismo) na PUCRS em Porto Alegre. Este é definitivamente o melhor veículo do ramo que eu vi nestes últimos tempos. Parabéns. E até mais. Livia
[Leia outros Comentários de Livia]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Direito de Bem Nascer Como Minimizar a Pobreza no Brasil e no Mundo
José Olavo Mourão Pinto
Do Autor
(2013)



II Conferência da paz - Haia 1907
Diversos autores
Fundação Alexandre de Gusmão
(2014)



Fim
Fernanda Torres
Companhia das Letras
(2013)



Norte
Edmundo Paz Soldán
Companhia das Letras
(2013)



Direito Tributario - Sena- Programa de Administração e Gerência Econômica
Manoel Lourenço dos Santos
Fgv
(1973)



A Travessia do Espelho * Reflexões Sobre a Filosofia e a Técnica ...
Danilo de Souza Dias e Outros
Tempo Brasileiro
(1987)



Imunobiologia: o Sistema Imune na Saúde e na Doença - 5ª Edição
C. Janeway / P. Travers / M. Walport /m. Shlomchik
Artmed
(2002)



Vida Maravilhosa
Stehen Jayt Gould
Círculo do Livro
(1992)



O Óbvio Ululante
Nelson Rodrigues
Agir
(2007)



Histórias de Stephen Crane
Stephen Crane
Cultrix
(1965)





busca | avançada
60446 visitas/dia
1,8 milhão/mês