Freud pela Companhia das Letras | Digestivo Cultural

busca | avançada
81347 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
>>> Editora PAULUS apresenta 2ª ed. de 'Psicologia Profunda e Nova Ética', de Erich Neumann
>>> 1ª Mostra e Seminário A Arte da Coreografia de 17 a 20 de junho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Um bom começo
>>> Das construções todas do sentir
>>> Gullar no Ofício
>>> Qualidade de vida
>>> A excelência do espírito
>>> O paulistano cordial
>>> É possível conquistar alguém pela escrita?
>>> Ensaio.Hamlet e a arte de se desconstruir quimeras
>>> John Fante: literatura como heroína e jazz
>>> Imprensa em 2002
Mais Recentes
>>> Corpos Pagãos Usos e Figurações na Cultura Brasileira (1960-1980) de Mario Cámara pela UFMG (2014)
>>> Aborto e Democracia de Flávia Biroli, Luis Felipe Miguel pela Alameda (2016)
>>> Vigiar e Punir: História da Violência nas Prisões de Michel Foucault pela Vozes (2000)
>>> Do governo dos vivos Curso no Collège de France (1979-1980) de Michel Foucault pela WMF Martins Fontes (2014)
>>> A mosca e outras histórias de Katherine Mansfield pela Lafonte (2020)
>>> A Coragem da Verdade de Michel Foucault pela WMF Martins Fontes (2011)
>>> O Governo de Si e dos Outros: Curso dado no collége de France (1982-1983) de Michel Foucault pela WMF Martins Fontes (2010)
>>> Problemas Brasileiros de Sesc Senac pela Sesc Senac (1972)
>>> União Operária de Flora Tristán pela Perseu Abramo (2016)
>>> Deuses romanos e de outras mitologias de Herma Wilson pela Hunter Books- Prime (2016)
>>> Mulheres brasileiras e gênero nos espaços público e privado: Uma década de mudanças na opinião pública de Gustavo Venturi, Tatau Godinho pela Sesc (2013)
>>> Grécia 23 bienal de São Paulo de Niko Navridis pela Ministério da cultura (1996)
>>> Reverberações as informações de sheng tu chuan sobre wang ji são entregues de Boca Religiosa -7302 Velho Testamento Materiais do Aluno Livros dos Reis Malaquias pela Departamento de educação da igreja (1875)
>>> Miami Hot & Cool de Laura Cerwinske & Steven Brooke pela Clarkson N. Potter (1990)
>>> Enciclopédia dos Museus - Rijksmuseum Amsterdam de Giorgio T. Faggin pela Melhoramentos (1969)
>>> Enciclopédia dos Museus - Uffizi Florença de Gigett Dalli Regoli e Outros pela Mirador Internacional (1968)
>>> Arte brasileira de Circulo do Livro pela Circulo do Livro (1988)
>>> Galeria Nacional - Londres de Enciclopédia dos Museus pela Melhoramentos (1969)
>>> The Bolshoi Ballet de Yuri Slonimsky pela Foreign (1990)
>>> Gênios da Pintura: Veronese 21 de Luís Carta e Outros pela Abril Cultural (1967)
>>> Frank Lloyd Wright - Volume 1 de Gianluca Gelmini pela Folha de São Paulo (2011)
>>> Censo Cultural - São Paulo 1990 : Interior e Litoral de Secretaria de Estado da Cultura pela sec de Estado da Cultura (1990)
>>> 1000 Desenhos para quem não sabe desenhar - um verdadeiro dicionário de desenhos de Jean Arestein pela Ediouro grupo coquetel (1989)
>>> Madeira : Raiz do Brasil de Renato Brunello pela Caixa Cultural (2003)
>>> O Chamado da Floresta de Jack London pela Atica (1995)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Além do Mais

Quinta-feira, 6/5/2010
Freud pela Companhia das Letras
Julio Daio Borges

+ de 10200 Acessos
+ 2 Comentário(s)


Digestivo nº 462 >>> Freud morreu em 1939. No ano passado, portanto, toda sua obra caiu em domínio público. No Brasil, a principal edição de seus trabalhos era a chamada "standard", com uma tradução, no mínimo, desatualizada. A Companhia das Letras soube preencher esse vazio, agora, com a reedição das obras completas de Freud em tradução nova. O responsável, pela empreitada, é Paulo César de Souza, igualmente tradutor das obras de Nietzsche pela Companhia. (Inclusive das versões de bolso, que se tornaram onipresentes nas livrarias.) A importância das ideias de Freud, para o século XX, é inquestionável. Isso não significa, contudo, que, como autor, ele seja "acessível". Os três primeiros volumes da coleção nova, cronologicamente, não correspondem aos primeiros escritos de Freud. O que talvez crie a sensação, no leitor, de — como se diz na gíria — "pegar o bonde andando". "Além do Princípio do Prazer" (no volume de cor verde), por exemplo, é um texto de 1920, quando A Interpretação dos Sonhos, a obra inaugural da psicanálise, é de 1900. Ou seja, duas décadas separam um texto fundador de outro, exigindo, do leitor brasileiro, um conhecimento mínimo dos conceitos psicanalíticos. "Introdução ao Narcisismo" (no volume de cor vermelha) está um pouco mais próximo das "definições" (é de 1914), mas, mesmo assim, soa árido para leitores desacostumados. O volume azul, com nenhum título muito conhecido, talvez deva ser escolhido primeiro, afinal "Princípios Básicos da Psicanálise" está nele, e resume bem as principais conquistas até 1913 (em menos de dez páginas). A exemplo da diferença entre textos "exotéricos" e "esotéricos" na Grécia antiga, Freud não parecia muito preocupado com o público leigo e escrevia para médicos iniciados. As belas edições da Companhia das Letras, naturalmente, não devem ser culpadas por isso. Mas talvez esta tradução acrescente uma nova dificuldade. "Ego" cedeu lugar a "Eu" (com "e" maiúsculo); "recalque" virou "repressão"; e "pulsão", agora, é "instinto" (entre outras mudanças). Algo que, inicialmente, pode facilitar a compreensão das novas gerações, mas que, certamente, vai irritar quem praticamente se formou com expressões como "ego, id e super-ego" (agora, "Eu, id e Super-Eu"?). Freud, com a convivência, torna-se menos difícil do que parece a princípio, contudo inovações no vocabulário nem sempre são bem-vindas, ainda mais depois de uma reforma ortográfica.
>>> O Caso Schreber Artigos Sobre Tecnica E Outros Textos (1911-1913) | Ensaios De Metapsicologia E Outros Textos (1914-1916) | O Homem Dos Lobos (1917-1920)
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. O Brasil na capa da Economist (Imprensa)
02. O Estilo 80/20, de Richard Koch (Além do Mais)
03. Mucha Mierda (Música)
04. Tell me all about it (Além do Mais)
05. Vivo e leve (Música)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/5/2010
12h32min
A diferença entre Domínio Público e domínio DO público é uma discussão que tem dado pano para mangas em vários tribunais do mundo. Se uma obra passa a pertencer ao ESTADO, após 70 anos da morte do Autor, sem haver herdeiros ou sucessores reclamantes, caberá ao país de origem do autor preservar e zelar pela sua obra. Portanto, é Domínio Público (do Estado) e não DO público. Sim, é lei internacional aceita em vários países, e toda LEI pode ser contestada, debatida em Tribunais, é um direito. E este direito já foi jurisprudência em favor do Estado, pois não é o povo o verdadeiro mantenedor da obra. Segundo a própria lei, foi a decisão naquela instância. Opiniões vêm e vão. As leis também.
[Leia outros Comentários de Celito Medeiros]
14/5/2010
21h38min
Julio, acho que você está equivocado quando diz: "A exemplo da diferença entre textos 'exotéricos' e 'esotéricos' na Grécia antiga, Freud não parecia muito preocupado com o público leigo e escrevia para médicos iniciados". Pelo contrário, Freud ganhou inclusive um prêmio de literatura pela qualidade de sua escrita que na grande maioria dos textos apresenta a teoria psicanalítica de maneira clara para qualquer leitor. Um abraço!
[Leia outros Comentários de Lucas Nápoli]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Surrealismo Português e Teixeira de Pascoaes
António Cândido Franco
Escrituras
(2013)



Madeleine Castaing: Mécène À Montparnasse, Décoratrice À Saint Ge
Jean Noel Liaut
Payot
(2008)



Construindo a Memória do Futuro. uma Análise da Fundação do Mam
Sabrina Marques Parracho Santanna
Fgv
(2011)



Cuentos de Canterbyry
Geoffrey Chaucer
Bruguera
(1969)



A Democratização dos Tribunais Penais: Participação Popular
Revista de Processo, Nº 52 - Ano 13
Revista dos Tribunais
(1988)



Fotografia Odontologica
Marco a Masiololi
Ni
(2005)



In Search of Deep Throat: the Greatest Political Mystery of Our Time
Leonard Garment
Basic Books (eua)
(2000)



Quase Esquecidos: Eles ainda estão entre nós
Hiran Eduardo Murback
Soul
(2018)



Química 1 na Abordagem do Cotidiano - Modernaplus
Tito/canto
Modernaplus
(2010)



Tudo Sobre Meninos para Meninas!
Cláudia Felício
Planeta Jovem
(2006)





busca | avançada
81347 visitas/dia
2,7 milhões/mês